Osvaldo Queiroz
Avançar manualmente
Música: Chopin
(Arthur Rubinstein)
Nascido em 10 de setembro de 1950 no município
de Aparecida do Taboado-MS.
Filho de Oswaldo Bernardes, político de prestíg...
Fotografia: Ben Goossens
Verdad
eiro
Há em cada canto
um sonho
em cada um deles
uma doce utopia
de fantasia desnuda
no des...
Pintura: Winslow Homer
Santiago
de CubaYo vivi caminando por la vida
como se esta fuesse una calle sola
? el camino que va...
Páginas das
andanças
rastro de
loucura
dias de
mudanças
longas
alucinações
deuses que se
chocam
mundos que
mutam
trapos qu...
NewYork
NewYork
Desci
pela escada do shopping
day
encontrei um rato
no prato
do moço louco
doido para sair de casa
se mand...
Transpa
rênciaNa lira dos vinte anos
os enganos
suspiros de doce agonia
Ânsia de viver tanto
no entanto prevalecia
Formado...
Desil
usão
Pensando que era dia
a negra noite sobrepôs
a névoa lenta denuncia
a vinda de outro horror
Ao mesmo tempo que s...
Flores
Flores, flores, flores
sois os únicos amores
que nunca deixei de amar
Faça chuva faça sol
com vosso esplendor
lá vê...
Dorme pequenino mundo meu
dorme que outro dia irá chegar
amanhã – quem sabe
a gente seja feliz um pouco mais
Somos pequeno...
Ante a LuaAnte a lua
o tempo
Antes de ti
meu viver
Longe do vento
o segredo acalanta o medo
A alma anuncia
a renúncia
A lu...
Fotografia: Jason Friesen
Coragem
A chama invade
o clamor
do amor que no peito
bateu
ressoa nos vales
nas noites
nos bares...
Fotografia: Ben Goossens
Fotografia
Revi por esta janela
aquela vontade de existir
conceitos – mimos e seqüelas
nada que s...
Fotografia: Ben Goossens
Happy Birthday
to me
Mirando o fogo
me aqueço todo
morro de medo
no mês de agosto
como se fosse
c...
Verdadeiro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Verdadeiro

182 visualizações

Publicada em

Livro de Poesia de Osvaldo Queiroz.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
182
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Verdadeiro

  1. 1. Osvaldo Queiroz Avançar manualmente Música: Chopin (Arthur Rubinstein)
  2. 2. Nascido em 10 de setembro de 1950 no município de Aparecida do Taboado-MS. Filho de Oswaldo Bernardes, político de prestígio regional e de Francisca Queiroz, esta de família tradicional e de grande expressão na vida do esposo. Começa a escrever na adolescência, no Colégio Americano de Lins. Estuda arquitetura no Rio de Janeiro, mas parte para a Europa antes de concluir o curso, se aloja em Paris no final dos anos 70. Vai a Nova York pela primeira vez em 1981 e visita Los Angeles. Mora por dez anos em Aparecida do Taboado, na Fazenda Santa Maria. Colabora com o jornal “Bolsão em Notícias”, em uma coluna de assuntos variados com o pseudônimo OSQueiroz. Mora em São Paulo, São José do Rio Preto e Campo Grande. Visita Londres, Espanha, Marrocos, Portugal, Irlanda e Cuba. No final de 1998 decide morar em Nova York, de onde retorna em 2000. Mora em Ilhabela, próximo ao mar, para realizar o sonho de escrever e publicar seus poemas.
  3. 3. Fotografia: Ben Goossens Verdad eiro Há em cada canto um sonho em cada um deles uma doce utopia de fantasia desnuda no desejo de lembrança oposta Há em cada sujeito uma revelia um passo falso falsa fantasia em bailado intenso sem algum intuito Há uma loucura acesa em cada sentinela aquela atenção interna no tardar da noite um tornar constante pra fitar o nada Há em cada qual de nós um interior obscuro um desejar maduro um querer latente uma fantasia que nos represente e desnude pra sempre nossa revelia
  4. 4. Pintura: Winslow Homer Santiago de CubaYo vivi caminando por la vida como se esta fuesse una calle sola ? el camino que va donde? - por la calle donde la vida se esconde La gente que passa por este camino van y viene no se donde mas se que toda esa gente sabe mas que yo sobre la muerte Los niños caminan a saltos las mujeres com sus modales e com furores los hombres como yo no solo caminan como mueren por entre los montes La calle de piedras oscuras a la noche brillam como brillantes por el dia son negras como negros eran los ancestros que llegaran aqui antes
  5. 5. Páginas das andanças rastro de loucura dias de mudanças longas alucinações deuses que se chocam mundos que mutam trapos que se encolhemFotografia: Ben Goossens
  6. 6. NewYork NewYork Desci pela escada do shopping day encontrei um rato no prato do moço louco doido para sair de casa se mandar pros bares debruçar nas bordas dos copos vazios e soprar as ondas dos mares d onde estou Fotografia: Arnold Pouteau
  7. 7. Transpa rênciaNa lira dos vinte anos os enganos suspiros de doce agonia Ânsia de viver tanto no entanto prevalecia Formado por todos enganos o tempo em sintonia Acordes e tempestades de loucas manias A loucura acesa acessa toda revelia Sublime labirinto do gosto de viver recordando belos dias Na lira da eternidade vão tolas vaidades de frustradas fantasias Fotografia: Ben Goossens
  8. 8. Desil usão Pensando que era dia a negra noite sobrepôs a névoa lenta denuncia a vinda de outro horror Ao mesmo tempo que sorrio as pálpebras fecham pro depois não há mais nada que anime o meu – o teu – nós dois Um caminhar por entre pedras sentencia a dor de solidão envolta em trevas como se houvesse métodos para desobscurecer o ato desse amor Não há mais tempo de espera para o que não há depois você caminha pela relva me olha como quem dissera adeus – louco provedor E eu no coito dessa esfera estarreço no tempo minha espera olhando para outra flor Fotografia: Ben Goossens
  9. 9. Flores Flores, flores, flores sois os únicos amores que nunca deixei de amar Faça chuva faça sol com vosso esplendor lá vêm vós trazer amor Lancem pétalas contra a guerra pois nem mesmo quem erra deixa de te amar Seja vermelha ou amarela sois vós todas aquelas que um dia me fizeram sonhar Fotografia: Marl
  10. 10. Dorme pequenino mundo meu dorme que outro dia irá chegar amanhã – quem sabe a gente seja feliz um pouco mais Somos pequenos animais sonhando entre a multidão a cada dia que passa vemos mais mutilações assim vivemos de medo com medo da própria ilusão Fotografia: Ben Goossens
  11. 11. Ante a LuaAnte a lua o tempo Antes de ti meu viver Longe do vento o segredo acalanta o medo A alma anuncia a renúncia A luta que é ser Tudo parece mentira toda verdade que a mentira tem Por hora, a mesma mentira Nada reflete em si ou em alguém Aquém de mim o senso como sendo meu único vento Meu Norte Meu bem Fotografia: Ben Goossens
  12. 12. Fotografia: Jason Friesen Coragem A chama invade o clamor do amor que no peito bateu ressoa nos vales nas noites nos bares são tempos ateus O medo reluta em minh alma e afaga esse imenso querer O tempo o vento anuncia por mais que incomode me toma de volta eu digo – bom dia!
  13. 13. Fotografia: Ben Goossens Fotografia Revi por esta janela aquela vontade de existir conceitos – mimos e seqüelas nada que seja ruim Assim nessa singeleza naquela imagem refletida revendo cartas e fotografias refiz o tempo que vivi Vivendo os mesmos deleites na calçada diante de mim caminhantes – caminhando quem sabe só – a se iludir Lutei uma vida toda por causas distantes daqui voltei para rever os conceitos da janela de onde te vi
  14. 14. Fotografia: Ben Goossens Happy Birthday to me Mirando o fogo me aqueço todo morro de medo no mês de agosto como se fosse cachorro louco latindo solto querendo osso Ainda moço ... pensava ser tão poderoso! Quando me lembro chega setembro fico mais velho – nunca por dentro conservador – penso que sou de astral eterno querendo sempre alguém por perto virginiando meu inferno.

×