 SangueCoração Vasos Sanguíneos
AortaVeia Cava Superior                                                         Artéria Pulmonar                          ...
 Controle do Fluxo Sanguíneo   • Pulsação:        Contração        Relaxamento
ArtériasRamificam-se ArteríolasProlongam-se  Capilares
 Irrigam ascélulas do coração.
 Ligam asarteríolas e asvênulas.
VERMELHO                     Liberam e absorvem                    líquido intersticial (ou                    tissular)....
Esfíncteres Pré-capilaresArteríolas                    Vênulas                                         Regula o supriment...
 Tem túnica média eadventícia menos espessas. Contração e Relaxamentolentos.
 Válvulas paraimpedir o refluxo desangue.
 O sistema linfático é uma redecomplexa de órgãos linfoides,linfonodos, ductos linfáticos, tecidoslinfáticos, capilares l...
 Atua no sistemaimunológico. Transporte de nutrientes. Saldo líquido e de proteínas. Absorção de gorduras doalimento....
 Parecida com o sangue. Sem hemácias. Só leucócitos (GlóbulosBrancos).
 Presentes ao longo dosvasos linfáticos em posiçõesestratégicas. Filtram a linfa.
 Dentro do linfonodo,a linfa passa por finoscanais com leucócitosque destroem corposestranhos. Multiplicação deleucócito...
 Armazena linfócitos emonócitos (Glóbulos Brancos). Filtra o sangue. Destrói hemáciasenvelhecidas. Banco de sangue.
Circulação Pulmonar   Circulação Sistêmica     Coração                Coração     Pulmões           Sistemas Corporais    ...
 Sangue Venoso    • Pobre em oxigênio    • Rico em gás carbônico     Exceções:                                    Artér...
Sangue rico emSangue pobre em          oxigênio e pobre emoxigênio e rico em gás   gás carbônicocarbônico
Diástole                             SístoleRelaxamento de uma câmara cardíaca   Contração de uma câmara cardíaca emque en...
Ciclo cardíaco inteiro    Cerca de 0,8s
Sístole Ventricular                       Diástole Ventricular  InícioInicio da Diástole Atrial                  da Síst...
Valvas                semilunares se                 abrem para o                sangue passar     Sístole Ventricular   ...
Átrios entram em diástole e                                         recebem o sangue vindo do resto                       ...
 O que é?    Número de vezes que o    coração se contrai por    unidade de tempo. Frequência Normal:    Cerca de 70 a 80...
 Nó Sinoatrial:    As células do nódulo emitem um    sinal elétrico pela musculatura dos    átrios que causa a contração ...
 O que é?   A pressão que o sangue exerce   sobre a parede interna das   artérias. Pressão Máxima:   Durante a sístole v...
 Os músculos esqueléticos secontraem para ajudar as veias alevarem o sangue de volta aocoração. E devido as válvulas con...
Constituído por:    Certos tipos de leucócitos,   principalmente linfócitos;    Órgãos que formam,   maturam e multiplic...
 Ingerem, porfagocitose, substânciasque possam prejudicar oorganismo. No sangue monócitose nos tecidosmacrófagos.
 Linfócitos B:   Especializados na   produção de   anticorpos.
 Linfócitos T:    T Citotóxico (CD8):   Especializados em reconhecer e   matar células corporais alteradas,   como as vir...
 Órgãos Imunitários Primários   Medula Óssea Vermelha   Originam os linfócitos B e T. Os   linfócitos B amadurecem na med...
 Órgãos Imunitários Secundários   Linfonodos   Adenoides   Tonsilas   Apêndice Vermiforme   Baço
 Macrófagos (policiais) fagocitam (“prendem”) substâncias estranhas. Depois dadigestão celular eles “apresentam” os antíg...
 Imunidade Humoral    Baseada em anticorpos Anticorpos    Formato de “Y”.    São capazes de reconhecer e se ligar especi...
 Imunidade Celular  Linfócitos T Citotóxicos tem, em sua membrana, proteínas  que reconhecem células estranhas. Os Linfóc...
 Imunização Passiva    Anticorpos gerados em    outro organismo são    purificados e injetados    no organismo do ser que...
 Memória Imunitária    Depois de combatido o perigo, ficam no    organismo células de memória que guardam    as caracterí...
O   que são?     Solução de anticorpos contra     a peçonha extraídos de um     animal previamente     imunizado.
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Biologia [ sistema circulatório ]
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Biologia [ sistema circulatório ]

1.183 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.183
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
72
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biologia [ sistema circulatório ]

  1. 1.  SangueCoração Vasos Sanguíneos
  2. 2. AortaVeia Cava Superior Artéria Pulmonar Veias Pulmonares Átrio Esquerdo Valva Bicúspide Valva Semilunar (Mitral) (Pulmonar) Valva SemilunarÁtrio Direito (Aórtica) Valva Tricúspide Veia Cava Inferior Ventrículo Esquerdo Ventrículo Direito Miocárdio
  3. 3.  Controle do Fluxo Sanguíneo • Pulsação:  Contração  Relaxamento
  4. 4. ArtériasRamificam-se ArteríolasProlongam-se Capilares
  5. 5.  Irrigam ascélulas do coração.
  6. 6.  Ligam asarteríolas e asvênulas.
  7. 7. VERMELHO  Liberam e absorvem líquido intersticial (ou tissular). BRANCO
  8. 8. Esfíncteres Pré-capilaresArteríolas Vênulas  Regula o suprimento de sangue que aflui para os tecidos. Capilares
  9. 9.  Tem túnica média eadventícia menos espessas. Contração e Relaxamentolentos.
  10. 10.  Válvulas paraimpedir o refluxo desangue.
  11. 11.  O sistema linfático é uma redecomplexa de órgãos linfoides,linfonodos, ductos linfáticos, tecidoslinfáticos, capilares linfáticos evasos linfáticos que produzem etransportam o fluido linfático (linfa)dos tecidos para o sistemacirculatório.
  12. 12.  Atua no sistemaimunológico. Transporte de nutrientes. Saldo líquido e de proteínas. Absorção de gorduras doalimento. Equilíbrio de fluidos.
  13. 13.  Parecida com o sangue. Sem hemácias. Só leucócitos (GlóbulosBrancos).
  14. 14.  Presentes ao longo dosvasos linfáticos em posiçõesestratégicas. Filtram a linfa.
  15. 15.  Dentro do linfonodo,a linfa passa por finoscanais com leucócitosque destroem corposestranhos. Multiplicação deleucócitos causam asÍnguas.
  16. 16.  Armazena linfócitos emonócitos (Glóbulos Brancos). Filtra o sangue. Destrói hemáciasenvelhecidas. Banco de sangue.
  17. 17. Circulação Pulmonar Circulação Sistêmica Coração Coração Pulmões Sistemas Corporais Coração Coração
  18. 18.  Sangue Venoso • Pobre em oxigênio • Rico em gás carbônico  Exceções:  Artérias Pulmonares • Conduzem sangue pobre em oxigênio do coração para os pulmões. Sangue Arterial • Pobre em gás carbônico  Veias Pulmonares • Rico em oxigênio • Transportam sangue oxigenado dos pulmões para o coração
  19. 19. Sangue rico emSangue pobre em oxigênio e pobre emoxigênio e rico em gás gás carbônicocarbônico
  20. 20. Diástole SístoleRelaxamento de uma câmara cardíaca Contração de uma câmara cardíaca emque enche-se de sangue. que o sangue é bombeado para fora dela
  21. 21. Ciclo cardíaco inteiro Cerca de 0,8s
  22. 22. Sístole Ventricular  Diástole Ventricular  InícioInicio da Diástole Atrial da Sístole Atrial Átrios entram em sístole e bombeiam sangue para os ventrículos que estão em diástole. Valvas Mitral e Tricúspide se abrem para o Sístole Atrial  Fim da sangue passar Diástole Ventricular para os ventrículos
  23. 23. Valvas semilunares se abrem para o sangue passar Sístole Ventricular  Diástole Ventricular  Início Inicio da Diástole Atrial da Sístole AtrialVentrículos entram em sístole e bombeiam sangue para os pulmões (Ventrículo Direito) pelas artérias pulmonares e para o resto do corpo (Ventrículo Esquerdo) pela Aorta. Valvas Atrioventriculares Sístole Atrial  Fim da (Mitral e Tricúspide) se fecham para evitar o refluxo de Diástole Ventricular sangue aos átrios
  24. 24. Átrios entram em diástole e recebem o sangue vindo do resto do corpo (Átrio Direito) e dos pulmões (Átrio Esquerdo)Sístole Ventricular  Diástole Ventricular  InícioInicio da Diástole Atrial da Sístole Atrial Sístole Atrial  Fim da Diástole Ventricular
  25. 25.  O que é? Número de vezes que o coração se contrai por unidade de tempo. Frequência Normal: Cerca de 70 a 80 Batimentos por minuto (bpm). No Sono: Cerca de 35 a 50 bpm. Durante exercício físico: Pode ultrapassar os 180 bpm.
  26. 26.  Nó Sinoatrial: As células do nódulo emitem um sinal elétrico pela musculatura dos átrios que causa a contração dos mesmos [sístole]. Nó Atrioventricular: Esse nó distribui o sinal do sinoatrial e causa a sístole dos ventrículos.
  27. 27.  O que é? A pressão que o sangue exerce sobre a parede interna das artérias. Pressão Máxima: Durante a sístole ventricular. 110 mmHg a 120mm Hg Pressão Mínima: Durante a diástole ventricular. 70 mmHg a 80mmHg.
  28. 28.  Os músculos esqueléticos secontraem para ajudar as veias alevarem o sangue de volta aocoração. E devido as válvulas contidas nasveias o sangue percorre um únicosentido.
  29. 29. Constituído por:  Certos tipos de leucócitos, principalmente linfócitos;  Órgãos que formam, maturam e multiplicam os linfócitos.
  30. 30.  Ingerem, porfagocitose, substânciasque possam prejudicar oorganismo. No sangue monócitose nos tecidosmacrófagos.
  31. 31.  Linfócitos B: Especializados na produção de anticorpos.
  32. 32.  Linfócitos T: T Citotóxico (CD8): Especializados em reconhecer e matar células corporais alteradas, como as viralmente infectadas. Também atacam células estranhas à pessoa, o que causa rejeição de órgãos transplantados. T Auxiliares (CD4): Comandantes do sistema. Recebem informações dos macrófagos sobre invasores. Imediatamente mandam os linfócitos B e CD8 atacarem os invasores.
  33. 33.  Órgãos Imunitários Primários Medula Óssea Vermelha Originam os linfócitos B e T. Os linfócitos B amadurecem na medula. Timo Órgão situado sob o nosso esterno. Termina o amadurecimento dos linfócitos T.
  34. 34.  Órgãos Imunitários Secundários Linfonodos Adenoides Tonsilas Apêndice Vermiforme Baço
  35. 35.  Macrófagos (policiais) fagocitam (“prendem”) substâncias estranhas. Depois dadigestão celular eles “apresentam” os antígenos ao sistema. Linfócitos T auxiliadores (CD4) (Delegados) reconhecem os antígenos (meliantes)apresentados. Os linfócitos tem receptores (algemas) especiais que podem se unir aosantígenos.Enquanto eles estão se unindo os macrófagos liberam interleucinas (puxamento desaco) nos linfócito CD4. Elas estimulam a multiplicação deles.Os linfócitos CD4 liberam as suas interleucinas e acordam os Linfócitos B e T citotóxico(CD8) que já tiveram contato com o antígeno (já prenderam o bandido em outraocasião) para reconhecê-lo. Eles se multiplicam (chamam mais amigos policiais) paracombater os antígenos (jogá-los no presídio). À medida que os antígenos são destruídos, e saem do corpo o número de linfócitoscai (Depois de controlado o indivíduo, os caras vão embora).
  36. 36.  Imunidade Humoral Baseada em anticorpos Anticorpos Formato de “Y”. São capazes de reconhecer e se ligar especificamente aos antígenos que induziram sua formação. Isso é tão forte que cada tipo de anticorpo só reconhece um tipo de antígeno.
  37. 37.  Imunidade Celular Linfócitos T Citotóxicos tem, em sua membrana, proteínas que reconhecem células estranhas. Os Linfócitos jogam nessas células uma substância que perfura a membrana delas e as mata. A substância é Perforina.
  38. 38.  Imunização Passiva Anticorpos gerados em outro organismo são purificados e injetados no organismo do ser que se quer imunizar. Imunização Ativa O próprio organismo é estimulado a produzir anticorpos .
  39. 39.  Memória Imunitária Depois de combatido o perigo, ficam no organismo células de memória que guardam as características para que, se os invasores voltarem, o organismo aja mais rapidamente.  O que são? Antígenos isolados causadores de certa doença. Ou mesmo antígenos vivos atenuados e tratados para que não causem a doença.  O que fazem? Desencadeiam uma reação que causa a produção de células de memória. Assim, quando a doença for contraída o organismo agirá muito rápido impedindo o agravamento da situação.
  40. 40. O que são? Solução de anticorpos contra a peçonha extraídos de um animal previamente imunizado.

×