A membrana e a permeabilidade

1.487 visualizações

Publicada em

A membrana e a permeabilidade

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.487
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
622
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A MEMBRANA PLASMÁTICA TAMBÉM ESTÁ PRESENTE NAS CÉLULAS PROCARIONTES.
  • A membrana e a permeabilidade

    1. 1. A MEMBRANA E A PERMEABILIDADE BIOLOGIA A (Profª Lara) Livro Texto Capítulo 8 Caderno 3 Aulas 27 a 30
    2. 2.  Envelope universal de todas as células. Mantém a individualidade da células, permitindo que a sua composição seja específica e distinta do meio externo.  Barreira protetora que controla a entrada e a saída de substâncias da célula (permeabilidade seletiva).  Esta seleção tem certos limites!!! Membrana Plasmática
    3. 3. As Membranas Celulares
    4. 4. Bicamada Lipídica Estrutura da Membrana Plasmática
    5. 5. Modelo doModelo do Mosaico FluidoMosaico Fluido  Bicamada lipídica (Fosfolipídios)  Proteínas mergulhadas = intrínsecas (Integrais) • Proteínas aderentes a face = extrínsecas (Periféricas) • Colesterol e Polissacarídeos Estrutura da Membrana Plasmática
    6. 6. Mosaico Fluido
    7. 7. As Proteínas da Membrana
    8. 8. Camada de polissacarídeos frouxamente entrelaçados, que revestem externamente a membrana. Glicoproteínas e glicolipídios Funções: funcionam como uma malha de proteção e de retenção de nutrientes e de enzimas ao redor da célula, importantes na comunicação e no reconhecimento da célula (“rótulos da célula”). Glicocálix
    9. 9. I. Como as substâncias entram ou saem da célula:  Material atravessa a membrana plasmática. Difusão, Osmose e Bomba de sódio e potássio  Material é englobado pela membrana plasmática. Fagocitose e pinocitose Membranas e a troca como meio externo
    10. 10. II. Gasto energético: Transporte Passivo  Não há gasto de energia pela célula. Ocorre naturalmente, a favor de um gradiente de concentração, obedecendo às leis físicas de tendência ao equilíbrio entre duas soluções. Tipos:  Difusão simples e Difusão facilitada  Osmose Transporte Ativo  Há gasto de energia pela célula, porque o transporte ocorre contra um gradiente de concentração. Tipos:  Bomba de Na+ e K+  Endocitoses (fagocitose e pinocitose) e Exocitose Membranas e a troca como meio externo
    11. 11. Transporte Passivo e Transporte Ativo
    12. 12. Entendendo um pouco o comportamento das soluções: SOLUÇÃO = SOLVENTE + SOLUTO O citoplasma é uma solução aquosa. As moléculas dissolvidas no citoplasma são os solutos e a água é o solvente. CITOPLASMA: solução aquosa; MOLÉCULAS: solutos (sais, íons, açúcares etc...); ÁGUA: solvente. Membranas e a troca como meio externo
    13. 13. Membranas e a troca como meio externo Solução mais concentrada: MAIOR concentração de SOLUTO Solução menos concentrada: MENOR concentração de SOLUTO Comparando soluções:  Uma solução é HIPOTÔNICA  em relação à outra, quando apresenta MENOR concentração de soluto (e maior de solvente). Uma solução é HIPERTÔNICA em relação à outra, quando apresentar MAIOR concentração de soluto (e menor de solvente).  Uma solução é ISOTÔNICA em relação à outra, quando apresentar concentração IGUAL de soluto.
    14. 14. Membranas e a troca como meio externo
    15. 15. Difusão SimplesDifusão Simples Transporte passivo de SOLUTO;Transporte passivo de SOLUTO; Ocorre a favor do gradiente de concentração (meio maisOcorre a favor do gradiente de concentração (meio mais concentradoconcentrado  meio menos concentrado);meio menos concentrado);  Obedece às leis da física. Não é necessário a utilização de energia; Transporte de íons, gases e moléculas pequenas; Pode ocorrer através da bicamada lipídica (substância lipossolúvel) ou por canais aquosos formados por proteínas (substâncias hidrossolúveis). Transporte Passivo
    16. 16. Transporte Passivo- DIFUSÃO SIMPLES
    17. 17. Transporte Passivo- DIFUSÃO SIMPLES
    18. 18. Transporte Passivo Difusão FacilitadaDifusão Facilitada  Transporte passivo de SOLUTO;Transporte passivo de SOLUTO;  Ocorre com o auxílio de PROTEÍNAS TRANSPORTADORASOcorre com o auxílio de PROTEÍNAS TRANSPORTADORAS (PERMEASES);(PERMEASES);  Transporte de monossacarídeos e aminoácidos;Transporte de monossacarídeos e aminoácidos;
    19. 19. Transporte Passivo OsmoseOsmose  É a passagem do solvente (líquido) do meio de menor concentração (hipotônico) para o meio de maior concentração (hipertônico), através de uma membrana semipermeável, até o estabelecimento de uma igualdade de concentrações (isotonia).
    20. 20. Transporte Passivo OsmoseOsmose
    21. 21. Osmose emCélulas Animais EXPERIÊNCIAS COM HEMÁCIAS COLOCADAS EM MEIO ISOTÔNICOEXPERIÊNCIAS COM HEMÁCIAS COLOCADAS EM MEIO ISOTÔNICO NÃO ACONTECE NADA COM AS HEMÁCIAS, POIS SUA CONCENTRAÇÃO É IGUAL À DO MEIONÃO ACONTECE NADA COM AS HEMÁCIAS, POIS SUA CONCENTRAÇÃO É IGUAL À DO MEIO H2O H2O
    22. 22. Osmose emCélulas Animais EXPERIÊNCIAS COM HEMÁCIAS COLOCADAS EM MEIO HIPERTÔNICOEXPERIÊNCIAS COM HEMÁCIAS COLOCADAS EM MEIO HIPERTÔNICO H2O SE O MEIO É HIPERTÔNICO EM RELAÇÃO ÀS HEMÁCIAS, ENTÃO AS HEMÁCIAS SÃO HIPOTÔNICAS EM RELAÇÃO AO MEIO, PORTANTO PERDEM ÁGUA PARA O MEIO E FICAM CRENADAS (MURCHAS) SE O MEIO É HIPERTÔNICO EM RELAÇÃO ÀS HEMÁCIAS, ENTÃO AS HEMÁCIAS SÃO HIPOTÔNICAS EM RELAÇÃO AO MEIO, PORTANTO PERDEM ÁGUA PARA O MEIO E FICAM CRENADAS (MURCHAS) H2O H2O
    23. 23. Osmose emCélulas Animais EXPERIÊNCIAS COM HEMÁCIAS COLOCADAS EM MEIO HIPOTÔNICOEXPERIÊNCIAS COM HEMÁCIAS COLOCADAS EM MEIO HIPOTÔNICO SE O MEIO É HIPOTÔNICO EM RELAÇÃO ÀS HEMÁCIAS, ENTÃO AS HEMÁCIAS SÃO HIPER- TÔNICAS EM RELAÇÃO AO MEIO, PORTANTO GANHAM ÁGUA DO MEIO E SOFREM HEMÓLISE SE O MEIO É HIPOTÔNICO EM RELAÇÃO ÀS HEMÁCIAS, ENTÃO AS HEMÁCIAS SÃO HIPER- TÔNICAS EM RELAÇÃO AO MEIO, PORTANTO GANHAM ÁGUA DO MEIO E SOFREM HEMÓLISE H2O H2O H2O
    24. 24.  Você já deve ter comido salada de alface, de pepino ou de tomate, temperada algumas horas antes.  Então deve ter percebido duas coisas: o vegetal murcha e a quantidade de líquido do fundo da saladeira aumenta.  O que acontece nesse caso?  Qual é o papel do tempero da salada neste processo?  Você já deve ter comido salada de alface, de pepino ou de tomate, temperada algumas horas antes.  Então deve ter percebido duas coisas: o vegetal murcha e a quantidade de líquido do fundo da saladeira aumenta.  O que acontece nesse caso?  Qual é o papel do tempero da salada neste processo? Osmose e o nosso cotidiano
    25. 25. Osmose emCélulas Vegetais  A célula vegetal possui uma membrana celulósica (parede celular).  Diferenças nos resultados da osmose.
    26. 26. Osmose emCélulas Vegetais parede celular vacúolo citoplasma núcleo CÉLULA FLÁCIDA CÉLULA TÚRGIDA CÉLULA PLASMOLISADA MEIO ISOTÔNICO MEIO HIPOTÔNICO MEIO HIPERTÔNICO H2O H2O H2O H2O
    27. 27. Transporte Ativo Bomba de Sódio e PotássioBomba de Sódio e Potássio •Este tipo de transporte se dá, quando os íons sódio (Na+) e o potássio (K+), tem que atravessar a membrana contra um gradiente de concentração. Estes íons possuem concentrações diferentes dentro e fora da célula: •Na maioria das células dos organismos superiores a concentração do sódio (Na+ ) é bem mais baixa dentro da célula do que fora desta. •O potássio (K+ ), apresenta situação inversa, a sua concentração é mais alta dentro da célula do que fora desta. Diferenças nas concentrações deste íons: Fundamental para o metabolismo celular!! Potássio (K+ ) : essencial na formação de proteínas que participam da respiração celular. Para compensar o excesso de K+ , a célula elimina íons Na+ , mantendo assim o equilíbrio
    28. 28. Transporte Ativo Bomba de Sódio e PotássioBomba de Sódio e Potássio
    29. 29. Transporte Ativo
    30. 30. “A manutenção das diferenças entre as concentrações interna e externa destes íons exige que a célula gaste energia. Proteínas de membrana agem como “bombas” de íons, capturando íons Na+ no citoplasma e transportando-os para fora da célula. Na face externa da membrana, essas proteínas capturam íons K+ do meio e os transportam para o citoplasma. Esse bombeamento contínuo compensa a incessante passagem desses íons, através da membrana, por difusão simples. O bombeamento ativo destes íons consome energia da célula e, por isso, é denominado transporte ativo.” Transporte Ativo (Bomba de Na+ e K+ )  OBSERVAR A ANIMAÇÃO
    31. 31. Endocitose: englobamento de partículas 1) Fagocitose  É o nome dado ao processo pelo qual a célula, graças à formação de pseudópodos, engloba, no seu citoplasma, partículas sólidas. Nos mamíferos, a fagocitose é feita por células especializadas na defesa do organismo. Em protozoários, ela atua como meio de nutrição.
    32. 32. Fagocitose (a) Ameba englobando o alimento; (b) o vacúolo alimentar formado funde-se aos lisossomos; (c) ocorre a digestão intracelular.
    33. 33. Clasmocitose: eliminação de partículas
    34. 34. Endocitose 2) Pinocitose  É processo usado pela célula para englobar partículas líquidas ou muito pequenas. Graças a expansões do citoplasma, ocorre o englobamento de moléculas dispersas em gotículas de líquido. Formam-se assim vacúolos contendo líquido. Muitas células exibem esse fenômeno, como os macrófagos e as dos capilares sanguineos.
    35. 35. Pinocitose
    36. 36. Fagocitose e Pinocitose
    37. 37. Animação – Fagocitose e Pinocitose Partículas sólidas Partículas líquidas
    38. 38. As Aquaporinas

    ×