Escola António Alves Amorim                             Trabalho realizado por:                                  →Eliana ...
   ACUSAÇOES    Brísida foi acusada de ter uma vida de prostituição e de    hipocrisia.   DEFESAS   Brísida defendeu-s...
 Seiscentos virgos (hímanes) postiços. Três arcas de feitiços. Três almários (armários) de mentiras. Cinco cofres de e...
   Esta personagem carateriza um estrato social, as    alcovitieiras, isto é, a classe das prostitutas.
   Brísida Vaz, não tem salvação possível, e embarca na barca    do inferno.
   Gil Vicente, com esta cena, quis criticar a classe das    alcoviteiras pelo seu trabalho e também criticar de alguma  ...
   Cómico de Linguagem (“barqueiro mano, meus olhos” ;    “cuidais que trago piolhos ?”)   Cómico de Caráter (“eu sou ap...
   A Brísida Vaz era mentirosa (“três almários de mentir”)   Intriguista(“cinco de enleos”)   Ladra (“alguns furtos alh...
   Ela considera-se uma mártir, porque disse que tinha sido    confrontada e tinha suportado muitos tormentos, logo, se  ...
   Brísida Vaz, como pretende embarcar na barca do Anjo,    fala para o Anjo de forma diferente de como fala com o    Dia...
   O registo de língua mais utilizado é popular.
   Caís → Barca do Inferno → Barca da Glória → Barca do    Inferno (embarque)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cena da alcouveteira

2.049 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.049
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cena da alcouveteira

  1. 1. Escola António Alves Amorim  Trabalho realizado por: →Eliana Silva, nº10
  2. 2.  ACUSAÇOES Brísida foi acusada de ter uma vida de prostituição e de hipocrisia. DEFESAS Brísida defendeu-se dizendo que era perfeita tal como os apóstolos e anjos. Afirmou que tinha feito coisas muito divinas e que salvara todas as raparigas (arranjando-lhes casamento ou homem para cuidar delas). Ela converteu as raparigas à religião católica(pois entregou-as aos frades). Disse que foi muito castigada. Se ela fosse castigada condenada, toda a sociedade seria.
  3. 3.  Seiscentos virgos (hímanes) postiços. Três arcas de feitiços. Três almários (armários) de mentiras. Cinco cofres de enlheos. Alguns furtos alheos. Jóias e roupas. Carroça. Estrado de cortiça. 2 almofadas para sentar e moças.Logo, estes símbolos revelam a sua profissão, prostituição .
  4. 4.  Esta personagem carateriza um estrato social, as alcovitieiras, isto é, a classe das prostitutas.
  5. 5.  Brísida Vaz, não tem salvação possível, e embarca na barca do inferno.
  6. 6.  Gil Vicente, com esta cena, quis criticar a classe das alcoviteiras pelo seu trabalho e também criticar de alguma forma o clero por usar as meninas que praticam essa profissão. Critica, também, a sociedade em geral, que era cliente da alcoviteira.
  7. 7.  Cómico de Linguagem (“barqueiro mano, meus olhos” ; “cuidais que trago piolhos ?”) Cómico de Caráter (“eu sou apostolada… fiz coisas mui divinas”)
  8. 8.  A Brísida Vaz era mentirosa (“três almários de mentir”) Intriguista(“cinco de enleos”) Ladra (“alguns furtos alheos”) Cínica(“trago eu muita bofé”) Convencida(“ e eu vou pera o paraíso”) Enganadora(“barqueiro mano meus olhos”)
  9. 9.  Ela considera-se uma mártir, porque disse que tinha sido confrontada e tinha suportado muitos tormentos, logo, se fosse para a barca do Inferno toda a gente teria de ir. “Eu sô ua mártela tal,/ açoutes tenho levados/ e tormentos soportados/que ninguém me foi igual./Se fosse ò fogo infernal,/lá iria todo o mundo!”
  10. 10.  Brísida Vaz, como pretende embarcar na barca do Anjo, fala para o Anjo de forma diferente de como fala com o Diabo, ou seja, ela para o Anjo fala de forma meiga e suave, para convencer o Anjo a deixá-la entrar na sua barca, enquanto com o Diabo não fala dessa forma.
  11. 11.  O registo de língua mais utilizado é popular.
  12. 12.  Caís → Barca do Inferno → Barca da Glória → Barca do Inferno (embarque)

×