SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
EM MARCHA O CONLUIO PARA MANTER O “STATUS QUO” 
NEOLIBERAL NO BRASIL 
Fernando Alcoforado* 
As pesquisas eleitorais realizadas após a morte de Eduardo Campos apontam a vitória 
de Marina Silva, sua substituta como candidata do PSB à presidência da República, no 
segundo turno das eleições presidenciais. A estratégia de Marina Silva para vencer as 
eleições e assegurar a governabilidade pós-eleitoral já está delineada. Para vencer as 
eleições, Marina Silva precisa granjear o apoio de amplos setores da população 
acenando com a perspectiva de mudanças visando a superação das fragilidades 
econômicas e sociais do Brasil que se agravaram no governo Dilma Roussef e o apoio 
também dos detentores do capital especialmente do sistema financeiro com a 
manutenção do credo neoliberal baseado na política do câmbio flutuante, da meta de 
inflação e da disciplina fiscal estabelecida pelo governo Fernando Henrique Cardoso 
(FHC) e mantida pelos governos Lula e Dilma Roussef. 
Os governos FHC, Lula e Dilma Roussef estabeleceram como estratégia para alcançar a 
governabilidade do país a troca de favores com os partidos aliados no Congresso 
Nacional, especialmente com o PMDB. A troca de favores vem se traduzindo no 
loteamento de cargos ministeriais e comissionados na estrutura do governo para 
acomodar integrantes dos partidos aliados. Esta situação fez com que no governo Dilma 
Roussef o número de ministérios chegasse a 39 e o de cargos comissionados a 22,6 mil. 
A conquista de apoios por parte do governo FHC se fez também com a compra de votos 
parlamentares para assegurar sua reeleição e pelo governo Lula da compra de votos 
parlamentares para aprovarem os projetos do governo no Congresso Nacional como 
ficou comprovado no processo do mensalão. 
Para evitar a adoção desta prática espúria considerada como “velha política” por Marina 
Silva, ela se propõe a tornar como aliados Lula e FHC conforme afirmou um dos seus 
principais conselheiros o economista Eduardo Giannetti em entrevista à Folha de S. 
Paulo (Ver a matéria Queremos Lula e FHC como aliados, diz conselheiro econômico 
de Marina publicado no website 
<http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/08/1505301-queremos-lula-e-fhc-como-aliados- 
diz-conselheiro-economico-de-marina.shtml> no dia 25/08/2014). Em entrevista 
à Folha, Eduardo Giannetti afirma que, se for eleita, Marina procurará pessoas do PT e 
do PSDB para formar sua equipe de governo e garantir apoio a seus projetos no 
Congresso. Para Giannetti, até os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando 
Henrique Cardoso poderiam colaborar. 
Eduardo Giannetti afirmou que tentaria levar para o governo membros de siglas rivais. 
Segundo Giannetti, o PSDB é um partido de muitos técnicos e pouca liderança e o PT 
também tem técnicos de excelente qualidade, que trabalharam no primeiro mandato de 
Lula, e que adoraria levá-los para integrar o futuro governo Marina Silva. Eduardo 
Giannetti afirmou que a ideia é a de governar com os melhores na política e na gestão 
de políticas públicas. Além de assegurar a governabilidade do futuro governo Marina 
Silva com a constituição de um amplo governo, esta estratégia viria suprir uma das 
deficiências do PSB e da Rede Sustentabilidade que é a de não dispor de quadros 
técnicos competentes para assumir os encargos de governar o país. 
1
A estratégia de atrair o PSDB e o PT para comporem o futuro governo Marina Silva ao lado 
do PSB, Rede Sustentabilidade e partidos aliados seria possível de se realizar porque todos 
eles rezam no mesmo credo neoliberal baseado no conjunto de medidas preconizado pelo 
FMI e pelo Banco Mundial — o Consenso de Washington — que estabeleceu três passos a 
serem dados pelos governos no mundo na seguinte ordem: 1) estabilização da economia 
(combate à inflação); 2) realização de reformas estruturais (privatizações, 
desregulamentação de mercados, liberalização financeira e comercial); 3) retomada dos 
investimentos estrangeiros para alavancar o desenvolvimento. Eduardo Giannetti deixa bem 
claro em sua entrevista que o governo Marina Silva pretende restabelecer o tripé 
macroeconômico (câmbio flutuante, meta de inflação e disciplina fiscal) que tinha sido 
construído no segundo mandato de FHC e foi confirmado e reforçado por Lula em seu 
primeiro governo. 
Segundo Giannetti, durante o governo Dilma Roussef o Brasil deixou de cumprir por 
incompetência o Consenso de Washington passando a enfrentar inflação alta, 
artificialmente controlada e a lidar com o câmbio supervalorizado que prejudica a indústria 
brasileira. Além disso, afirma que estamos com um déficit em conta corrente nas trocas com 
o exterior de 3,2% do PIB, o que nos coloca de volta na vulnerabilidade externa do primeiro 
mandato de FHC. E isso com o menor crescimento da era republicana, excetuando os 
governos de Floriano Peixoto e Collor. O propósito do governo Marina Silva é o de fazer 
com que o credo neoliberal volte a ser competentemente executado no Brasil assegurando a 
independência do Banco Central cujos presidentes e diretores teriam mandatos fixos e não 
estariam sujeitos a ordens do presidente da República. 
Tornar o Banco Central independente significa, na prática, fazer com que sejam 
assegurados os interesses do sistema financeiro nacional e internacional que foram 
mantidos pelos governos FHC, Lula e Dilma Roussef, haja vista que os Bancos Centrais se 
constituem em todo o mundo no quartel general do capital financeiro em todos os países. 
Não é por acaso que uma das principais conselheiras de Marina Silva é Neca Setúbal 
vinculada ao grupo Itaú. Embora Marina Silva se apresente como uma alternativa ao PT e 
PSDB na política brasileira, muito do que ela defende na economia representa uma volta à 
rota proposta pelo PSDB e mantida pelo PT. Não há contradição de Marina Silva com o PT 
no que concerne à manutenção de programas como o Bolsa Família que, segundo, 
Giannetti, são intocáveis. 
Segundo Giannetti, o gasto com o Bolsa Família não é problemático. Em sua opinião, o 
gasto público aumentou porque o governo deu isenções de impostos em torno de R$ 250 
bilhões para setores escolhidos. O incentivo do BNDES para um grupo seleto de empresas é 
maior do que o gasto com o Bolsa Família. Giannetti defende a tese de que é impensável 
aumentar impostos e de que é necessário ser muito criterioso nos gastos públicos 
identificando onde eles vêm crescendo. A regra de ouro é que os gastos correntes não 
podem crescer mais do que o PIB. Significa também rever isenções tributárias. Giannetti 
afirma que o governo mexeu discricionariamente em impostos com base na pressão de 
setores empresariais para obter benefícios, não só de impostos como o IPI, mas também nas 
tarifas de importação. Com a economia retomando o crescimento e com os gastos públicos 
crescendo menos do que o PIB, no tempo, seria possível corrigir esta distorção. Este seria o 
caminho proposto por Eduardo Giannetti para superar os problemas econômicos do Brasil. 
Percebe-se, pelo exposto, que o Brasil manterá lamentavelmente o “status quo” qualquer 
que seja o vencedor das eleições presidenciais. Isto é, o modelo neoliberal inaugurado por 
FHC e mantido pelos governos Lula e Dilma Roussef seria revigorado. Isto significa dizer 
2
que as taxas de juros Selic continuarão a crescer da mesma forma que a dívida pública 
interna em benefício do sistema financeiro e em detrimento do povo brasileiro que ficará 
carente dos serviços públicos de educação, saúde, infraestrutura, entre outros, porquanto 
grande parte das receitas do governo federal continuará a ser destinada ao pagamento do 
serviço da dívida pública. Em 2013 quase metade do orçamento do governo federal foi 
destinado ao pagamento dos encargos com a dívida pública. Trata-se de uma situação 
insustentável que nenhum dos candidatos presidenciais se propôs a solucionar para não se 
atritar com os detentores do sistema financeiro nacional e internacional. Diante deste fato, 
tudo leva a crer que o Brasil será levado à bancarrota pelo fato de manter em operação o 
falido modelo econômico neoliberal. 
Fernando Alcoforado, 74, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em 
Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor 
universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento 
regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São 
Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 
1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do 
desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de Barcelona, 
http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel, 
São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era 
Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the Economic and Social 
Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller Aktiengesellschaft & Co. KG, 
Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe Planetária (P&A Gráfica e Editora, 
Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global 
(Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) e Os Fatores Condicionantes do 
Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entre outros. 
3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)Pâmela Nogueira da Silva
 
GOVERNO LULA e DILMA - Prof. Elvis John
GOVERNO LULA e DILMA - Prof. Elvis JohnGOVERNO LULA e DILMA - Prof. Elvis John
GOVERNO LULA e DILMA - Prof. Elvis JohnElvisJohnR
 
Brasil - 1994 até primeiro mandato de Lula
Brasil - 1994 até primeiro mandato de LulaBrasil - 1994 até primeiro mandato de Lula
Brasil - 1994 até primeiro mandato de Lulahistoriando
 
Cartilha de realizações no governo Lula
Cartilha de realizações no governo LulaCartilha de realizações no governo Lula
Cartilha de realizações no governo LulaMarcelo Bancalero
 
Lula segundo mandato
Lula segundo mandatoLula segundo mandato
Lula segundo mandatoKerol Brombal
 
Governabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasilGovernabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasilFernando Alcoforado
 
Resumo. o ajuste fiscal do governo dilma rousseff 2015
Resumo. o ajuste fiscal do governo dilma rousseff 2015Resumo. o ajuste fiscal do governo dilma rousseff 2015
Resumo. o ajuste fiscal do governo dilma rousseff 2015Enio Economia & Finanças
 
Fundamentos serviço social lula e neo - 1 º semestre
Fundamentos serviço social   lula e neo - 1 º semestreFundamentos serviço social   lula e neo - 1 º semestre
Fundamentos serviço social lula e neo - 1 º semestreDaniele Rubim
 
Boletim 30 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 30 - Grupo de conjuntura econômica da UFESBoletim 30 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 30 - Grupo de conjuntura econômica da UFESeconomiaufes
 
Governo lula 2007 2010
Governo lula 2007 2010Governo lula 2007 2010
Governo lula 2007 2010Amanda Ulrich
 
Luiz inácio lula da silva
Luiz inácio lula da silvaLuiz inácio lula da silva
Luiz inácio lula da silvaBeatriz Henkels
 

Mais procurados (20)

Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
 
GOVERNO LULA e DILMA - Prof. Elvis John
GOVERNO LULA e DILMA - Prof. Elvis JohnGOVERNO LULA e DILMA - Prof. Elvis John
GOVERNO LULA e DILMA - Prof. Elvis John
 
Estudo: A Era Lula
Estudo: A Era LulaEstudo: A Era Lula
Estudo: A Era Lula
 
Governo lula
Governo lulaGoverno lula
Governo lula
 
Lula Presidente 2006
Lula Presidente 2006Lula Presidente 2006
Lula Presidente 2006
 
Governo lula
Governo lulaGoverno lula
Governo lula
 
Brasil - 1994 até primeiro mandato de Lula
Brasil - 1994 até primeiro mandato de LulaBrasil - 1994 até primeiro mandato de Lula
Brasil - 1994 até primeiro mandato de Lula
 
Cartilha de realizações no governo Lula
Cartilha de realizações no governo LulaCartilha de realizações no governo Lula
Cartilha de realizações no governo Lula
 
Lula segundo mandato
Lula segundo mandatoLula segundo mandato
Lula segundo mandato
 
O medo venceu a esperança
O medo venceu a esperançaO medo venceu a esperança
O medo venceu a esperança
 
Governo Lula e a Crise
Governo Lula e a CriseGoverno Lula e a Crise
Governo Lula e a Crise
 
Governabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasilGovernabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasil
 
Resumo. o ajuste fiscal do governo dilma rousseff 2015
Resumo. o ajuste fiscal do governo dilma rousseff 2015Resumo. o ajuste fiscal do governo dilma rousseff 2015
Resumo. o ajuste fiscal do governo dilma rousseff 2015
 
GOVERNO LULA (2002-2010)
GOVERNO LULA (2002-2010)GOVERNO LULA (2002-2010)
GOVERNO LULA (2002-2010)
 
Fundamentos serviço social lula e neo - 1 º semestre
Fundamentos serviço social   lula e neo - 1 º semestreFundamentos serviço social   lula e neo - 1 º semestre
Fundamentos serviço social lula e neo - 1 º semestre
 
A era Lula
A era Lula A era Lula
A era Lula
 
Boletim 30 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 30 - Grupo de conjuntura econômica da UFESBoletim 30 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 30 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
 
Governo lula 2007 2010
Governo lula 2007 2010Governo lula 2007 2010
Governo lula 2007 2010
 
Governo lula
Governo lulaGoverno lula
Governo lula
 
Luiz inácio lula da silva
Luiz inácio lula da silvaLuiz inácio lula da silva
Luiz inácio lula da silva
 

Destaque

Verdeman, Un Cuento Para Reciclar
Verdeman, Un Cuento Para ReciclarVerdeman, Un Cuento Para Reciclar
Verdeman, Un Cuento Para ReciclarAna Ochoa
 
Perfoparts geologia
Perfoparts geologiaPerfoparts geologia
Perfoparts geologiaEdwar Ortega
 
Trabajo de los derechos de autor
Trabajo de los derechos de autorTrabajo de los derechos de autor
Trabajo de los derechos de autorAleja Molina
 
Barra de herramientas office
Barra de herramientas officeBarra de herramientas office
Barra de herramientas officefrexca
 
Supervisiones educativas quiénes somos, hacia dónde vamos..qué proyectamos
Supervisiones educativas quiénes somos, hacia dónde vamos..qué proyectamosSupervisiones educativas quiénes somos, hacia dónde vamos..qué proyectamos
Supervisiones educativas quiénes somos, hacia dónde vamos..qué proyectamosNidia Teresa Villalba Torres
 
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...Fernando Alcoforado
 
Brasil rumo ao desastre econômico, político e social
Brasil rumo ao desastre econômico, político e socialBrasil rumo ao desastre econômico, político e social
Brasil rumo ao desastre econômico, político e socialFernando Alcoforado
 
Los oscars maria y cecilia (2)
Los oscars maria y cecilia (2)Los oscars maria y cecilia (2)
Los oscars maria y cecilia (2)vipama66
 
Reglamento del aprendiz sena
Reglamento del aprendiz senaReglamento del aprendiz sena
Reglamento del aprendiz senajesibe08
 
Como eliminar as guerras em nosso planeta
Como eliminar as guerras em nosso planetaComo eliminar as guerras em nosso planeta
Como eliminar as guerras em nosso planetaFernando Alcoforado
 
Phuoc long spring town
Phuoc long spring townPhuoc long spring town
Phuoc long spring townngabds
 
ISSI Project company presentation
ISSI Project company presentation ISSI Project company presentation
ISSI Project company presentation ISSIPJ
 
انسان و حيوان صداق هدایت
انسان و حيوان  صداق هدایتانسان و حيوان  صداق هدایت
انسان و حيوان صداق هدایتFarid Kamali
 

Destaque (20)

Verdeman, Un Cuento Para Reciclar
Verdeman, Un Cuento Para ReciclarVerdeman, Un Cuento Para Reciclar
Verdeman, Un Cuento Para Reciclar
 
Perfoparts geologia
Perfoparts geologiaPerfoparts geologia
Perfoparts geologia
 
Trabajo de los derechos de autor
Trabajo de los derechos de autorTrabajo de los derechos de autor
Trabajo de los derechos de autor
 
Adobe photoshop
Adobe photoshopAdobe photoshop
Adobe photoshop
 
La historia de Iasá mito Brasil
La historia de Iasá mito BrasilLa historia de Iasá mito Brasil
La historia de Iasá mito Brasil
 
Barra de herramientas office
Barra de herramientas officeBarra de herramientas office
Barra de herramientas office
 
Supervisiones educativas quiénes somos, hacia dónde vamos..qué proyectamos
Supervisiones educativas quiénes somos, hacia dónde vamos..qué proyectamosSupervisiones educativas quiénes somos, hacia dónde vamos..qué proyectamos
Supervisiones educativas quiénes somos, hacia dónde vamos..qué proyectamos
 
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
 
Brasil rumo ao desastre econômico, político e social
Brasil rumo ao desastre econômico, político e socialBrasil rumo ao desastre econômico, político e social
Brasil rumo ao desastre econômico, político e social
 
Los oscars maria y cecilia (2)
Los oscars maria y cecilia (2)Los oscars maria y cecilia (2)
Los oscars maria y cecilia (2)
 
Reglamento del aprendiz sena
Reglamento del aprendiz senaReglamento del aprendiz sena
Reglamento del aprendiz sena
 
Como eliminar as guerras em nosso planeta
Como eliminar as guerras em nosso planetaComo eliminar as guerras em nosso planeta
Como eliminar as guerras em nosso planeta
 
Avarias
AvariasAvarias
Avarias
 
O fim de uma ilusão
O fim de uma ilusãoO fim de uma ilusão
O fim de uma ilusão
 
Sin título 1
Sin título 1Sin título 1
Sin título 1
 
Phuoc long spring town
Phuoc long spring townPhuoc long spring town
Phuoc long spring town
 
Transparencia minvu paso a paso para imprimir
Transparencia minvu paso a paso para imprimir Transparencia minvu paso a paso para imprimir
Transparencia minvu paso a paso para imprimir
 
Hupert
HupertHupert
Hupert
 
ISSI Project company presentation
ISSI Project company presentation ISSI Project company presentation
ISSI Project company presentation
 
انسان و حيوان صداق هدایت
انسان و حيوان  صداق هدایتانسان و حيوان  صداق هدایت
انسان و حيوان صداق هدایت
 

Semelhante a Em marcha o conluio para manter o status quo neoliberal no brasil

Dilma roussef x aecio neves no 2 turno das eleicoes presidenciais
Dilma roussef x aecio neves no 2 turno das eleicoes presidenciaisDilma roussef x aecio neves no 2 turno das eleicoes presidenciais
Dilma roussef x aecio neves no 2 turno das eleicoes presidenciaisRoberto Rabat Chame
 
Dilma roussef x aécio neves no 2º turno das eleições presidenciais
Dilma roussef x aécio neves no 2º turno das eleições presidenciaisDilma roussef x aécio neves no 2º turno das eleições presidenciais
Dilma roussef x aécio neves no 2º turno das eleições presidenciaisFernando Alcoforado
 
2006 10 22 Relatorio Governo Lula Revisto Rosa[2]
2006 10 22  Relatorio Governo Lula Revisto Rosa[2]2006 10 22  Relatorio Governo Lula Revisto Rosa[2]
2006 10 22 Relatorio Governo Lula Revisto Rosa[2]guest23053a
 
Como construir a paz social no brasil
Como construir a paz social no brasilComo construir a paz social no brasil
Como construir a paz social no brasilFernando Alcoforado
 
Os impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilOs impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilFernando Alcoforado
 
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistasOs governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistasFernando Alcoforado
 
Boletim 33 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 33 - Grupo de conjuntura econômica da UFESBoletim 33 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 33 - Grupo de conjuntura econômica da UFESeconomiaufes
 
O fim melancólico da desastrosa era pt
O fim melancólico da desastrosa era ptO fim melancólico da desastrosa era pt
O fim melancólico da desastrosa era ptFernando Alcoforado
 
Como mudar os rumos da economia do brasil
Como mudar os rumos da economia do brasilComo mudar os rumos da economia do brasil
Como mudar os rumos da economia do brasilFernando Alcoforado
 
Resolução politica 4_congresso_versao_final
Resolução politica 4_congresso_versao_finalResolução politica 4_congresso_versao_final
Resolução politica 4_congresso_versao_finalDaniel Guedes
 
Os desafios do governo michel temer
Os desafios do governo michel temerOs desafios do governo michel temer
Os desafios do governo michel temerFernando Alcoforado
 
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temerEconomia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temerFernando Alcoforado
 
A ofensiva neoliberal do governo michel temer
A ofensiva neoliberal do governo michel temerA ofensiva neoliberal do governo michel temer
A ofensiva neoliberal do governo michel temerFernando Alcoforado
 
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerOs cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerFernando Alcoforado
 
Governo dilma rousseff é fator de instabilidade político institucional do brasil
Governo dilma rousseff é fator de instabilidade político institucional do brasilGoverno dilma rousseff é fator de instabilidade político institucional do brasil
Governo dilma rousseff é fator de instabilidade político institucional do brasilFernando Alcoforado
 
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futurosO gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futurosFernando Alcoforado
 
Conluio do governo dilma roussef com setores conservadores do brasil para evi...
Conluio do governo dilma roussef com setores conservadores do brasil para evi...Conluio do governo dilma roussef com setores conservadores do brasil para evi...
Conluio do governo dilma roussef com setores conservadores do brasil para evi...Fernando Alcoforado
 

Semelhante a Em marcha o conluio para manter o status quo neoliberal no brasil (20)

Dilma roussef x aecio neves no 2 turno das eleicoes presidenciais
Dilma roussef x aecio neves no 2 turno das eleicoes presidenciaisDilma roussef x aecio neves no 2 turno das eleicoes presidenciais
Dilma roussef x aecio neves no 2 turno das eleicoes presidenciais
 
Dilma roussef x aécio neves no 2º turno das eleições presidenciais
Dilma roussef x aécio neves no 2º turno das eleições presidenciaisDilma roussef x aécio neves no 2º turno das eleições presidenciais
Dilma roussef x aécio neves no 2º turno das eleições presidenciais
 
Os fracassados governos do pt
Os fracassados governos do ptOs fracassados governos do pt
Os fracassados governos do pt
 
2006 10 22 Relatorio Governo Lula Revisto Rosa[2]
2006 10 22  Relatorio Governo Lula Revisto Rosa[2]2006 10 22  Relatorio Governo Lula Revisto Rosa[2]
2006 10 22 Relatorio Governo Lula Revisto Rosa[2]
 
Como construir a paz social no brasil
Como construir a paz social no brasilComo construir a paz social no brasil
Como construir a paz social no brasil
 
Os impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilOs impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasil
 
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistasOs governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
 
Boletim 33 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 33 - Grupo de conjuntura econômica da UFESBoletim 33 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 33 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
 
Futuro em debate- CREA BAHIA
Futuro em debate- CREA BAHIAFuturo em debate- CREA BAHIA
Futuro em debate- CREA BAHIA
 
O fim melancólico da desastrosa era pt
O fim melancólico da desastrosa era ptO fim melancólico da desastrosa era pt
O fim melancólico da desastrosa era pt
 
Como mudar os rumos da economia do brasil
Como mudar os rumos da economia do brasilComo mudar os rumos da economia do brasil
Como mudar os rumos da economia do brasil
 
Resolução politica 4_congresso_versao_final
Resolução politica 4_congresso_versao_finalResolução politica 4_congresso_versao_final
Resolução politica 4_congresso_versao_final
 
Os desafios do governo michel temer
Os desafios do governo michel temerOs desafios do governo michel temer
Os desafios do governo michel temer
 
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temerEconomia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
 
A ofensiva neoliberal do governo michel temer
A ofensiva neoliberal do governo michel temerA ofensiva neoliberal do governo michel temer
A ofensiva neoliberal do governo michel temer
 
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerOs cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
 
Governo dilma rousseff é fator de instabilidade político institucional do brasil
Governo dilma rousseff é fator de instabilidade político institucional do brasilGoverno dilma rousseff é fator de instabilidade político institucional do brasil
Governo dilma rousseff é fator de instabilidade político institucional do brasil
 
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futurosO gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
 
Resumo e atividades sobre nova república
Resumo e atividades sobre  nova repúblicaResumo e atividades sobre  nova república
Resumo e atividades sobre nova república
 
Conluio do governo dilma roussef com setores conservadores do brasil para evi...
Conluio do governo dilma roussef com setores conservadores do brasil para evi...Conluio do governo dilma roussef com setores conservadores do brasil para evi...
Conluio do governo dilma roussef com setores conservadores do brasil para evi...
 

Mais de Fernando Alcoforado

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO Fernando Alcoforado
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENFernando Alcoforado
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?Fernando Alcoforado
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...Fernando Alcoforado
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHFernando Alcoforado
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...Fernando Alcoforado
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALFernando Alcoforado
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGEFernando Alcoforado
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALFernando Alcoforado
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 Fernando Alcoforado
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...Fernando Alcoforado
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...Fernando Alcoforado
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...Fernando Alcoforado
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...Fernando Alcoforado
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDFernando Alcoforado
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE Fernando Alcoforado
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOFernando Alcoforado
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...Fernando Alcoforado
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELFernando Alcoforado
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILFernando Alcoforado
 

Mais de Fernando Alcoforado (20)

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
 

Último

Diário Oficial publica convocação de 85 aprovados no concurso da Saúde e Cíce...
Diário Oficial publica convocação de 85 aprovados no concurso da Saúde e Cíce...Diário Oficial publica convocação de 85 aprovados no concurso da Saúde e Cíce...
Diário Oficial publica convocação de 85 aprovados no concurso da Saúde e Cíce...Maurílio Júnior
 
Novos trechos são liberados para banho após operação 'Praia Limpa', em João P...
Novos trechos são liberados para banho após operação 'Praia Limpa', em João P...Novos trechos são liberados para banho após operação 'Praia Limpa', em João P...
Novos trechos são liberados para banho após operação 'Praia Limpa', em João P...Maurílio Júnior
 
Anteprojeto de Lei------------------.pdf
Anteprojeto de Lei------------------.pdfAnteprojeto de Lei------------------.pdf
Anteprojeto de Lei------------------.pdfEditora 247
 
Ação popular de Requião sobre Eletrobras
Ação popular de Requião sobre EletrobrasAção popular de Requião sobre Eletrobras
Ação popular de Requião sobre EletrobrasJoaquim de Carvalho
 
Invest Minas - Paper Excellence.. -.pdf
Invest Minas  - Paper Excellence.. -.pdfInvest Minas  - Paper Excellence.. -.pdf
Invest Minas - Paper Excellence.. -.pdfEditora 247
 
Perspectiva Durango: Eleições Manaus 2024
Perspectiva Durango: Eleições Manaus 2024Perspectiva Durango: Eleições Manaus 2024
Perspectiva Durango: Eleições Manaus 2024Durango Duarte
 

Último (6)

Diário Oficial publica convocação de 85 aprovados no concurso da Saúde e Cíce...
Diário Oficial publica convocação de 85 aprovados no concurso da Saúde e Cíce...Diário Oficial publica convocação de 85 aprovados no concurso da Saúde e Cíce...
Diário Oficial publica convocação de 85 aprovados no concurso da Saúde e Cíce...
 
Novos trechos são liberados para banho após operação 'Praia Limpa', em João P...
Novos trechos são liberados para banho após operação 'Praia Limpa', em João P...Novos trechos são liberados para banho após operação 'Praia Limpa', em João P...
Novos trechos são liberados para banho após operação 'Praia Limpa', em João P...
 
Anteprojeto de Lei------------------.pdf
Anteprojeto de Lei------------------.pdfAnteprojeto de Lei------------------.pdf
Anteprojeto de Lei------------------.pdf
 
Ação popular de Requião sobre Eletrobras
Ação popular de Requião sobre EletrobrasAção popular de Requião sobre Eletrobras
Ação popular de Requião sobre Eletrobras
 
Invest Minas - Paper Excellence.. -.pdf
Invest Minas  - Paper Excellence.. -.pdfInvest Minas  - Paper Excellence.. -.pdf
Invest Minas - Paper Excellence.. -.pdf
 
Perspectiva Durango: Eleições Manaus 2024
Perspectiva Durango: Eleições Manaus 2024Perspectiva Durango: Eleições Manaus 2024
Perspectiva Durango: Eleições Manaus 2024
 

Em marcha o conluio para manter o status quo neoliberal no brasil

  • 1. EM MARCHA O CONLUIO PARA MANTER O “STATUS QUO” NEOLIBERAL NO BRASIL Fernando Alcoforado* As pesquisas eleitorais realizadas após a morte de Eduardo Campos apontam a vitória de Marina Silva, sua substituta como candidata do PSB à presidência da República, no segundo turno das eleições presidenciais. A estratégia de Marina Silva para vencer as eleições e assegurar a governabilidade pós-eleitoral já está delineada. Para vencer as eleições, Marina Silva precisa granjear o apoio de amplos setores da população acenando com a perspectiva de mudanças visando a superação das fragilidades econômicas e sociais do Brasil que se agravaram no governo Dilma Roussef e o apoio também dos detentores do capital especialmente do sistema financeiro com a manutenção do credo neoliberal baseado na política do câmbio flutuante, da meta de inflação e da disciplina fiscal estabelecida pelo governo Fernando Henrique Cardoso (FHC) e mantida pelos governos Lula e Dilma Roussef. Os governos FHC, Lula e Dilma Roussef estabeleceram como estratégia para alcançar a governabilidade do país a troca de favores com os partidos aliados no Congresso Nacional, especialmente com o PMDB. A troca de favores vem se traduzindo no loteamento de cargos ministeriais e comissionados na estrutura do governo para acomodar integrantes dos partidos aliados. Esta situação fez com que no governo Dilma Roussef o número de ministérios chegasse a 39 e o de cargos comissionados a 22,6 mil. A conquista de apoios por parte do governo FHC se fez também com a compra de votos parlamentares para assegurar sua reeleição e pelo governo Lula da compra de votos parlamentares para aprovarem os projetos do governo no Congresso Nacional como ficou comprovado no processo do mensalão. Para evitar a adoção desta prática espúria considerada como “velha política” por Marina Silva, ela se propõe a tornar como aliados Lula e FHC conforme afirmou um dos seus principais conselheiros o economista Eduardo Giannetti em entrevista à Folha de S. Paulo (Ver a matéria Queremos Lula e FHC como aliados, diz conselheiro econômico de Marina publicado no website <http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/08/1505301-queremos-lula-e-fhc-como-aliados- diz-conselheiro-economico-de-marina.shtml> no dia 25/08/2014). Em entrevista à Folha, Eduardo Giannetti afirma que, se for eleita, Marina procurará pessoas do PT e do PSDB para formar sua equipe de governo e garantir apoio a seus projetos no Congresso. Para Giannetti, até os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso poderiam colaborar. Eduardo Giannetti afirmou que tentaria levar para o governo membros de siglas rivais. Segundo Giannetti, o PSDB é um partido de muitos técnicos e pouca liderança e o PT também tem técnicos de excelente qualidade, que trabalharam no primeiro mandato de Lula, e que adoraria levá-los para integrar o futuro governo Marina Silva. Eduardo Giannetti afirmou que a ideia é a de governar com os melhores na política e na gestão de políticas públicas. Além de assegurar a governabilidade do futuro governo Marina Silva com a constituição de um amplo governo, esta estratégia viria suprir uma das deficiências do PSB e da Rede Sustentabilidade que é a de não dispor de quadros técnicos competentes para assumir os encargos de governar o país. 1
  • 2. A estratégia de atrair o PSDB e o PT para comporem o futuro governo Marina Silva ao lado do PSB, Rede Sustentabilidade e partidos aliados seria possível de se realizar porque todos eles rezam no mesmo credo neoliberal baseado no conjunto de medidas preconizado pelo FMI e pelo Banco Mundial — o Consenso de Washington — que estabeleceu três passos a serem dados pelos governos no mundo na seguinte ordem: 1) estabilização da economia (combate à inflação); 2) realização de reformas estruturais (privatizações, desregulamentação de mercados, liberalização financeira e comercial); 3) retomada dos investimentos estrangeiros para alavancar o desenvolvimento. Eduardo Giannetti deixa bem claro em sua entrevista que o governo Marina Silva pretende restabelecer o tripé macroeconômico (câmbio flutuante, meta de inflação e disciplina fiscal) que tinha sido construído no segundo mandato de FHC e foi confirmado e reforçado por Lula em seu primeiro governo. Segundo Giannetti, durante o governo Dilma Roussef o Brasil deixou de cumprir por incompetência o Consenso de Washington passando a enfrentar inflação alta, artificialmente controlada e a lidar com o câmbio supervalorizado que prejudica a indústria brasileira. Além disso, afirma que estamos com um déficit em conta corrente nas trocas com o exterior de 3,2% do PIB, o que nos coloca de volta na vulnerabilidade externa do primeiro mandato de FHC. E isso com o menor crescimento da era republicana, excetuando os governos de Floriano Peixoto e Collor. O propósito do governo Marina Silva é o de fazer com que o credo neoliberal volte a ser competentemente executado no Brasil assegurando a independência do Banco Central cujos presidentes e diretores teriam mandatos fixos e não estariam sujeitos a ordens do presidente da República. Tornar o Banco Central independente significa, na prática, fazer com que sejam assegurados os interesses do sistema financeiro nacional e internacional que foram mantidos pelos governos FHC, Lula e Dilma Roussef, haja vista que os Bancos Centrais se constituem em todo o mundo no quartel general do capital financeiro em todos os países. Não é por acaso que uma das principais conselheiras de Marina Silva é Neca Setúbal vinculada ao grupo Itaú. Embora Marina Silva se apresente como uma alternativa ao PT e PSDB na política brasileira, muito do que ela defende na economia representa uma volta à rota proposta pelo PSDB e mantida pelo PT. Não há contradição de Marina Silva com o PT no que concerne à manutenção de programas como o Bolsa Família que, segundo, Giannetti, são intocáveis. Segundo Giannetti, o gasto com o Bolsa Família não é problemático. Em sua opinião, o gasto público aumentou porque o governo deu isenções de impostos em torno de R$ 250 bilhões para setores escolhidos. O incentivo do BNDES para um grupo seleto de empresas é maior do que o gasto com o Bolsa Família. Giannetti defende a tese de que é impensável aumentar impostos e de que é necessário ser muito criterioso nos gastos públicos identificando onde eles vêm crescendo. A regra de ouro é que os gastos correntes não podem crescer mais do que o PIB. Significa também rever isenções tributárias. Giannetti afirma que o governo mexeu discricionariamente em impostos com base na pressão de setores empresariais para obter benefícios, não só de impostos como o IPI, mas também nas tarifas de importação. Com a economia retomando o crescimento e com os gastos públicos crescendo menos do que o PIB, no tempo, seria possível corrigir esta distorção. Este seria o caminho proposto por Eduardo Giannetti para superar os problemas econômicos do Brasil. Percebe-se, pelo exposto, que o Brasil manterá lamentavelmente o “status quo” qualquer que seja o vencedor das eleições presidenciais. Isto é, o modelo neoliberal inaugurado por FHC e mantido pelos governos Lula e Dilma Roussef seria revigorado. Isto significa dizer 2
  • 3. que as taxas de juros Selic continuarão a crescer da mesma forma que a dívida pública interna em benefício do sistema financeiro e em detrimento do povo brasileiro que ficará carente dos serviços públicos de educação, saúde, infraestrutura, entre outros, porquanto grande parte das receitas do governo federal continuará a ser destinada ao pagamento do serviço da dívida pública. Em 2013 quase metade do orçamento do governo federal foi destinado ao pagamento dos encargos com a dívida pública. Trata-se de uma situação insustentável que nenhum dos candidatos presidenciais se propôs a solucionar para não se atritar com os detentores do sistema financeiro nacional e internacional. Diante deste fato, tudo leva a crer que o Brasil será levado à bancarrota pelo fato de manter em operação o falido modelo econômico neoliberal. Fernando Alcoforado, 74, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de Barcelona, http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe Planetária (P&A Gráfica e Editora, Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) e Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entre outros. 3