O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Treinamento--Primeiros-Socorros-

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 37 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

Treinamento--Primeiros-Socorros-

  1. 1. NORMA REGULAMENTADORA 23
  2. 2. 7 6 5 4 1 Definição 2 Identificar uma Urgência ou Emergência 3 Avaliação de Segurança do Local Convulsão Desmaio Hemorragia Fraturas 8 Obstrução das Vias Aéreas 9 Manobra de Heimlich Afogamento 10 Reanimação Cardiopulmonar (RCP) 11 Maleta de Primeiros Socorros 12
  3. 3. • Primeiros Socorros
  4. 4. Noções Básicas de Primeiros Socorros Definição: Primeiros socorros são procedimentos de emergência que devem ser aplicados a uma pessoa que sofreu algum trauma, lesão, mau súbito ou perigo de morte, visando manter os sinais vitais e evitando o agravamento, até que ela receba atendimento definitivo. É um atendimento inicial e temporário, até a chegada da equipe de socorristas.
  5. 5. Noções Básicas de Primeiros Socorros Como Identificar uma Urgência ou Emergência? O socorro deverá ser prestado sempre que a vítima não tiver condições de cuidar de si própria. Algumas situações são importantes para identificação, tais como:  Nível de consciência alterado;  Fala prejudicada;  Dores no peito;  Alterações na visão;  Vômitos com sangue;  Dificuldade para respirar;  Acidentes.
  6. 6. Noções Básicas de Primeiros Socorros O que fazer após Identificar uma Urgência ou Emergência? Primeiro passo a seguir é acionar o Serviço de Atendimento Móvel Urgente (SAMU) através do telefone 192 ou Corpo de Bombeiros através do telefone 193, passando todas as informações possíveis do ocorrido.
  7. 7. Noções Básicas de Primeiros Socorros Quem devo Chamar?
  8. 8. Avaliar Segurança do Local: 1º Garanta a sua proteção e a do resto dos membros da equipe; 2º Evite que os observadores fiquem em volta da vítima; 3º Proteja a vítima de tudo que possa piorar seu estado ou causar ferimentos adicionais (manter a temperatura, retirar objetos em volta, vidros, etc.); 4º Se for preciso, sinalize o local do acidente. Informações importantes: Chame Ajuda Abandone o Local Inicie os Primeiro Socorros Não Sim O ambiente está seguro?
  9. 9. Avaliação Inicial da Vítima: Avaliação primária da vítima é o principal passo dos primeiros socorros. Seu objetivo é procurar e intervir em situações que coloquem a vida da vítima em risco imediato. 1º Passo – Estabilização de Cervical e Desobstrução de Vias Aéreas
  10. 10. 2º Passo – Avaliar Respiração: A frequência respiratória em geral é mensurada através da observação da expansão torácica contando o número de inspirações por um minuto. O adulto normal em repouso respira confortavelmente 12 a 18 vezes por minuto. Em recém- nascidos o valor normal é de 30 a 40 respirações por minuto e em crianças de 25 a 30 respirações por minuto. Durante a avaliação da respiração, deve-se avaliar a frequência, profundidade, ritmo e característica da respiração.
  11. 11. 2º Passo – Avaliar Circulação: A avaliação da circulação é feita através da percepção da pulsação, podendo ser radial (vítima consciente) ou carótida (vítima inconsciente). Valores de pulsação normal: -Adulto: 60 a 100 bpm -Crianças: 80 a 120 bpm -Bebê: 100 a 160 bpm
  12. 12. A Vítima Responde? Se no momento da avaliação inicial a vítima tiver alguma resposta, sendo pulsação ou respiração, descartar a possibilidade de parada cardiorrespiratória. A partir desse momento deverá ser verificado outras situações como: lesões, traumas, dor, sangramentos, nível de consciência entre outros. Desmaio Desmaio é a perda súbita da consciência e do tônus postural, com recuperação espontânea. Na verdade é um sintoma de uma doença ou reflexo do nosso organismo, pode em alguns casos ser precedida por avisos como mal estar, enjoo, alterações da visão, sensação de calor ou acontecer de repente. A melhor maneira de proceder nesse caso é afrouxar as roupas, e elevar as pernas da vítima.
  13. 13. • Convulsão • Hemorragia • Fraturas
  14. 14. Convulsão
  15. 15. Convulsão como Proceder?
  16. 16. Hemorragia Hemorragia é a perda súbita de sangue, originada pelo rompimento de um ou mais vasos sanguíneos. Ela pode ter as seguintes classificações: EXTERNA: Quando a hemorragia está na superfície e pode ser visível. INTERNA: Quando não pode ser visível, como por exemplo, no abdome ou tórax, podendo exteriorizar-se pelos orifícios naturais do organismo (boca, nariz, ouvido etc.).
  17. 17. Identificando a Hemorragia ARTERIAL: O sangue está jorrando de uma artéria. O sangramento é vermelho vivo, em jatos, pulsando em sincronia com as batidas do coração. A perda de sangue é rápida e abundante. VENOSA: O sangue está saindo de uma veia. O sangramento é uniforme e de cor escura. CAPILAR: O sangue está escoando de uma rede de capilares. A cor é vermelha, normalmente menos viva que o sangue arterial e o fluxo é lento.
  18. 18. Hemorragia como Proceder? Braços e pernas: Compressão Direta Elevação de Membro Torniquete Compressão Indireta
  19. 19. Hemorragia como Proceder? Nariz e Boca - Inclinar a cabeça para frente - Pressionar as narinas por 10 Min.; - Orientar a vítima a respirar pela boca. - Compressão direta para os lábios; * Sangramento nos dentes: - Preparar uma gaze ou um chumaço de algodão para colocar no local exato do sangramento e pedir à vítima para morder durante 10 minutos.
  20. 20. Fraturas As fraturas podem ser definidas como uma ruptura parcial ou total do osso e podem ser classificadas em abertas (expostas), ou fechadas, de acordo com a lesão da pele ou não. Uma FRATURA FECHADA é quando não ocorre o rompimento da pele, já a FRATURA EXPOSTA é quando a pele é rompida e o osso apresenta-se exposto. Por existir maior possibilidade de infecção, a fratura exposta é considerada mais perigosa que a fratura fechada.
  21. 21. Em caso de Fratura Fechada: Solicite assistência médica o mais rápido possível, enquanto isso mantenha a pessoa calma e aquecida. Verifique se o ferimento não interrompeu a circulação sanguínea. Em caso de Fratura Aberta (Exposta): - Controlar o sangramento; - Não mexer na área afetada; - Evitar que a vítima se mexa e aguardar a assistência médica chegar.
  22. 22. • Obstrução das Vias Aéreas • Manobra de Heimlich • Afogamento
  23. 23. Obstrução das Vias Aéreas: O reconhecimento rápido da obstrução das vias aéreas determinará se esta vítima será socorrida rapidamente ou se ela evoluirá ao óbito. A obstrução poderá ser parcial, quando não há a completa interrupção do fluxo de ar, ou total, quando há uma completa interrupção do fluxo de ar das vias aéreas superiores para as vias aéreas inferiores. A maioria dos casos de obstrução da via aérea é provocada por engasgamento, ocorrendo com maior frequência durante as refeições. Parcial - Característica: A vítima é capaz de responder, tossir, falar e respirar com um pouco de dificuldade. Como proceder: Oferecer oxigênio e incentivar a tosse vigorosa Total - Característica: A vítima está consciente porém não consegue falar, pode não respirar ou estar com a respiração ruidosa, tosse silenciosa. Como proceder: Realizar Manobra de Heimlich.
  24. 24. Obstrução das Vias Aéreas
  25. 25. Manobra de Heimlich - Adultos  Posicionar-se atrás da vítima, colocando uma das pernas entre as pernas da vítima, envolvendo-a com os braços;  No caso de crianças, posicionar-se atrás, mas de joelhos;  Fechar uma das mãos, com o punho bem fechado e o polegar por cima, e posicioná-la na região superior do abdômen, entre o umbigo e a caixa torácica, (“boca do estômago”);  Colocar a outra mão sobre o punho fechado, agarrando-o firmemente;  Puxar ambas as mãos em sua direção, com um rápido empurrão para dentro e para cima. Caso essa região seja de difícil acesso, como pode acontecer em obesos ou gestantes uma opção é localizar as mãos sobre o tórax;
  26. 26. Manobra de Heimlich - Bebês  Coloque o bebê em decúbito ventral (barriga para baixo) no seu antebraço, levemente inclinado com a cabeça para a posição mais baixa, com o rosto virado para um dos lados;  Em seguida dê 5 palmadinhas (leves) na região interscapular;  Vire o bebê de barriga para cima e faça 5 compressões torácicas com dois dedos, alternadamente, observando sempre se a criança consegue respirar;
  27. 27. Afogamento Em caso de afogamento, a primeira coisa a fazer é tirar a vítima da água. O ideal é socorrer a pessoa que está se afogando sem entrar na água, utilizando uma boia, tábua, colete salva- vidas, corda, galho ou qualquer outro objeto que a faça flutuar ou lhe permita agarrar para não afundar. Se estiver inconsciente, siga os seguintes primeiros socorros: - Deite a vítima de lado e mantenha-a aquecida; - Observe se ela está respirando; - Se a pessoa não estiver respirando, é necessário fazer a reanimação cardiopulmonar.
  28. 28. • Reanimação Cardiopulmonar (RCP) em Adultos • animação Cardiopulmonar (RCP) em Bebês • Desfibrilador Automático Externo (D.E.A.)
  29. 29. Fique Atento! Se a vítima não responde ao chamar, não respira e não tem pulsação, ela se encontra em PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA e necessita imediatamente de reanimação cardiopulmonar (RCP). Reanimação Cardiopulmonar (RCP) em Adultos e Crianças Iniciar a manobra com 30 compressões cardíacas, depois faça duas respirações e repita o ciclo totalizando 5 ciclos, quando se deve alternar o socorrista para fins de conservar a qualidade das compressões. *Caso não possua equipamento para realizar as respirações, realizar as compressões por 2 minutos e trocar de socorrista.
  30. 30. Reanimação Cardiopulmonar (RCP) em Adultos
  31. 31. Reanimação Cardiopulmonar (RCP) em Bebês A técnica de compressões torácicas a ser utilizada é a de dois dedos ou dois polegares. Já a relação compressões/ventilações deve ser 30:2 no caso de 1 socorrista e 15:2 no caso de 2 socorristas.
  32. 32. Desfibrilador Automático Externo (D.E.A.)
  33. 33. Maleta de Primeiros Socorros Algodão Hidrófilo: 1 unidade Atadura de Crepom: 2 rolos Compressa de Gaze: 5 pacotes Curativo adesivo: 1 caixa
  34. 34. Maleta de Primeiros Socorros Esparadrapo: 1 rolo Lanterna pequena: 1 unidade Luva de procedimento (descartável): 1 caixa Máscara descartável: 1 caixa
  35. 35. Maleta de Primeiros Socorros Sabão líquido bactericida: 1 unidade Álcool (70%): 2 unidades Soro fisiológico(0.9%): 2 frascos Tesoura de ponta romba: 1 unidade

×