Geomorfologia ambiental

1.068 visualizações

Publicada em

Estudo sobre geomorfologia ambiental para curso de geografia.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Geomorfologia ambiental

  1. 1. Geomorfologia Ambiental Componentes: Adaias, Alex, Gelciene, Karina, Natália, Rita, Sislei.
  2. 2. Geomorfologia, de forma bem simples é a ciência que estuda as formas de relevo da Terra. Geomorfologia ambiental: é o ramo da ciência que dá suporte teórico e conceitual para o levantamento de questões relacionadas ao uso dos recursos naturais e análise das propriedades do terreno, como também aponta medidas a serem tomadas para amenizar a ação impactante das ações humanas sobre o ambiente.
  3. 3. Christofolleti (1980, p. 1) define que o sistema é o conjunto dos elementos e das relações entre si e seus atributos. Ao estudar a composição dos sistemas alguns aspectos relevantes devem ser ressaltados, como:
  4. 4. • A matéria compreende o material que vai ser mobilizado por meio do sistema. Por exemplo, no sistema hidrográfico, a matéria é representada pela água e seus detritos.
  5. 5. • Com relação à energia, esta corresponde às forças que fazem o sistema funcionar. Energia potencial é aquela armazenada, representada pela força inicial que leva ao funcionamento do sistema. Energia cinética é aquela cuja a própria força agrupa-se à potencial, é a em movimento.
  6. 6. Para Christofolleti (1980, p. 2), a estrutura é composta pelos elementos e suas relações, mostrando-se por meio do arranjo de seus componentes. Um rio é elemento de um sistema hidrográfico, mas pode ser considerado um sistema em si só, dependendo da escala.
  7. 7. As três características principais das estruturas são: • tamanho, que é determinado pelo número de variáveis que o compõem; • a correlação, que demonstra o modo como as variáveis se relacionam; • e a causalidade, que esclarece qual variável é independente e qual é dependente.
  8. 8. Classificação dos sistemas em geomorfologia e noções de equilíbrio em geomorfologia ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Christofolleti enfatiza que os sistemas podem ser classificados conforme vários critérios, mas, para análise ambiental, os critérios funcionais e o da composição integrativa são os mais relevantes.
  9. 9. Considerando o critério funcional, temos: a) Sistemas isolados - são aqueles que, por serem isolados, não sofrem mais nenhuma perda nem recebem energia ou matéria do ambiente que os rodeia. Exemplo: Erosão
  10. 10. b) Sistemas não-isolados - são aqueles sistemas que possuem relações com os outros sistemas do universo, sendo: • Fechado - quando há troca de energia (recebimento e perda), mas não de matéria. Exemplo 1: Terra recebendo luz solar. Exemplo 2: Ciclo hidrgráfico.
  11. 11. • Abertos - são aqueles nos quais ocorrem constantes trocas de energia e matéria, tanto recebendo quanto perdendo. Exemplo 1: Bacia Hidrográfica Exemplo 2: Uma cidade.
  12. 12. Observando o critério para a complexidade da composição integrativa, foi proposto uma classificação estrutural que distingue onze tipos de sistemas, porém entre eles os mais significativos para a Geomorfologia são os seguintes: • Sistemas morfológicos - compostos simplesmente pela associação das propriedades físicas dos fenômenos (como a geometria, a composição, etc.), sendo os sistemas menos complexos das estruturas naturais. Exemplos: dunas, canais fluviais.
  13. 13. • Sistemas em sequência - tais sistemas são compostos por cadeia de subsistemas; é importante salientar que existe tanto a magnitude espacial quanto a localização geográfica, que são dinamicamente relacionadas a uma cascata de matéria ou energia. Por exemplo a sequencia entre os subsistemas, vegetação, mar entre outros.
  14. 14. Mecanismo de retroalimentação é a propriedade de que o efeito de uma alteração volte a atuar sobre a variável ou elemento inicial . Existem quatro tipos de retroalimentação mais comuns:
  15. 15. • Retroalimentação direta - existe um relacionamento direto entre ida e volta da ação entre duas variáveis; • Retroalimentação em circuito - quando envolve mais de duas variáveis e a retroalimentação volta ao ponto inicial, completando um círculo ou arco; • Retroalimentação negativa - é o mais comum, quando há uma variação extremamente produzida, estabilizando o efeito da mudança original; • Retroalimentação positiva - quando os circuitos entre as variáveis reforçam o efeito da ação, ação em “bola de neve”.
  16. 16. Sistemas controlados - são aqueles que apresentam a atuação do homem sobre os sistemas de processos-respostas. A complexidade é aumentada pela intervenção humana.
  17. 17. Com relação ao equilíbrio em geomorfologia, Christofolleti afirma que: [... ] O equilíbrio de um sistema representa o ajustamento completo das suas variáveis internas às condições externas. Isso significa que as formas e os seus atributos apresentam valores dimensionais de acordo com as influências exercidas pelo ambiente, que controla a qualidade e quantidade de matéria e energia a fluir pelo sistema. É bom destacarmos também que as ações antrópicas provocam um desequilíbrio dos sistemas.
  18. 18. Geossistemas Os geossistemas são sistemas dinâmicos, flexíveis, abertos e hierarquicamente organizados, com estágios de evolução temporal, numa mobilidade cada vez maior, sob a influência do homem. O elemento básico para a classificação é o espaço e tudo o que nele está contido em integração funcional e do ponto de vista geográfico em três escalas: topológica, regional e planetária (SOTCHAVA, 1962, citado por CHRISTOFOLETTI, 1999, p. 42).
  19. 19. Características dos geossistemas: • Abrange áreas grandes com centenas ou milhares de quilômetros (países). • O geossistema é composto por elementos bióticos, abióticos e antrópicos, cuja relação é dinâmica, portanto instável.
  20. 20. Referências: Caderno Didático – Geomorfologia Ambiental Sites específicos sobre Geomorfologia Ambiental Obrigado.

×