TRAÇADO DA CURVA CARACTERÍSTICA DO DÍODO RECTIFICADOR 
Objectivos: 
a) Identificar os terminais de um díodo rectificador 
...
Utilize campos de medida elevados, para não queimar o díodo (experimente dois 
multímetros, analógico e digital). 
3. (*) ...
Determine as coordenadas do ponto de funcionamento do circuito. 
13. Elabore um relatório do trabalho, onde constem os pon...
(*****) A recta de carga traça-se como o exemplo da figura seguinte mostra:
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ficha trabalho1 mod6_lab_curvacaracteristicadiodoblog

134 visualizações

Publicada em

INSTALAÇÕES ELETRICAS

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
134
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ficha trabalho1 mod6_lab_curvacaracteristicadiodoblog

  1. 1. TRAÇADO DA CURVA CARACTERÍSTICA DO DÍODO RECTIFICADOR Objectivos: a) Identificar os terminais de um díodo rectificador b) Traçar as características directa e inversa de um díodo rectificador c) Determinar as resistências estática e dinâmica, directa e inversa, de um díodo rectificador d) Determinar o valor da tensão limiar de condução (ou de arranque) de um díodo rectificador Esquema de Ligações: Material a Utilizar: 1 fonte de alimentação 0-30V / 1A 1 amperímetro c.c. 1 voltímetro c.c. 1 multímetro analógico 1 multímetro digital 1 díodo, referência 1N4002 (por exemplo) 1 resistência de carvão de ... W / .... W (a determinar pelo aluno - ver mais à frente) 1 placa para montagens condutores de ligação e pinças-crocodilo Condução do Trabalho: 1. Consulte, no catálogo (folha anexa), as características do díodo fornecido. 2. Verifique, com o multímetro, quais os terminais do díodo (ânodo e cátodo). Meça o valor da resistência (em sentido directo e inverso).
  2. 2. Utilize campos de medida elevados, para não queimar o díodo (experimente dois multímetros, analógico e digital). 3. (*) Dimensione o circuito, calculando o valor da resistência limitadora Rs. 4. Requisite uma resistência Rs de valor adequado. Calcule o valor da tensão máxima (**) que deverá aplicar ao circuito, no decorrer do ensaio. 5. Requisite os aparelhos de medida necessários, de acordo com os cálculos efectuados. 6. Efectue a montagem do circuito, de acordo com o esquema indicado. 7. Não ligue o circuito à rede sem chamar o professor para verificação! 8. Registe os valores de ID e UD, variando a tensão na fonte de alimentação, de forma que a intensidade estabilize sucessivamente nos valores indicados no quadro (ou outros a indicar pelo professor). Calcule o valor de Re (***), para cada par de valores. POLARIZAÇÃO DIRECTA ID 10mA 50mA 100mA 500mA 1mA 20mA 50mA 100mA 200mA 250mA 300mA UD Re=UD/ID 9. Efectue o ensaio com polarização inversa, para os valores de tensão indicados no quadro (ou outros a indicar pelo professor). Calcule o quociente UR / IR POLARIZAÇÃO INVERSA UR (V) 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 IR (mA) UR/IR 10. Efectue, em papel milimétrico, o traçado da curva característica do díodo. 11. A partir das leituras efectuadas, responda às seguintes questões: a) Determine o valor da tensão de arranque Ug b) Determine o valor da resistência estática do díodo para a corrente de 100mA c) Determine, a partir do gráfico, o valor da resistência dinâmica (****) para a corrente de 100mA d) Compare estes dois valores e tire conclusões 12. Trace, no mesmo gráfico, a recta de carga (*****) do circuito, supondo que aplicava ao circuito utilizado uma tensão U = 7,5 V.
  3. 3. Determine as coordenadas do ponto de funcionamento do circuito. 13. Elabore um relatório do trabalho, onde constem os pontos usuais, incluindo o gráfico. Notas: (*) Supondo, por exemplo, que o díodo suportava uma intensidade máxima (directa) de 50mA (IF ou ID), vamos ver como se sellecciona o valor da resistência limitadora Rs: Admitindo que usávamos resistências de 0,5 W: P 0,5 Rsmín = ------ = ---------------- = 200 W I2 50 . (10-3)2 (**) Continuando com o mesmo exemplo Umáx = Rs . Imáx = 200 . 50 . 10-3 = 10 V (***) Re é a chamada resistência estática do díodo e tem um valor para cada ponto da característica, uma vez que se trata de uma curva e não uma recta. (****) A resistência dinâmica Rd é definida para um determinado ponto de funcionamento em que este se encontra; é a tangente à curva nesse ponto, como se pode ver na figura abaixo, e é calculada do seguinte modo: DU U2 - U1 Rd = --------- = ----------------- DI I2 - I1
  4. 4. (*****) A recta de carga traça-se como o exemplo da figura seguinte mostra:

×