ÁLcool

956 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
956
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
139
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ÁLcool

  1. 1. … e as suas possuídas consequências! 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  2. 2. Índice Introdução; Tipos de bebidas alcoólicas; O álcool; O alcoolismo; Sinais de um alcoólico; Alertas; Tratamento; Benefícios do álcool; Conclusão; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  3. 3. Introdução O álcool e o seu consumo excessivo são: um problema antigo, agravado com as novas bebidas da “moda”; um dos principais problemas da sociedade atual; e um fator de desestabilização pessoal e social; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  4. 4. Tipos de bebidas álcoolicas Baixo teor alcoólico - vinho e cerveja, produzidos pelo processo de fermentação; - as mais consumidas inicialmente. Alto teor alcoólico – vodka, whiskey, gin... produzidas pelo processo de destilação; - a nova “moda” de consumo actual. 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  5. 5. O álcool é uma das poucas drogas que tem o seu consumo legalizado; quando ingerido em excesso provoca diversos efeitos, entre os quais a dependência; é um componente que está presente em várias bebidas; é classificado como um depressor do sistema nervoso central e porta de entrada a outras drogas; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  6. 6. O alcoolismo é o consumo excessivo de bebidas alcoólicas ao ponto de interferir com a vida social, familiar e/ou pessoal de um indivíduo; é o nome dado à dependência do álcool; pode surgir por predisposição genética, fraca estrutura psíquica, influências familiares e culturais, fatores sociais e estilo de vida estressante; a aceitação social do vício, leva à sua fácil vulgarização; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  7. 7. Sinais de um alcoólico alegria descontrolada; descontrolo de movimentos; sono; se o consumo for muito exagerado pode levar ao estado de coma; quando ingerido em excesso e continuamente cria dependência - o vício; os efeitos do álcool variam de intensidade de acordo com as características do indivíduo; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  8. 8. Alertas Gravidez As mulheres, quando se encontram grávidas devem abster-se do consumo de álcool, pois este prejudica o desenvolvimento do feto. 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  9. 9. Alertas Condução e manuseamento de máquinas: - nunca conduzir sobre o efeito do álcool nem manusear máquinas, pois este reduz drasticamente a capacidade de reação da pessoa; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  10. 10. Malefícios do álcool Gerador de: 90% atos de vandalismo e agressão; 50% acidentes de viação; 20 a 30% dos casos de cancro do esófago e do fígado, cirrose hepática e epilepsia, podendo até causar a morte; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  11. 11. Tratamento Para obter sucesso no tratamento, há que: aceitar a doença; prevenir a recaída; fazer a desintoxicação; desenvolver a reabilitação; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  12. 12. Benefícios do álcool O uso moderado do álcool pode trazer benefícios: uma dose diária para a mulher e duas para o homem, diminuem os riscos de doença do coração. redução do stress; melhoria de humor; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  13. 13. Conclusão A publicidade, a realidade social e a desestruturação familiar, influenciam a propensão do consumo de álcool e a dependência deste. O público jovem é o mais visado pelas empresas de publicidade, tendo como consequência a iniciação ao consumo de álcool numa faixa etária cada vez mais baixa; 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  14. 14. Conclusão Este assunto deveria ser abordado com mais interesse pelos órgãos com responsabilidade na saúde pública e nas escolas, de modo a serem tomadas medidas no combate às drogas lícitas, como o álcool e o tabaco, que tanto prejudicam a saúde física e psíquica de todo e qualquer ser humano. 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE
  15. 15. Ab Jp Lp Rm Tf 3º B | EB1 LOUSÃ | ANA BARBARA | JOAO PEDRO | LEONARDO PINTO | RODRIGO MARQUES | TIAGO FILIPE

×