O perdao

4.493 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.758
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O perdao

  1. 1. Nas nossas vidas quantas vezes pedimos perdão e quantas, perdoamos?Será que poderemos ser perdoados mais do que perdoamos?Os nossos pedidos de perdão, foram feitos a quem, realmente, nós ofendemos?
  2. 2. Será possível conseguir o perdão denossas atitudes vis, de alguém que não foi vítima dessas nossas ações? Ou será que queremos nos enganar,pela falta de humildade de nos redimir com aqueles que ferimos?
  3. 3. Será que o perdão pode estar onde não há humildade? Podemos, portanto, colocar num recipiente, cheio, qualquer outrasubstância, principalmente, uma maior que ele próprio?
  4. 4. O nosso orgulho não nos permite um arrependimento sincero, que venha modificar o nosso ser, de forma que, possa se enxergar e sentir, ou melhor, se abrir para a leniência da humildade de perdoar, da mesmaforma que viremos a ser perdoados.
  5. 5. O perdão que pedimos a quem não ofendemos é ilusório, serve, apenas, para massagear os nossos egos, consequentemente ecertamente, não reparamos às nossas dívidas, continuaremos devedores e causando mais dívidas, certamente.
  6. 6. Concluindo, portanto, quem muitoperdoa está no mesmo patamar de quem muito pede perdão, pois, oofendido não é muito maior do que o ofensor.
  7. 7. Finalmente, pedimos a Sabedoria do Universo que nos dê forças parapedirmos perdão, exatamente, a quemnós ferimos, reparando-os do mal que causamos e doravante se vigiar paranão voltar cometer os mesmos danos, até que, pouco se tenha feito para se pedir perdão.

×