Sistema+circulatório+(+ufmg)

1.143 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.143
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema+circulatório+(+ufmg)

  1. 1. SISTEMA CIRCULATÓRIO
  2. 2. SISTEMA CIRCULATÓRIO Levar oxigênio e nutrientes para todas as partes do corpo; Transporta produtos residuais do metabolismo celular; Permite a atuação de hormônios; Possui células especializadas na defesa orgânica contrasubstâncias estranhas e microrganismos
  3. 3. O Sistema circulatório é formado...Sistema sanguíneoSistema sanguíneo Sistema linfático Órgãos Sistema linfático Órgãos hemopoiéticos hemopoiéticos Vasos Coração Vasos Órgãos linfóides Medula óssea Capilares Linfonodos Baço Artérias linfáticos Veias Vasos linfáticos Tonsilas Timo Capilares Troncos linfáticos
  4. 4. COMPOSIÇÃO DO SANGUE
  5. 5. POSIÇÃO DO CORAÇÃO... Órgão muscular ocoFunciona como uma bomba contrátil-propulsora Forma cônica – mão fechada (250 – 300g) Situado no mediastino
  6. 6. ANATOMIA EXTERNA DO CORAÇÃO Vasos da base Aurícula direita e aurícula esquerda Ápice
  7. 7. PERICÁRDIO E PAREDE DO CORAÇÃO Endocárdio MiocárdioPericárdio Epicárdio Pericárdio fibroso: evita o estiramento excessivo do coração e oancora no mediastino; Pericárdio seroso: camada dupla (lâmina parietal e visceral)As câmaras do coração apresentam diferença na espessura domiocárdio de acordo com a fisiologia de cada câmara
  8. 8. Epicárdio: a camada externa do coração é uma delgada lâmina detecido seroso. O epicárdio é contínuo, a partir da base do coração,com o revestimento interno do pericárdio, denominado camadavisceral do pericárdio seroso.Miocárdio: é a camada média e a mais espessa do coração. Écomposto de músculo estriado cardíaco. É esse tipo de músculo quepermite que o coração se contraia e, portanto, impulsione sangue,ou o force para o interior dos vasos sanguíneos.Endocárdio: é a camada mais interna do coração. É uma fina camadade tecido composto por epitélio pavimentoso simples sobre umacamada de tecido conjuntivo. A superfície lisa e brilhante permiteque o sangue corra facilmente sobre ela. O endocárdio tambémreveste as valvas e é contínuo com o revestimento dos vasossanguíneos que entram e saem do coração.
  9. 9. ANATOMIA INTERNA DO CORAÇÃO Ve Septo interatrial i su a cav pe Veias pulmonares rio a r Seio coronário Átrio direito Átrio (AD) esquerdo (AE) a a cav Vei ior r infe Septo atrioventricular Ventrículo Ventrículo direito (VD) esquerdo (VE)Tronco pulmonar Aorta Septo interventricular
  10. 10. ÁTRIO DIREITOMúsculos pectíneos: parede anterior dos átrios Desembocam as veias cavas superior e inferior, e seio coronário
  11. 11. VENTRÍCULO DIREITO Valva do tronco pulmonar: Formada por 3 válvulas semilunaresValva atrioventricular direita: 3 válvulas + cordas tendíneas + músculospapilares Presença de trabéculas cárneas Saída do tronco pulmonar
  12. 12. ÁTRIO ESQUERDOMúsculos pectíneos: na aurícula esquerda Desembocam as veias pulmonares (4)
  13. 13. VENTRÍCULO ESQUERDOValva atrioventricular esquerda: 2 válvulas + cordas tendíneas +músculos papilares Presença de trabéculas cárneas Saída da aorta
  14. 14. ESQUELETO FIBROSO DO CORAÇÃO Anel fibroso pulmonar Anel fibroso pulmonar Tendão do infundíbulo Tendão do infundíbulo Trígono fibroso Trígono fibroso esquerdo esquerdo Anel fibroso aórtico Anel fibroso aórticoAnel fibroso Anel fibrosoatrioventricular atrioventricularesquerdo esquerdo Anel fibroso Anel fibroso atrioventricular atrioventricular direito direito Trígono fibroso direito Trígono fibroso direito Tecido conjuntivo denso que fornece fixação p/ asvalvas do coração e p/ feixes musculares cardíacos; Atua como isolante elétrico
  15. 15. VASOS SANGUÍNEOS Grande calibre ARTÉRIAS Arteríolas ARTÉRIAS Médio calibre Pequeno calibre Circulam centrifugamente em relação ao coraçãoPossuem elasticidade: manter o fluxo sanguíneoconstante; As artérias podem ser superficiais ou profundas; Emitem ramos.
  16. 16. VASOS SANGUÍNEOSVeiasVeias Grande calibre Médio Pequeno Vênulas Recebem tributárias ou afluentes; O número de veias é maior do que o das artérias; Também podem ser superficiais e profundas; As anastomoses venosas são mais frequentes que as arteriais; Possuem válvulas.
  17. 17. VASOS SANGUÍNEOS Capilares Capilares Constituem a rede de distribuição e recolhimento do sangue nascélulas. Estes vasos estão em comunicação, por um lado, comramificações originárias das artérias e, por outro, com as veias de menordimensão.
  18. 18. IRRIGAÇÃO DO CORAÇÃO Artérias coronárias Primeiros ramos da aorta
  19. 19. DRENAGEM DO CORAÇÃO  Veias coronárias  Se abrem no átrio direito, através do seio coronário
  20. 20. SISTEMA DE PURKINJE• A ritmicidade própria do coração, assim como o sincronismo na contração de suas câmaras, é feito por um sistema excitatório.• Este sistema é formado por fibras auto-excitáveis e que se distribuem pela massa muscular cardíaca. cardíaca
  21. 21. SISTEMA DE PURKINJE Nó Sino-Atrial (SA)1. Nó sino-atrial (marcapasso natural) Nó Átrio-Ventricular (AV) Feixe de His2. Nó átrio-ventricular (0,12’’ após) (HIS) Retarda a passagem do impulso p/ Ramos Direito Esquerdo Vias p ventrículo Internodais Fibras de Purkinje (subendocárdicas)3 . Feixe átrio-ventricular (Feixe de Hiss)4. Ramos direito e esquerdo do feixe átrio-ventricular
  22. 22. Inervação do coração• Simpática: tronco simpático• Parassimpática: n. vago
  23. 23. TIPOS DE CIRCULAÇÃO Pequena circulação ou Circulação pulmonar Grande circulação ou Circulação sistêmica
  24. 24. TIPOS DE CIRCULAÇÃOCirculação Portal Circulação Colateral
  25. 25. Portal: O sangue venoso dos capilares do trato intestinal drena naveia portal, que invés de levar o sangue de volta ao coração, leva-o ao fígado. Isso permite que este órgão, receba nutrientes queforam extraídos da comida pelo intestino. O fígado tambémneutraliza algumas toxinas recolhidas no intestino. O sanguesegue do fígado às veias hepáticas e então veia cava inferior, eentão ao lado direito do coração, entrando no átrio direito evoltando para o inicio do ciclo, no ventrículo.Circulação colateral: A circulação colateral é um processo noqual pequenas artérias , normalmente fechadas , se abrem econectam grandes vasos ou certos ramos deles . Isso serve comouma alternativa limitada ao suprimento de sangue. Todas aspessoas possuem essa circulação colateral, ao menos à nívelmicroscópico porém estão mais desenvolvidas ou alargadas empessoas com problemas cardíacos e vasculares.
  26. 26. SISTEMA LINFÁTICO
  27. 27.  Sistema formado por vasos e órgãos linfóides (ondecircula a linfa); Sistema de drenagem auxiliar do sistema venoso Rede extensa de capilares e Rede extensa de capilares e Linfonodos (filtros do Linfonodos (filtros do amplos vasos coletores (vasos amplos vasos coletores (vasos líquido coletado pelos líquido coletado pelos linfáticos) que recebem líquido linfáticos) que recebem líquido vasos) e 3 órgãos vasos) e 3 órgãos tecidual do corpo e transportam tecidual do corpo e transportam linfóides: tonsilas, baço linfóides: tonsilas, baço para o sistema cardiovascular para o sistema cardiovascular e timo. e timo.
  28. 28. Capilares linfáticosCapilares linfáticos Vasos linfáticos Vasos linfáticosTroncos linfáticosTroncos linfáticos Ducto torácico Ducto torácico Linfonodos
  29. 29. ÓRGÃOS LINFÓIDES BAÇO Maior órgão linfóide Funções: produção de anticorpos,fagocitose de glóbulos vermelhos velhos epartículas estranhas ao corpo. O baço atuacomo um filtro para a corrente sangüínea,
  30. 30. TIMO Situado na porção inferior do pescoço etórax Promove a maturação de linfócitos eórgãos linfóides como o baço e linfonodos. Grande aumento do nascimento àpuberdade
  31. 31. TONSILAS Massas pequenas de tecido linfóide mucosa de revestimento das cavidadesbucal e faríngea atuam como uma defesa adicionalcontra invasão bacteriana
  32. 32. LINFONODOS Armazenam células brancas (linfócitos) quetem efeito bactericida. Quando ocorre uma infecção, podemaumentar de tamanho e ficar doloridosenquanto estão reagindo aosmicroorganismos invasores.
  33. 33. Duvidas???

×