5S na Prática
O guia para organizar sua rotina
Estêvão Ferreira
Qualificando-se Coaching
Versão Reduzida
Sumário
Sobre o autor 03
Introdução 04
1. Admitindo uma necessidade 07
2. Mudança de hábitos 12
3. O que é e para que serv...
Sobre o autor
Estêvão Ferreira é engenheiro químico graduado pela
Universidade Federal do Pará (PA), pós-graduado em Engen...
Introdução
“Para organizar o que está fora é necessário
reorganizar o que está dentro“
(Melissa Costa).
Todos nós temos um...
Introdução
modernos sistemas de gestão (5S, Kaizen, ISO 9001, etc), as
pessoas simplesmente não levavam isso para a vida. ...
Introdução
Espero que esse livro ajude você, através do 5S, a
encontrar uma forma que seja realmente eficaz na sua vida.
E...
1. Admitindo uma
necessidade
"O que os humanos podem ser, eles devem ser: Eles
devem ser verdadeiros com a sua própria nat...
1. Admitindo uma necessidade
Para mim, fica claro que necessidade é aquilo que está
ligado à essência de quem somos. Para ...
1. Admitindo uma necessidade
Eu achava que poderia escrever sobre esse assunto
sem maiores problemas. Achava que manjava d...
1. Admitindo uma necessidade
Agora a grande questão é: estou satisfeito onde
cheguei ou posso ir mais longe? Recentemente ...
1. Admitindo uma necessidade
tarefas admitam que possuem uma rotina bem bagunçada.
Para elas geralmente parece errado não ...
2. Mudança de
hábitos
"Não tem nada que você não possa se criar os hábitos
certos“
(O Major, citado por Charles Duhigg em ...
2. Mudança de Hábitos
hábito. Mesmo assim, é possível.
O primeiro passo dado, admitindo a necessidade de
mudança, você pre...
2. Mudança de Hábitos
rotas diárias estabelecidas, ele possui um grande indicativo de
que o seu trabalho está sendo bem fe...
2. Mudança de Hábitos
O que é dito que faz você pensar em ser diferente, em
mudar algo? Quem é a pessoa que quando você ou...
2. Mudança de Hábitos
estímulos a elas.
O estímulo é o clique que nos faz entrar em ação.
Precisamos conhecer aquilo que n...
2. Mudança de Hábitos
densos e direcionados para que eles tomem aquelas atitudes.
Geralmente possuem um grau de reação vio...
2. Mudança de Hábitos
estímulo e uma ação, possui um resultado.
Resultados
Os resultados obtidos em geral atendem às nossa...
2. Mudança de Hábitos
Admitir a necessidade de mudar e entender como
mudar seus hábitos, nos leva a buscar conhecer de que...
3. O que é e para
que serve o 5S?
“Você alcançará o nível de satisfação que você deseja
quando demonstrar que nível é esse...
3. O que é e para que serve o 5S?
que iria mudar completamente seu rumo.
Os 5S’s originais surgiram com o Dr. Kaoru Ishika...
3. O que é e para que serve o 5S?
a melhoria na produtividade de qualquer segmento.
Essas práticas promovem a imediata mud...
3. O que é e para que serve o 5S?
Uma vez que os 5S’s eram implementados, conseguia-
se além da gestão da rotina, a reduçã...
4. Disciplina
"O auto-respeito é a raiz da disciplina; a noção de
dignidade cresce com a habilidade de dizer não a si
mesm...
4. Disciplina
uma organização, por um sistema social ou por você mesmo.
Obediência para seguir os preceitos determinados p...
4. Disciplina
milagre. O que eu posso prometer é que, se você se dispuser
a seguir esses cinco passos, a sua vida terá um ...
4. Disciplina
Nesse bate-papo franco, uma decisão virá a ser tomada
de forma que seu nível de comprometimento será altíssi...
4. Disciplina
Uma vez que você tomou a decisão de ser disciplinado,
precisa escolher o que você quer ver mudando (foco na
...
4. Disciplina
Agora que você decidiu tomar uma atitude, escolheu
quais os estímulos que podem te auxiliar a disparar o
pro...
4. Disciplina
Realize avaliações de desempenho
“Ah, eu não sei como devo fazer isso!” Bom, tenho
duas formas de fazer isso...
4. Disciplina
Não se exaspere e muito menos se desespere, a ideia
não é que você vire um escravo da disciplina, mas que a
...
4. Disciplina
"lembre do que você decidiu, prossiga".
Essas pessoas nos ajudam a manter o foco em resolver
os problemas e,...
4. Disciplina
Aproveite cada oportunidade de falha, de acerto, de
crescimento.
Quando fazemos um acompanhamento do
desenvo...
4. Disciplina
A disciplina não te prende em uma caixa, ela te deixa
livre para fazer o que você quiser, na hora que quiser...
VERSÃO REDUZIDA
Esse exemplar é uma versão reduzida do livro “5S na
Prática – O guia para organizar sua rotina”. A versão ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

5S na Prática - O guia para organizar sua rotina - Versão Reduzida

176 visualizações

Publicada em

O "5S na Prática - O guia para organizar sua rotina" é resultado da experiência e do estudo direcionado do modelo dos 5 sensos voltado para uma rotina comum, de uma pessoa comum, que gostaria (e pôde!) ter grandes resultados.
Através da estratificação e organização dos conceitos, o coach, escritor e engenheiro Estêvão Ferreira (www.qualificandose.com) redesenhou o modelo dos 5S's para utilização em escala pessoal, atingindo resultados densos e diferenciados.
Chega de somente pensar em "gavetas organizadas" do seu trabalho, pense em organizar a sua vida e, então, partir para realizar os seus sonhos.
* Essa é uma versão reduzida. A versão completa estará disponível em breve.

Publicada em: Aperfeiçoamento pessoal
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
176
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5S na Prática - O guia para organizar sua rotina - Versão Reduzida

  1. 1. 5S na Prática O guia para organizar sua rotina Estêvão Ferreira Qualificando-se Coaching Versão Reduzida
  2. 2. Sumário Sobre o autor 03 Introdução 04 1. Admitindo uma necessidade 07 2. Mudança de hábitos 12 3. O que é e para que serve o 5S? 20 4. Disciplina 24 5. Saúde ** 6. Utilização ** 7. Organização ** 8. Ambiente ** 9. Considerações “quase” finais ** Agradecimento ** Curso “5S na Prática” ** ** Somente na versão completa do livro 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 2
  3. 3. Sobre o autor Estêvão Ferreira é engenheiro químico graduado pela Universidade Federal do Pará (PA), pós-graduado em Engenharia de Produção pela Faculdade de Tecnologia Internacional (PR), Químico Especializado em Tecnologia de Produção de Cimento pelo Grupo Industrial João Santos (PE) e Personal & Professional Coach pela Sociedade Latino Americana de Coaching (RJ), além de Analista DiSC pela HRTools. Possui ampla experiência conduzindo equipes de alta performance, com foco em resultados e tendo em seu histórico profissional atuação em grandes projetos brown e green field, start up’s e recordes de produção, sob os conceitos de liderança participativa e colaborativa. Atua como Coach no Qualificando-se Coaching e dedica-se à engenhar a vida de pessoas através do coaching, ajudando-as a tornarem-se cases de sucesso. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 3
  4. 4. Introdução “Para organizar o que está fora é necessário reorganizar o que está dentro“ (Melissa Costa). Todos nós temos uma necessidade que pouco é admitida: a da organização. Mas para chegar em nível de organização o qual seja efetivamente interessante, passa-se por uma série de transformações necessárias para que cheguemos a esse modo de encarar a vida. Depois de passar alguns anos trabalhando em empresas e percebendo a rotina das pessoas, me chamava a atenção o fato de que, em algumas conversas casuais, a percepção de que não se tinha um padrão de operação para a vida me fez perceber que, mesmo que nós tivéssemos os mais 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 4
  5. 5. Introdução modernos sistemas de gestão (5S, Kaizen, ISO 9001, etc), as pessoas simplesmente não levavam isso para a vida. E olha que ironia, ser tão dedicado no trabalho para manter as coisas no lugar, limpas, prontas para uso, etc e ter a vida fora do trabalho completamente bagunçada. Percebendo também a demanda que há em organizar a rotina de maneira que se possa além de serem pessoas produtivas, possam ter harmonia em todas as esferas da vida, decidi que uma ferramenta simples de gestão poderia nos auxiliar a ter esse resultado que estamos tanto esperando: a tal da organização. Sendo assim, decidi botar a filosofia do 5S à prova, chamando-a de “5S na Prática – O guia para organizar sua rotina”, trazendo todos os conceitos dessa filosofia que efetivamente ajuda empresas a manterem um ciclo de organização forte para o nosso dia-a-dia. Através de exemplos simples e práticos, o “5S na Prática – O guia para organizar a sua rotina” traz mais do que dicas para você melhorar seu dia-a-dia, ele convida você a um processo de reflexão para que sua mudança não seja somente algo passageiro, mas ela seja um marco de atitude positiva e produtiva na sua vida. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 5
  6. 6. Introdução Espero que esse livro ajude você, através do 5S, a encontrar uma forma que seja realmente eficaz na sua vida. E então, vamos crescer juntos? 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 6
  7. 7. 1. Admitindo uma necessidade "O que os humanos podem ser, eles devem ser: Eles devem ser verdadeiros com a sua própria natureza“ (Maslow). Quando falamos de necessidade, invariavelmente a pirâmide de Maslow vem à mente. Uma das teorias mais difundidas e proferidas sobre as necessidades humanas. Segundo Maslow, temos as seguintes necessidade a serem realizadas, em ordem crescente de importância: fisiológicas, segurança, amor/relacionamentos, estima e realização pessoal. Cada uma delas abrange um espectro e, à medida que avançam num sentido lógico-crescente, elas adentram o ser humano. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 7
  8. 8. 1. Admitindo uma necessidade Para mim, fica claro que necessidade é aquilo que está ligado à essência de quem somos. Para vivermos, precisamos de água, ar e alimento. Necessidades básicas, fisiológicas. A grande questão é que invariavelmente, não existimos apenas com essas necessidades sendo satisfeitas: precisamos de mais. Temos muitos vácuos em nossa existência e procuramos preenchê-los de diversas formas. Uns vão para a religião, outros para o lazer, alguns trabalham bastante enquanto outros buscam apenas a sobrevivência. Mas, como aqui, neste e-book, não estou propondo uma solução à sua existência, mas uma forma de como torná- la mais excelente nos seus resultados, falemos daquilo que nos traz aqui: admitir que precisamos de ajuda. Homens, que certamente concordarão comigo (e as mulheres invariavelmente também), possuem um verdadeiro comichão quando precisam de ajuda. Para pedir uma informação então, Deus o livre. É parte da natureza do homem não pedir ajuda, sempre com o senso de que pode resolver tudo sozinho. Eu posso citar meu exemplo, ao escrever esse e-book que você lê agora. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 8
  9. 9. 1. Admitindo uma necessidade Eu achava que poderia escrever sobre esse assunto sem maiores problemas. Achava que manjava de Word e que seria "somente" escrever o livro, salvar em PDF, colocar no www.qualificandose.com e bingo! Milhares de pessoas fariam o download e eu ficaria com grana o suficiente para sustentar minha família e ter uma vida confortável. Mas aí antes disso, houve o estalo: eu não sei nada de marketing. E admitir isso foi difícil. Foi difícil porque a natureza do homem é a de que ele consegue resolver tudo. Mulheres tem maior facilidade em admitir, não porque elas não resolvam tudo, mas pelo fato de saberem um pouco melhor até onde atualmente conseguem ir. E elas não possuem o "sensor de vergonha" ajustado para pedir ajuda, elas pedem e conseguem. Já os homens, quando precisam pedir ajuda, aí meu caro leitor, o bicho pega. Sem mais sexismo (e sim uma breve explanação das diferenças - com raras exceções - entre homens e mulheres), o fato é que pedir ajuda não é para qualquer pessoa porque nem todo mundo admite a necessidade de ser ajudado. Quando você admite que não consegue ir além, você recebe um choque de realidade: minhas habilidades / competências me trouxeram até aqui. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 9
  10. 10. 1. Admitindo uma necessidade Agora a grande questão é: estou satisfeito onde cheguei ou posso ir mais longe? Recentemente um evento chamado "Vá Mais Longe", congresso on line para pessoas que gostariam de sair do estado "stuck" (travado) e entrar num novo "flow" (fluxo), propôs uma guinada na vida dos participantes. Eu me inscrevi e aprendi bastante. Há vários congressos do tipo, on line e totalmente de graça, que se propõem a ajudar você a seguir além das suas próprias expectativas. Mas você só consegue realmente ir além quando você descobre que chegou no seu limite. Quando você, de maneira franca, diz a si mesmo "caramba, não sei para onde eu vou daqui". Admitir uma necessidade é dizer que se precisa de ajuda. Dentre as muitas necessidades que as pessoas tem, dentro ou até extra à pirâmide de Maslow, de acordo com a minha experiência como Coach, uma das mais latentes e comuns é a necessidade de uma rotina mais organizada. E isso poucas pessoas admitem de cara. É preciso duas ou três sessões de coaching (às vezes na primeira admite-se) para que as pessoas que possuem problemas de realização de 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 10
  11. 11. 1. Admitindo uma necessidade tarefas admitam que possuem uma rotina bem bagunçada. Para elas geralmente parece errado não conseguir cumprir com os objetivos e isso traz vergonha. E essa vergonha de pedir ajuda as mantém travadas, presas em loops infinitos de execução incompleta, cansaço desnecessário e uma sensação de incompetência. Porém, há salvação. E a salvação está em admitir uma necessidade de mudança. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 11
  12. 12. 2. Mudança de hábitos "Não tem nada que você não possa se criar os hábitos certos“ (O Major, citado por Charles Duhigg em "O Poder do Hábito"). O livro de Duhigg, o qual eu indico para sua leitura, mais de vinte semanas na lista dos mais vendidos do New York Times, mostra o Loop do Hábito. Dentre as grandes lições, a que mais me impactou foi: os hábitos possuem uma natureza sistêmica e mutável. Mas para mudar, é preciso conhecer e admitir que precisa de mudança. Mudar o hábito não é simples, mas pode ser feito. Segundo Da Vinci, a simplicidade é o último grau de sofisticação, talvez por isso que não seja simples mudar o 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 12
  13. 13. 2. Mudança de Hábitos hábito. Mesmo assim, é possível. O primeiro passo dado, admitindo a necessidade de mudança, você precisa, então, passar a conhecer os seus hábitos, especialmente aqueles vinculados aos seus insucessos. Até mesmo as crenças limitantes possuem sistemas habituais - no esquema de Duhigg seria a tríade Deixa / Rotina / Recompensa. Neste caso, uma situação pode gerar uma deixa para desencadear a crença limitante. Exemplificando, há pessoas que não acreditam nos benefícios da organização. As crenças podem ser as mais diversas: falta de flexibilidade, falta de criatividade, falta de emoção, falta de improviso, etc. Essas crenças, uma vez que a palavra "rotina" entre no conversa, parecem torná-la num monstro destruidor de vidas. A palavra rotina traz consigo um estigma de "vida estática". E não é. Bom, vamos analisar a rotina de um surfista: acorda, toma café, pratica exercícios de fortificação muscular, vai à praia pegar algumas ondas, almoça, descansa, segue para exercícios de equilíbrio e pratica mais na praia, janta, assiste a um filme e dorme. Bom, ele não tem culpa se o escritório dele é na praia. É uma vida de rotina, apregoada pelo hábito: com 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 13
  14. 14. 2. Mudança de Hábitos rotas diárias estabelecidas, ele possui um grande indicativo de que o seu trabalho está sendo bem feito. Caso os resultados ainda não sejam os desejados, ele promove uma alteração de sua rotina baseado na melhoria contínua (nos treinos de força, práticas na água, etc...) que permitam que os resultados sejam diferentes. Não acredite que, mantendo os mesmos hábitos, seus resultados mudarão. Seus resultados só serão melhores se a sua rotina mudar para melhor - e em função do seu objetivo. É preciso entender como funcionam os estímulos que você recebe diariamente e, ainda melhor que isso, entender o que você recebe como estímulo, como você reage e qual a sensação que você tem como prêmio. Estímulos Estímulos podem ser todas as coisas que provocam em você algo. A origem da palavra remete a uma agulhada. Isso mesmo, um cutucão. E o estímulo só é estímulo quando provoca alguma coisa em nós. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 14
  15. 15. 2. Mudança de Hábitos O que é dito que faz você pensar em ser diferente, em mudar algo? Quem é a pessoa que quando você ouve a voz, dentro de você algo diz que você deve fazer o que ela está dizendo? Não falo de uma dependência, mas todos nós temos alguém que nos diz coisas que estimulam, que nos dá vontade de sair daquele encontro e tomar uma ação. Estímulos podem ser bons ou ruins. É preciso que você identifique os bons e os maximize. Também é importante identificar os ruins para minimizá-los. Perceba que, em ambos os casos, é preciso de ação. Mas também há situações que não nos estimulam em nada. Há pessoas que não causam em nós nada mais que uma sensação de inoperância. Alguns chamam essas pessoas de inertes. Eu digo que elas não acharam o propósito de estarem próximas a você. É preciso ter cuidado porque essas pessoas, em muitas situações, acabam sendo um ponto de escora na nossa inoperância da vida. Não sei se você já teve essa experiência de ter alguém do seu lado que quando você olha pro rosto daquela pessoa, o desânimo dela passa INTEIRO para você. Pois é, isso acontece. Evite essas pessoas, pelo menos até você ter condições de dar bons 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 15
  16. 16. 2. Mudança de Hábitos estímulos a elas. O estímulo é o clique que nos faz entrar em ação. Precisamos conhecer aquilo que nos movimenta, a razão pela qual fazemos as coisas que fazemos, para daí então entendermos como podemos fazer para que nossos hábitos mudem. Ações Estímulos identificados, passemos então ao modo de operação em si, ou o jeito de como vai ser. Quando você identifica o que te estimula, aquele estimulo traz uma reação e essa reação é o seu "modus operandi". Como você reage aos seus estímulos? O jeito que você faz as coisas é uma resposta clara dos seus sentidos à uma força exterior. Fala-se em pessoas reativas e pró-ativas. Eu acredito que a diferença dos dois é tão somente a sensibilidade ao tipo de estímulo e a velocidade de reação. Os reativos reagem aos estímulos quando estes são 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 16
  17. 17. 2. Mudança de Hábitos densos e direcionados para que eles tomem aquelas atitudes. Geralmente possuem um grau de reação violento, exotérmico, gerando muito energia e provocando explosões emocionais e factuais muitas vezes. Pessoas reativas tem uma forte tendência a ter reações tardias, pois suas reações são provocadas por estímulos que são contabilizados a um prazo relativamente longo. O perfil do reativo é algo como uma panela de pressão que vai aguentando até ou ter um alívio pela válvula, ou explodir. Os proativos são aqueles que até o meio-ambiente pode estimulá-los sem uso da força. Eles possuem um tempo de reação muito mais veloz, percebendo os estímulos com muito mais clareza e objetividade, dando claro foco na solução dos problemas. Os proativos explodem no campo das ideias, olhando cada detalhe do quadro e partindo para ação, num frenesi de inquietude. Possuem alta sensibilidade à fatores externos, o que os coloca à frente na hora de fazer o que precisa ser feito. Quando nos identificamos quanto à ação, começamos a perceber como vamos reagir aos estímulos e isso nos ajuda a entender nossos hábitos. E cada hábito que possui um 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 17
  18. 18. 2. Mudança de Hábitos estímulo e uma ação, possui um resultado. Resultados Os resultados obtidos em geral atendem às nossas necessidades, mas isso não é um regra. Como falei no primeiro capítulo, nossas necessidades são aquilo que nos movimenta. Logo, queremos que o resultado dos nossos atos preencham e realizem nossas necessidades. Eu entendo que buscamos sempre a satisfação, mas infelizmente nem sempre é possível. Em geral queremos os mesmos resultados mas temos uma enorme dificuldade em tentar alterar o estímulo ou a ação. Queremos que os resultados simplesmente apareçam, como mágica, sem que nos esforcemos para obter aquilo que queremos. Se queremos resultados diferentes daqueles que estamos tendo, precisamos trabalhar na causa e não no efeito. Portanto, conhecer os estímulos e trabalhar as ações é que vai tornar nossos hábitos coerentes, concisos e funcionais. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 18
  19. 19. 2. Mudança de Hábitos Admitir a necessidade de mudar e entender como mudar seus hábitos, nos leva a buscar conhecer de que formas podemos fazer isso. E, neste livro, usei o conceito do 5S para mostrar pra você como ter uma rotina organizada, definida e que realmente funcione, bastante prática e sem firulas. Mas antes de a gente continuar, vamos desmistificar esse negócio de que “5S é coisa de quem fica me enchendo a paciência para arrumar as gavetas da firma”. Você vai perceber que a abordagem vai bem mais profunda do que simplesmente arrumar a sua gaveta de meias. Aqui, nós vamos arrumar a sua rotina e depois a sua gaveta de ideias. Aí eu tenho certeza que isso vai estimular você a agir lendo esse livro buscando o resultado de sucesso que você quer. Mas primeiro, o que é 5S? 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 19
  20. 20. 3. O que é e para que serve o 5S? “Você alcançará o nível de satisfação que você deseja quando demonstrar que nível é esse que quer alcançar“ (DuPont). Um pouco de história nos ajudará a entender sobre o 5S. Em Agosto de 1945 chega ao fim a Segunda guerra mundial. Com ela, surgem os problemas típicos de um pós- guerra: cidades destruídas, população sem perspectiva e necessidades das mais básicas, como alimentos, remédios, lugar pra morar. Nesse contexto sombrio, o Japão inicia uma jornada 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 20
  21. 21. 3. O que é e para que serve o 5S? que iria mudar completamente seu rumo. Os 5S’s originais surgiram com o Dr. Kaoru Ishikawa, em 1950, um químico japonês que entendeu que as organizações deveriam ter um “algo a mais” para reerguer o país. E esse “algo a mais” que Ishikawa defendia estava na melhoria da organização através da melhoria na atitude das pessoas que faziam parte da mesma (afinal, uma organização nada mais é do que uma reunião de pessoas com um objetivo em comum). Assim sendo, o programa foi desenvolvido para atender às cinco normas regentes, que são: 1. Seiri: utilização 2. Seiton: organização 3. Seisou: limpeza / ambiente 4. Seiketsu: saúde / higiene 5. Shitsuke: disciplina Suas ações iniciais são de natureza mecânica: classificar, ordenar e limpar. Desta forma, transformaria qualquer ambiente em um lugar habitável e capaz de permitir 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 21
  22. 22. 3. O que é e para que serve o 5S? a melhoria na produtividade de qualquer segmento. Essas práticas promovem a imediata mudança do ambiente em torno da pessoa. E essa mudança, consequentemente, se tornam profundas mudanças nas relações das pessoas consigo mesma, com os outros e com a natureza. Por isso o conceito do 5S funcionou tão bem que logo foi replicado para as demais organizações a fim de aproveitarem os benefícios dessa nova prática de gestão de rotina. E o Japão ressurgiu com essa “onda de qualidade”. O programa 5S é a base para o programa Gestão Total da Qualidade (da sigla em inglês TQM – Total Quality Management), que por sua vez faz parte do Gestão Total da Produção (da sigla em inglês TPM – Total Productive Management). Todo o gerenciamento da produção é baseado na filosofia do 5S em função do grau básico de ações que os 5S’s permitem, chegando aos cargos/funções mais baixos na hierarquia das organizações, sendo de fácil acesso e aplicação. Diversas empresas adotaram o 5S, dentre elas destacam-se a Hewlett-Packard, Toyota e Johnson & Johnson. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 22
  23. 23. 3. O que é e para que serve o 5S? Uma vez que os 5S’s eram implementados, conseguia- se além da gestão da rotina, a redução significativa de desperdícios (matérias-primas, tempo, homem-hora) e de retrabalhos. Isso permitiu que as organizações dessem um grande passo rumo à modernização das suas linhas produtivas, bem como do seu estilo de gestão. E depois de saber que esse método é referenciado por grandes empresas, organizações multinacionais, é óbvio que faz todo o sentido implementá-la nas nossas vidas, além das paredes do nosso empregador. Porém, com uma lógica invertida de ações: ao invés de começar com a parte mecânica (faça isso, faça aquilo), começaremos pela parte comportamental por uma razão muito simples: os japoneses, que desenvolveram essa técnica, são severamente disciplinados desde tenra idade. Nós brasileiros infelizmente não. Desta forma, que outra maneira há de garantir resultados sérios, consistentes e congruentes? Por isso, como se tornar uma pessoa disciplinada, antes de tudo? 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 23
  24. 24. 4. Disciplina "O auto-respeito é a raiz da disciplina; a noção de dignidade cresce com a habilidade de dizer não a si mesmo “ (Abraham Linconl). Sem disciplina não vai acontecer. Pode até dar certo, mas não se mantém, muito menos cresce. Mas não vai adiantar nada eu gastar todo o meu português nesse livro se a disciplina não emergir de você. Tem que ser assim mesmo, uma necessidade latente. Você tem que sentir. A palavra disciplina tem a ver com outras duas palavras: obediência e constância. Obediência para seguir os preceitos determinados por 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 24
  25. 25. 4. Disciplina uma organização, por um sistema social ou por você mesmo. Obediência para seguir os preceitos determinados por uma organização, por um sistema social ou por você mesmo. Todos nós adotamos, por mais extravagantes que sejam, padrões de comportamento. Constância para manter esses preceitos adotados livremente fluindo através das nossas vidas, como parte fundamental do nosso modus operandi. Todos temos disciplina em algum nível, a grande questão é: No seu nível, é possível alcançar aquilo que você quer alcançar? Se a sua resposta for não, a próxima pergunta deverá ser: E como ser mais disciplinado, de maneira que eu consiga alcançar? Bom, gostaria de apresentar 5 passos que vão te ajudar a ser uma pessoa mais disciplinada. Não acredito em método infalível, por isso não vou prometer a você um 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 25
  26. 26. 4. Disciplina milagre. O que eu posso prometer é que, se você se dispuser a seguir esses cinco passos, a sua vida terá um grande impacto para a mudança e o desenvolvimento da disciplina. Em alguns momentos será necessário dizer “não” a si mesmo. Mas esse “não” não significa uma ruptura com a sua essência, mas uma busca por ser alguém ainda melhor. E todas as pessoas disciplinadas conseguem ser cada dia melhores. Então, vamos às nossas 5 ações necessárias para o desenvolvimento da disciplina. Decida ser disciplinado Decidir? Sim, decidir. Porque quando você decide, algo dentro de você muda. Não foi alguém que disse que você precisava, mas a mudança veio das suas entranhas, do seu íntimo. As grandes revoluções da histórias começaram de baixo para cima, ou neste caso, de dentro pra fora. Para revolucionar a sua vida, decida ser diferente. Agora decida de verdade, conscientemente. Coloque as cartas na mesa e seja você de verdade com você mesmo. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 26
  27. 27. 4. Disciplina Nesse bate-papo franco, uma decisão virá a ser tomada de forma que seu nível de comprometimento será altíssimo e, com certeza, irá lançar você na direção que você quer tomar. Quando essa decisão vem de uma necessidade que você mal consegue (e normalmente não consegue) explicar, você está diante de uma decisão que tem a ver com seu instinto de sobrevivência. E, com certeza, para uma mudança nesse nível, tem que ter a ver com a sua vida. Uma vez que você decide sobre mudança, e nesse caso a ser disciplinado, você precisa tomar uma segunda decisão. Escolha sua disciplina Um comportamento para ser desenvolvido precisa de estímulos certos. As deixas. Aquilo que dá o estalo e você, automaticamente, entra em estado de realização em busca do resultado. A teoria do hábito que descreve Charles Duhigg funciona dessa forma (a qual eu cito no capítulo 2 deste livro). 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 27
  28. 28. 4. Disciplina Uma vez que você tomou a decisão de ser disciplinado, precisa escolher o que você quer ver mudando (foco na solução do problema e não no problema em si) e precisa identificar quais estímulos podem funcionar com você para que o problema seja resolvido. As dicas são as mais variadas: post its, recados, uma planilha, uma tabela com tarefas, enfim. Mas deixe claro o que deve fazer. Lembra da história da fita no dedo? Pessoas faziam isso para lembrar compromissos importantes, mas como aquilo não era um hábito, então amarrar a fita no dedo significava que havia algo a ser lembrado, mas como não havia nenhum gatilho para disparar o processo (o laço era o gatilho, mas sem mensagem clara), como uma palavra ou uma imagem, a fita virava um obelisco sem sentido. Quando você identifica o "gatilho correto", sua mente passa a trabalhar de maneira focada em cumprir o seu objetivo. E que sensação melhor que a do "dever cumprido"? A de ter tido prazer em cumprir o dever! Parta para a ação 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 28
  29. 29. 4. Disciplina Agora que você decidiu tomar uma atitude, escolheu quais os estímulos que podem te auxiliar a disparar o processo do hábito, é hora de efetivamente meter a mão na massa. Comece devagar. Ninguém, mesmo os quenianos e etíopes, conseguem correr os 42 km de uma maratona do dia para a noite. Eles desenvolvem o hábito de correr desde crianças. Você pode não ser mais criança, mas ainda possui MUITO tempo para desenvolver novos hábitos ou melhorar os velhos. É preciso agir. Não permita que um estalo venha e passe batido. No início, é necessário um grande esforço para que você lembre o que fazer quando olhar, mas se você escolhe os gatilhos corretos, que realmente causam uma sensação em você, esse esforço tende a ser cada vez menor. E quando você menos esperar, você terá um ciclo de hábito tão forte que o gatilho será mental. Eu tenho uma ferramenta que chamo de Design de Rotina que simplifica as três principais tarefas do dia (da semana, do mês, no intervalo de tempo que você queira) para que você defina e acompanhe as ações necessárias a serem cumpridas, de acordo com as suas possibilidade, necessidade e ambições. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 29
  30. 30. 4. Disciplina Realize avaliações de desempenho “Ah, eu não sei como devo fazer isso!” Bom, tenho duas formas de fazer isso. A primeira é que, quando você escreve o que diz que vai fazer, você possui um registro gráfico-visual do compromisso que você tem. Pode ser que no começo o remédio seja amargo e, aqui ou acolá, você esqueça de tomá-lo. Mas todas as vezes que o registro confrontar você, você vai se lembrar que tem algo a fazer. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 30
  31. 31. 4. Disciplina Não se exaspere e muito menos se desespere, a ideia não é que você vire um escravo da disciplina, mas que a disciplina discipline você a ser disciplinado. Seu comportamento vai ser moldado não para seguir um padrão que eu ou qualquer pessoa diga, mas um padrão que você sente e entende que é o certo pra você e que você decidiu, lá atrás, ter tomado. Assim sendo, todas as vezes que você, por alguma razão, não cumprir, terá um fôlego para parar e retomar a atividade que ajudará você a ser disciplinado. A segunda opção que tenho é, caso você tenha problemas em realizar sozinho, peça a alguém que ame você que te ajude. "Ah, mas para que uma pessoa que eu ame?". Bom, pessoas que nos amam querem nosso bem acima até do que nós mesmos queremos. Essas são as que nos amam de verdade. Mesmo que a gente queria fazer algo que vai nos prejudicar, elas saltam na frente para evitar que tomemos a decisão errada. Escolha uma pessoa que ame você e peça a ela ajuda no cumprimento das tarefas, para que ela lembre você do seu comprometimento. Ela vai ser sua "coachciência": o coach falando na sua cabeça "vá em frente, você consegue" ou 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 31
  32. 32. 4. Disciplina "lembre do que você decidiu, prossiga". Essas pessoas nos ajudam a manter o foco em resolver os problemas e, nesse caso, a conseguirmos ser pessoas disciplinadas. Evite a ansiedade Parece que é bobagem, mas não é. Não fique ansioso por nada, por nadinha mesmo. Muitas vezes nós queremos logo ver o resultado, seja ele perder o peso ou comer menos. Queremos ver o todo pronto fisicamente, mas mal começamos o trabalho de construção. Dê tempo ao tempo. Quando mais esforços você empreender, é provável que sua caminhada seja mais curta, mas isso depende muito daquilo que você quer alcançar. Um hábito não se forma em poucos dias ou realizações. Isso não isenta você da prática e da repetição. Da mesma forma que resultados realmente duradouros não ocorrem do dia pra noite, como citei o exemplo dos corredores. Aproveita o dia, carpe diem. 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 32
  33. 33. 4. Disciplina Aproveite cada oportunidade de falha, de acerto, de crescimento. Quando fazemos um acompanhamento do desenvolvimento da disciplina, corremos o risco de nos frustrarmos em ocasiões nas quais não cumprimos uma tarefa e deixamos esvair o aspecto disciplinar dos cumprimentos de ações. Reveja o que houve, refaça a trilha e execute a tarefa. Não vá dormir sem saber como pode fazer isso melhor, porém, se seu corpo não aguentar, faça com que sua mente procure algo que a faça relaxar e descanse. No dia seguinte você retoma. Mas não é contraditório isso? Não. Se corpo e mente não trabalharem sinergicamente, não será possível alcançar resultado nenhum, ou, pior, pode-se chegar a crises de ansiedade desnecessárias. Aí não é de um coach ou um amigo que você vai precisar, e sim de um psicólogo. Faça algo que você sempre faz, que te faça feliz. Saia com seus amigos, faça novos, faça uma refeição com sua família, com o amor da sua vida. Ou simplesmente vá dar uma volta por aí sem pensar em nada (só cuidado com a bandidagem, negócio tá feio em todo lugar). 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 33
  34. 34. 4. Disciplina A disciplina não te prende em uma caixa, ela te deixa livre para fazer o que você quiser, na hora que quiser, de maneira planejada e tranquila. Disciplina é o ponto de equilíbrio para que qualquer tipo de programa, plano ou planejamento funcione. Portanto, anote essas dicas e comece a fazer isso agora: decida, escolha, aja e avalie o resultado, mas sem ficar ansioso. O grande beneficiado será você. Depois de iniciar o processo da disciplina, você provavelmente perceberá que um dos maiores e melhores recursos que você, se não tiver, terá que ter na sua vida, é uma saúde equilibrada. Porque sem saúde física e mental, como você vai conseguir alguma coisa? 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 34
  35. 35. VERSÃO REDUZIDA Esse exemplar é uma versão reduzida do livro “5S na Prática – O guia para organizar sua rotina”. A versão completa estará disponível para venda em 23/11/2015 no site www.qualificandose.com e no Amazon. Se você gostou do conteúdo e quer compartilhá-lo, fique à vontade, nosso objetivo é disseminar a ideia de que qualquer pessoa pode ser a gestora da sua rotina, reduzindo desperdícios e sendo cada dia melhor. Além disso, o “5S na Prática – O guia para organizar sua rotina” é um curso gratuito em 5 vídeo-aulas disponíveis em http://bit.ly/1KL0Tn0, na qual o coach Estêvão Ferreira conversa sobre como desenvolver os 5S’s na sua rotina. Confira e dê sua opinião nas nossas redes sociais. Facebook: www.fb.com/qualificandose Twitter: @coachestevao Periscope: @coachestevao 5S na Prática - O guia para organizar sua rotina 35

×