SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
CAP. 2 - CENTROS DE FORÇA
 No perispírito, o sistema nervoso liga-se
através dos plexos e gânglios, a uma série de
centros de força, denominados chacras,..
Devemos aqui dizer mais algumas palavras, tendo
em vista sua importância para o trabalho dos
passes,.
Antes, porém, estudemos alguns rápidos conceitos
doutrinários a respeito da Energia.
CAP. 2 - CENTROS DE FORÇA
CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
Há energias de diversos aspectos que circulam no Cosmo, alimentando a
vida de todos os seres, as quais têm várias origens:
a Terra, o Sol, o espaço infinito, os seres espirituais...
Todas elas têm
características, vibrações,
ondulações e
cores diferentes.
CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
As que vêm do Sol são sete e correspondem às cores do espectro solar,
que o arco-íris reflete nas suas deslumbrantes e poéticas
apresentações.
As energias da Terra são primárias, violentas; vêm do centro do globo e
têm o nome, na literatura oriental, de fogo serpentino, kundalini, e as
chamaremos aqui de Força Primária.
CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
As que vêm dos espaços infinitos são inúmeras, dentre as quais se
podem citar o “prana”, a eletricidade, os raios cósmicos o magnetismo,
etc., energias estas que o homem absorve pela alimentação, pela
respiração e pelos centros de força.
CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
Na filosofia vedanta , prana
é a noção da força de
sustentação dos seres vivos,
a energia vital.
CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
O corpo humano é composto de 64% de solução salina chamada na
medicina de "soro fisiológico" que é um bom condutor de eletricidade.
A solução salina é chamada na eletrotécnica de "solução eletrolítica"
que em contato com as células nervosas, gera bioeletricidade química
CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
Os raios cósmicos são núcleos altamente energéticos que
atravessam o nosso universo.
CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
O pesquisador, Franz Anton Mesmer, médico e magnetizador
germânico, demonstrou em seus estudos a existência
do magnetismo animal, também conhecido como fluido vital,
descrito por ele como uma condição específica da vibração -
movimento de um ponto que move-se alternadamente em volta de
um elemento de referência – do fluido universal.Allan Kardec,
codificador da Doutrina Espírita, define este fluido como a energia
essencial primordial, que seria a fonte de tudo que existe no Cosmos.
Todas essas formas de energia fluem através dos corpos vivos,
alimentando suas atividades individuais.
Portanto, resumindo, verificamos que o homem encarnado se
nutre de:
a) alimentos sólidos e líquidos, que absorve pelo sistema digestório;
b) ar atmosférico, que absorve pelo sistema respiratório e pela pele;
c) energias espirituais (fluidos e raios cósmicos) que absorve pelos
centros de força.
CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
CAP. 2 – ITEM 2 – CENTROS DE FORÇA
Centros de Força ou Rodas são
acumuladores e distribuidores de força
espiritual, situados no corpo etéreo (1)
pelos quais transitam os fluidos
energéticos de uns para outros dos
envoltórios exteriores do Espírito
encarnado.
No homem comum, o centro de força se
apresenta como um círculo de mais ou
menos 5 centímetros de diâmetro, quase
sem brilho; porém, no homem espiritual, é
quase sempre um vórtice luminoso e
refulgente.
(1) Também conhecido como duplo etérico, que é formado por emanações
neuropsíquicas do corpo físico, de onde emana o ectoplasma.
Quanto mais ativo ou desenvolvido for
o centro de força, maior capacidade
de energia ele comporta e, portanto,
maiores possibilidades oferece em
relação ao emprego dessa mesma
energia,
e como as faculdades psíquicas são
afetadas e estão, em grande parte,
subordinadas ao funcionamento dos
centros de força, compreende-se que
o maior desenvolvimento de um deles
acarreta o desenvolvimento da
faculdade psíquica correspondente e
vice-versa.
CAP. 2 – ITEM 2 – CENTROS DE FORÇA
Os centros de força principais no perispírito se localizam em regiões
anatômicas correspondentes aos plexos do corpo orgânico. Para melhor
compreensão do assunto, damos um mapa dessa colocação e respectiva
nomenclatura.
1 – Chakra Básico
2 – Chakra Esplênico
3 – Chakra Gástrico
4 – Chakra Cardíaco
5– Chakra Laríngeo
6 – Chakra Frontal
7 – Chakra Coronário
CAP. 2 – ITEM 2 – CENTROS DE FORÇA
ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
CORONÁRIO:
Órgão de ligação com o
mundo espiritual; serve ao
Espírito para influir sobre os
demais centros de força;
influi sobre o
desenvolvimento mediúnico
por sua ligação com a
epífise. A reativação dá
continuidade de
consciência no sono e nos
desdobramentos. Cores
básicas: branco e dourado.
ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
ITEM 4 - O CORPO ETÉREO
O corpo etéreo é composto de
eflúvios vitais, na sua maior parte
emanados do neuropsiquismo do
corpo denso, e assegura a ligação
entre o perispírito e este do qual,
aliás, faz parte, como se fosse um
prolongamento.
Esse corpo etéreo desintegra-se
de 30 a 40 dias após a morte do
corpo físico.
Os centros de força, ao contrário, são estações de força espiritual ou fluídica
no perispírito e no corpo etéreo; formam um campo eletromagnético utilizado
pelo Espírito e funcionam em plena ligação com os plexos do corpo material.
ITEM 4 - O CORPO ETÉREO
ITEM 5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS
As energias que fluem pelos centros de força possuem uma determinada
medida de onda e determinada cor; movem-se, não em linha reta, como
as ondas de luz, mas por ondulações.
Segundo as influências que exercem, os centros de força possuem
cores diferentes, predominando, em cada um deles, aquela que
corresponde à sua natureza e atividade fundamental.
Alimentação sóbria,
abstenção de tóxicos e
outros fatores, influem
sobremodo no trânsito livre e
desembaraçado das energias
pelo binômio centro
de força-plexo; isto é muito
importante para aqueles que
dão passes e que
necessitam manter sempre
suas próprias forças em
perfeito ritmo e
capacidade.
ITEM 5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS
Cada centro de força, despertando,
aumenta as possibilidades dos
sentidos físicos e espirituais, como
também de faculdades psíquicas ou
mediúnicas; cada um que desperta ou
se desenvolve torna o Espírito capaz
de perceber novas ordens de
vibrações.
Podemos resumir tudo para dizer: que
o corpo humano é um universo
em miniatura, de fundo
essencialmente dinâmico, formado de
energia condensada em células vivas
e inteligentes, agrupadas em colônias
de hierarquias vibratórias diferentes,
ITEM 5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS
Por isso é que em todos os casos de predominância espiritual
(exteriorizações espontâneas, misticismo, hipersensibilidade
congênita, mediunidade etc.) o primeiro setor do organismo a
manifestar irregularidades ou perturbações é o nervoso,
Nestes casos, é necessário e urgente reduzir a atividade espiritual
ou elevar o padrão vibratório do corpo físico, pela purificação; mas
este é assunto que escapa à natureza e às limitações deste nosso
trabalho.
ITEM 5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS
PRÓXIMA AULA.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispiritoduadv
 
magnetismo-fluidos e perispirito
magnetismo-fluidos e perispiritomagnetismo-fluidos e perispirito
magnetismo-fluidos e perispiritocarlos freire
 
Curso Passe - Editora Auta de Souza
Curso Passe - Editora Auta de SouzaCurso Passe - Editora Auta de Souza
Curso Passe - Editora Auta de Souzahamletcrs
 
Apostila do Curso de Passe 2014
Apostila do Curso de Passe 2014Apostila do Curso de Passe 2014
Apostila do Curso de Passe 2014Edna Costa
 
Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!Leonardo Pereira
 
Magnetismo-fluidos e Perispírito - Rosana De Rosa
Magnetismo-fluidos e Perispírito - Rosana De RosaMagnetismo-fluidos e Perispírito - Rosana De Rosa
Magnetismo-fluidos e Perispírito - Rosana De RosaRosana De Rosa
 
Centros Vitais - Magnetismo Humano
Centros Vitais - Magnetismo Humano Centros Vitais - Magnetismo Humano
Centros Vitais - Magnetismo Humano Wagner Marques
 
Slide perispírito
Slide  perispíritoSlide  perispírito
Slide perispíritobonattinho
 
O Passe Magnético - seminário
O Passe Magnético - seminárioO Passe Magnético - seminário
O Passe Magnético - semináriohome
 
Centros de força.pptx
Centros de força.pptxCentros de força.pptx
Centros de força.pptxMarta Gomes
 
Curso de Passe - Módulo 1
Curso de Passe - Módulo 1Curso de Passe - Módulo 1
Curso de Passe - Módulo 1Edna Costa
 
Ondas e Percepções
Ondas e PercepçõesOndas e Percepções
Ondas e Percepçõeshamletcrs
 
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1Daniel de Melo
 
A comunicacao mediunica-eduardo_w
A comunicacao mediunica-eduardo_wA comunicacao mediunica-eduardo_w
A comunicacao mediunica-eduardo_wcarlos freire
 

Mais procurados (20)

Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
 
O passe espirita
O passe espiritaO passe espirita
O passe espirita
 
O PASSE
O PASSEO PASSE
O PASSE
 
Ideoplastia
IdeoplastiaIdeoplastia
Ideoplastia
 
magnetismo-fluidos e perispirito
magnetismo-fluidos e perispiritomagnetismo-fluidos e perispirito
magnetismo-fluidos e perispirito
 
Curso Passe - Editora Auta de Souza
Curso Passe - Editora Auta de SouzaCurso Passe - Editora Auta de Souza
Curso Passe - Editora Auta de Souza
 
Apostila do Curso de Passe 2014
Apostila do Curso de Passe 2014Apostila do Curso de Passe 2014
Apostila do Curso de Passe 2014
 
Evangeliza - Passe
Evangeliza - PasseEvangeliza - Passe
Evangeliza - Passe
 
Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!
 
Magnetismo-fluidos e Perispírito - Rosana De Rosa
Magnetismo-fluidos e Perispírito - Rosana De RosaMagnetismo-fluidos e Perispírito - Rosana De Rosa
Magnetismo-fluidos e Perispírito - Rosana De Rosa
 
Centros Vitais - Magnetismo Humano
Centros Vitais - Magnetismo Humano Centros Vitais - Magnetismo Humano
Centros Vitais - Magnetismo Humano
 
Slide perispírito
Slide  perispíritoSlide  perispírito
Slide perispírito
 
centros de força
centros de forçacentros de força
centros de força
 
O Passe Magnético - seminário
O Passe Magnético - seminárioO Passe Magnético - seminário
O Passe Magnético - seminário
 
Centros de força.pptx
Centros de força.pptxCentros de força.pptx
Centros de força.pptx
 
Curso de Passe - Módulo 1
Curso de Passe - Módulo 1Curso de Passe - Módulo 1
Curso de Passe - Módulo 1
 
Ondas e Percepções
Ondas e PercepçõesOndas e Percepções
Ondas e Percepções
 
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
 
A comunicacao mediunica-eduardo_w
A comunicacao mediunica-eduardo_wA comunicacao mediunica-eduardo_w
A comunicacao mediunica-eduardo_w
 
Terapia pelos Passes - Seminário
Terapia pelos Passes - SeminárioTerapia pelos Passes - Seminário
Terapia pelos Passes - Seminário
 

Destaque

Epífise ou Glândula Pineal
Epífise ou Glândula PinealEpífise ou Glândula Pineal
Epífise ou Glândula PinealWilma Badan C.G.
 
27 a epifise e o mecanismo da comunicação mediunica
27 a epifise e o mecanismo da comunicação mediunica27 a epifise e o mecanismo da comunicação mediunica
27 a epifise e o mecanismo da comunicação mediunicaAntonio SSantos
 
Quarto Módulo - 6ª aula - Glandula pineal
Quarto Módulo - 6ª aula - Glandula pinealQuarto Módulo - 6ª aula - Glandula pineal
Quarto Módulo - 6ª aula - Glandula pinealCeiClarencio
 
Aula 6 Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
Aula 6   Mecanismo das Comunicações MediúnicasAula 6   Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
Aula 6 Mecanismo das Comunicações MediúnicasEHMANA
 
2013 cem - natureza das comunicações - parte a - 3a aula - final
2013   cem - natureza das comunicações  - parte a - 3a aula - final2013   cem - natureza das comunicações  - parte a - 3a aula - final
2013 cem - natureza das comunicações - parte a - 3a aula - finalArtomy Jado
 
Antonio rodrigues-os-graficos-em-radiestesia-140331132402-phpapp01
Antonio rodrigues-os-graficos-em-radiestesia-140331132402-phpapp01Antonio rodrigues-os-graficos-em-radiestesia-140331132402-phpapp01
Antonio rodrigues-os-graficos-em-radiestesia-140331132402-phpapp01Jorge Gulherme Hissa Haddad
 
Prova científica da aura e seu campo energético.
Prova científica da aura e seu campo energético.Prova científica da aura e seu campo energético.
Prova científica da aura e seu campo energético.Claudio Duarte Sá
 
Os centros de força e a pineal
Os centros de força e a pinealOs centros de força e a pineal
Os centros de força e a pinealGraça Maciel
 

Destaque (11)

Epífise ou Glândula Pineal
Epífise ou Glândula PinealEpífise ou Glândula Pineal
Epífise ou Glândula Pineal
 
27 a epifise e o mecanismo da comunicação mediunica
27 a epifise e o mecanismo da comunicação mediunica27 a epifise e o mecanismo da comunicação mediunica
27 a epifise e o mecanismo da comunicação mediunica
 
Quarto Módulo - 6ª aula - Glandula pineal
Quarto Módulo - 6ª aula - Glandula pinealQuarto Módulo - 6ª aula - Glandula pineal
Quarto Módulo - 6ª aula - Glandula pineal
 
Os Centros de Força e a Pineal
Os Centros de Força e a PinealOs Centros de Força e a Pineal
Os Centros de Força e a Pineal
 
Aula 6 Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
Aula 6   Mecanismo das Comunicações MediúnicasAula 6   Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
Aula 6 Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
 
2013 cem - natureza das comunicações - parte a - 3a aula - final
2013   cem - natureza das comunicações  - parte a - 3a aula - final2013   cem - natureza das comunicações  - parte a - 3a aula - final
2013 cem - natureza das comunicações - parte a - 3a aula - final
 
123268735 curso-de-radiestesia-y-radionica
123268735 curso-de-radiestesia-y-radionica123268735 curso-de-radiestesia-y-radionica
123268735 curso-de-radiestesia-y-radionica
 
Antonio rodrigues-os-graficos-em-radiestesia-140331132402-phpapp01
Antonio rodrigues-os-graficos-em-radiestesia-140331132402-phpapp01Antonio rodrigues-os-graficos-em-radiestesia-140331132402-phpapp01
Antonio rodrigues-os-graficos-em-radiestesia-140331132402-phpapp01
 
Prova científica da aura e seu campo energético.
Prova científica da aura e seu campo energético.Prova científica da aura e seu campo energético.
Prova científica da aura e seu campo energético.
 
Os centros de força e a pineal
Os centros de força e a pinealOs centros de força e a pineal
Os centros de força e a pineal
 
As leis de hermes
As leis de hermesAs leis de hermes
As leis de hermes
 

Semelhante a Aula 2 CENTROS DE FORÇA

Parte iii fluxo energético - revisado
Parte iii   fluxo energético - revisadoParte iii   fluxo energético - revisado
Parte iii fluxo energético - revisadoLívia Maria Pereira
 
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúdeOs sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúdeMarcel Jefferson Gonçalves
 
Ame sorocaba-estudo-de-passe-2017-10-e-11a-aula-cap-7-e-8-corpos-sutis-corpo-...
Ame sorocaba-estudo-de-passe-2017-10-e-11a-aula-cap-7-e-8-corpos-sutis-corpo-...Ame sorocaba-estudo-de-passe-2017-10-e-11a-aula-cap-7-e-8-corpos-sutis-corpo-...
Ame sorocaba-estudo-de-passe-2017-10-e-11a-aula-cap-7-e-8-corpos-sutis-corpo-...Anderson da Cunha
 

Semelhante a Aula 2 CENTROS DE FORÇA (20)

Chacras Parte III
Chacras   Parte IIIChacras   Parte III
Chacras Parte III
 
Chacras Parte IV
Chacras   Parte IVChacras   Parte IV
Chacras Parte IV
 
Chacras parte iv
Chacras   parte ivChacras   parte iv
Chacras parte iv
 
Parte iii fluxo energético - revisado
Parte iii   fluxo energético - revisadoParte iii   fluxo energético - revisado
Parte iii fluxo energético - revisado
 
Os chakras
Os chakrasOs chakras
Os chakras
 
02 apostila [2]..
02 apostila [2]..02 apostila [2]..
02 apostila [2]..
 
62200067 palestra-de-chakras
62200067 palestra-de-chakras62200067 palestra-de-chakras
62200067 palestra-de-chakras
 
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 02 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 02 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 02 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 02 doc
 
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 02 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 02 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 02 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 02 doc
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 02 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 02 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 02 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 02 doc
 
Duplo Etérico
Duplo EtéricoDuplo Etérico
Duplo Etérico
 
Cm 21 - cérebro espiritual
Cm  21 - cérebro espiritualCm  21 - cérebro espiritual
Cm 21 - cérebro espiritual
 
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúdeOs sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
 
Ame sorocaba-estudo-de-passe-2017-10-e-11a-aula-cap-7-e-8-corpos-sutis-corpo-...
Ame sorocaba-estudo-de-passe-2017-10-e-11a-aula-cap-7-e-8-corpos-sutis-corpo-...Ame sorocaba-estudo-de-passe-2017-10-e-11a-aula-cap-7-e-8-corpos-sutis-corpo-...
Ame sorocaba-estudo-de-passe-2017-10-e-11a-aula-cap-7-e-8-corpos-sutis-corpo-...
 
( Espiritismo) apostila de chacras e mediunidade(1)
( Espiritismo)   apostila de chacras e mediunidade(1)( Espiritismo)   apostila de chacras e mediunidade(1)
( Espiritismo) apostila de chacras e mediunidade(1)
 
( Espiritismo) apostila de chacras e mediunidade
( Espiritismo)   apostila de chacras e mediunidade( Espiritismo)   apostila de chacras e mediunidade
( Espiritismo) apostila de chacras e mediunidade
 
( Espiritismo) chacras(1)
( Espiritismo)   chacras(1)( Espiritismo)   chacras(1)
( Espiritismo) chacras(1)
 
( Espiritismo) chacras
( Espiritismo)   chacras( Espiritismo)   chacras
( Espiritismo) chacras
 
Chacras Parte II
Chacras   Parte IIChacras   Parte II
Chacras Parte II
 
Apostilachacras
ApostilachacrasApostilachacras
Apostilachacras
 

Último

A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfSUELLENBALTARDELEU
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 

Último (14)

A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 

Aula 2 CENTROS DE FORÇA

  • 1.
  • 2. CAP. 2 - CENTROS DE FORÇA  No perispírito, o sistema nervoso liga-se através dos plexos e gânglios, a uma série de centros de força, denominados chacras,..
  • 3. Devemos aqui dizer mais algumas palavras, tendo em vista sua importância para o trabalho dos passes,. Antes, porém, estudemos alguns rápidos conceitos doutrinários a respeito da Energia. CAP. 2 - CENTROS DE FORÇA
  • 4. CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA Há energias de diversos aspectos que circulam no Cosmo, alimentando a vida de todos os seres, as quais têm várias origens: a Terra, o Sol, o espaço infinito, os seres espirituais... Todas elas têm características, vibrações, ondulações e cores diferentes.
  • 5. CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA As que vêm do Sol são sete e correspondem às cores do espectro solar, que o arco-íris reflete nas suas deslumbrantes e poéticas apresentações.
  • 6. As energias da Terra são primárias, violentas; vêm do centro do globo e têm o nome, na literatura oriental, de fogo serpentino, kundalini, e as chamaremos aqui de Força Primária. CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
  • 7. As que vêm dos espaços infinitos são inúmeras, dentre as quais se podem citar o “prana”, a eletricidade, os raios cósmicos o magnetismo, etc., energias estas que o homem absorve pela alimentação, pela respiração e pelos centros de força. CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA Na filosofia vedanta , prana é a noção da força de sustentação dos seres vivos, a energia vital.
  • 8. CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA O corpo humano é composto de 64% de solução salina chamada na medicina de "soro fisiológico" que é um bom condutor de eletricidade. A solução salina é chamada na eletrotécnica de "solução eletrolítica" que em contato com as células nervosas, gera bioeletricidade química
  • 9. CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA Os raios cósmicos são núcleos altamente energéticos que atravessam o nosso universo.
  • 10. CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA O pesquisador, Franz Anton Mesmer, médico e magnetizador germânico, demonstrou em seus estudos a existência do magnetismo animal, também conhecido como fluido vital, descrito por ele como uma condição específica da vibração - movimento de um ponto que move-se alternadamente em volta de um elemento de referência – do fluido universal.Allan Kardec, codificador da Doutrina Espírita, define este fluido como a energia essencial primordial, que seria a fonte de tudo que existe no Cosmos.
  • 11. Todas essas formas de energia fluem através dos corpos vivos, alimentando suas atividades individuais. Portanto, resumindo, verificamos que o homem encarnado se nutre de: a) alimentos sólidos e líquidos, que absorve pelo sistema digestório; b) ar atmosférico, que absorve pelo sistema respiratório e pela pele; c) energias espirituais (fluidos e raios cósmicos) que absorve pelos centros de força. CAP. 2 – ITEM 1 – FORMAS DE ENERGIA
  • 12. CAP. 2 – ITEM 2 – CENTROS DE FORÇA Centros de Força ou Rodas são acumuladores e distribuidores de força espiritual, situados no corpo etéreo (1) pelos quais transitam os fluidos energéticos de uns para outros dos envoltórios exteriores do Espírito encarnado. No homem comum, o centro de força se apresenta como um círculo de mais ou menos 5 centímetros de diâmetro, quase sem brilho; porém, no homem espiritual, é quase sempre um vórtice luminoso e refulgente. (1) Também conhecido como duplo etérico, que é formado por emanações neuropsíquicas do corpo físico, de onde emana o ectoplasma.
  • 13. Quanto mais ativo ou desenvolvido for o centro de força, maior capacidade de energia ele comporta e, portanto, maiores possibilidades oferece em relação ao emprego dessa mesma energia, e como as faculdades psíquicas são afetadas e estão, em grande parte, subordinadas ao funcionamento dos centros de força, compreende-se que o maior desenvolvimento de um deles acarreta o desenvolvimento da faculdade psíquica correspondente e vice-versa. CAP. 2 – ITEM 2 – CENTROS DE FORÇA
  • 14. Os centros de força principais no perispírito se localizam em regiões anatômicas correspondentes aos plexos do corpo orgânico. Para melhor compreensão do assunto, damos um mapa dessa colocação e respectiva nomenclatura. 1 – Chakra Básico 2 – Chakra Esplênico 3 – Chakra Gástrico 4 – Chakra Cardíaco 5– Chakra Laríngeo 6 – Chakra Frontal 7 – Chakra Coronário CAP. 2 – ITEM 2 – CENTROS DE FORÇA
  • 15. ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
  • 16. ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
  • 17. ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
  • 18. ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
  • 19. ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
  • 20. ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
  • 21. ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
  • 22. CORONÁRIO: Órgão de ligação com o mundo espiritual; serve ao Espírito para influir sobre os demais centros de força; influi sobre o desenvolvimento mediúnico por sua ligação com a epífise. A reativação dá continuidade de consciência no sono e nos desdobramentos. Cores básicas: branco e dourado. ITEM 3 - FUNÇÕES DOS CENTROS DE FORÇA
  • 23. ITEM 4 - O CORPO ETÉREO O corpo etéreo é composto de eflúvios vitais, na sua maior parte emanados do neuropsiquismo do corpo denso, e assegura a ligação entre o perispírito e este do qual, aliás, faz parte, como se fosse um prolongamento. Esse corpo etéreo desintegra-se de 30 a 40 dias após a morte do corpo físico.
  • 24. Os centros de força, ao contrário, são estações de força espiritual ou fluídica no perispírito e no corpo etéreo; formam um campo eletromagnético utilizado pelo Espírito e funcionam em plena ligação com os plexos do corpo material. ITEM 4 - O CORPO ETÉREO
  • 25. ITEM 5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS As energias que fluem pelos centros de força possuem uma determinada medida de onda e determinada cor; movem-se, não em linha reta, como as ondas de luz, mas por ondulações. Segundo as influências que exercem, os centros de força possuem cores diferentes, predominando, em cada um deles, aquela que corresponde à sua natureza e atividade fundamental.
  • 26. Alimentação sóbria, abstenção de tóxicos e outros fatores, influem sobremodo no trânsito livre e desembaraçado das energias pelo binômio centro de força-plexo; isto é muito importante para aqueles que dão passes e que necessitam manter sempre suas próprias forças em perfeito ritmo e capacidade. ITEM 5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS
  • 27. Cada centro de força, despertando, aumenta as possibilidades dos sentidos físicos e espirituais, como também de faculdades psíquicas ou mediúnicas; cada um que desperta ou se desenvolve torna o Espírito capaz de perceber novas ordens de vibrações. Podemos resumir tudo para dizer: que o corpo humano é um universo em miniatura, de fundo essencialmente dinâmico, formado de energia condensada em células vivas e inteligentes, agrupadas em colônias de hierarquias vibratórias diferentes, ITEM 5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS
  • 28. Por isso é que em todos os casos de predominância espiritual (exteriorizações espontâneas, misticismo, hipersensibilidade congênita, mediunidade etc.) o primeiro setor do organismo a manifestar irregularidades ou perturbações é o nervoso, Nestes casos, é necessário e urgente reduzir a atividade espiritual ou elevar o padrão vibratório do corpo físico, pela purificação; mas este é assunto que escapa à natureza e às limitações deste nosso trabalho. ITEM 5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS