SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
FISIOTERAPIA NA SAÚDE DA
FAMÍLIA
FORMAÇÃO ACADÊMICA E O CONTEXTO
ATUAL
Prof. Me Elenildo Aquino
FORMAÇÃO ACADÊMICA EM FISIOTERAPIA
 Resolução n° 4 de 28 de fevereiro de 1983 do CFE
fixou a duração dos cursos de fisioterapia para, no
mínimo, 4 anos.
 DÉCADA DE 70 E 80:
Crescimento da profissão e abertura de outros cursos
superiores de fisioterapia: além da USP, que foi a pioneira no
Brasil, abriram cursos a UFSCAR (1978), PUCCAMP (1973),
UNIMEP (1976), FZL/UNICID (1984).
FISIOTERAPIA NO PASSADO
FISIOTERAPIA ATUAL
CONTEXTUALIZAÇÃO
 DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS - GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA
 Objeto das Diretrizes Curriculares: permitir que os currículos
propostos possam construir perfil acadêmico e profissional
com competências, habilidades e conteúdos, dentro de
perspectivas e abordagens contemporâneas de formação
pertinentes e compatíveis com referencias nacionais e
internacionais, capazes de atuar com qualidade, eficiência e
resolutividade, no Sistema Único de Saúde (SUS),
considerando o processo da Reforma Sanitária Brasileira.
CONTEXTUALIZAÇÃO
 Objetivo das Diretrizes Curriculares: levar os alunos dos
cursos de graduação em saúde a aprender a aprender que
engloba aprender a ser, aprender a fazer, aprender a viver
juntos e aprender a conhecer, garantindo a capacitação de
profissionais com autonomia e discernimento para assegurar
a integralidade da atenção e a qualidade e humanização do
atendimento prestado aos indivíduos, famílias e
comunidades.
CONTEXTUALIZAÇÃO
• PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL
 Fisioterapeuta, com formação generalista, humanista, crítica
e reflexiva, capacitado a atuar em todos os níveis de atenção
à saúde, com uma visão ampla e global, respeitando os
princípios éticos/bioéticos, morais e culturais do indivíduo e
da coletividade com o objetivo de preservar, desenvolver,
restaurar a integridade de órgãos, sistemas e funções, sendo
um profissional voltado ao desenvolvimento científico e apto
a adquirir por iniciativa própria conhecimentos que possam
garantir uma educação continuada e permanente.
CONTEXTUALIZAÇÃO
• COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
 Competências Gerais:
 Atenção à saúde: os profissionais de saúde, dentro de seu âmbito
profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção,
promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual
quanto coletivo. (...)
 Tomada de decisões
 Comunicação
 Liderança
 Administração e gerenciamento
 Educação permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender
continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. (...)
CONTEXTUALIZAÇÃO
• CONTEÚDOS CURRICULARES
 Conhecimentos Biológicos
 Conhecimentos Humanos e Sociais
 Conhecimentos Bio-Tecnológicos
 Conhecimentos Fisioterapêuticos: Compreende a aquisição
de amplos conhecimentos na área de formação específica da
Fisioterapia: a fundamentação, a história, a ética e a
deontologia, e os aspectos filosóficos e metodológicos da
Fisioterapia e seus diferentes níveis de intervenção.
CONTEXTUALIZAÇÃO
• ESTÁGIOS E ATIVIDADES COMPLEMENTARES
 Estágio Curricular: As atividades práticas deverão ser
desenvolvidas gradualmente desde o início do Curso. Essas
atividades deverão possuir complexidade crescente,
englobando a observação, a prática assistida (atividades
clínico-terapêuticas) e o estágio supervisionado nas diferentes
áreas e níveis de atuação.
Contextualização
 O estágio supervisionado deverá ter, no mínimo, 900 horas.
Esta carga horária deverá ser distribuída de forma a
contemplar todas as áreas da fisioterapia e os seus diferentes
níveis de atuação: ambulatorial, hospitalar,
comunitário/unidades básicas de saúde e etc. No mínimo,
80% da carga horária do estágio supervisionado deverá
ocorrer sob supervisão acadêmica direta do fisioterapeuta
docente da própria Instituição de Ensino Superior
CONTEXTUALIZAÇÃO
 Atividades Complementares: As atividades complementares
deverão ser incrementadas durante todo o Curso de
Graduação em Fisioterapia e as Instituições de Ensino
Superior deverão criar mecanismos de aproveitamento de
conhecimentos, adquiridos pelo estudante, através de
estudos epráticas independentes presenciais e/ou a distância.
• Podem ser reconhecidos: Monitorias e Estágios; Programas de
Iniciação Científica; Programas de Extensão; Estudos Complementares;
Educação para a Cidadania e Cursos realizados em outras áreas afins.
EMENTA
• História e fundamentos da fisioterapia.
• Estudo das possíveis estratégias de ações do
fisioterapeuta como profissional inserido na
promoção, prevenção e recuperação da saúde.
• Conceitos, diretrizes e escopo de ações
desenvolvidas pelas equipes multidisciplinares na
Atenção Básica da Saúde.
COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS
 Respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício
profissional.
 Atuar em todos os níveis de atenção à saúde,
integrando-se em programas de promoção,
manutenção, prevenção, proteção e recuperação da
saúde, sensibilizados e comprometidos com o ser
humano, respeitando-o e valorizando-o.
COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS
 Atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente
e transdisciplinarmente com extrema produtividade
na promoção da saúde baseado na convicção
científica, de cidadania e de ética.
COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS
 Reconhecer a saúde como direito e condições dignas
de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da
assistência, entendida como conjunto articulado e
contínuo das ações e serviços preventivos e
curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada
caso em todos os níveis de complexidade do sistema.
 Entender a inter-relação dos processos biológicos e
científicos do profissional de Fisioterapia no contexto
social na promoção da saúde à luz do Sistema Único
de Saúde.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 História e fundamentos básicos da fisioterapia.
 O sistema único de saúde: aspectos históricos, conceituais e
organizativos (princípios e diretrizes).
 Promoção, proteção e recuperação da saúde.
 Política nacional de promoção à saúde.
 Política nacional de atenção básica: princípios gerais,
responsabilidades das esferas de governo.
 Modelos de atenção à saúde: conceitos, princípios e
diretrizes.
 A atenção primária à saúde e a estratégia saúde da família.
 O modelo de atenção à saúde.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
• Educação em saúde
• Atenção integral à saúde da pessoa com deficiência
• Atenção integral à saúde da criança e adolescente
• Atenção integral à saúde da mulher
• Atenção integral à saúde do idoso
• Atenção integral à saúde do homem

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AULA 1 - FISIOTERAPIA NA SAÚDE DA FAMÍLIA - INTRODUÇÃO.ppt

Enfermagem de Reabilitação
Enfermagem de ReabilitaçãoEnfermagem de Reabilitação
Enfermagem de Reabilitação
Belmiro Rocha
 
apresentação pet saúde Vivência usf nestor guimarães
apresentação pet saúde Vivência usf nestor  guimarãesapresentação pet saúde Vivência usf nestor  guimarães
apresentação pet saúde Vivência usf nestor guimarães
michele funato
 
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grossemanDesenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
PROIDDBahiana
 
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grossemanDesenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
PROIDDBahiana
 
PPC - Medicina UFPE - Caruaru
PPC - Medicina UFPE - CaruaruPPC - Medicina UFPE - Caruaru
PPC - Medicina UFPE - Caruaru
kassia_soares
 

Semelhante a AULA 1 - FISIOTERAPIA NA SAÚDE DA FAMÍLIA - INTRODUÇÃO.ppt (20)

Formação Médica
Formação MédicaFormação Médica
Formação Médica
 
Aula inaugural IC I 2021.pptx
Aula inaugural IC I 2021.pptxAula inaugural IC I 2021.pptx
Aula inaugural IC I 2021.pptx
 
Enfermagem de Reabilitação
Enfermagem de ReabilitaçãoEnfermagem de Reabilitação
Enfermagem de Reabilitação
 
apresentação pet saúde Vivência usf nestor guimarães
apresentação pet saúde Vivência usf nestor  guimarãesapresentação pet saúde Vivência usf nestor  guimarães
apresentação pet saúde Vivência usf nestor guimarães
 
Fisioterapia na Atenção Básica.pptx
Fisioterapia na Atenção Básica.pptxFisioterapia na Atenção Básica.pptx
Fisioterapia na Atenção Básica.pptx
 
Livro recomendacoes confef atenção básica
Livro recomendacoes confef atenção básicaLivro recomendacoes confef atenção básica
Livro recomendacoes confef atenção básica
 
Perfil de competências do especialista em Medicina Geral e Familiar
Perfil de competências do especialista em Medicina Geral e FamiliarPerfil de competências do especialista em Medicina Geral e Familiar
Perfil de competências do especialista em Medicina Geral e Familiar
 
79486226 pp-fisioterapia-prograd
79486226 pp-fisioterapia-prograd79486226 pp-fisioterapia-prograd
79486226 pp-fisioterapia-prograd
 
79486226 pp-fisioterapia-prograd
79486226 pp-fisioterapia-prograd79486226 pp-fisioterapia-prograd
79486226 pp-fisioterapia-prograd
 
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grossemanDesenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
 
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grossemanDesenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
 
PPC - Medicina UFPE - Caruaru
PPC - Medicina UFPE - CaruaruPPC - Medicina UFPE - Caruaru
PPC - Medicina UFPE - Caruaru
 
Humanização na Formação do Profissional da Saúde
Humanização na Formação do Profissional da SaúdeHumanização na Formação do Profissional da Saúde
Humanização na Formação do Profissional da Saúde
 
Trabalho.individual.cap.desenho.curricular
Trabalho.individual.cap.desenho.curricularTrabalho.individual.cap.desenho.curricular
Trabalho.individual.cap.desenho.curricular
 
Bioética cuidados paliativos
Bioética   cuidados paliativosBioética   cuidados paliativos
Bioética cuidados paliativos
 
Metodologia da problematização
Metodologia da problematizaçãoMetodologia da problematização
Metodologia da problematização
 
Plano de Ensino do Módulo Saúde do Adulto- I UC-III - 2011 - 1
Plano de Ensino do Módulo Saúde do Adulto- I  UC-III -  2011 - 1Plano de Ensino do Módulo Saúde do Adulto- I  UC-III -  2011 - 1
Plano de Ensino do Módulo Saúde do Adulto- I UC-III - 2011 - 1
 
aula 6 - ESF.pptx
aula 6 -  ESF.pptxaula 6 -  ESF.pptx
aula 6 - ESF.pptx
 
Aula praticas integrativas
Aula praticas integrativasAula praticas integrativas
Aula praticas integrativas
 
Ppc de medicina caa
Ppc de medicina caaPpc de medicina caa
Ppc de medicina caa
 

AULA 1 - FISIOTERAPIA NA SAÚDE DA FAMÍLIA - INTRODUÇÃO.ppt

  • 1. FISIOTERAPIA NA SAÚDE DA FAMÍLIA FORMAÇÃO ACADÊMICA E O CONTEXTO ATUAL Prof. Me Elenildo Aquino
  • 2. FORMAÇÃO ACADÊMICA EM FISIOTERAPIA  Resolução n° 4 de 28 de fevereiro de 1983 do CFE fixou a duração dos cursos de fisioterapia para, no mínimo, 4 anos.  DÉCADA DE 70 E 80: Crescimento da profissão e abertura de outros cursos superiores de fisioterapia: além da USP, que foi a pioneira no Brasil, abriram cursos a UFSCAR (1978), PUCCAMP (1973), UNIMEP (1976), FZL/UNICID (1984).
  • 5.
  • 6. CONTEXTUALIZAÇÃO  DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS - GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA  Objeto das Diretrizes Curriculares: permitir que os currículos propostos possam construir perfil acadêmico e profissional com competências, habilidades e conteúdos, dentro de perspectivas e abordagens contemporâneas de formação pertinentes e compatíveis com referencias nacionais e internacionais, capazes de atuar com qualidade, eficiência e resolutividade, no Sistema Único de Saúde (SUS), considerando o processo da Reforma Sanitária Brasileira.
  • 7. CONTEXTUALIZAÇÃO  Objetivo das Diretrizes Curriculares: levar os alunos dos cursos de graduação em saúde a aprender a aprender que engloba aprender a ser, aprender a fazer, aprender a viver juntos e aprender a conhecer, garantindo a capacitação de profissionais com autonomia e discernimento para assegurar a integralidade da atenção e a qualidade e humanização do atendimento prestado aos indivíduos, famílias e comunidades.
  • 8. CONTEXTUALIZAÇÃO • PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL  Fisioterapeuta, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitado a atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com uma visão ampla e global, respeitando os princípios éticos/bioéticos, morais e culturais do indivíduo e da coletividade com o objetivo de preservar, desenvolver, restaurar a integridade de órgãos, sistemas e funções, sendo um profissional voltado ao desenvolvimento científico e apto a adquirir por iniciativa própria conhecimentos que possam garantir uma educação continuada e permanente.
  • 9. CONTEXTUALIZAÇÃO • COMPETÊNCIAS E HABILIDADES  Competências Gerais:  Atenção à saúde: os profissionais de saúde, dentro de seu âmbito profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo. (...)  Tomada de decisões  Comunicação  Liderança  Administração e gerenciamento  Educação permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. (...)
  • 10. CONTEXTUALIZAÇÃO • CONTEÚDOS CURRICULARES  Conhecimentos Biológicos  Conhecimentos Humanos e Sociais  Conhecimentos Bio-Tecnológicos  Conhecimentos Fisioterapêuticos: Compreende a aquisição de amplos conhecimentos na área de formação específica da Fisioterapia: a fundamentação, a história, a ética e a deontologia, e os aspectos filosóficos e metodológicos da Fisioterapia e seus diferentes níveis de intervenção.
  • 11. CONTEXTUALIZAÇÃO • ESTÁGIOS E ATIVIDADES COMPLEMENTARES  Estágio Curricular: As atividades práticas deverão ser desenvolvidas gradualmente desde o início do Curso. Essas atividades deverão possuir complexidade crescente, englobando a observação, a prática assistida (atividades clínico-terapêuticas) e o estágio supervisionado nas diferentes áreas e níveis de atuação.
  • 12. Contextualização  O estágio supervisionado deverá ter, no mínimo, 900 horas. Esta carga horária deverá ser distribuída de forma a contemplar todas as áreas da fisioterapia e os seus diferentes níveis de atuação: ambulatorial, hospitalar, comunitário/unidades básicas de saúde e etc. No mínimo, 80% da carga horária do estágio supervisionado deverá ocorrer sob supervisão acadêmica direta do fisioterapeuta docente da própria Instituição de Ensino Superior
  • 13. CONTEXTUALIZAÇÃO  Atividades Complementares: As atividades complementares deverão ser incrementadas durante todo o Curso de Graduação em Fisioterapia e as Instituições de Ensino Superior deverão criar mecanismos de aproveitamento de conhecimentos, adquiridos pelo estudante, através de estudos epráticas independentes presenciais e/ou a distância. • Podem ser reconhecidos: Monitorias e Estágios; Programas de Iniciação Científica; Programas de Extensão; Estudos Complementares; Educação para a Cidadania e Cursos realizados em outras áreas afins.
  • 14. EMENTA • História e fundamentos da fisioterapia. • Estudo das possíveis estratégias de ações do fisioterapeuta como profissional inserido na promoção, prevenção e recuperação da saúde. • Conceitos, diretrizes e escopo de ações desenvolvidas pelas equipes multidisciplinares na Atenção Básica da Saúde.
  • 15. COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS  Respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício profissional.  Atuar em todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, manutenção, prevenção, proteção e recuperação da saúde, sensibilizados e comprometidos com o ser humano, respeitando-o e valorizando-o.
  • 16. COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS  Atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente com extrema produtividade na promoção da saúde baseado na convicção científica, de cidadania e de ética.
  • 17. COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS  Reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema.  Entender a inter-relação dos processos biológicos e científicos do profissional de Fisioterapia no contexto social na promoção da saúde à luz do Sistema Único de Saúde.
  • 18. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO  História e fundamentos básicos da fisioterapia.  O sistema único de saúde: aspectos históricos, conceituais e organizativos (princípios e diretrizes).  Promoção, proteção e recuperação da saúde.  Política nacional de promoção à saúde.  Política nacional de atenção básica: princípios gerais, responsabilidades das esferas de governo.  Modelos de atenção à saúde: conceitos, princípios e diretrizes.  A atenção primária à saúde e a estratégia saúde da família.  O modelo de atenção à saúde.
  • 19. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO • Educação em saúde • Atenção integral à saúde da pessoa com deficiência • Atenção integral à saúde da criança e adolescente • Atenção integral à saúde da mulher • Atenção integral à saúde do idoso • Atenção integral à saúde do homem