Aula 02 principais artes de pesca

2.893 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.893
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
83
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 02 principais artes de pesca

  1. 1. FUNDAMENTOS DA CIÊNCIA PESQUEIRA Aula 02: Principais Artes de PescaIdentificar os principais tipos e métodos de pesca realizadosno mundo pela classificação da FAO- ISSCFG; João Vicente Mendes Santana
  2. 2. ARTES DE PESCAFAO – Organização das Nações Unidas para Agricultura eAlimentaçãoCódigo de Conduta para a Pesca Responsávelestabelece princípios e normas internacionais para a aplicação de práticasresponsáveis com vistas a assegurar a conservação e a gestão dos recursos vivosaquáticos, respeitando o ecossistema e a biodiversidade.Esse Código é voluntario, apesar de algumas partes estarem baseadas em normaspertinentes do direito internacional, incluídas aquelas mostradas de maneira clarana Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, de 10 de dezembro de1982.A criação do Código de Pesca Responsável permitiu observar o interesse dospescadores, técnicos, armadores e empresários para conservar e utilizarracionalmente os recursos pesqueiros.sistematização das artes de pesca, agrupando-as emelementos fundamentais de construção, com a finalidade deimplantar um sistema de ordenação pesqueira eficaz. (1990)
  3. 3. ARTES DE PESCACódigo de Conduta par a pesca sustentável... 8.5. Seletividade8.5.1 Os Estados deveriam exigir que artes, métodos e práticas de pescasejam, na medida do possível, suficientemente seletivos para minimizar osdesperdícios, as rejeições, as capturas de espécies objeto de pesca, tantoespécies de peixe como de outras espécies, e os efeitos sobre as espéciesassociadas ou dependentes e que a finalidade dos regulamentoscorrespondentes não se desvirtuem por artifícios técnicos. Neste sentido, ospescadores deveriam cooperar no desenvolvimento de artes e métodos depesca seletivos.8.5.2 Com o objetivo de melhorar a seletividade, os Estados, ao elaboraremas suas leis e regulamentos, deveriam ter em conta as diversas artes, métodose estratégias de pesca seletivas disponíveis pela indústria.8.5.3 Os Estados e as instituições competentes deveriam colaborar nodesenvolvimento de metodologias uniformes para a investigação sobre aseletividade das artes e métodos e estratégias de pesca.
  4. 4. ARTES DE PESCA CLASSIFICAÇÃO DA FAO- INTERNATIONAL STANDART STATISTICAL CLASSIFICATION OF FISHING GEAR (ISSCFG) CATEGORIA ABREVIATURA CÓDIGOREDES DE CERCAR 01.0.0 Rede de cerco com retenida (carregadeira) PS 01.1.0 Rede de cerco com retenida operada por um navio PS1 01.1.1 Rede de cerco com retenida operada por dois PS2 01.1.2barcos Rede de cerco sem retenida (Lâmpara) LA 01.2.0REDES ENVOLVENTES-ARRASTANTES 02.0.0 Rede envolvente-arrastante de içar para a praia SB 02.1.0 Rede envovente-arrastante de içar para bordo SV 02.2.0 Rede de cerco dinamarquês SDN 02.2.1 Rede de cerco escocês SSC 02.2.2 Rede envolvente-arrastante de parelha SPR 02.2.3
  5. 5. ARTES DE PESCACLASSIFICAÇÃO DA FAO- INTERNATIONAL STANDART STATISTICALCLASSIFICATION OF FISHING GEAR (ISSCFG) CATEGORIA ABREVIATURA CÓDIGOREDES DE ARRASTAR 03.0.0 Rede de arrasto pelo fundo 03.1.0 Rede de arrasto pelo fundo de vara TBB 03.1.1 Rede de arrasto pelo fundo com portas OTB 03.1.2 Rede de arrasto pelo fundo de parelha PTB 03.1.3 Rede de arrasto pelo fundo de lagostins TBN 03.1.4 Rede de arrasto pelo fundo de camarões TBS 03.1.5 Rede de arrasto pelágico 03.2.0 Rede de arrasto pelágico com portas OTM 03.2.1 Rede de arrasto pelágico de parelha PTM 03.2.2 Rede de arrasto pelágico de camarões TMS 03.2.3 Redes de arrasto germinadas com portas OTT 03.3.0
  6. 6. ARTES DE PESCA CLASSIFICAÇÃO DA FAO- INTERNATIONAL STANDART STATISTICAL CLASSIFICATION OF FISHING GEAR (ISSCFG) CATEGORIA ABREVIATURA CÓDIGODRAGAS 04.0.0 Draga rebocada por embarcação DRB 04.1.0 Draga de mão DRH 04.2.0REDES DE SACADA 05.0.0 Rede de sacada portátil LNP 05.1.0 Rede de sacada operada de embarcação LNB 05.2.0 Rede de sacada operada de terra LNS 05.3.0
  7. 7. ARTES DE PESCA
  8. 8. ARTES DE PESCA
  9. 9. ARTES DE PESCA
  10. 10. ARTES DE PESCA
  11. 11. ARTES DE PESCA
  12. 12. ARTES DE PESCA
  13. 13. ARTES DE PESCA
  14. 14. ARTES DE PESCA
  15. 15. ARTES DE PESCA
  16. 16. ARTES DE PESCA
  17. 17. ARTES DE PESCA
  18. 18. ARTES DE PESCA
  19. 19. ARTES DE PESCA
  20. 20. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  21. 21. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  22. 22. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  23. 23. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  24. 24. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  25. 25. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  26. 26. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  27. 27. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  28. 28. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  29. 29. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  30. 30. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  31. 31. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  32. 32. ARTES DE PESCAFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  33. 33. EMBARCAÇÕESFonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  34. 34. EMBARCAÇÕES (cont.)Fonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  35. 35. EMBARCAÇÕES (cont.)Fonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  36. 36. EMBARCAÇÕES (cont.)Fonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  37. 37. EMBARCAÇÕES (cont.)Fonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  38. 38. EMBARCAÇÕES (cont.)Fonte: Boletim Estatístico da Pesca Marítima e Estuarina do Nordeste do Brasil - 2005
  39. 39. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  40. 40. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  41. 41. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  42. 42. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  43. 43. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  44. 44. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  45. 45. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  46. 46. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  47. 47. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  48. 48. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  49. 49. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  50. 50. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  51. 51. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  52. 52. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  53. 53. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  54. 54. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  55. 55. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  56. 56. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS
  57. 57. EMBARCAÇÕES PESQUEIRAS

×