LÁGRIMAS COLORIDAS Ana Macedo  Trabalho realizado por. Raúl da Silva- nº 16- 9º C Disciplina- língua portuguesa
<ul><li>Autor/a : Ana Macedo </li></ul><ul><li>Editora: Gailivro </li></ul><ul><li>Nº de páginas :205 </li></ul><ul><li>Ca...
<ul><li>A autora… </li></ul><ul><li>Ana Macedo nasceu em 1985, em Vila Nova De Gaia. Atualmente frequenta o curso de Saúde...
<ul><li>A autora começou a escrever “Lágrimas Coloridas” aos 14 anos, numa fase em que os seus sentimentos e emoções explo...
<ul><li>  </li></ul><ul><li>A história começa com a morte de uma jovem que, sem saber, se envolveu no mundo da droga, deix...
<ul><li>Este livro fala-nos de um par de namorados que sofrem muito devido à distância.  Também  aborda uma outra parte da...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lágrimas Coloridas

2.842 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.842
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
166
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Lágrimas Coloridas
  • Lágrimas Coloridas
  • Lágrimas Coloridas
  • Lágrimas Coloridas
  • Lágrimas Coloridas
  • Lágrimas Coloridas
  • Lágrimas Coloridas

    1. 1. LÁGRIMAS COLORIDAS Ana Macedo Trabalho realizado por. Raúl da Silva- nº 16- 9º C Disciplina- língua portuguesa
    2. 2. <ul><li>Autor/a : Ana Macedo </li></ul><ul><li>Editora: Gailivro </li></ul><ul><li>Nº de páginas :205 </li></ul><ul><li>Capítulos: 9 </li></ul>Dados :
    3. 3. <ul><li>A autora… </li></ul><ul><li>Ana Macedo nasceu em 1985, em Vila Nova De Gaia. Atualmente frequenta o curso de Saúde Ambiental na Escola Superior de Tecnologia do Porto. Participou no Concurso de Literatura Juvenil Ferreira de Castro, obtendo a 1º menção honrosa em prosa, em 2002.Para além da sua atividade como escritora, pratica danças de salão na Escola José Torres. </li></ul>
    4. 4. <ul><li>A autora começou a escrever “Lágrimas Coloridas” aos 14 anos, numa fase em que os seus sentimentos e emoções explodiam. Apesar deste romance não ser baseado numa história real, alguns sentimentos descritos, assim como características e nomes de personagens, foram inspirados em amigos e vivências da autora. </li></ul>A escrita…
    5. 5. <ul><li>  </li></ul><ul><li>A história começa com a morte de uma jovem que, sem saber, se envolveu no mundo da droga, deixando-se levar, sem ter ideia das consequências que essa decisão poderia ter. </li></ul><ul><li>Com a partida do namorado, Inês deixou-se levar pela influência de alguns amigos que, certamente não eram os melhores. Estava triste e sentia-se mais só uma vez que o namorado tardava porque estava a passar uns tempos com os pais no Brasil. Essa decisão acabou por se tornar o início da história, mas também o fim da sua vida. </li></ul><ul><li>O desaparecimento de Inês vai provocar inúmeras confusões para a parte do seu namorado, também acompanhado de muitos mistérios , pois a morte de Inês aparenta ter sido de uma forma dramática. </li></ul><ul><li>Como será que o namorado ultrapassou a morte de Inês ? </li></ul>Resumo
    6. 6. <ul><li>Este livro fala-nos de um par de namorados que sofrem muito devido à distância. Também aborda uma outra parte da vida ,por Inês ter começado a entrar no mundo da droga devido aos novos “amigos” que, mesmo estando Inês a tentar uma desintoxicação, é aliciada a continuar a consumir por estes mesmos “amigos” </li></ul><ul><li>Antes de concluir, quero dizer que gostei do livro, porque revela os problemas na nossa idade , a juventude, as novas amizades e as más escolhas - um alerta para amizades que não são verdadeiras e nos conduzem aos mais errados caminhos e destinos. </li></ul><ul><li>Gostava que todos o lessem porque, certamente, ao terminarem de o ler adquiriram uma lição de vida apropriada – as escolhas são importantes, o aliciar para o consumo de substâncias psicoativas existe muito perto de nós. Devemos acautelar-nos, procurar o nosso grupo do dia a dia e falar sempre com os mais velhos. </li></ul>Comentário

    ×