Património Mundial Trabalho realizado por: Miguel Samagaio;  Manuel Monteiro, Adilson Mendes.
É importante preservar o património cultural que é deixado pelas civilizações anteriores a nossa porque esta revela quem n...
Os factores que levam a UNESCO a declarar uma cidade “patrimonio da humanidade” são: ser um exemplo de um tipo de edifício...
Sim, a cidade do Porto. O Porto possui uma vasta história de grande relevo para a humanidade e para confirmar essa históri...
A politica de identidade de cada país é conhecida através da sua propria cultura. O mundo actual, atravessa uma nova fase ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Patrimonio mundial

1.909 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.909
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.217
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Patrimonio mundial

  1. 1. Património Mundial Trabalho realizado por: Miguel Samagaio; Manuel Monteiro, Adilson Mendes.
  2. 2. É importante preservar o património cultural que é deixado pelas civilizações anteriores a nossa porque esta revela quem nós fomos e quem somos neste momento. O patrimonio cultural é a identidade de um povo e de uma cultura. Ao preservar o passado é possivel ver de que forma evoluimos, e também ajuda nos a resolver problemas do presente.
  3. 3. Os factores que levam a UNESCO a declarar uma cidade “patrimonio da humanidade” são: ser um exemplo de um tipo de edifício ou conjunto arquitetónico, tecnológico ou de paisagem, que ilustre significativos estágios da história humana; conter fenómenos naturais excepcionais ou áreas de beleza natural e estética de excepcional importância; ser um exemplo destacado de um estabelecimento humano tradicional ou do uso da terra, que seja representativo de uma cultura (ou várias), especialmente quando se torna(am) vulnerável(veis) sob o impacto de uma mudança irreversível; ser um exemplo excepcional representativo de diferentes estágios da história da Terra, incluindo o registro da vida e dos processos geológicos no desenvolvimento das formas terrestres ou de elementos geomórficos ou fisiográficos importantes;
  4. 4. Sim, a cidade do Porto. O Porto possui uma vasta história de grande relevo para a humanidade e para confirmar essa história podemos ver variadíssimos monumentos pela cidade. O Centro Histórico do Porto constitui uma paisagem urbana de grande valor estético que testemunha um desenvolvimento urbano que remonta às épocas Romana, Medieval e dos Almadas (século XVIII). A sua ocupação humana, de acordo com o indiciado pelos vestígios arqueológicos existentes, remonta ao século VIII A.C. A riqueza e a diversidade da arquitectura civil do Centro Histórico traduzem não só os valores culturais de épocas sucessivas: Romana, Gótica, Renascentista, Barroca, Neoclássica e Moderna como também a sua perfeita adaptação à estrutura social e geográfica da cidade, apresentando, desta forma, uma relação estável e coerente com o ambiente urbano e natural. Como cidade e como construção do ser humano esta cidade constitui uma obra prima a ser preservada o mais tempo possível.
  5. 5. A politica de identidade de cada país é conhecida através da sua propria cultura. O mundo actual, atravessa uma nova fase conhecida como “globalização”, no qual todas as comunidades interagem entre si. Este facto leva a perda de uma identidade definida pelos bens de uma cultura (materiais ou imateriais), isto acontece quando culturas diferentes interagem criando uma diferente. A globalização leva a perda de costumes, tradições, língua, entre outros. Podemos dar como exemplo a entrada de expressões idiomáticas de outros países que os jovens de hoje usam diariamente, tipo “whatever, know how, ok, F*** you, etc”. Isto revela que cada vez mais a globalização leva nos a deixar de ser portugueses para sermos cidadãos do mundo. De salientar que a globalização cada vez mais beneficia os países mais desenvolvidos e mais fortes economicamente e prejudica todos os outros.

×