SlideShare uma empresa Scribd logo

A vida mágica da sementinha 5º a

a vida mágica da sementinha

1 de 16
Baixar para ler offline
A Vida Mágica da Sementinha
5º A | 2015
O rapto da sementinha
Levada pelo rouxinol conhece o bosque e todos os
animais que ali vivem. A sementinha, com a sua meiguice,
convence o rouxinol a não a comer.
sarça chapim tília rouxinol
O Naipe do Coral
Tentilhão Pica-peixe
Chapim Azul
Toada (rumor) da Primavera
Feto
Campainhas azuis
… e chegavam mais...
cuco
Chapim
Rouxinol estava apaixonado pela Sementinha.
Velhas histórias que convém saber...
O trigo apareceu no Afeganistão , há cerca de 10.000 anos sendo primeiro : o trigo
anão ! Tudo por causa duma guerra.
Anúncio

Recomendados

Resumo da obra
Resumo da obraResumo da obra
Resumo da obramanuela016
 
A vida mágica da sementinha 5º b
A vida mágica da sementinha   5º bA vida mágica da sementinha   5º b
A vida mágica da sementinha 5º bAna Carlão
 
O Menino Estrela de Oscar Wilde - Apresentação
O Menino Estrela de Oscar Wilde - ApresentaçãoO Menino Estrela de Oscar Wilde - Apresentação
O Menino Estrela de Oscar Wilde - ApresentaçãoClarisse Barreto
 
A Fada Oriana Capitulos I e II
A Fada Oriana Capitulos I e IIA Fada Oriana Capitulos I e II
A Fada Oriana Capitulos I e IISlidesDoCostume
 
As comunidades agropastoris- 5ºano- Prof .Alice
As comunidades agropastoris- 5ºano- Prof .AliceAs comunidades agropastoris- 5ºano- Prof .Alice
As comunidades agropastoris- 5ºano- Prof .Alicealicebernardo
 
Ficha a viúva e o papagaio 2
Ficha a viúva e o papagaio   2Ficha a viúva e o papagaio   2
Ficha a viúva e o papagaio 2Pedro Souto
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O principezinho - resumo
O principezinho - resumoO principezinho - resumo
O principezinho - resumosofiasimao
 
Port4 textos educacao_literaria
Port4 textos educacao_literariaPort4 textos educacao_literaria
Port4 textos educacao_literariaD Antunes
 
1 ficheiro de problemas 4º ano
1 ficheiro de problemas 4º ano1 ficheiro de problemas 4º ano
1 ficheiro de problemas 4º anoJoao Ferreira
 
O Rapaz de Louredo - Apresentação
O Rapaz de Louredo - ApresentaçãoO Rapaz de Louredo - Apresentação
O Rapaz de Louredo - ApresentaçãoJacinta Claro
 
Direções e movimentos - matemática 2º ano
Direções e movimentos - matemática 2º anoDireções e movimentos - matemática 2º ano
Direções e movimentos - matemática 2º anoLúcia Guerreiro
 
Nomes coletivos.doc
Nomes coletivos.docNomes coletivos.doc
Nomes coletivos.docElza Melo
 
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodoCiências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodoJoana Gaspar
 
A Viúva e o Papagaio - Joana Banha
A Viúva e o Papagaio - Joana BanhaA Viúva e o Papagaio - Joana Banha
A Viúva e o Papagaio - Joana BanhaBe Alvito
 
Pedro alecrim resumos.
Pedro alecrim   resumos.Pedro alecrim   resumos.
Pedro alecrim resumos.manuela016
 
O cavaleiro da dinamarca
O cavaleiro da dinamarcaO cavaleiro da dinamarca
O cavaleiro da dinamarcaMarilia Matos
 
O "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativa
O "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativaO "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativa
O "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativaGonçalo Silva
 
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - PrimaveraO Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - PrimaveraMargarida Santos
 

Mais procurados (20)

O Principezinho
O PrincipezinhoO Principezinho
O Principezinho
 
O principezinho - resumo
O principezinho - resumoO principezinho - resumo
O principezinho - resumo
 
A fada oriana teste
A fada oriana testeA fada oriana teste
A fada oriana teste
 
Port4 textos educacao_literaria
Port4 textos educacao_literariaPort4 textos educacao_literaria
Port4 textos educacao_literaria
 
História de uma gaivota e do gato que a essinou a voar
História de uma gaivota e do gato que a essinou a voarHistória de uma gaivota e do gato que a essinou a voar
História de uma gaivota e do gato que a essinou a voar
 
1 ficheiro de problemas 4º ano
1 ficheiro de problemas 4º ano1 ficheiro de problemas 4º ano
1 ficheiro de problemas 4º ano
 
O Rapaz de Louredo - Apresentação
O Rapaz de Louredo - ApresentaçãoO Rapaz de Louredo - Apresentação
O Rapaz de Louredo - Apresentação
 
Direções e movimentos - matemática 2º ano
Direções e movimentos - matemática 2º anoDireções e movimentos - matemática 2º ano
Direções e movimentos - matemática 2º ano
 
Nomes coletivos.doc
Nomes coletivos.docNomes coletivos.doc
Nomes coletivos.doc
 
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodoCiências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
 
A Viúva e o Papagaio - Joana Banha
A Viúva e o Papagaio - Joana BanhaA Viúva e o Papagaio - Joana Banha
A Viúva e o Papagaio - Joana Banha
 
Pedro alecrim resumos.
Pedro alecrim   resumos.Pedro alecrim   resumos.
Pedro alecrim resumos.
 
A viúva e o papagaio
A viúva e o papagaioA viúva e o papagaio
A viúva e o papagaio
 
A viúva e o papagaio
A viúva e o papagaioA viúva e o papagaio
A viúva e o papagaio
 
O cavaleiro da dinamarca
O cavaleiro da dinamarcaO cavaleiro da dinamarca
O cavaleiro da dinamarca
 
O "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativa
O "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativaO "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativa
O "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativa
 
Uma aventura
Uma aventuraUma aventura
Uma aventura
 
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - PrimaveraO Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
 
O gato malhado e a andorinha sinhá ana maria e olivia- 8ºe
O gato malhado e a andorinha sinhá   ana maria e olivia- 8ºeO gato malhado e a andorinha sinhá   ana maria e olivia- 8ºe
O gato malhado e a andorinha sinhá ana maria e olivia- 8ºe
 
PLANO NACIONAL DE LEITURA
PLANO NACIONAL DE LEITURAPLANO NACIONAL DE LEITURA
PLANO NACIONAL DE LEITURA
 

Destaque

Destaque (6)

Jogos olímpicos 5º b
Jogos olímpicos 5º bJogos olímpicos 5º b
Jogos olímpicos 5º b
 
Ulisses 6º b
Ulisses 6º bUlisses 6º b
Ulisses 6º b
 
Ulisses 6º a
Ulisses   6º aUlisses   6º a
Ulisses 6º a
 
5º BNotícias do 5º b
5º BNotícias do 5º b5º BNotícias do 5º b
5º BNotícias do 5º b
 
Dia do não fumador
Dia do não fumador Dia do não fumador
Dia do não fumador
 
Notícias do 5º a
Notícias do 5º aNotícias do 5º a
Notícias do 5º a
 

Semelhante a A vida mágica da sementinha 5º a

Aspta.org.br wp content-uploads_2011_05_semente-crioula-cuidar-multiplicar-e-...
Aspta.org.br wp content-uploads_2011_05_semente-crioula-cuidar-multiplicar-e-...Aspta.org.br wp content-uploads_2011_05_semente-crioula-cuidar-multiplicar-e-...
Aspta.org.br wp content-uploads_2011_05_semente-crioula-cuidar-multiplicar-e-...Chrystiano Alves da Costa
 
A agricultura entra em cena
A  agricultura entra em cenaA  agricultura entra em cena
A agricultura entra em cenaHernane Freitas
 
Atividades de recuperação alunos 1 ano e 2 ano
Atividades de recuperação alunos 1 ano e 2 anoAtividades de recuperação alunos 1 ano e 2 ano
Atividades de recuperação alunos 1 ano e 2 anoJosias Melquides
 
Joaninhas divertidas e úteis- Livro infanto-juvenil da Embrapa
Joaninhas divertidas e úteis- Livro infanto-juvenil da EmbrapaJoaninhas divertidas e úteis- Livro infanto-juvenil da Embrapa
Joaninhas divertidas e úteis- Livro infanto-juvenil da EmbrapaAna Szerman
 
A Importância de se Chamar Abelha
A Importância de se Chamar AbelhaA Importância de se Chamar Abelha
A Importância de se Chamar Abelhafvpcampusexplorer
 
Apresentação abelha Nativa
Apresentação abelha NativaApresentação abelha Nativa
Apresentação abelha NativaElison Costa
 

Semelhante a A vida mágica da sementinha 5º a (8)

A vida-das-abelhas
A vida-das-abelhasA vida-das-abelhas
A vida-das-abelhas
 
Aspta.org.br wp content-uploads_2011_05_semente-crioula-cuidar-multiplicar-e-...
Aspta.org.br wp content-uploads_2011_05_semente-crioula-cuidar-multiplicar-e-...Aspta.org.br wp content-uploads_2011_05_semente-crioula-cuidar-multiplicar-e-...
Aspta.org.br wp content-uploads_2011_05_semente-crioula-cuidar-multiplicar-e-...
 
A agricultura entra em cena
A  agricultura entra em cenaA  agricultura entra em cena
A agricultura entra em cena
 
Atividades de recuperação alunos 1 ano e 2 ano
Atividades de recuperação alunos 1 ano e 2 anoAtividades de recuperação alunos 1 ano e 2 ano
Atividades de recuperação alunos 1 ano e 2 ano
 
Abelha Dourinha
Abelha DourinhaAbelha Dourinha
Abelha Dourinha
 
Joaninhas divertidas e úteis- Livro infanto-juvenil da Embrapa
Joaninhas divertidas e úteis- Livro infanto-juvenil da EmbrapaJoaninhas divertidas e úteis- Livro infanto-juvenil da Embrapa
Joaninhas divertidas e úteis- Livro infanto-juvenil da Embrapa
 
A Importância de se Chamar Abelha
A Importância de se Chamar AbelhaA Importância de se Chamar Abelha
A Importância de se Chamar Abelha
 
Apresentação abelha Nativa
Apresentação abelha NativaApresentação abelha Nativa
Apresentação abelha Nativa
 

Mais de Ana Carlão

Texto instrucional
Texto instrucionalTexto instrucional
Texto instrucionalAna Carlão
 
RED - Dr. paulo nogueira apresentacao acaoredcfae
RED - Dr. paulo nogueira  apresentacao acaoredcfaeRED - Dr. paulo nogueira  apresentacao acaoredcfae
RED - Dr. paulo nogueira apresentacao acaoredcfaeAna Carlão
 
Organização do caderno diário
Organização do caderno diárioOrganização do caderno diário
Organização do caderno diárioAna Carlão
 
5º a biblioteca de alexandria
5º a biblioteca de alexandria5º a biblioteca de alexandria
5º a biblioteca de alexandriaAna Carlão
 
Biblioteca de alexandria
Biblioteca de alexandriaBiblioteca de alexandria
Biblioteca de alexandriaAna Carlão
 
Degrees of adjectives 6th g
Degrees of adjectives   6th gDegrees of adjectives   6th g
Degrees of adjectives 6th gAna Carlão
 
Degrees of adjectives 6th f
Degrees of adjectives   6th fDegrees of adjectives   6th f
Degrees of adjectives 6th fAna Carlão
 
Degrees of adjectives 6th e
Degrees of adjectives   6th eDegrees of adjectives   6th e
Degrees of adjectives 6th eAna Carlão
 
Classroom rules 6th g
Classroom rules 6th gClassroom rules 6th g
Classroom rules 6th gAna Carlão
 
Classroom rules 6th f
Classroom rules   6th fClassroom rules   6th f
Classroom rules 6th fAna Carlão
 
Classroom rules 6th e
Classroom rules   6th eClassroom rules   6th e
Classroom rules 6th eAna Carlão
 
Question tags - Areal Editores
Question tags - Areal EditoresQuestion tags - Areal Editores
Question tags - Areal EditoresAna Carlão
 
Present continuous
Present continuousPresent continuous
Present continuousAna Carlão
 
Promoção para a saúde oral oral
Promoção para a saúde oral oralPromoção para a saúde oral oral
Promoção para a saúde oral oralAna Carlão
 
Interação com o utilizador
Interação com o utilizadorInteração com o utilizador
Interação com o utilizadorAna Carlão
 

Mais de Ana Carlão (20)

Texto instrucional
Texto instrucionalTexto instrucional
Texto instrucional
 
RED - Dr. paulo nogueira apresentacao acaoredcfae
RED - Dr. paulo nogueira  apresentacao acaoredcfaeRED - Dr. paulo nogueira  apresentacao acaoredcfae
RED - Dr. paulo nogueira apresentacao acaoredcfae
 
Halloween
HalloweenHalloween
Halloween
 
Organização do caderno diário
Organização do caderno diárioOrganização do caderno diário
Organização do caderno diário
 
5º a biblioteca de alexandria
5º a biblioteca de alexandria5º a biblioteca de alexandria
5º a biblioteca de alexandria
 
Biblioteca de alexandria
Biblioteca de alexandriaBiblioteca de alexandria
Biblioteca de alexandria
 
Degrees of adjectives 6th g
Degrees of adjectives   6th gDegrees of adjectives   6th g
Degrees of adjectives 6th g
 
Degrees of adjectives 6th f
Degrees of adjectives   6th fDegrees of adjectives   6th f
Degrees of adjectives 6th f
 
Degrees of adjectives 6th e
Degrees of adjectives   6th eDegrees of adjectives   6th e
Degrees of adjectives 6th e
 
Classroom rules 6th g
Classroom rules 6th gClassroom rules 6th g
Classroom rules 6th g
 
Classroom rules 6th f
Classroom rules   6th fClassroom rules   6th f
Classroom rules 6th f
 
Classroom rules 6th e
Classroom rules   6th eClassroom rules   6th e
Classroom rules 6th e
 
Comparatives
ComparativesComparatives
Comparatives
 
Question tags - Areal Editores
Question tags - Areal EditoresQuestion tags - Areal Editores
Question tags - Areal Editores
 
Present continuous
Present continuousPresent continuous
Present continuous
 
Plural nouns
Plural nounsPlural nouns
Plural nouns
 
Animals
AnimalsAnimals
Animals
 
Boletim pief
Boletim piefBoletim pief
Boletim pief
 
Promoção para a saúde oral oral
Promoção para a saúde oral oralPromoção para a saúde oral oral
Promoção para a saúde oral oral
 
Interação com o utilizador
Interação com o utilizadorInteração com o utilizador
Interação com o utilizador
 

Último

Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...manoelaarmani
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 

Último (20)

Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 

A vida mágica da sementinha 5º a

  • 1. A Vida Mágica da Sementinha 5º A | 2015
  • 2. O rapto da sementinha Levada pelo rouxinol conhece o bosque e todos os animais que ali vivem. A sementinha, com a sua meiguice, convence o rouxinol a não a comer. sarça chapim tília rouxinol
  • 3. O Naipe do Coral Tentilhão Pica-peixe Chapim Azul
  • 4. Toada (rumor) da Primavera Feto Campainhas azuis
  • 5. … e chegavam mais... cuco Chapim Rouxinol estava apaixonado pela Sementinha.
  • 6. Velhas histórias que convém saber... O trigo apareceu no Afeganistão , há cerca de 10.000 anos sendo primeiro : o trigo anão ! Tudo por causa duma guerra.
  • 7. Velhas histórias que convém saber... O trigo foi cultivado pela primeira vez no Médio Oriente. Há cerca de 10.000 anos, uma mutação ou hibridização ocorreu, resultando numa planta com sementes grandes,que não podiam espalhar-se com o vento. Esta planta poderia produzir mais comida para os humanos e teve maior sucesso que outras plantas com sementes menores, tornando-se assim o ancestral do trigo moderno.
  • 8. Em poder da feiticeira Envolvida com uma camada de terra, a Sementinha estava pronta para germinar. Não sabendo onde estava atreveu-se a perguntar onde se localizava. Alguém lhe respondeu, era a terra feiticeira.
  • 10. O grande mistério O grande mistério consiste na transformação da pequena sementinha em planta (trigo).
  • 11. A sementinha é esquartejada Os cientistas atiraram-na para cima da mesa, onde, de vez em quando, lhe iam tocando nas espigas e apertando os bagos. A certa altura, o Agrónomo arrancou-lhe mais um dos seus caracóis e felo passar de mão em mão a um velho que a mordeu com curiosidade. Este mesmo velho separou-lhe todas as espigas enquanto os outros lhe esmagavam os grãos. O que ela ainda não tinha percebido era que aqueles grãos eram agora seus filhos.
  • 12. As meninas sementinhas vão à escola A aula não tinha carteiras, nem quadro preto, nem cartas geográficas pelas paredes. Eram vários canteiros com terra preparada pelos homens; e o material escolar era bem diferente - um termômetro, uma balança para as pesar, uma pá, um balde, um rastilho e um irrigador.
  • 13. A Asa de Corvo casa-se: Era primavera e a Asa de Corvo pensou em casar. No tempo das suas avós e da sua mãe o casamento era feito ao acaso, mas a Asa de Corvo não iria ter o mesmo destino. O homem de bata branca, com a ajuda de um par de pinças arrancou-lhe os estames de pólen das suas flores masculinas deixando-lhe as femininas. Foi quando a Asa de Corvo compreendeu que o seu casamento era de conveniência. O homem de bata branca deitou sobre os pistilos da Asa de Corvo pólen de outra flor mais robusta, protegendo-a do polén vagabundo que andava no ar. A Asa de corvo deu assim origem a novos filhos designados de: Híbridos.
  • 14. Polinização Algumas flores são machos e outras são fêmeas. Os machos têm o maravilhoso pó amarelo - o pólen. O pólen é um pó mágico que quando toca nos pistilos (gineceus) das flores femininas transforma-as, originando uma nova planta. Polinização: as flores masculinas atiram o pólen que é levado pelos pássaros, pelas abelhas e pelo vento para as flores femininas.
  • 15. Trigo híbrido - alimentos transgénicos Os alimentos transgénicos são geneticamente modificados com o objetivo de melhorar a qualidade e aumentar a produção e a resistência às pragas, visando o lucro. O DNA (código genético) desses alimentos é modificado. Alguns produtos são modificados para que contenham um maior valor nutricional e resistam ao ataque de vírus e fungos. Outros são modificados para que a produção seja aumentada. O trigo utilizado hoje em dia é bem diferente do trigo de há 50 anos atrás, é uma planta híbrida, desenvolvida para aumentar os lucros.
  • 16. Um viveiro de sementes kl Mark Carleton Alfred ( Ohio , Estados Unidos 07 de março de 1866 - Paita , Peru 25 de abril de 1925) foi umamericano botânico e patologista de planta , o mais notável para sua introdução de trigos duros vermelho e trigos duroda Rússia na wheatbelt americana . [ 1 ] Em 1875, Michurin alugara uma faixa de terra com cerca de 500 metros quadrados não muito longe de Tambov, onde começou coleta de plantas, e iniciou a sua investigação em pomologia[1] e seleção. Em 1899, ele adquiriu uma maior faixa de terra de cerca de 130.000 metros quadrados e moveu para lá seus laboratórios.

Notas do Editor

  1. João Nuno - Neste slide deves escrever um breve resumo do que se passou neste episódio e inserir imagens de : sarça, chapim, tília e rouxinol
  2. TODOS -Neste slide devem inserir imagens dos pássaros que faziam parte do coro ( ver no capítulo os nomes dos animais )
  3. Todos - Neste capítulo devem referir a flora mencionada no momento do ensaio da toada da Primavera: inserir imagens de campainhas azuis, malmequeres, lírios, fetos, boninas, musgo ...
  4. Todos - acrescentar as imagens dos outros animais que foram chegando e um pequeno resumo do que sentia o Rouxinol
  5. Sofia e Raquel - (2 slides) devem recolher imagens dos países e dos locais mencionados (mapas) e um pequeno resumo sobre a descoberta do trigo e do pão...
  6. Sofia e Raquel - (2 slides) devem recolher imagens dos países e dos locais mencionados (mapas) e um pequeno resumo sobre a descoberta do trigo e do pão...
  7. Vasco e Rodrigo ( 2 slides) - 1 com o resumo do capítulo e outro com imagens de aspetos referidos no capítulo
  8. Afonso (2 slides) - um com imagens sobre raízes e outros elementos referidos no texto relacionados com as plantas . o outro slide deve explicar em que consiste, afinal, o grande mistério
  9. Afonso (2 slides) - um com imagens sobre raízes e outros elementos referidos no texto relacionados com as plantas . o outro slide deve explicar em que consiste, afinal, o grande mistério
  10. Maria Inês - explicar e ilustrar com imagens o que se passa já no laboratório, depois da colheita
  11. Fernando- descrever como era a escola das sementinhas (podem retirar informação do capítulo) e ilustrar
  12. Eduardo e Rui explicar em que consistia esse “casamento” . Falar de polinização (com ilustrações) e falar do trigo transgénico
  13. Eduardo e Rui - explicar em que consistia esse “casamento” . Falar de polinização (com ilustrações) e falar do trigo transgénico
  14. Eduardo e Rui - explicar m que consistia esse “casamento” . Falar de polinização (com ilustrações) e falar do trigo transgénico
  15. João Dinis - falar da luta contra a fome ( falar de Carleton e Mitchurin - pesquisar!) - breve resumo deste capítulo