Challenges 2011 – VII Conferência Internacional de TIC na Educação
UMINHO
| 12 e 13 de maio

O SOFTWARE EDUCATIVO MULTIMÉD...
Análise do S.E.M.
 Caixa
Início/apresentação
Menu
Navegação
Estrutura
Atividades
Conteúdo
Interface
Ajuda
Sugestões para ...
Análise do S.E.M.
 Caixa




Título, área temática, editora, objetivos e
requisitos do sistema
Ausência do ano de ediç...
Análise do S.E.M.
 Menu


Representado por imagem, texto e som



Menu principal sempre visível
Presença de setas para ...
Análise do S.E.M.
 Estrutura


Estrutura híbrida: árvore (tema e subtemas)
e linear (questionários)



Fácil compreensã...
Análise do S.E.M.
 Conteúdo




Cientificamente correto
Adequado ao programa curricular do 2º ciclo
Ausência de precon...
Análise do S.E.M.
 Ajuda
 Sugestões para pais e professores
 Impressão de diploma



Não apresenta

 Hiperligações pa...
Avaliação da Usabilidade do S.E.M.

“ usabilidade significa a medida na qual um produto pode ser usado
por usuários especí...
Avaliação da Usabilidade do S.E.M.
 Objetivos do estudo
Verificar se os utilizadores:


Compreendiam as instruções propo...
Avaliação da Usabilidade do S.E.M.
 Métodos e Instrumentos
Sondagem


Questionário de identificação



Questionário de ...
Avaliação da Usabilidade do S.E.M.
 Planificação das sessões individuais



Receber e saudar o voluntário



Pedir para...
Avaliação da Usabilidade do S.E.M.
 Público-alvo e Amostra



Amostra de cinco alunos do 6º ano de escolaridade (entre 1...
Avaliação da Usabilidade do S.E.M.
 Resultados
Observação


Facilidade em:
•

Ligar o S.E.M.

•

Preencher o nome do uti...
Avaliação da Usabilidade do S.E.M.
 Resultados
Sondagem


Facilidade em:
•

Registar o nome de utilizador

•

Compreende...
Considerações finais

É preciso reconhecer que cada software possui particularidades
próprias e que o professor, antes de ...
Challenges 2011 – VII Conferência Internacional de TIC na Educação
UMINHO
| 12 e 13 de maio

Muito Obrigada!

Claudia Mach...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O software educativo multimédia

227 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
227
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • através do Guião para Analisar Software Educativo Multimédia
  • (MENU) O utilizador sabe sempre onde está
  • Estrutura - combinando o percurso em árvore dentro de cada tema do menu principal que lhe permite aceder aos respectivos subtemas, com o percurso linear ou sequencial dos questionários Ajuda – ausência de oral, escrita e animadaPersonagem guia para apoio/ajuda
  • Interface - recorrendo a animações, é consistente, surgindo o mesmo design gráfico nos diferentes ecrãs, o menu e os botões sempre no mesmo local
  • norma ISO 9241-11, "usabilidade significa a medida na qual um produto pode ser usado por usuários específicos para alcançar objectivos específicos com eficácia, eficiência e satisfação em um contexto específico de uso."
  • norma ISO 9241-11, "usabilidade significa a medida na qual um produto pode ser usado por usuários específicos para alcançar objectivos específicos com eficácia, eficiência e satisfação em um contexto específico de uso."
  • GRELHA DE OBSERVAÇÃO - aos utilizadores foi solicitada a expressão verbal dos seus pensamentos, o que contribui para reduzir a ocorrência do efeito de Hawthorne (consiste no facto de os utilizadores ao saberem que estão a ser observados alterarem, por influência da observação, o modo como executam as tarefas)
  • Pedir para executar as tarefas definidas:comentar em voz alta os seus pensamentos, dúvidas ou dificuldades.Anotar as observações e comentários na Grelha de Observação.
  • O número de elementos definidos para a amostra baseou-se no que preconizam alguns autores (Ferreira, 2002; Nielsen, 1993, 2000; Rubin & Chisnell, 2008; Virzi, 1992), em que 5 é um número suficiente de participantes para detectar 80% dos problemas de usabilidade.costumando jogar algumas vezes por semana.
  • Entre os principais problemas encontrados na literatura para que o professor seja capaz de analisar um S.E.M. para utilizá-lo em contexto de sala de aula estão: (i) desconhecer os softwares existentes; (ii) identificar a utilidade e (iii) dificuldade em integrar no processo ensino-aprendizagem (Costa, 2005, p.50).
  • O software educativo multimédia

    1. 1. Challenges 2011 – VII Conferência Internacional de TIC na Educação UMINHO | 12 e 13 de maio O SOFTWARE EDUCATIVO MULTIMÉDIA “OS MIÚDOS E A HISTÓRIA DE PORTUGAL” Análise e avaliação da usabilidade Claudia Machado Manuela Oliveira Joana Almeida
    2. 2. Análise do S.E.M.  Caixa Início/apresentação Menu Navegação Estrutura Atividades Conteúdo Interface Ajuda Sugestões para pais, educadores e/ou professores Impressão de diploma Hiperligações para sites na Web Ficha técnica Sair Carvalho (2005)
    3. 3. Análise do S.E.M.  Caixa    Título, área temática, editora, objetivos e requisitos do sistema Ausência do ano de edição, língua e ano de escolaridade Idade muito abrangente  Início/apresentação    Introduz a temática Após apresentação visualiza-se o menu Pode-se interromper a apresentação
    4. 4. Análise do S.E.M.  Menu  Representado por imagem, texto e som  Menu principal sempre visível Presença de setas para avançar, recuar e repetir Ausência da personagem guia  Navegação  
    5. 5. Análise do S.E.M.  Estrutura  Estrutura híbrida: árvore (tema e subtemas) e linear (questionários)  Fácil compreensão Feedback à medida que as tarefas são executadas Questionários apresentam pontuação Ausência de ajuda, personagem guia, possibilidade de cópia e impressão da informação  Atividades   
    6. 6. Análise do S.E.M.  Conteúdo    Cientificamente correto Adequado ao programa curricular do 2º ciclo Ausência de preconceitos e estereótipos  Interface    Intuitiva e consistente Graficamente agradável Tamanho e tipo de letra adequados
    7. 7. Análise do S.E.M.  Ajuda  Sugestões para pais e professores  Impressão de diploma  Não apresenta  Hiperligações para sites na Web  Apresenta link Dificuldade em identificá-lo  Apresenta  Possibilidade sempre acessível Mensagem de confirmação   Ficha técnica  Sair do S.E.M. 
    8. 8. Avaliação da Usabilidade do S.E.M. “ usabilidade significa a medida na qual um produto pode ser usado por usuários específicos para alcançar objectivos específicos com eficácia, eficiência e satisfação em um contexto específico de uso.” Norma ISO 9241-11
    9. 9. Avaliação da Usabilidade do S.E.M.  Objetivos do estudo Verificar se os utilizadores:  Compreendiam as instruções proporcionadas pelo software  Navegavam com facilidade pela estrutura híbrida  Conseguiam obter a informação necessária para responder aos questionários  Obtinham o feedback necessário para persistirem na atividade e se sentirem recompensados
    10. 10. Avaliação da Usabilidade do S.E.M.  Métodos e Instrumentos Sondagem  Questionário de identificação  Questionário de opinião Observação direta  Guião das tarefas  Grelha de observação
    11. 11. Avaliação da Usabilidade do S.E.M.  Planificação das sessões individuais  Receber e saudar o voluntário  Pedir para preencher o questionário de identificação  Informar sobre a atividade que vai ser desenvolvida  Pedir para executar as tarefas definidas  Pedir para preencher o questionário de opinião  Agradecer a participação
    12. 12. Avaliação da Usabilidade do S.E.M.  Público-alvo e Amostra  Amostra de cinco alunos do 6º ano de escolaridade (entre 11 e 12 anos)  Todos os sujeitos já tinham prática de utilização de computador e de aceder à Internet  Nenhum tinha acedido a chat ou fórum  Todos estavam à vontade para explorar jogos digitais
    13. 13. Avaliação da Usabilidade do S.E.M.  Resultados Observação  Facilidade em: • Ligar o S.E.M. • Preencher o nome do utilizador • Navegar entre temas e subtemas • Realizar as tarefas • Responder ao questionário  Reação positiva ao feedback  Alguma dificuldade em iniciar a navegação e aceder à Internet
    14. 14. Avaliação da Usabilidade do S.E.M.  Resultados Sondagem  Facilidade em: • Registar o nome de utilizador • Compreender e responder aos questionários  Informação suficiente dos subtemas  Prémios e feedback agradáveis  Apreciação geral positiva  Alguma dificuldade em iniciar a navegação e aceder à Internet
    15. 15. Considerações finais É preciso reconhecer que cada software possui particularidades próprias e que o professor, antes de utilizá-lo em contexto de sala de aula, precisa analisá-lo e refletir sobre a forma de melhor o integrar no processo de ensino-aprendizagem (Carvalho, 2005; Costa, 1999; Ferreira, 2002). Os professores precisam “aprender novas maneiras para fazer algo antigo” (Prensky,2001), através de implementação de metodologias novas. Porém, esta é uma questão de atitude e perpassa por uma “questão de formação e de desenvolvimento profissional” (Costa, 2005)
    16. 16. Challenges 2011 – VII Conferência Internacional de TIC na Educação UMINHO | 12 e 13 de maio Muito Obrigada! Claudia Machado actmachado@hotmail.com Manuela Oliveira manuelaoli@gmail.com Joana Almeida joanaassun@gmail.com

    ×