Espionagem na internet

3.306 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.306
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Espionagem na internet

  1. 1. Espionagem na Internet<br />
  2. 2. Introdução<br /><ul><li>Existem vários tipos de espionagem na internet. O cidadão comum desconhece que pode ser constantemente vigiado na sua rotina diária, ao utilizar qualquer meio moderno de comunicação: telefone, rádio, Internet, e demais.</li></ul>Os muitos dados que se colocam nas redes sociais da internet, levam a um fácil caminho para aqueles que procuram saber mais informações em relação ao utilizador. <br />
  3. 3. A espionagem na Internet cresceu 488%<br />A espionagem na internet tem vindo a aumentar de ano para ano. A prática é geralmente utilizada pelos sites mais utilizados e conhecidos na internet para obter informações sobre os sítios visitados pelos utilizadores da rede. A maioria das pessoas desconhece que pode estar a ser vigiado sempre que utiliza um meio de comunicação.<br />
  4. 4. Espionagem na Internet<br />Cerca de 20% das maiores marcas de internet mundial têm mecanismos de espionagem nos seus sites. O maior tipo de espionagem utilizada é na forma de cookies.<br />Esses sites conseguem, sem avisar, recolher informações tais como o endereço IP do utilizador e o navegador utilizado.<br />Defensores da privacidade na Internet questionam o uso de cookies, que podem ser usados pelos sites para rastrear o comportamento dos internautas.<br />
  5. 5. Invasão de privacidade<br />Algumas pessoas eram da opinião que este tipo de espionagem não era nada de muito grave, que era uma informação precisa às empresas, pois conseguiam atingir e corresponder os desejos dos clientes, mas o facto do utilizador da rede não ser informado faz com que este processo se torne “invasão de privacidade”. <br />
  6. 6. Cookies<br />Depois de se avaliarem à volta de um milhão de sites, desde 1998 e 2001 concluiu-se que a espionagem mais comum é na forma de Cookies. <br />Cookiessão pequenos arquivos de texto gravados no computador que se activam quando se utiliza o site. <br />Este modo de espionagem regista a hora e o dia em que acedeu à página e outros dados sobre a sua navegação.<br />
  7. 7. Cookies<br />Com este mecanismo, o site consegue ainda ter acesso ao arquivo gravado no computador, ver os sites mais visitados e o número de visitas num certo período de tempo. As empresas usam, depois, esses dados para o marketing direccionado. <br />
  8. 8. Cookies - protecção<br />A melhor maneira para se sentir seguro e com a certeza de que não está a ser vítima de espionagem é ter um anti-vírus com anti-Spyware que impede que outros utilizadores recolham os dados e controlem as pessoas. <br />Spywareé o programa que permite recolher informações sobre o utilizador e os seus costumes na internet e transmite essas informações a uma entidade externa, sem o seu conhecimento e consentimento.<br />
  9. 9. Disciplina: Área de Projecto<br />Ano: 8º<br />Turma: D<br />Trabalho realizado por: <br />Ana Marques;<br />Catarina Duarte;<br />João Pires.<br />

×