SlideShare uma empresa Scribd logo
Edição Nº 104 1
www.reportercapixaba.com
2 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
Edição Nº 104 3
www.reportercapixaba.com
MENU
MENU
Desta edição:
Desta edição:
05
05 - Sustentabilidade Premiada
08
08 - Chevrolet Opala
10
10 - Amortecedores
12
12 - Helicóptero C-47 Chinook
14
14 - História do Computador
17
17 - Idvaldo Despachante 30 anos
18
18 - História da Honda CG
20
20 - Bandeira de Gadsden
22
22 - História da Ferrari
22
22 - O Bitcoin
26
26 - Humberto Viana 80 Anos
28
28 - Aniversário Vitória 15 Anos
32
32 - Bicos de Pássaros
36
36 - Desarmamento Civil
38
38 - Conheça a ABIAMB
40
40 - Fuzis de ferrolho Mauser
41
41 - Campeonato de tiro CTLE
42
42 - IPSC Handgun no CTCI
44
44 - Curiosidades Animais
48
48 - Cemitério de Elefantes
Na última
edição:
Parece que não houve erro
trágico na edição anterior!
Frédéric Decatoire
Editor
A conjuntura é péssima: muitos fenômenos econômi-
cos, políticos e sociais que aconteceram na Venezue-
la antes de seu colapso estão se repetindo no Brasil.
Enxergar a dolorosa experiência de nossos vizinhos é
de vital importância. Infelizmente, tudo leva a crer que
muitos não são capazes de entender o problema sem
antes sofrer na pele as duras consequências.
Fico abismado com a manutenção da prisão de cen-
tenas de pessoas acusadas de golpismo. Que venha
a ‘CPMI do dia 8 de janeiro’, há muitas coisas esqui-
sitas a esclarecer! Em Cachoeiro, o jornalista Jackson
Rangel, do tradicional e polêmico jornal Folha do ES,
também continua preso. O que mais me deixa perple-
xo é o silêncio sepulcral da imprensa regional. Jackson
é controverso, mas fica difícil entender a manutenção
de sua prisão. Já faz 5 meses; muitos criminosos peri-
gosos não ficam tanto tempo encarcerados! Por onde
andam os direitos humanos? Pelo jeito, a liberdade de
expressão morreu no Brasil, e o cadáver já está feden-
do na sala! Como dizia o genial Rui Barbosa: ‘A pior
ditadura é a ditadura do Poder Judiciário. Contra ela,
não há a quem recorrer’. Se tudo isso não bastasse, a
economia está em frangalhos, e os investidores estão
fugindo do país como o diabo da cruz. Corruptos no
poder, insegurança jurídica espantosa, o fantasma da
inflação rondando, guerra na Ucrânia, crise econômica
mundial... Tempos sombrios no horizonte!
Apesar de tudo isso, nossa publicação continua fazen-
do sucesso. Agradecemos a Deus pela força e aos
nossos colaboradores pela confiança! Nas páginas
seguintes, encontrarão muitas novidades e um pouco
de cultura. Esperamos que gostem da leitura. Muito
obrigado a todos e até o nosso próximo número!
Editorial
Editorial
Expediente
Expediente
Victor Hugo
“Uma sociedade de
carneiros acaba por
gerar um governo
de lobos.”
Satisfação garantida é na loja Irmãos Fontoura
com bom preço e excelência no atendimento!
4 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
“Ninguém entende de
verdade a política até
compreender que os
políticos não estão
tentando resolver os
nossos problemas.
Eles estão tentando
resolver seus próprios
problemas - dentre os
quais ser eleito e ree-
leito são número 1 e
número 2. O que quer
que seja o número 3
está bem longe atrás.”
Thomas Sowell
“É difícil imaginar uma
maneira mais perigo-
sa de tomar decisões
do que deixa-las nas
mãos de pessoas que
não pagam o preço
por estarem erradas.”
Thomas Sowell
“O fato de que muitos
políticos de sucesso
são mentirosos não é
exclusivamente refle-
xo da classe política,
é também um reflexo
do eleitorado. Quando
as pessoas querem o
impossível, somente
os mentirosos podem
satisfazê-las.”
Thomas Sowell
“O estado é uma
organização criminosa
coercitiva que subsiste
em um sistema
regularizado de roubo
de impostos em larga
escala.”
Murray Rothbard
“Não adianta ter só
coragem. Tem que ter
inteligência também.”
Daniel Fraga
“Hoje é necessário
correr mais rápido
para se continuar no
mesmo lugar.”
Philip Kotler
“Lucro é subproduto
das coisas bem-feitas.”
Philip Kotler
“Nós não amávamos a
liberdade o suficiente.
E ainda mais, não
tínhamos consciência
da situação real...
Merecíamos pura e
simplesmente tudo o
que aconteceu depois.”
Alexander Solzhenitsyn
“Se formos privados
dos conceitos de bem
e mal, o que restará?
Nada além da mani-
pulação um do outro.
Vamos afundar no
status de animais.”
A. Solzhenitsyn
“A moral é sempre
superior à lei.”
A. Solzhenitsyn
“O giz de um mau pro-
fessor pode ser mais
nocivo que um 38.”
Luiz o Visitante
“O capitalismo não é
perfeito, mas é melhor
do que qualquer outro
sistema”
Margaret Thatcher
“O capitalismo é a
liberdade econômica,
não apenas para os
ricos, mas para todos.”
Rush Limbaugh
“O capitalismo é a
única forma justa e
humana de organizar
a economia.”
Ayn Rand
Edição Nº 104 5
www.reportercapixaba.com
6 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
“Em diferentes lugares
ao longo dos anos tive
que provar que o socia-
lismo, que para muitos
pensadores ocidentais
é uma espécie de reino
da justiça, estava de fato
cheio de coerção, de
ganância burocrática e
corrupção e avareza.”
Alexander Solzhenitsyn
“A melhor maneira
do governo ajudar
os pobres, portanto,
bem como o resto da
sociedade é saindo
do seu caminho, re-
movendo sua enorme
e parasitante rede de
impostos, subsídios,
ineficiências e privilé-
gios monopolísticos.”
Murray Rothbard
“Será que existe
alguém que realmente
acredita que indivíduos
que estão preparados
para desobedecer às
leis contra o homicídio
irão obedecer as leis
do desarmamento.”
Thomas sowell
“O capitalismo é a
melhor máquina já in-
ventada para levantar
o padrão de vida.”
Winston Churchill
“O caminho do inferno
está pavimentado de
boas intenções.”
Karl Marx
“Os que têm muito
a esperar e nada
a perder serão sem-
pre perigosos.”
Edmund Burke
“O jornalismo é popular,
mas é popular principal-
mente como ficção. Che-
ga um momento em que
acreditamos em tudo o
que lemos - ou pelo me-
nos em tudo o que está
escrito com eloquência
suficiente - e então vem
a desilusão.”
Joseph Goebbels
“Somente aqueles
que nunca deram
um tiro, nem ouvi-
ram os gritos e os
gemidos dos feridos,
é que clamam por
sangue, vingança e
mais desolação. A
guerra é o inferno.”
General Sherman
“Pode-se enganar a
todos por algum tempo;
pode-se enganar al-
guns por todo o tempo;
mas não se pode
enganar a todos todo o
tempo.”
Abraham Lincoln
“Não me importo com
o que falam pelas mi-
nhas costas. Meu tra-
seiro não tem ouvido.”
Clodovil Hernandes
“Todos os Estados bem
governados e todos os
príncipes inteligentes
tiveram cuidado de não
reduzir a nobreza ao
desespero, nem o povo
ao descontentamento.”
Nicolau Maquiavel
“A corrupção não é
uma invenção brasi-
leira, mas a impunida-
de é uma coisa muito
nossa.” Jô Soares
“Um povo corrompido
não pode tolerar um
governo que não seja
corrupto.”
Marquês de Maricá
Edição Nº 104 7
www.reportercapixaba.com
8 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
O Chevrolet Opala foi produ-
zido pela General Motors no
Brasil entre 1968 e 1992. O
modelo surgiu da necessida-
de da empresa de competir
com carros importados que
estavam ganhando populari-
dade no mercado brasileiro. Inicialmente, o projeto do Opala es-
tava a cargo da equipe da Chevrolet nos Estados Unidos, mas
logo foi decidido que o carro seria desenvolvido no Brasil para que
pudesse ser adaptado às necessidades locais. O projeto foi lide-
rado por um engenheiro brasileiro, Rubens Martins de Souza, e a
equipe de design foi liderada pelo americano Bob McLean, que se
baseou no estilo do Chevrolet Chevelle para criar a aparência do
Opala. O Opala foi lançado em 1968 e foi oferecido em diversas
versões, incluindo sedan, perua, cupê e até mesmo uma versão
esportiva, o Opala SS. Ele se tornou um dos primeiros modelos
de carros nacionais com motor de seis cilindros e foi um grande
sucesso de vendas no Brasil devido à sua durabilidade, facilidade
de manutenção e conforto. Ao longo de sua produção, o Opala
passou por várias mudanças de estilo e atualizações mecânicas,
visando melhorar sua eficiência e economia de combustível. Foi
o primeiro carro brasileiro a ser equipado com direção hidráulica,
em 1970. Além disso, o modelo também foi o primeiro a utilizar
a tecnologia de injeção eletrônica de combustível, em 1983, que
melhorou o desempenho e a eficiência do motor. O Opala teve
uma grande importância cultural e social para os brasileiros, sendo
considerado um símbolo de status e prestígio na época em que foi
lançado. Também foi utilizado como carro de polícia, táxi e carro
de corrida, participando de diversas competições automobilísticas.
Ele representou um avanço significativo na indústria automobilísti-
ca brasileira e deixou um legado importante para o mercado de au-
tomóveis no país. O último exemplar do Opala foi fabricado no dia
16 de abril de 1992, quando foi produzida a unidade número 1 mi-
lhão. Foi substituído pelo Chevrolet Omega, um sedã de luxo mais
moderno. O Opala é um carro admirado por muitos entusiastas de
carros antigos, sendo valorizado pelo
seu design clássico e elegante, assim
como pelo seu papel na
história da indústria
automobilística nacio-
nal. Ele é conside-
rado um dos carros
mais icônicos do Brasil.
Edição Nº 104 9
www.reportercapixaba.com
10 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
O amortecedor é um componente crítico dos sistemas de suspensão dos veículos
automotivos. É a peça responsável por absorver as vibrações e os impactos das
estradas, proporcionando uma condução mais suave e segura. No entanto, com o
tempo e o uso, pode se desgastar e falhar, tornando-se menos eficiente no cumpri-
mento de sua função. Nesta hora, o recondicionamento ou reparação do amortece-
dor é uma solução viável e econômica em relação à compra de novo componente.
O processo de recondicionamento envolve a desmontagem completa do amortece-
dor, a substituição das peças desgastadas ou danificadas, a limpeza e a lubrificação
das peças internas e a remontagem do componente com as especificações origi-
nais de fábrica. Além de economizar muito dinheiro, o recondicionamento do amor-
tecedor também é uma alternativa mais sustentável já que o processo de produção
de novos amortecedores prejudica o meio ambiente com a extração de matérias-
-primas, o uso de muita energia e água, além, obviamente, da geração de resíduos.
No entanto, é importante escolher uma oficina de confiança e com experiência na re-
condicionamento de amortecedores, para garantir que o trabalho seja realizado com
qualidadee,queocomponenterecondicionadotenhaamesmaeficiênciadeumnovo.
Este tipo de serviço, antes reservado às grandes metrópoles, está sendo realizado
em Cachoeiro de Itapemirim na oficina Ferração Amortecedores. A empresa, única
no Sul do Espírito Santo, oferece 01 ano de garantia nos amortecedores recondicio-
nados e, segundo a proprietária Maury Bayerl e seu gerente Elias Medeiros e o valor
do serviço fica em torno da metade do preço de um amortecedor novo. O cliente
ainda ganha a instalação grátis em seu veículo. Sem dúvida vale a pena conferir, para
maiores informações veja o comercial ao lado.
A Elton Som garante excelência nos serviços!
Carlinho da Cadiesel curtindo merecidas férias
em Porto Seguro (BA) com sua a neta Laura.
Recondicionamento de Amortecedores
PAULO ZANETTE
Atendimento de qualidade é na Camargo!
Edição Nº 104 11
www.reportercapixaba.com
12 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
CH-47 Chinook
O CH-47 Chinook é um dos helicópteros
mais conhecidos e respeitados do mundo.
Desenvolvido pela Boeing Vertol (atual-
mente Boeing Defense, Space & Securi-
ty), o Chinook foi concebido originalmente
como um helicóptero de transporte militar
capaz de transportar cargas e tropas para
missões em áreas remotas ou de difícil
acesso. A primeira versão do CH-47 foi
apresentada em 1962, e sua primeira mis-
são militar aconteceu durante a Guerra do
Vietnã, onde foi amplamente utilizado para
transportar tropas e suprimentos. O Chi-
nook se destacou por sua capacidade de
transportar grandes quantidades de carga
em áreas montanhosas ou de difícil aces-
so. Devido a sua versatilidade, o Chinook
rapidamente se tornou uma peça funda-
mental da Força Aérea dos Estados Uni-
dos e de outras forças militares em todo
o mundo. Além disso, o Chinook também
tem sido amplamente utilizado para mis-
sões humanitárias e de resgate, ajudando
a salvar vidas em desastres naturais e
situações de emergência em muitos pa-
íses. O CH-47 Chinook é um helicóptero
de dupla hélice, com um comprimento de
30,2 metros e uma altura de 5,5 metros.
Seu peso máximo de decolagem é de
22.700 kg, e sua capacidade de carga útil
é de cerca de 11.800 kg. O Chinook têm
dois motores T55-GA-714A com uma
potência combinada de 4.733 cavalos.
A velocidade máxima do Chinook é de
cerca de 300 km/h, e seu raio de ação é
de cerca de 800 km. Ao longo dos anos,
o CH-47 Chinook tem sido atualizado e
melhorado com novas tecnologias e ca-
pacidades, como sistemas avançados
de armamento, sensores eletrônicos,
sistemas de comunicação e sistemas de
navegação. O Chinook é o helicóptero
mais pesado já produzido pela Boeing, e
é também o helicóptero mais produzido
pela empresa, com mais de 1.200 unida-
des construídas até o momento.
Edição Nº 104 13
www.reportercapixaba.com
14 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
A história e a evolução dos computadores é uma jornada
fascinante que começa com a invenção do ábaco no século
II d.C. e segue até os dias de hoje com os computadores
quânticos.
O primeiro dispositivo reconhecido como um computador
foi o ábaco, inventado pelos chineses. Ele foi utilizado para
realizar cálculos aritméticos básicos e foi amplamente utili-
zado na China, Japão, Índia e outros países.
Em 1642, o matemático francês Blaise Pascal inventou a
primeira máquina de calcular mecânica, chamada de Pas-
caline. Ele foi capaz de realizar operações aritméticas bá-
sicas como adição e subtração. A máquina foi usada princi-
palmente por comerciantes e banqueiros.
Em 1822, Charles Babbage, matemático e inventor inglês,
projetou o primeiro computador programável chamado
de “Máquina Analítica”. Ele nunca foi construído devido a
problemas financeiros, mas foi considerado como o pai do
computador moderno.
A primeira máquina eletrônica programável foi construída
em 1941 pelos engenheiros estadunidenses John Atanasoff
e Clifford Berry. Ela foi chamada de Atanasoff-Berry Com-
puter (ABC). A máquina foi capaz de realizar operações arit-
méticas básicas e foi considerada uma grande inovação na
época.
Em 1946, John Presper Eckert e John W. Mauchly inventa-
ram o primeiro computador eletrônico comercial chamado
de UNIVAC I. Ele foi usado principalmente para aplicações
comerciais e governamentais.
Os anos 1950 e 1960 foram marcados pelo surgimento de com-
putadores de grande porte, como o IBM 7030 “Stretch” e o CDC
6600. Esses computadores eram usados principalmente em apli-
cações científicas e militares.
A década de 1970 foi marcada pelo surgimento dos computado-
res pessoais, como o Apple I, construído por Steve Jobs e Steve
Wozniak, e o Altair 8800, construído por Ed Roberts. Esses com-
putadores foram projetados para uso doméstico e permitiram que
as pessoas realizassem tarefas simples, como escrever textos e
jogar jogos simples.
A partir dos anos 1980, os computadores passaram a ser cada
vez mais poderosos e acessíveis. A IBM lançou o PC, que se
tornaria o padrão para computadores pessoais, e a Apple lançou
o Macintosh, que introduziu a interface gráfica de usuário e tornou
os computadores mais fáceis de usar.
Nos anos 90 surgiram os primeiros computadores com proces-
sadores de 32 bits, e os computadores passaram a ser cada vez
mais rápidos e com capacidade de armazenamento cada vez
maior. Durante essa década, surgiram também os primeiros com-
putadores com acesso à internet, o que permitiu que as pessoas
trocassem informações e se comunicassem facilmente.
Na atualidade, os computadores estão presentes em praticamente
todas as áreas da vida, desde dispositivos móveis até supercom-
putadores, sistemas embarcados, inteligência artificial e compu-
tação quântica. A velocidade dos computadores aumentou ex-
ponencialmente desde a sua invenção, e hoje é possível realizar
operações em segundos que antes levavam dias ou mesmo anos.
É importante notar que a história dos computadores é marcada
pela contribuição de muitos inventores e engenheiros de diversas
nacionalidades, cada um com sua contribuição única para o de-
senvolvimento da tecnologia.
A história dos
computadores
Ábaco - 100
Pascaline - 1642
UNIVAC - 1946 IBM 7030 - 1961
ALTAIR 8800 - 1975
IBM PC - 1981 MACINTOSH - 1984 PC i9 2023
Edição Nº 104 15
www.reportercapixaba.com
16 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
O professor James oferece o que se tem de melhor em mus-
culação na tradicional Academia Performance (Av. Beira Rio).
Scap Car garante serviço de altíssima qualidade no Basileia.
Flagrante na já tradicional loja Bira Acessórios em Cachoeiro!
Carros excelentes e com bom preço é na Castro Veículos!
Têm promoções imperdíveis na Viaduto Auto Peças!
Edição Nº 104 17
www.reportercapixaba.com
18 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
A Honda CG125 foi lançada no
mercado em 1976 e rapidamen-
te conquistou fãs ao redor do
mundo. Com sua combinação
única de confiabilidade, desem-
penho e preço acessível, a CG
tornou-se uma escolha popular
para transporte diário.
1ª Geração (1976-1982)
Em 1976 nasce a Honda CG
125. A primeira versão ganhou
o apelido de “bolinha” devido ao
visual arredondado com belos
cromados. O motor monoci-
líndrico quatro tempos rendia
modestos 10,4 cv, mas rapida-
mente ganhou fama por sua
durabilidade e manutenção fácil
e barata. A Honda dizia que a
moto era capaz de fazer até 57
km/l. O garoto propaganda era o
famoso jogador de futebol Pelé.
Em 1981, vieram a versão a ál-
cool e o câmbio de cinco mar-
chas, sendo a primeira moto do
mundo a ganhar motor a etanol.
CG 160 Titan - 2023
Honda CG 125 - 1976
2ª Geração (1983-1988)
ACG passa a ter linhas um pou-
co mais retas e fica um tanto
mais encorpada. Em 1985 veio
o câmbio de cinco marchas com
a primeira para cima. Em 1988,
nasce a primeira versão Cargo,
voltada para frotistas.
3ª Geração (1989-1994)
Em 1989 é lançada a CG 125
Today, que chegou com amor-
tecedores traseiros reguláveis,
ignição eletrônica, balança tra-
seira mais comprida. Em 1991,
a moto sofre 69 alterações no
motor e 74 no chassi, melhoran-
do assim o desempenho e a
resistência do conjunto.
4ª Geração (1995-1999)
Com a quarta geração nas-
ce a primeira CG 125 com
o nome Titan, com novo de-
sign, muitas alterações técni-
cas e uma qualidade aprimo-
rada sendo inclusivo exportada
para alguns países europeus.
Os modelos exportados para
Portugal, Inglaterra e França
tinham capa de corrente inte-
gral, piscas exclusivos e farol
com lâmpada amarela, exi-
gências daqueles mercados.
5ª Geração (2000-2003)
A CG sofre novas alterações de
estilo e ganha um banco mais
largo, entre outras novidades.
6ª Geração (2004-2009)
Amoto ganha motor de 150 cm³
de 14,2 cv e passa a se chamar
CG 150 Titan. Mas, uma versão
mais barata com o antigo motor
recebe o nome de CG 125 Fan.
7ª Geração (2009-2013)
A CG 150 Titan ganha injeção
eletrônica, novo visual, tanque
maior (16,1 litros) e novo chassi.
Surge a versão 150 Titan Mix, a
primeira moto bi combustível do
mundo (álcool e gasolina). Deu
tão certo que até hoje a CG é
flex, em todas as versões.
8ª Geração (2013-2016)
ACG ganha um visual mais ele-
gante. Em 2014 a versão BR,
que tinha pintura nas cores da
bandeira brasileira foi criada
para comemorar a marca de 10
milhões de unidades vendidas e
“torcer” pela seleção de futebol
na Copa do Mundo.
9ª Geração (2016)
A CG ganha linhas mais en-
corpadas e parece uma moto
maior. O motor cresce para 160
cm³ e 15,1 cv.Aversão Start, de
entrada, usa o mesmo motor de
160 cm³ e a Cargo passa a ter
opções de 125 cm³ e 160 cm³.
É lançada a série comemorativa
dos 40 anos com visual inspira-
do dos modelos de competição
da marca. A produção da CG
com motor de 125 cm³ foi de-
finitivamente encerrado em
2018 e as vendas, em 2019.
Ao longo dos anos houve uma
melhoria contínua de um pro-
duto que já nasceu bom, fato
confirmado pelo sucesso de
mercado - a CG é a moto mais
vendida no Brasil praticamente
desde seu lançamento!
História da Honda CG
Edição Nº 104 19
www.reportercapixaba.com
20 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
A bandeira de Gadsden é uma das mais emblemá-
ticas e reconhecidas, sendo amplamente associada ao movi-
mento libertário. Ela é composta por uma cobra enrolada em si
mesma, com a frase “Não Pise em Mim” escrito em inglês. Essa
imagem é uma referência à proteção da liberdade individual con-
tra a opressão governamental.
Esta bandeira icônica tem suas raízes na Revolução Americana,
quando foi criada pelo general e político Christopher Gadsden em
1775. Durante a Guerra da Independência dos Estados Unidos,
Gadsden pretendia usar a bandeira como uma representação da
unidade e determinação dos colonos na luta contra a dominação
britânica. Desde então, a bandeira de Gadsden tornou-se um
símbolo da luta contra a opressão governamental e um lembrete
da importância da liberdade individual. É amplamente associada
ao libertarianismo, uma filosofia política que valoriza a liberda-
de individual, a privacidade e a liberdade econômica, além de
defender a redução do papel do governo na vida das pessoas.
Mas por que a imagem de uma cobra? A cobra é vista como
um símbolo de sabedoria, astúcia e resiliência, enquanto a frase
“Não Pise em Mim” transmite uma mensagem clara de prote-
ção contra a opressão governamental. A bandeira de Gadsden
é mais do que apenas um símbolo, é uma peça importante da
história, que evoca o espírito corajoso e determinado dos revo-
lucionários americanos e seus ideais de liberdade e justiça. Até
hoje, a bandeira é usada em protestos e manifestações em todo
o mundo, como um símbolo da luta contra a opressão governa-
mental e continua a inspirar as pessoas a lutarem pelos seus
direitos e liberdades.
Nelsinho da Som Car e sua esposa Rita prestigiando o evento
“Bye Bye Verão” no Jaraguá com as amigas Ângela e Silvinha.
Célio e Almir Despachantes!
Serviço top é na capotaria
do Marcão e Marlon!
Edição Nº 104 21
www.reportercapixaba.com
22 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
A Ferrari é uma das marcas mais icônicas e desejadas do
mundo automotivo, com uma história rica e emocionante
que se estende por mais de oito décadas. Tudo começou
em 1939, quando o engenheiro Enzo Ferrari fundou a Scu-
deria Ferrari, uma equipe de corrida de carros. A equipe ra-
pidamente se estabeleceu como uma força dominante nas
corridas de Fórmula 1, vencendo inúmeros títulos mundiais
de construtores e pilotos ao longo dos anos. Em 1947, a Ferrari se expandiu
para incluir carros de alta performance para uso na estrada, com o lançamen-
to do modelo 125 Sport (foto acima). Este carro foi o primeiro modelo comer-
cial lançado pela Ferrari e foi equipado com um motor V12 de 1,5 litros, alcan-
çando velocidade impressionante e desempenho excepcional. Ao longo dos
anos, a Ferrari continuou a inovar e desenvolver novos modelos, cada um
com sua própria personalidade e características únicas. Alguns dos modelos
mais icônicos incluem o 250 GT, conhecido por sua elegância e desempenho
excepcional, o Dino, homenagem ao filho falecido de Enzo Ferrari, e o Berli-
netta Boxer, com seu motor central-traseiro e design inovador. Na década de
1980, a Ferrari lançou o modelo 288 GTO, que foi o primeiro carro da marca
a ser equipado com um motor turbo. A Ferrari é reconhecida como sinônimo
de carros de alta performance e é admirada em todo o mundo. A marca é
conhecida por seus carros de desempenho excepcional, design elegante e
tecnologia de ponta. Até hoje, a fábrica da Ferrari se localiza em Maranello,
na Itália, mas as concessionárias estão espalhadas por todo mundo, e mode-
los mais recentes como o 812 Superfast (foto abaixo), SF90 Stradale e Roma
continuam a ser um dos carros mais
desejados e caros do mercado.
O Bitcoin é uma criptomoeda
criada em 2009 que funciona
em uma rede descentralizada,
permitindo transações seguras
e anônimas. Criptomoeda é
um tipo de dinheiro digital que
utiliza criptografia para garantir
segurança e anonimato em
transações financeiras. É
descentralizada e baseada em
tecnologia blockchain. O valor
do Bitcoin é altamente volátil e
flutua de acordo com o mercado.
O menor valor registrado do
Bitcoin foi de US$ 0,003 em
2010, enquanto o valor mais alto
foi de mais de US$ 64.000,00 em
2021. Na hora do fechamento
desta revista (03/04/23) o valor
do Bitcoin é de aproximadamente
US$ 28.000,00. Atualmente,
cerca de 18,6 milhões de
Bitcoins foram minerados, e o
número máximo de unidades
que podem ser criadas é limitado
a 21 milhões. Embora os
governos não tenham controle
direto sobre o Bitcoin, eles
podem impor regulamentações
financeiras e políticas que
afetam a criptomoeda. O Bitcoin
é considerado uma inovação
significativa e tem o potencial de
transformar o mundo.
A história da Ferrari O Bitcoin
Edição Nº 104 23
www.reportercapixaba.com
24 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
Suplementos com qualidade, bom preço e
atendimento personalizado na Fisio Fitness!
Afrodisíaca Alimentos
esta bombando com os
deliciosos salgados do
Gilson e sua intrépida e
competente equipe!
A dinâmica equipe da Agrovida administrada pelo competente Gauchinho.
Nosso parceiro Antônio sempre atende
seus clientes e amigos com perfeição na
tradicional e conceituadíssima Vagalume.
Flagrante na André Motos
Edição Nº 104 25
www.reportercapixaba.com
26 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
O renomado Dr. Humberto Viana
festejou 80 anos! Foi realizada em
sua aconchegante residência uma
linda festa surpresa, organizada
com muito carinho pela família.
Durante o evento, foi exibido um
emocionante vídeo resumindo a
incrível trajetória deste grande ho-
mem que até hoje impressiona to-
dos com seu excepcional dinamis-
mo, cultura, inteligência e carisma.
11/02/2023
11/02/2023
Edição Nº 104 27
www.reportercapixaba.com
Fotos:
Lívia
Batistine
Aniversário de Dr. Humberto Viana
Aniversário de Dr. Humberto Viana
28 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
Edição Nº 104 29
www.reportercapixaba.com
15 Anos de Vitória Ultramar Fontineli
15 Anos de Vitória Ultramar Fontineli
A jovem e bonita
Vitória Ultramar Fontineli
festejou seu aniversário
com uma linda e emocio-
nante festa na noite de
04 de março de 2023 no
aconchegante Salão de
festa da Silvana.
O pai, Francisco
Washington Fontinele, a
mãe Jaqueline Ultramar
Fontinele e a irmã Vivian
Ultramar Fontinele
esbanjavam felicidade.
30 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
O modelo mirim Hyago Toninelli tem
apenas 8 anos de idade mas já vem se
destacando no mundo da moda.
Morador de São Roque do Canaã (ES),
Hyago foi descoberto pelo conceituado
produtor de moda Max Kiepher. Hyago
já fez diversos trabalhos publicitários e
já foi até capa da revista Volph.
Tel. para contato: (27) 99515-0959
Instragram: @hyagomodel Flagrante no Depósito do Bruno.
Tem muitas novidades na Plast Couro!
D´Alexandre em recente evento social.
Do Salão Bastos você sai um gato!
Churrasco top é na Brasa & Cia!
Na Evolution o atendimento é nota mil!
José Carlos da
JM Fábrica de
Móveis pro-
mete serviços
de altíssima
qualidade
para modular
ambientes
ao gosto
do cliente.
Edição Nº 104 31
www.reportercapixaba.com
32 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
Nosso amigo Rogério Fontoura
também é amante de pescaria!
Nesta foto com um lindo Tucunaré-
-açu de 80 cm e impressionantes
8,670 kg, pescado em Rio Preto da
Eva no estado do Amazonas.
Renatinha Motos conquistou o 3º lugar no Grand Prix do Haras Gabriela em Campos - RJ.
Os formatos de bicos e suas funções.
Os bicos dos pássaros são ferramentas altamente espe-
cializadas e adaptadas às necessidades alimentares e
comportamentais de cada espécie. Os bicos variam em
tamanho, forma, cor e textura, e podem ser usados para
uma variedade de funções, como quebrar sementes, per-
furar frutas, coletar néctar, rasgar carne, capturar insetos
e até mesmo peixes. Algumas espécies de pássaros têm
bicos curtos e grossos, o que lhes permite quebrar e tri-
turar sementes duras e nozes. Outros pássaros, como os
beija-flores, têm bicos longos e finos, projetados especifi-
camente para coletar néctar de flores. Algumas aves têm
bicos em forma de gancho, permitindo que elas capturem
presas, como insetos ou pequenos animais, enquanto ou-
tras têm bicos em forma de pinça, que permitem que elas
retirem vermes ou larvas de madeira. Alguns pássaros
também usam seus bicos para construir ninhos, cavando
e esculpindo materiais para criar uma casa segura para
seus filhotes. A cor e a textura do bico podem variar de
espécie para espécie, com algumas aves apresentando
bicos brilhantes e coloridos que são usados para atração
sexual ou sinalização territorial.
Gelseir Nolasco na Primos Car.
Edição Nº 104 33
www.reportercapixaba.com
34 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
O professor Chester Sartório e
sua bela esposa Fabrine Gava
gostam de viajar de moto em
todo país e até no exterior!
O Cachara pescado pela diretoria
das Óticas Dinâmicas no Pantanal!
Flagrante na Gauchinho Material de Construção em São Joaquim.
Suellen e Márcio Felipe esbanjando felici-
dade com o nascimento do Felipinho!
Tudo sob controle no Instituto Capixaba de
Vistoria com seus competentes profissionais
O Restaurante Kiko´s oferece sempre o melhor!
A tradicional HC Mecânica, sob direção do experiente Amadeu, é composta por profissionais altamente competentes!
Daniel da Baterias Guandú
Edição Nº 104 35
www.reportercapixaba.com
36 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
“O livre mercado é a melhor
maneira de aumentar a
prosperidade e melhorar a
vida das pessoas.”
Pete Hoekstra
“A caneta de um mau jor-
nalista, pode fazer tanto
mal quanto um bisturi na
mão de um mau médico.”
Enéas Carneiro
“Uma imprensa livre
pode ser boa ou ruim,
mas, certamente sem
liberdade, a imprensa
sempre será ruim.”
Albert Camus
Aqui estão alguns exemplos notáveis:
Adolf Hitler do Partido Nacional Socialista dos Tra-
balhadores Alemães desarmou a população com a
Lei de Porte de Armas de 1938. Mais tarde, usou for-
ça militar para cometer atrocidades contra os judeus,
ciganos e outros grupos minoritários.
Joseph Stalin do Partido Comunista da União Sovi-
ética desarmou a população com o Decreto de 11 de
julho de 1931. Mais tarde, ele usou seu poder para
matar e prender dezenas de milhões de pessoas em
campos de concentração.
Pol Pot líder do Partido Comunista do Kampuchea,
também conhecido como Khmer Vermelho, desar-
mou a população em 1975 e, posteriormente, matou
cerca de 2 milhões de pessoas durante seu regime
de terror.
Mao Zedong líder do Partido Comunista da China a
partir de 1949, desarmou a população antes de lide-
rar a Revolução Cultural, que resultou na morte de
milhões de pessoas.
Além destes exemplos históricos, existem casos mais re-
centes que ilustram a importância de permitir que os ci-
dadãos se defendam. Em países como Venezuela, Cuba
e Nicarágua, onde as pessoas foram desarmadas, houve
uma escalada da violência e da opressão do Estado. Em
países como os Estados Unidos, a posse de armas é vista como
uma garantia contra a opressão governamental e uma forma de
proteger a segurança das pessoas e de suas propriedades.
Durante o governo Jair Bolsonaro, a quantidade de armas le-
galizadas nas mãos da população cresceu muito e as taxas
de homicídios por 100 mil habitantes foram as menores desde
1993, com quedas recordes. Isso comprove empiricamente que
o problema não é as armas legais mas sim as armas ilegais nas
mãos de criminosos. Criminosos sempre conseguirão ter acessos
a armas e vale lembrar do velho ditado popular: “A única coisa que
pode parar um homem mau com uma arma, é um homem bom com
uma arma.” Se você não quer ter uma arma, basta não comprar
uma, mas acreditamos que é melhor ter uma arma e não precisar
do que não ter e um dia precisar! Afinal, por mais que se investe em
segurança publica, a policia nunca poderá ser onipresente.
Desarmar a população tem sido prática
comum em regimes ditatoriais na história.
“ O preço da liberdade é a
vigilância eterna. “
Thomas Jefferson
“A primeira vítima da
guerra é a verdade.”
Hiram Johnson
“No versículo bíblico Lucas
22:36, Jesus Cristo não
comprou pistola porque
não tinha na época em
que viveu”.
Jair Bolsonaro
Edição Nº 104 37
www.reportercapixaba.com
38 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
Nosso editor foi conferir a carabina Fire Eagle 9mm com
cano de 14,5” na conceituada loja Rota Militar administra-
da com excelência pelo competente Bruno Marchiori.
Leonardo é um competente poli-
cial penal, seu hobby é o tiro des-
portivo e os passeios de bicicleta.
AABIAMB - Associação Brasileira dos Importadores de Armas e Ma-
teriais Bélicos surgiu da necessidade de defender os interesses do
mercado nacional e internacional.
Com pouco mais de dois anos de atuação, aAssociação vem crescen-
do e conquistando cada vez mais voz e espaço, tanto no âmbito polí-
tico quanto na esfera onde seus associados e apoiadores estão inse-
ridos, promovendo estudos e buscando soluções para os problemas
gerais e específicas da classe, junto a entidades públicas ou privadas;
Composta por pessoas físicas e jurídicas, a ABIAMB representa e
defende o interesse de importadores, indústrias, comércio atacadista
e varejista de armas e materiais bélicos, assim como, interesses de
CACs, IATs, Armeiros, Estandes e Clubes de Tiro, Promotoras de
Eventos e aficionados do setor das armas, de todo o país.
AAssociação também atua em conjunto com as autoridades, visan-
do melhorias na regulamentação do comércio de armas e materiais
bélicos, sugerindo medidas e providências necessárias, além de rei-
vindicar a agilidade no andamento de processos e a melhor solução
em tudo quanto diz respeito aos interesses dos seus Associados.
De acordo com Demétrius Oliveira, cofundador e presidente do con-
selho de administração da ABIAMB: “O setor de segurança públi-
ca e privada, bem como o esporte de tiro encontram-se, notada-
mente, em alto crescimento ao longo dos últimos anos. O Brasil
vem desenvolvendo novos talentos de Atletas para a renova-
ção do esporte que deu a primeira medalha olímpica ao Brasil,
bem como vem investindo nos agentes de segurança pública
e privada. As indústrias, os importadores e os revendedores
têm buscado produtos de alta qualidade e confiabilidade para
atender um mercado cada vez mais exigente. No entanto nos
falta segurança jurídica, normas claras e objetivas, para que os
investimentos neste importante segmento seja mais explorado,
o que certamente tornará o Brasil uma das potências bélicas do
mundo, possibilitando geração de renda através de empregos
para milhões de brasileiros.”
São várias as ações que a Associação promove para seus asso-
ciados, dentre eles estão à realização de reuniões, congressos e
exposições, visando o desenvolvimento da importação de armas e
materiais bélicos, além de promover assistência relacionada aos in-
teresses da atividade de importação de armas e materiais bélicos,
sempre observadas as melhores práticas de compliance.
ConheçaaABIAMBeafilie-se
ConheçaaABIAMBeafilie-se
Conheça mais sobre a associação,
através do site abiamb.org ou
acesse o QR Code ao lado.
“Os criminosos
buscam alvos fáceis
e desencorajam-se
quando pensam
que seu alvo pode
resistir. Uma so-
ciedade armada é
uma sociedade mais
segura. Quanto mais
armas legais existem
em uma sociedade,
menor é a taxa de
crimes violentos.”
John Lott
Explicando o desarmamento
A única coisa que pode parar uma
pessoa mau com uma arma, é uma
pessoa boa com uma arma.
Edição Nº 104 39
www.reportercapixaba.com
40 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
Os fuzis de ação de ferrolho Mauser foram desenvolvidos inicial-
mente pelos irmãos Paul e Wilhelm Mauser no final do século XIX para aten-
der as necessidades do exército alemão. Essas armas se tornaram uma das
mais icônicas e importantes da história, sendo utilizadas em conflitos em
todo o mundo e tendo um impacto significativo na evolução das armas de
fogo modernas.
Os modelos mais conhecidos dos fuzis Mauser incluem o Modelo
1871, o primeiro modelo produzido pela Mauser e utilizado pelo exército ale-
mão no calibre 11x60mm. Ele foi seguido pelo Modelo 1884, Modelo 1889
e o Modelo 1891, este último foi adotado pelo exército argentino. O Modelo
1895 foi adotado pelo exército brasileiro possuindo um alcance efetivo de
cerca de 800 metros. O Modelo 1898, também conhecido como Gewehr 98,
no calibre 8mm Mauser (7,92x57mm), foi o fuzil mais popular e amplamente
utilizado pelos exércitos alemão e austro-húngaro durante a Primeira Guerra
Mundial (1914-1918) . Já o famoso Mauser 98k, era uma versão atualizada
do Modelo 1898 e foi amplamente utilizada pelo exército alemão durante a
Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Estes fuzis foram amplamente im-
portados e fabricados em outros países, especialmente naAmérica do Sul.A
partir de 1908, o Exército Brasileiro importou da Alemanha a impressionante
quantidade de 400.000 Mauser modelo 1908 no calibre 7x57mm. Posterior-
mente o Brasil adquiriu mais fuzis com o mesmo sistema mas da Tchecoslo-
váquia e da Bélgica. A partir de 1934, e como forma de minimizar a depen-
dência de importação de armas, a Fábrica de Itajubá decidiu produzir fuzis
e carabinas no Brasil, originando assim o chamado modelo 1908/34, uma
versão “nacionalizada” e encurtada, nos moldes das carabinas. Até hoje o
Mosquetão M968 “Mosquefal”, no calibre 7,62x51mm esta em serviço em
algumas unidades da Polícia Militar e do Exército Brasileiro.
Os fuzis de ação de ferrolho Mauser são considerados uma evolu-
ção importante na história das armas. Seu conceito é empregados até hoje
em vários rifles de precisão e de caça devido a sua confiabilidade e robustez.
Mauser 1891
Mauser M1908 do Contrato Brasileiro
Mosquetão M968 “Mosquefal”
Mauser Modelo 1871
Os irmãos Paul Mauser e Wilhelm Mauser
Os fuzis ação
de ferrolho
Mauser
Mauser
98k
Sniper
Cartucho
8mm Mauser
(tamanho original)
Clipe
de 5
cartuchos
Edição Nº 104 41
www.reportercapixaba.com
O Clube de Tiro Lagoa dos
Esportes (CTLE) realizou no último
dia 26/02/2023 a Primeira Etapa
do Campeonato Interno Open
O evento foi um sucesso: muitos atiradores
desportivos compareceram e a disputa
foi acirrada! Os atletas com o melhor
desempenho em cada modalidade
conquistaram medalhas.
42 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
A primeira etapa do Campeonato Capixaba de IPSC Handgun aconte-
ceu no Clube de Tiro de Cachoeiro dias 18 e 19/03/2023. O Presiden-
te da FESTP Robson Resende e o Presidente do CTCI Ivan Marinho
estão de parabéns, 85 atletas compareceram, a disputa foi de alto
nível! A próxima etapa será em Venda Nova do Imigrante em abril.
Campeonato Capixaba de IPSC Handgun
Campeonato Capixaba de IPSC Handgun
Edição Nº 104 43
www.reportercapixaba.com
44 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
Os cães têm um olfato incri-
velmente poderoso e sensí-
vel. Eles possuem cerca de
300 milhões de receptores
olfativos em seus narizes,
em comparação com os 6 mi-
lhões que os humanos pos-
suem. Além disso, a área do
cérebro que processa o olfato
em cães é 40 vezes maior do
que a dos humanos. Essas
características permitem que
os cães detectem cheiros em
concentrações muito baixas,
até mesmo em uma parte por
trilhão. Isso significa que se
uma substância estiver pre-
sente em uma concentração
de uma parte por trilhão, um
cão ainda será capaz de de-
tecta-lá com seu olfato. Para
efeito de comparação, um
ser humano só seria capaz
de detectar uma substância
se ela estivesse presente em
uma concentração de uma
parte por milhão.
Os elefantes têm uma memó-
ria excepcionalmente boa e
podem lembrar de coisas por
décadas. Estudos mostraram
que elefantes conseguem
reconhecer indivíduos espe-
cíficos, mesmo após muitos
anos sem vê-lós, e lembrar
de rotas de migração que não
são usadas há décadas. Além
disso, os elefantes têm a
capacidade de se comunicar
por meio de uma ampla gama
de sons, incluindo frequências
muito baixas que os humanos
não conseguem ouvir.
A baleia-azul é o maior animal
que já existiu no planeta em
todos os tempos. O peso mé-
dio dos adultos é de cerca de
110 toneladas. As fêmeas são
maiores e mais pesadas. A
maior baleia-azul já registrada
tinha cerca de 33 metros de
comprimento e pesava aproxi-
madamente 173 toneladas!
A oficina Vanielli oferece o
que se tem de melhor em
mecânica automotiva
A jovem e bonita Paty sempre
muito atenciosa na administra-
ção da conceituada Kaxu Diesel!
Peças e acessórios para moto com o melhor preço da re-
gião é com Leandro na Casa das Motos!
O Jaguara instalou painéis
solares e ar condicionado na
academia. Sabino e sua diretoria
estão de parabéns, o clube está
ficando a cada dia melhor!
Edição Nº 104 45
www.reportercapixaba.com
46 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
A Comercial Veículos comemora 17 anos no mercado e milhares
de clientes satisfeitos com carros nas melhores condições!
Na Mil e uma Variedades têm tudo para a manutenção de seu lar!
O WM Centro Automotivo completa 5 anos de sucesso!
A equipe agradece a Deus e a cada parceiro e cliente que
tornaram a história da empresa ainda mais especial e mar-
cante. Segundo a diretoria, “É um prazer compartilhar nossos
valores e conquistas com aqueles que confiam em nosso tra-
balho. Estes são apenas os primeiros 5 anos de trabalho e
dedicação, dentre os muitos que ainda virão. Agradecemos a
todos os nossos clientes pela confiança de sempre!”
Edição Nº 104 47
www.reportercapixaba.com
48 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
A festa de formatura da bela Maria Eduarda Souza Silva
aconteceu dia 25/03/2023 no Jaraguá Tênis clube.
A jovem fez seu bacharel em Direito na faculdade Multivix,
já passou na prova da OAB e até está com sua carteira de
advogada em mão! Os pais Betânia e Jose Carlos (Master
Bike) estão felizes e muito orgulhosos do sucesso da filha.
O “Cemitério de Elefantes” é um conceito figurativo que se
refere à ideia de que grandes empresas, organizações ou pro-
dutos podem chegar ao fim de sua vida útil e se tornar obsole-
tos. Esse termo pode ser aplicado a qualquer coisa que tenha
tido um grande impacto ou relevância em um determinado mo-
mento, mas que acabe sendo deixada de lado com o tempo.
A origem do termo remonta a uma antiga lenda africana sobre
elefantes que viajavam para um lugar específico para morrer,
um cemitério de elefantes. A ideia é que esses animais, que
são conhecidos por sua inteligência e sensibilidade emocio-
nal, teriam um lugar especial para passar seus últimos dias em
paz e em companhia de outros elefantes. Essa história foi po-
pularizada por autores como Ernest Hemingway, que mencio-
nou o “Cemitério de Elefantes” em um de seus livros. No en-
tanto, não há evidências científicas de que elefantes tenham
um comportamento de se reunir em um local específico para
morrer. No contexto empresarial, o “Cemitério de Elefantes”
pode ser visto como um alerta para a necessidade de adapta-
ção e mudança constante, já que as empresas que se acomo-
dam em seus sucessos passados ​​
podem se tornar obsoletas
e perder a relevância. É importante lembrar que, assim como
na lenda dos elefantes, o fim de uma era não significa o fim da
vida, mas sim o começo de um novo ciclo.
Cemitério de Elefantes
Cemitério de Elefantes
Maria Eduarda
Souza Silva
Edição Nº 104 49
www.reportercapixaba.com
50 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104
João Helder inaugurou a nova
e moderna loja da RED CAR
mas continua funcionando
também no antigo endereço
a alguns metros do local.
No bairro Abelardo Machado, o Espaço Car-
la Moraes oferece o que se têm de melhor
em massagem relaxante ou detox, drena-
gem linfática, limpeza de pele, revitalização
facial, ozônio terapia e SPA dos pés.
Agende seu horário: (28) 99953-3848
Na A Sete Chaves o atendimento é excelente!
Excelência em Pet Shop é na RAVET
Self service completo com
churrasco, a preço popular
todos os dias no Aeroporto,
é no Restaurante do Daniel!
Neste verão Daniel Camilato recebeu a visita
de sua filha Danielle e dos três lindos netos que
residem em Auckland na Nova Zelândia!
Cachoeiro se articula para as
eleições municipais 2024.
As 20 horas, dia 13/04/2023 têm Show da
dupla Cida & Max e Banda em Capoeirinha
na zona rural de Cachoeiro de Itapemirim!
Contatos para shows: (28) 99922-2522
Edição Nº 104 51
www.reportercapixaba.com
52 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf

Reporter Capixaba 91.pdf
Reporter Capixaba 91.pdfReporter Capixaba 91.pdf
Reporter Capixaba 91.pdf
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc89
Revista cachoeiro rc89Revista cachoeiro rc89
Revista cachoeiro rc89
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 92.pdf
Repórter Capixaba 92.pdfRepórter Capixaba 92.pdf
Repórter Capixaba 92.pdf
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc86
Revista cachoeiro rc86Revista cachoeiro rc86
Revista cachoeiro rc86
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc91
Revista cachoeiro rc91Revista cachoeiro rc91
Revista cachoeiro rc91
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc70
Revista cachoeiro rc70Revista cachoeiro rc70
Revista cachoeiro rc70
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc63
Revista cachoeiro rc63Revista cachoeiro rc63
Revista cachoeiro rc63
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 89
Reporter capixaba 89Reporter capixaba 89
Reporter capixaba 89
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc72
Revista cachoeiro rc72Revista cachoeiro rc72
Revista cachoeiro rc72
Frédéric Decatoire
 

Semelhante a Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf (20)

Reporter Capixaba 91.pdf
Reporter Capixaba 91.pdfReporter Capixaba 91.pdf
Reporter Capixaba 91.pdf
 
Revista cachoeiro rc89
Revista cachoeiro rc89Revista cachoeiro rc89
Revista cachoeiro rc89
 
Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56
 
Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56
 
Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56
 
Repórter Capixaba 92.pdf
Repórter Capixaba 92.pdfRepórter Capixaba 92.pdf
Repórter Capixaba 92.pdf
 
Revista cachoeiro rc86
Revista cachoeiro rc86Revista cachoeiro rc86
Revista cachoeiro rc86
 
Revista cachoeiro rc91
Revista cachoeiro rc91Revista cachoeiro rc91
Revista cachoeiro rc91
 
Revista cachoeiro rc70
Revista cachoeiro rc70Revista cachoeiro rc70
Revista cachoeiro rc70
 
Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51
 
Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51
 
Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51Reporter capixaba 51
Reporter capixaba 51
 
Revista cachoeiro rc63
Revista cachoeiro rc63Revista cachoeiro rc63
Revista cachoeiro rc63
 
Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70
 
Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70
 
Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70Reporter capixaba 70
Reporter capixaba 70
 
Reporter capixaba 89
Reporter capixaba 89Reporter capixaba 89
Reporter capixaba 89
 
Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84
 
Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84
 
Revista cachoeiro rc72
Revista cachoeiro rc72Revista cachoeiro rc72
Revista cachoeiro rc72
 

Mais de Frédéric Decatoire

Repórter Capixaba 103.pdf
Repórter Capixaba 103.pdfRepórter Capixaba 103.pdf
Repórter Capixaba 103.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 106.pdf
Repórter Capixaba 106.pdfRepórter Capixaba 106.pdf
Repórter Capixaba 106.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 102.pdf
Repórter Capixaba 102.pdfRepórter Capixaba 102.pdf
Repórter Capixaba 102.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdfRepórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Frédéric Decatoire
 
Reporter Capixaba 98.pdf
Reporter Capixaba 98.pdfReporter Capixaba 98.pdf
Reporter Capixaba 98.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 94.pdf
Repórter Capixaba 94.pdfRepórter Capixaba 94.pdf
Repórter Capixaba 94.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdfRepórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Frédéric Decatoire
 
Reporter Capixaba 96.pdf
Reporter Capixaba 96.pdfReporter Capixaba 96.pdf
Reporter Capixaba 96.pdf
Frédéric Decatoire
 
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdfReporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Frédéric Decatoire
 
Reporter Capixaba 95.pdf
Reporter Capixaba 95.pdfReporter Capixaba 95.pdf
Reporter Capixaba 95.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 93.pdf
Repórter Capixaba 93.pdfRepórter Capixaba 93.pdf
Repórter Capixaba 93.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 90.pdf
Repórter Capixaba 90.pdfRepórter Capixaba 90.pdf
Repórter Capixaba 90.pdf
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc88
Revista cachoeiro rc88Revista cachoeiro rc88
Revista cachoeiro rc88
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc87
Revista cachoeiro rc87Revista cachoeiro rc87
Revista cachoeiro rc87
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc85
Revista cachoeiro rc85Revista cachoeiro rc85
Revista cachoeiro rc85
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc84
Revista cachoeiro rc84Revista cachoeiro rc84
Revista cachoeiro rc84
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc83
Revista cachoeiro rc83Revista cachoeiro rc83
Revista cachoeiro rc83
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc82
Revista cachoeiro rc82Revista cachoeiro rc82
Revista cachoeiro rc82
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc81
Revista cachoeiro rc81Revista cachoeiro rc81
Revista cachoeiro rc81
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc80
Revista cachoeiro rc80Revista cachoeiro rc80
Revista cachoeiro rc80
Frédéric Decatoire
 

Mais de Frédéric Decatoire (20)

Repórter Capixaba 103.pdf
Repórter Capixaba 103.pdfRepórter Capixaba 103.pdf
Repórter Capixaba 103.pdf
 
Repórter Capixaba 106.pdf
Repórter Capixaba 106.pdfRepórter Capixaba 106.pdf
Repórter Capixaba 106.pdf
 
Repórter Capixaba 102.pdf
Repórter Capixaba 102.pdfRepórter Capixaba 102.pdf
Repórter Capixaba 102.pdf
 
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdfRepórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
 
Reporter Capixaba 98.pdf
Reporter Capixaba 98.pdfReporter Capixaba 98.pdf
Reporter Capixaba 98.pdf
 
Repórter Capixaba 94.pdf
Repórter Capixaba 94.pdfRepórter Capixaba 94.pdf
Repórter Capixaba 94.pdf
 
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdfRepórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
 
Reporter Capixaba 96.pdf
Reporter Capixaba 96.pdfReporter Capixaba 96.pdf
Reporter Capixaba 96.pdf
 
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdfReporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
 
Reporter Capixaba 95.pdf
Reporter Capixaba 95.pdfReporter Capixaba 95.pdf
Reporter Capixaba 95.pdf
 
Repórter Capixaba 93.pdf
Repórter Capixaba 93.pdfRepórter Capixaba 93.pdf
Repórter Capixaba 93.pdf
 
Repórter Capixaba 90.pdf
Repórter Capixaba 90.pdfRepórter Capixaba 90.pdf
Repórter Capixaba 90.pdf
 
Revista cachoeiro rc88
Revista cachoeiro rc88Revista cachoeiro rc88
Revista cachoeiro rc88
 
Revista cachoeiro rc87
Revista cachoeiro rc87Revista cachoeiro rc87
Revista cachoeiro rc87
 
Revista cachoeiro rc85
Revista cachoeiro rc85Revista cachoeiro rc85
Revista cachoeiro rc85
 
Revista cachoeiro rc84
Revista cachoeiro rc84Revista cachoeiro rc84
Revista cachoeiro rc84
 
Revista cachoeiro rc83
Revista cachoeiro rc83Revista cachoeiro rc83
Revista cachoeiro rc83
 
Revista cachoeiro rc82
Revista cachoeiro rc82Revista cachoeiro rc82
Revista cachoeiro rc82
 
Revista cachoeiro rc81
Revista cachoeiro rc81Revista cachoeiro rc81
Revista cachoeiro rc81
 
Revista cachoeiro rc80
Revista cachoeiro rc80Revista cachoeiro rc80
Revista cachoeiro rc80
 

Último

Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Renan Batista Bitcoin
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 

Último (8)

Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 

Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf

  • 1. Edição Nº 104 1 www.reportercapixaba.com
  • 3. Edição Nº 104 3 www.reportercapixaba.com MENU MENU Desta edição: Desta edição: 05 05 - Sustentabilidade Premiada 08 08 - Chevrolet Opala 10 10 - Amortecedores 12 12 - Helicóptero C-47 Chinook 14 14 - História do Computador 17 17 - Idvaldo Despachante 30 anos 18 18 - História da Honda CG 20 20 - Bandeira de Gadsden 22 22 - História da Ferrari 22 22 - O Bitcoin 26 26 - Humberto Viana 80 Anos 28 28 - Aniversário Vitória 15 Anos 32 32 - Bicos de Pássaros 36 36 - Desarmamento Civil 38 38 - Conheça a ABIAMB 40 40 - Fuzis de ferrolho Mauser 41 41 - Campeonato de tiro CTLE 42 42 - IPSC Handgun no CTCI 44 44 - Curiosidades Animais 48 48 - Cemitério de Elefantes Na última edição: Parece que não houve erro trágico na edição anterior! Frédéric Decatoire Editor A conjuntura é péssima: muitos fenômenos econômi- cos, políticos e sociais que aconteceram na Venezue- la antes de seu colapso estão se repetindo no Brasil. Enxergar a dolorosa experiência de nossos vizinhos é de vital importância. Infelizmente, tudo leva a crer que muitos não são capazes de entender o problema sem antes sofrer na pele as duras consequências. Fico abismado com a manutenção da prisão de cen- tenas de pessoas acusadas de golpismo. Que venha a ‘CPMI do dia 8 de janeiro’, há muitas coisas esqui- sitas a esclarecer! Em Cachoeiro, o jornalista Jackson Rangel, do tradicional e polêmico jornal Folha do ES, também continua preso. O que mais me deixa perple- xo é o silêncio sepulcral da imprensa regional. Jackson é controverso, mas fica difícil entender a manutenção de sua prisão. Já faz 5 meses; muitos criminosos peri- gosos não ficam tanto tempo encarcerados! Por onde andam os direitos humanos? Pelo jeito, a liberdade de expressão morreu no Brasil, e o cadáver já está feden- do na sala! Como dizia o genial Rui Barbosa: ‘A pior ditadura é a ditadura do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer’. Se tudo isso não bastasse, a economia está em frangalhos, e os investidores estão fugindo do país como o diabo da cruz. Corruptos no poder, insegurança jurídica espantosa, o fantasma da inflação rondando, guerra na Ucrânia, crise econômica mundial... Tempos sombrios no horizonte! Apesar de tudo isso, nossa publicação continua fazen- do sucesso. Agradecemos a Deus pela força e aos nossos colaboradores pela confiança! Nas páginas seguintes, encontrarão muitas novidades e um pouco de cultura. Esperamos que gostem da leitura. Muito obrigado a todos e até o nosso próximo número! Editorial Editorial Expediente Expediente Victor Hugo “Uma sociedade de carneiros acaba por gerar um governo de lobos.” Satisfação garantida é na loja Irmãos Fontoura com bom preço e excelência no atendimento!
  • 4. 4 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 “Ninguém entende de verdade a política até compreender que os políticos não estão tentando resolver os nossos problemas. Eles estão tentando resolver seus próprios problemas - dentre os quais ser eleito e ree- leito são número 1 e número 2. O que quer que seja o número 3 está bem longe atrás.” Thomas Sowell “É difícil imaginar uma maneira mais perigo- sa de tomar decisões do que deixa-las nas mãos de pessoas que não pagam o preço por estarem erradas.” Thomas Sowell “O fato de que muitos políticos de sucesso são mentirosos não é exclusivamente refle- xo da classe política, é também um reflexo do eleitorado. Quando as pessoas querem o impossível, somente os mentirosos podem satisfazê-las.” Thomas Sowell “O estado é uma organização criminosa coercitiva que subsiste em um sistema regularizado de roubo de impostos em larga escala.” Murray Rothbard “Não adianta ter só coragem. Tem que ter inteligência também.” Daniel Fraga “Hoje é necessário correr mais rápido para se continuar no mesmo lugar.” Philip Kotler “Lucro é subproduto das coisas bem-feitas.” Philip Kotler “Nós não amávamos a liberdade o suficiente. E ainda mais, não tínhamos consciência da situação real... Merecíamos pura e simplesmente tudo o que aconteceu depois.” Alexander Solzhenitsyn “Se formos privados dos conceitos de bem e mal, o que restará? Nada além da mani- pulação um do outro. Vamos afundar no status de animais.” A. Solzhenitsyn “A moral é sempre superior à lei.” A. Solzhenitsyn “O giz de um mau pro- fessor pode ser mais nocivo que um 38.” Luiz o Visitante “O capitalismo não é perfeito, mas é melhor do que qualquer outro sistema” Margaret Thatcher “O capitalismo é a liberdade econômica, não apenas para os ricos, mas para todos.” Rush Limbaugh “O capitalismo é a única forma justa e humana de organizar a economia.” Ayn Rand
  • 5. Edição Nº 104 5 www.reportercapixaba.com
  • 6. 6 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 “Em diferentes lugares ao longo dos anos tive que provar que o socia- lismo, que para muitos pensadores ocidentais é uma espécie de reino da justiça, estava de fato cheio de coerção, de ganância burocrática e corrupção e avareza.” Alexander Solzhenitsyn “A melhor maneira do governo ajudar os pobres, portanto, bem como o resto da sociedade é saindo do seu caminho, re- movendo sua enorme e parasitante rede de impostos, subsídios, ineficiências e privilé- gios monopolísticos.” Murray Rothbard “Será que existe alguém que realmente acredita que indivíduos que estão preparados para desobedecer às leis contra o homicídio irão obedecer as leis do desarmamento.” Thomas sowell “O capitalismo é a melhor máquina já in- ventada para levantar o padrão de vida.” Winston Churchill “O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções.” Karl Marx “Os que têm muito a esperar e nada a perder serão sem- pre perigosos.” Edmund Burke “O jornalismo é popular, mas é popular principal- mente como ficção. Che- ga um momento em que acreditamos em tudo o que lemos - ou pelo me- nos em tudo o que está escrito com eloquência suficiente - e então vem a desilusão.” Joseph Goebbels “Somente aqueles que nunca deram um tiro, nem ouvi- ram os gritos e os gemidos dos feridos, é que clamam por sangue, vingança e mais desolação. A guerra é o inferno.” General Sherman “Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar al- guns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo.” Abraham Lincoln “Não me importo com o que falam pelas mi- nhas costas. Meu tra- seiro não tem ouvido.” Clodovil Hernandes “Todos os Estados bem governados e todos os príncipes inteligentes tiveram cuidado de não reduzir a nobreza ao desespero, nem o povo ao descontentamento.” Nicolau Maquiavel “A corrupção não é uma invenção brasi- leira, mas a impunida- de é uma coisa muito nossa.” Jô Soares “Um povo corrompido não pode tolerar um governo que não seja corrupto.” Marquês de Maricá
  • 7. Edição Nº 104 7 www.reportercapixaba.com
  • 8. 8 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 O Chevrolet Opala foi produ- zido pela General Motors no Brasil entre 1968 e 1992. O modelo surgiu da necessida- de da empresa de competir com carros importados que estavam ganhando populari- dade no mercado brasileiro. Inicialmente, o projeto do Opala es- tava a cargo da equipe da Chevrolet nos Estados Unidos, mas logo foi decidido que o carro seria desenvolvido no Brasil para que pudesse ser adaptado às necessidades locais. O projeto foi lide- rado por um engenheiro brasileiro, Rubens Martins de Souza, e a equipe de design foi liderada pelo americano Bob McLean, que se baseou no estilo do Chevrolet Chevelle para criar a aparência do Opala. O Opala foi lançado em 1968 e foi oferecido em diversas versões, incluindo sedan, perua, cupê e até mesmo uma versão esportiva, o Opala SS. Ele se tornou um dos primeiros modelos de carros nacionais com motor de seis cilindros e foi um grande sucesso de vendas no Brasil devido à sua durabilidade, facilidade de manutenção e conforto. Ao longo de sua produção, o Opala passou por várias mudanças de estilo e atualizações mecânicas, visando melhorar sua eficiência e economia de combustível. Foi o primeiro carro brasileiro a ser equipado com direção hidráulica, em 1970. Além disso, o modelo também foi o primeiro a utilizar a tecnologia de injeção eletrônica de combustível, em 1983, que melhorou o desempenho e a eficiência do motor. O Opala teve uma grande importância cultural e social para os brasileiros, sendo considerado um símbolo de status e prestígio na época em que foi lançado. Também foi utilizado como carro de polícia, táxi e carro de corrida, participando de diversas competições automobilísticas. Ele representou um avanço significativo na indústria automobilísti- ca brasileira e deixou um legado importante para o mercado de au- tomóveis no país. O último exemplar do Opala foi fabricado no dia 16 de abril de 1992, quando foi produzida a unidade número 1 mi- lhão. Foi substituído pelo Chevrolet Omega, um sedã de luxo mais moderno. O Opala é um carro admirado por muitos entusiastas de carros antigos, sendo valorizado pelo seu design clássico e elegante, assim como pelo seu papel na história da indústria automobilística nacio- nal. Ele é conside- rado um dos carros mais icônicos do Brasil.
  • 9. Edição Nº 104 9 www.reportercapixaba.com
  • 10. 10 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 O amortecedor é um componente crítico dos sistemas de suspensão dos veículos automotivos. É a peça responsável por absorver as vibrações e os impactos das estradas, proporcionando uma condução mais suave e segura. No entanto, com o tempo e o uso, pode se desgastar e falhar, tornando-se menos eficiente no cumpri- mento de sua função. Nesta hora, o recondicionamento ou reparação do amortece- dor é uma solução viável e econômica em relação à compra de novo componente. O processo de recondicionamento envolve a desmontagem completa do amortece- dor, a substituição das peças desgastadas ou danificadas, a limpeza e a lubrificação das peças internas e a remontagem do componente com as especificações origi- nais de fábrica. Além de economizar muito dinheiro, o recondicionamento do amor- tecedor também é uma alternativa mais sustentável já que o processo de produção de novos amortecedores prejudica o meio ambiente com a extração de matérias- -primas, o uso de muita energia e água, além, obviamente, da geração de resíduos. No entanto, é importante escolher uma oficina de confiança e com experiência na re- condicionamento de amortecedores, para garantir que o trabalho seja realizado com qualidadee,queocomponenterecondicionadotenhaamesmaeficiênciadeumnovo. Este tipo de serviço, antes reservado às grandes metrópoles, está sendo realizado em Cachoeiro de Itapemirim na oficina Ferração Amortecedores. A empresa, única no Sul do Espírito Santo, oferece 01 ano de garantia nos amortecedores recondicio- nados e, segundo a proprietária Maury Bayerl e seu gerente Elias Medeiros e o valor do serviço fica em torno da metade do preço de um amortecedor novo. O cliente ainda ganha a instalação grátis em seu veículo. Sem dúvida vale a pena conferir, para maiores informações veja o comercial ao lado. A Elton Som garante excelência nos serviços! Carlinho da Cadiesel curtindo merecidas férias em Porto Seguro (BA) com sua a neta Laura. Recondicionamento de Amortecedores PAULO ZANETTE Atendimento de qualidade é na Camargo!
  • 11. Edição Nº 104 11 www.reportercapixaba.com
  • 12. 12 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 CH-47 Chinook O CH-47 Chinook é um dos helicópteros mais conhecidos e respeitados do mundo. Desenvolvido pela Boeing Vertol (atual- mente Boeing Defense, Space & Securi- ty), o Chinook foi concebido originalmente como um helicóptero de transporte militar capaz de transportar cargas e tropas para missões em áreas remotas ou de difícil acesso. A primeira versão do CH-47 foi apresentada em 1962, e sua primeira mis- são militar aconteceu durante a Guerra do Vietnã, onde foi amplamente utilizado para transportar tropas e suprimentos. O Chi- nook se destacou por sua capacidade de transportar grandes quantidades de carga em áreas montanhosas ou de difícil aces- so. Devido a sua versatilidade, o Chinook rapidamente se tornou uma peça funda- mental da Força Aérea dos Estados Uni- dos e de outras forças militares em todo o mundo. Além disso, o Chinook também tem sido amplamente utilizado para mis- sões humanitárias e de resgate, ajudando a salvar vidas em desastres naturais e situações de emergência em muitos pa- íses. O CH-47 Chinook é um helicóptero de dupla hélice, com um comprimento de 30,2 metros e uma altura de 5,5 metros. Seu peso máximo de decolagem é de 22.700 kg, e sua capacidade de carga útil é de cerca de 11.800 kg. O Chinook têm dois motores T55-GA-714A com uma potência combinada de 4.733 cavalos. A velocidade máxima do Chinook é de cerca de 300 km/h, e seu raio de ação é de cerca de 800 km. Ao longo dos anos, o CH-47 Chinook tem sido atualizado e melhorado com novas tecnologias e ca- pacidades, como sistemas avançados de armamento, sensores eletrônicos, sistemas de comunicação e sistemas de navegação. O Chinook é o helicóptero mais pesado já produzido pela Boeing, e é também o helicóptero mais produzido pela empresa, com mais de 1.200 unida- des construídas até o momento.
  • 13. Edição Nº 104 13 www.reportercapixaba.com
  • 14. 14 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 A história e a evolução dos computadores é uma jornada fascinante que começa com a invenção do ábaco no século II d.C. e segue até os dias de hoje com os computadores quânticos. O primeiro dispositivo reconhecido como um computador foi o ábaco, inventado pelos chineses. Ele foi utilizado para realizar cálculos aritméticos básicos e foi amplamente utili- zado na China, Japão, Índia e outros países. Em 1642, o matemático francês Blaise Pascal inventou a primeira máquina de calcular mecânica, chamada de Pas- caline. Ele foi capaz de realizar operações aritméticas bá- sicas como adição e subtração. A máquina foi usada princi- palmente por comerciantes e banqueiros. Em 1822, Charles Babbage, matemático e inventor inglês, projetou o primeiro computador programável chamado de “Máquina Analítica”. Ele nunca foi construído devido a problemas financeiros, mas foi considerado como o pai do computador moderno. A primeira máquina eletrônica programável foi construída em 1941 pelos engenheiros estadunidenses John Atanasoff e Clifford Berry. Ela foi chamada de Atanasoff-Berry Com- puter (ABC). A máquina foi capaz de realizar operações arit- méticas básicas e foi considerada uma grande inovação na época. Em 1946, John Presper Eckert e John W. Mauchly inventa- ram o primeiro computador eletrônico comercial chamado de UNIVAC I. Ele foi usado principalmente para aplicações comerciais e governamentais. Os anos 1950 e 1960 foram marcados pelo surgimento de com- putadores de grande porte, como o IBM 7030 “Stretch” e o CDC 6600. Esses computadores eram usados principalmente em apli- cações científicas e militares. A década de 1970 foi marcada pelo surgimento dos computado- res pessoais, como o Apple I, construído por Steve Jobs e Steve Wozniak, e o Altair 8800, construído por Ed Roberts. Esses com- putadores foram projetados para uso doméstico e permitiram que as pessoas realizassem tarefas simples, como escrever textos e jogar jogos simples. A partir dos anos 1980, os computadores passaram a ser cada vez mais poderosos e acessíveis. A IBM lançou o PC, que se tornaria o padrão para computadores pessoais, e a Apple lançou o Macintosh, que introduziu a interface gráfica de usuário e tornou os computadores mais fáceis de usar. Nos anos 90 surgiram os primeiros computadores com proces- sadores de 32 bits, e os computadores passaram a ser cada vez mais rápidos e com capacidade de armazenamento cada vez maior. Durante essa década, surgiram também os primeiros com- putadores com acesso à internet, o que permitiu que as pessoas trocassem informações e se comunicassem facilmente. Na atualidade, os computadores estão presentes em praticamente todas as áreas da vida, desde dispositivos móveis até supercom- putadores, sistemas embarcados, inteligência artificial e compu- tação quântica. A velocidade dos computadores aumentou ex- ponencialmente desde a sua invenção, e hoje é possível realizar operações em segundos que antes levavam dias ou mesmo anos. É importante notar que a história dos computadores é marcada pela contribuição de muitos inventores e engenheiros de diversas nacionalidades, cada um com sua contribuição única para o de- senvolvimento da tecnologia. A história dos computadores Ábaco - 100 Pascaline - 1642 UNIVAC - 1946 IBM 7030 - 1961 ALTAIR 8800 - 1975 IBM PC - 1981 MACINTOSH - 1984 PC i9 2023
  • 15. Edição Nº 104 15 www.reportercapixaba.com
  • 16. 16 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 O professor James oferece o que se tem de melhor em mus- culação na tradicional Academia Performance (Av. Beira Rio). Scap Car garante serviço de altíssima qualidade no Basileia. Flagrante na já tradicional loja Bira Acessórios em Cachoeiro! Carros excelentes e com bom preço é na Castro Veículos! Têm promoções imperdíveis na Viaduto Auto Peças!
  • 17. Edição Nº 104 17 www.reportercapixaba.com
  • 18. 18 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 A Honda CG125 foi lançada no mercado em 1976 e rapidamen- te conquistou fãs ao redor do mundo. Com sua combinação única de confiabilidade, desem- penho e preço acessível, a CG tornou-se uma escolha popular para transporte diário. 1ª Geração (1976-1982) Em 1976 nasce a Honda CG 125. A primeira versão ganhou o apelido de “bolinha” devido ao visual arredondado com belos cromados. O motor monoci- líndrico quatro tempos rendia modestos 10,4 cv, mas rapida- mente ganhou fama por sua durabilidade e manutenção fácil e barata. A Honda dizia que a moto era capaz de fazer até 57 km/l. O garoto propaganda era o famoso jogador de futebol Pelé. Em 1981, vieram a versão a ál- cool e o câmbio de cinco mar- chas, sendo a primeira moto do mundo a ganhar motor a etanol. CG 160 Titan - 2023 Honda CG 125 - 1976 2ª Geração (1983-1988) ACG passa a ter linhas um pou- co mais retas e fica um tanto mais encorpada. Em 1985 veio o câmbio de cinco marchas com a primeira para cima. Em 1988, nasce a primeira versão Cargo, voltada para frotistas. 3ª Geração (1989-1994) Em 1989 é lançada a CG 125 Today, que chegou com amor- tecedores traseiros reguláveis, ignição eletrônica, balança tra- seira mais comprida. Em 1991, a moto sofre 69 alterações no motor e 74 no chassi, melhoran- do assim o desempenho e a resistência do conjunto. 4ª Geração (1995-1999) Com a quarta geração nas- ce a primeira CG 125 com o nome Titan, com novo de- sign, muitas alterações técni- cas e uma qualidade aprimo- rada sendo inclusivo exportada para alguns países europeus. Os modelos exportados para Portugal, Inglaterra e França tinham capa de corrente inte- gral, piscas exclusivos e farol com lâmpada amarela, exi- gências daqueles mercados. 5ª Geração (2000-2003) A CG sofre novas alterações de estilo e ganha um banco mais largo, entre outras novidades. 6ª Geração (2004-2009) Amoto ganha motor de 150 cm³ de 14,2 cv e passa a se chamar CG 150 Titan. Mas, uma versão mais barata com o antigo motor recebe o nome de CG 125 Fan. 7ª Geração (2009-2013) A CG 150 Titan ganha injeção eletrônica, novo visual, tanque maior (16,1 litros) e novo chassi. Surge a versão 150 Titan Mix, a primeira moto bi combustível do mundo (álcool e gasolina). Deu tão certo que até hoje a CG é flex, em todas as versões. 8ª Geração (2013-2016) ACG ganha um visual mais ele- gante. Em 2014 a versão BR, que tinha pintura nas cores da bandeira brasileira foi criada para comemorar a marca de 10 milhões de unidades vendidas e “torcer” pela seleção de futebol na Copa do Mundo. 9ª Geração (2016) A CG ganha linhas mais en- corpadas e parece uma moto maior. O motor cresce para 160 cm³ e 15,1 cv.Aversão Start, de entrada, usa o mesmo motor de 160 cm³ e a Cargo passa a ter opções de 125 cm³ e 160 cm³. É lançada a série comemorativa dos 40 anos com visual inspira- do dos modelos de competição da marca. A produção da CG com motor de 125 cm³ foi de- finitivamente encerrado em 2018 e as vendas, em 2019. Ao longo dos anos houve uma melhoria contínua de um pro- duto que já nasceu bom, fato confirmado pelo sucesso de mercado - a CG é a moto mais vendida no Brasil praticamente desde seu lançamento! História da Honda CG
  • 19. Edição Nº 104 19 www.reportercapixaba.com
  • 20. 20 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 A bandeira de Gadsden é uma das mais emblemá- ticas e reconhecidas, sendo amplamente associada ao movi- mento libertário. Ela é composta por uma cobra enrolada em si mesma, com a frase “Não Pise em Mim” escrito em inglês. Essa imagem é uma referência à proteção da liberdade individual con- tra a opressão governamental. Esta bandeira icônica tem suas raízes na Revolução Americana, quando foi criada pelo general e político Christopher Gadsden em 1775. Durante a Guerra da Independência dos Estados Unidos, Gadsden pretendia usar a bandeira como uma representação da unidade e determinação dos colonos na luta contra a dominação britânica. Desde então, a bandeira de Gadsden tornou-se um símbolo da luta contra a opressão governamental e um lembrete da importância da liberdade individual. É amplamente associada ao libertarianismo, uma filosofia política que valoriza a liberda- de individual, a privacidade e a liberdade econômica, além de defender a redução do papel do governo na vida das pessoas. Mas por que a imagem de uma cobra? A cobra é vista como um símbolo de sabedoria, astúcia e resiliência, enquanto a frase “Não Pise em Mim” transmite uma mensagem clara de prote- ção contra a opressão governamental. A bandeira de Gadsden é mais do que apenas um símbolo, é uma peça importante da história, que evoca o espírito corajoso e determinado dos revo- lucionários americanos e seus ideais de liberdade e justiça. Até hoje, a bandeira é usada em protestos e manifestações em todo o mundo, como um símbolo da luta contra a opressão governa- mental e continua a inspirar as pessoas a lutarem pelos seus direitos e liberdades. Nelsinho da Som Car e sua esposa Rita prestigiando o evento “Bye Bye Verão” no Jaraguá com as amigas Ângela e Silvinha. Célio e Almir Despachantes! Serviço top é na capotaria do Marcão e Marlon!
  • 21. Edição Nº 104 21 www.reportercapixaba.com
  • 22. 22 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 A Ferrari é uma das marcas mais icônicas e desejadas do mundo automotivo, com uma história rica e emocionante que se estende por mais de oito décadas. Tudo começou em 1939, quando o engenheiro Enzo Ferrari fundou a Scu- deria Ferrari, uma equipe de corrida de carros. A equipe ra- pidamente se estabeleceu como uma força dominante nas corridas de Fórmula 1, vencendo inúmeros títulos mundiais de construtores e pilotos ao longo dos anos. Em 1947, a Ferrari se expandiu para incluir carros de alta performance para uso na estrada, com o lançamen- to do modelo 125 Sport (foto acima). Este carro foi o primeiro modelo comer- cial lançado pela Ferrari e foi equipado com um motor V12 de 1,5 litros, alcan- çando velocidade impressionante e desempenho excepcional. Ao longo dos anos, a Ferrari continuou a inovar e desenvolver novos modelos, cada um com sua própria personalidade e características únicas. Alguns dos modelos mais icônicos incluem o 250 GT, conhecido por sua elegância e desempenho excepcional, o Dino, homenagem ao filho falecido de Enzo Ferrari, e o Berli- netta Boxer, com seu motor central-traseiro e design inovador. Na década de 1980, a Ferrari lançou o modelo 288 GTO, que foi o primeiro carro da marca a ser equipado com um motor turbo. A Ferrari é reconhecida como sinônimo de carros de alta performance e é admirada em todo o mundo. A marca é conhecida por seus carros de desempenho excepcional, design elegante e tecnologia de ponta. Até hoje, a fábrica da Ferrari se localiza em Maranello, na Itália, mas as concessionárias estão espalhadas por todo mundo, e mode- los mais recentes como o 812 Superfast (foto abaixo), SF90 Stradale e Roma continuam a ser um dos carros mais desejados e caros do mercado. O Bitcoin é uma criptomoeda criada em 2009 que funciona em uma rede descentralizada, permitindo transações seguras e anônimas. Criptomoeda é um tipo de dinheiro digital que utiliza criptografia para garantir segurança e anonimato em transações financeiras. É descentralizada e baseada em tecnologia blockchain. O valor do Bitcoin é altamente volátil e flutua de acordo com o mercado. O menor valor registrado do Bitcoin foi de US$ 0,003 em 2010, enquanto o valor mais alto foi de mais de US$ 64.000,00 em 2021. Na hora do fechamento desta revista (03/04/23) o valor do Bitcoin é de aproximadamente US$ 28.000,00. Atualmente, cerca de 18,6 milhões de Bitcoins foram minerados, e o número máximo de unidades que podem ser criadas é limitado a 21 milhões. Embora os governos não tenham controle direto sobre o Bitcoin, eles podem impor regulamentações financeiras e políticas que afetam a criptomoeda. O Bitcoin é considerado uma inovação significativa e tem o potencial de transformar o mundo. A história da Ferrari O Bitcoin
  • 23. Edição Nº 104 23 www.reportercapixaba.com
  • 24. 24 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 Suplementos com qualidade, bom preço e atendimento personalizado na Fisio Fitness! Afrodisíaca Alimentos esta bombando com os deliciosos salgados do Gilson e sua intrépida e competente equipe! A dinâmica equipe da Agrovida administrada pelo competente Gauchinho. Nosso parceiro Antônio sempre atende seus clientes e amigos com perfeição na tradicional e conceituadíssima Vagalume. Flagrante na André Motos
  • 25. Edição Nº 104 25 www.reportercapixaba.com
  • 26. 26 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 O renomado Dr. Humberto Viana festejou 80 anos! Foi realizada em sua aconchegante residência uma linda festa surpresa, organizada com muito carinho pela família. Durante o evento, foi exibido um emocionante vídeo resumindo a incrível trajetória deste grande ho- mem que até hoje impressiona to- dos com seu excepcional dinamis- mo, cultura, inteligência e carisma. 11/02/2023 11/02/2023
  • 27. Edição Nº 104 27 www.reportercapixaba.com Fotos: Lívia Batistine Aniversário de Dr. Humberto Viana Aniversário de Dr. Humberto Viana
  • 29. Edição Nº 104 29 www.reportercapixaba.com 15 Anos de Vitória Ultramar Fontineli 15 Anos de Vitória Ultramar Fontineli A jovem e bonita Vitória Ultramar Fontineli festejou seu aniversário com uma linda e emocio- nante festa na noite de 04 de março de 2023 no aconchegante Salão de festa da Silvana. O pai, Francisco Washington Fontinele, a mãe Jaqueline Ultramar Fontinele e a irmã Vivian Ultramar Fontinele esbanjavam felicidade.
  • 30. 30 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 O modelo mirim Hyago Toninelli tem apenas 8 anos de idade mas já vem se destacando no mundo da moda. Morador de São Roque do Canaã (ES), Hyago foi descoberto pelo conceituado produtor de moda Max Kiepher. Hyago já fez diversos trabalhos publicitários e já foi até capa da revista Volph. Tel. para contato: (27) 99515-0959 Instragram: @hyagomodel Flagrante no Depósito do Bruno. Tem muitas novidades na Plast Couro! D´Alexandre em recente evento social. Do Salão Bastos você sai um gato! Churrasco top é na Brasa & Cia! Na Evolution o atendimento é nota mil! José Carlos da JM Fábrica de Móveis pro- mete serviços de altíssima qualidade para modular ambientes ao gosto do cliente.
  • 31. Edição Nº 104 31 www.reportercapixaba.com
  • 32. 32 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 Nosso amigo Rogério Fontoura também é amante de pescaria! Nesta foto com um lindo Tucunaré- -açu de 80 cm e impressionantes 8,670 kg, pescado em Rio Preto da Eva no estado do Amazonas. Renatinha Motos conquistou o 3º lugar no Grand Prix do Haras Gabriela em Campos - RJ. Os formatos de bicos e suas funções. Os bicos dos pássaros são ferramentas altamente espe- cializadas e adaptadas às necessidades alimentares e comportamentais de cada espécie. Os bicos variam em tamanho, forma, cor e textura, e podem ser usados para uma variedade de funções, como quebrar sementes, per- furar frutas, coletar néctar, rasgar carne, capturar insetos e até mesmo peixes. Algumas espécies de pássaros têm bicos curtos e grossos, o que lhes permite quebrar e tri- turar sementes duras e nozes. Outros pássaros, como os beija-flores, têm bicos longos e finos, projetados especifi- camente para coletar néctar de flores. Algumas aves têm bicos em forma de gancho, permitindo que elas capturem presas, como insetos ou pequenos animais, enquanto ou- tras têm bicos em forma de pinça, que permitem que elas retirem vermes ou larvas de madeira. Alguns pássaros também usam seus bicos para construir ninhos, cavando e esculpindo materiais para criar uma casa segura para seus filhotes. A cor e a textura do bico podem variar de espécie para espécie, com algumas aves apresentando bicos brilhantes e coloridos que são usados para atração sexual ou sinalização territorial. Gelseir Nolasco na Primos Car.
  • 33. Edição Nº 104 33 www.reportercapixaba.com
  • 34. 34 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 O professor Chester Sartório e sua bela esposa Fabrine Gava gostam de viajar de moto em todo país e até no exterior! O Cachara pescado pela diretoria das Óticas Dinâmicas no Pantanal! Flagrante na Gauchinho Material de Construção em São Joaquim. Suellen e Márcio Felipe esbanjando felici- dade com o nascimento do Felipinho! Tudo sob controle no Instituto Capixaba de Vistoria com seus competentes profissionais O Restaurante Kiko´s oferece sempre o melhor! A tradicional HC Mecânica, sob direção do experiente Amadeu, é composta por profissionais altamente competentes! Daniel da Baterias Guandú
  • 35. Edição Nº 104 35 www.reportercapixaba.com
  • 36. 36 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 “O livre mercado é a melhor maneira de aumentar a prosperidade e melhorar a vida das pessoas.” Pete Hoekstra “A caneta de um mau jor- nalista, pode fazer tanto mal quanto um bisturi na mão de um mau médico.” Enéas Carneiro “Uma imprensa livre pode ser boa ou ruim, mas, certamente sem liberdade, a imprensa sempre será ruim.” Albert Camus Aqui estão alguns exemplos notáveis: Adolf Hitler do Partido Nacional Socialista dos Tra- balhadores Alemães desarmou a população com a Lei de Porte de Armas de 1938. Mais tarde, usou for- ça militar para cometer atrocidades contra os judeus, ciganos e outros grupos minoritários. Joseph Stalin do Partido Comunista da União Sovi- ética desarmou a população com o Decreto de 11 de julho de 1931. Mais tarde, ele usou seu poder para matar e prender dezenas de milhões de pessoas em campos de concentração. Pol Pot líder do Partido Comunista do Kampuchea, também conhecido como Khmer Vermelho, desar- mou a população em 1975 e, posteriormente, matou cerca de 2 milhões de pessoas durante seu regime de terror. Mao Zedong líder do Partido Comunista da China a partir de 1949, desarmou a população antes de lide- rar a Revolução Cultural, que resultou na morte de milhões de pessoas. Além destes exemplos históricos, existem casos mais re- centes que ilustram a importância de permitir que os ci- dadãos se defendam. Em países como Venezuela, Cuba e Nicarágua, onde as pessoas foram desarmadas, houve uma escalada da violência e da opressão do Estado. Em países como os Estados Unidos, a posse de armas é vista como uma garantia contra a opressão governamental e uma forma de proteger a segurança das pessoas e de suas propriedades. Durante o governo Jair Bolsonaro, a quantidade de armas le- galizadas nas mãos da população cresceu muito e as taxas de homicídios por 100 mil habitantes foram as menores desde 1993, com quedas recordes. Isso comprove empiricamente que o problema não é as armas legais mas sim as armas ilegais nas mãos de criminosos. Criminosos sempre conseguirão ter acessos a armas e vale lembrar do velho ditado popular: “A única coisa que pode parar um homem mau com uma arma, é um homem bom com uma arma.” Se você não quer ter uma arma, basta não comprar uma, mas acreditamos que é melhor ter uma arma e não precisar do que não ter e um dia precisar! Afinal, por mais que se investe em segurança publica, a policia nunca poderá ser onipresente. Desarmar a população tem sido prática comum em regimes ditatoriais na história. “ O preço da liberdade é a vigilância eterna. “ Thomas Jefferson “A primeira vítima da guerra é a verdade.” Hiram Johnson “No versículo bíblico Lucas 22:36, Jesus Cristo não comprou pistola porque não tinha na época em que viveu”. Jair Bolsonaro
  • 37. Edição Nº 104 37 www.reportercapixaba.com
  • 38. 38 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 Nosso editor foi conferir a carabina Fire Eagle 9mm com cano de 14,5” na conceituada loja Rota Militar administra- da com excelência pelo competente Bruno Marchiori. Leonardo é um competente poli- cial penal, seu hobby é o tiro des- portivo e os passeios de bicicleta. AABIAMB - Associação Brasileira dos Importadores de Armas e Ma- teriais Bélicos surgiu da necessidade de defender os interesses do mercado nacional e internacional. Com pouco mais de dois anos de atuação, aAssociação vem crescen- do e conquistando cada vez mais voz e espaço, tanto no âmbito polí- tico quanto na esfera onde seus associados e apoiadores estão inse- ridos, promovendo estudos e buscando soluções para os problemas gerais e específicas da classe, junto a entidades públicas ou privadas; Composta por pessoas físicas e jurídicas, a ABIAMB representa e defende o interesse de importadores, indústrias, comércio atacadista e varejista de armas e materiais bélicos, assim como, interesses de CACs, IATs, Armeiros, Estandes e Clubes de Tiro, Promotoras de Eventos e aficionados do setor das armas, de todo o país. AAssociação também atua em conjunto com as autoridades, visan- do melhorias na regulamentação do comércio de armas e materiais bélicos, sugerindo medidas e providências necessárias, além de rei- vindicar a agilidade no andamento de processos e a melhor solução em tudo quanto diz respeito aos interesses dos seus Associados. De acordo com Demétrius Oliveira, cofundador e presidente do con- selho de administração da ABIAMB: “O setor de segurança públi- ca e privada, bem como o esporte de tiro encontram-se, notada- mente, em alto crescimento ao longo dos últimos anos. O Brasil vem desenvolvendo novos talentos de Atletas para a renova- ção do esporte que deu a primeira medalha olímpica ao Brasil, bem como vem investindo nos agentes de segurança pública e privada. As indústrias, os importadores e os revendedores têm buscado produtos de alta qualidade e confiabilidade para atender um mercado cada vez mais exigente. No entanto nos falta segurança jurídica, normas claras e objetivas, para que os investimentos neste importante segmento seja mais explorado, o que certamente tornará o Brasil uma das potências bélicas do mundo, possibilitando geração de renda através de empregos para milhões de brasileiros.” São várias as ações que a Associação promove para seus asso- ciados, dentre eles estão à realização de reuniões, congressos e exposições, visando o desenvolvimento da importação de armas e materiais bélicos, além de promover assistência relacionada aos in- teresses da atividade de importação de armas e materiais bélicos, sempre observadas as melhores práticas de compliance. ConheçaaABIAMBeafilie-se ConheçaaABIAMBeafilie-se Conheça mais sobre a associação, através do site abiamb.org ou acesse o QR Code ao lado. “Os criminosos buscam alvos fáceis e desencorajam-se quando pensam que seu alvo pode resistir. Uma so- ciedade armada é uma sociedade mais segura. Quanto mais armas legais existem em uma sociedade, menor é a taxa de crimes violentos.” John Lott Explicando o desarmamento A única coisa que pode parar uma pessoa mau com uma arma, é uma pessoa boa com uma arma.
  • 39. Edição Nº 104 39 www.reportercapixaba.com
  • 40. 40 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 Os fuzis de ação de ferrolho Mauser foram desenvolvidos inicial- mente pelos irmãos Paul e Wilhelm Mauser no final do século XIX para aten- der as necessidades do exército alemão. Essas armas se tornaram uma das mais icônicas e importantes da história, sendo utilizadas em conflitos em todo o mundo e tendo um impacto significativo na evolução das armas de fogo modernas. Os modelos mais conhecidos dos fuzis Mauser incluem o Modelo 1871, o primeiro modelo produzido pela Mauser e utilizado pelo exército ale- mão no calibre 11x60mm. Ele foi seguido pelo Modelo 1884, Modelo 1889 e o Modelo 1891, este último foi adotado pelo exército argentino. O Modelo 1895 foi adotado pelo exército brasileiro possuindo um alcance efetivo de cerca de 800 metros. O Modelo 1898, também conhecido como Gewehr 98, no calibre 8mm Mauser (7,92x57mm), foi o fuzil mais popular e amplamente utilizado pelos exércitos alemão e austro-húngaro durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) . Já o famoso Mauser 98k, era uma versão atualizada do Modelo 1898 e foi amplamente utilizada pelo exército alemão durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Estes fuzis foram amplamente im- portados e fabricados em outros países, especialmente naAmérica do Sul.A partir de 1908, o Exército Brasileiro importou da Alemanha a impressionante quantidade de 400.000 Mauser modelo 1908 no calibre 7x57mm. Posterior- mente o Brasil adquiriu mais fuzis com o mesmo sistema mas da Tchecoslo- váquia e da Bélgica. A partir de 1934, e como forma de minimizar a depen- dência de importação de armas, a Fábrica de Itajubá decidiu produzir fuzis e carabinas no Brasil, originando assim o chamado modelo 1908/34, uma versão “nacionalizada” e encurtada, nos moldes das carabinas. Até hoje o Mosquetão M968 “Mosquefal”, no calibre 7,62x51mm esta em serviço em algumas unidades da Polícia Militar e do Exército Brasileiro. Os fuzis de ação de ferrolho Mauser são considerados uma evolu- ção importante na história das armas. Seu conceito é empregados até hoje em vários rifles de precisão e de caça devido a sua confiabilidade e robustez. Mauser 1891 Mauser M1908 do Contrato Brasileiro Mosquetão M968 “Mosquefal” Mauser Modelo 1871 Os irmãos Paul Mauser e Wilhelm Mauser Os fuzis ação de ferrolho Mauser Mauser 98k Sniper Cartucho 8mm Mauser (tamanho original) Clipe de 5 cartuchos
  • 41. Edição Nº 104 41 www.reportercapixaba.com O Clube de Tiro Lagoa dos Esportes (CTLE) realizou no último dia 26/02/2023 a Primeira Etapa do Campeonato Interno Open O evento foi um sucesso: muitos atiradores desportivos compareceram e a disputa foi acirrada! Os atletas com o melhor desempenho em cada modalidade conquistaram medalhas.
  • 42. 42 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 A primeira etapa do Campeonato Capixaba de IPSC Handgun aconte- ceu no Clube de Tiro de Cachoeiro dias 18 e 19/03/2023. O Presiden- te da FESTP Robson Resende e o Presidente do CTCI Ivan Marinho estão de parabéns, 85 atletas compareceram, a disputa foi de alto nível! A próxima etapa será em Venda Nova do Imigrante em abril. Campeonato Capixaba de IPSC Handgun Campeonato Capixaba de IPSC Handgun
  • 43. Edição Nº 104 43 www.reportercapixaba.com
  • 44. 44 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 Os cães têm um olfato incri- velmente poderoso e sensí- vel. Eles possuem cerca de 300 milhões de receptores olfativos em seus narizes, em comparação com os 6 mi- lhões que os humanos pos- suem. Além disso, a área do cérebro que processa o olfato em cães é 40 vezes maior do que a dos humanos. Essas características permitem que os cães detectem cheiros em concentrações muito baixas, até mesmo em uma parte por trilhão. Isso significa que se uma substância estiver pre- sente em uma concentração de uma parte por trilhão, um cão ainda será capaz de de- tecta-lá com seu olfato. Para efeito de comparação, um ser humano só seria capaz de detectar uma substância se ela estivesse presente em uma concentração de uma parte por milhão. Os elefantes têm uma memó- ria excepcionalmente boa e podem lembrar de coisas por décadas. Estudos mostraram que elefantes conseguem reconhecer indivíduos espe- cíficos, mesmo após muitos anos sem vê-lós, e lembrar de rotas de migração que não são usadas há décadas. Além disso, os elefantes têm a capacidade de se comunicar por meio de uma ampla gama de sons, incluindo frequências muito baixas que os humanos não conseguem ouvir. A baleia-azul é o maior animal que já existiu no planeta em todos os tempos. O peso mé- dio dos adultos é de cerca de 110 toneladas. As fêmeas são maiores e mais pesadas. A maior baleia-azul já registrada tinha cerca de 33 metros de comprimento e pesava aproxi- madamente 173 toneladas! A oficina Vanielli oferece o que se tem de melhor em mecânica automotiva A jovem e bonita Paty sempre muito atenciosa na administra- ção da conceituada Kaxu Diesel! Peças e acessórios para moto com o melhor preço da re- gião é com Leandro na Casa das Motos! O Jaguara instalou painéis solares e ar condicionado na academia. Sabino e sua diretoria estão de parabéns, o clube está ficando a cada dia melhor!
  • 45. Edição Nº 104 45 www.reportercapixaba.com
  • 46. 46 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 A Comercial Veículos comemora 17 anos no mercado e milhares de clientes satisfeitos com carros nas melhores condições! Na Mil e uma Variedades têm tudo para a manutenção de seu lar! O WM Centro Automotivo completa 5 anos de sucesso! A equipe agradece a Deus e a cada parceiro e cliente que tornaram a história da empresa ainda mais especial e mar- cante. Segundo a diretoria, “É um prazer compartilhar nossos valores e conquistas com aqueles que confiam em nosso tra- balho. Estes são apenas os primeiros 5 anos de trabalho e dedicação, dentre os muitos que ainda virão. Agradecemos a todos os nossos clientes pela confiança de sempre!”
  • 47. Edição Nº 104 47 www.reportercapixaba.com
  • 48. 48 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 A festa de formatura da bela Maria Eduarda Souza Silva aconteceu dia 25/03/2023 no Jaraguá Tênis clube. A jovem fez seu bacharel em Direito na faculdade Multivix, já passou na prova da OAB e até está com sua carteira de advogada em mão! Os pais Betânia e Jose Carlos (Master Bike) estão felizes e muito orgulhosos do sucesso da filha. O “Cemitério de Elefantes” é um conceito figurativo que se refere à ideia de que grandes empresas, organizações ou pro- dutos podem chegar ao fim de sua vida útil e se tornar obsole- tos. Esse termo pode ser aplicado a qualquer coisa que tenha tido um grande impacto ou relevância em um determinado mo- mento, mas que acabe sendo deixada de lado com o tempo. A origem do termo remonta a uma antiga lenda africana sobre elefantes que viajavam para um lugar específico para morrer, um cemitério de elefantes. A ideia é que esses animais, que são conhecidos por sua inteligência e sensibilidade emocio- nal, teriam um lugar especial para passar seus últimos dias em paz e em companhia de outros elefantes. Essa história foi po- pularizada por autores como Ernest Hemingway, que mencio- nou o “Cemitério de Elefantes” em um de seus livros. No en- tanto, não há evidências científicas de que elefantes tenham um comportamento de se reunir em um local específico para morrer. No contexto empresarial, o “Cemitério de Elefantes” pode ser visto como um alerta para a necessidade de adapta- ção e mudança constante, já que as empresas que se acomo- dam em seus sucessos passados ​​ podem se tornar obsoletas e perder a relevância. É importante lembrar que, assim como na lenda dos elefantes, o fim de uma era não significa o fim da vida, mas sim o começo de um novo ciclo. Cemitério de Elefantes Cemitério de Elefantes Maria Eduarda Souza Silva
  • 49. Edição Nº 104 49 www.reportercapixaba.com
  • 50. 50 www.reportercapixaba.com Edição Nº 104 João Helder inaugurou a nova e moderna loja da RED CAR mas continua funcionando também no antigo endereço a alguns metros do local. No bairro Abelardo Machado, o Espaço Car- la Moraes oferece o que se têm de melhor em massagem relaxante ou detox, drena- gem linfática, limpeza de pele, revitalização facial, ozônio terapia e SPA dos pés. Agende seu horário: (28) 99953-3848 Na A Sete Chaves o atendimento é excelente! Excelência em Pet Shop é na RAVET Self service completo com churrasco, a preço popular todos os dias no Aeroporto, é no Restaurante do Daniel! Neste verão Daniel Camilato recebeu a visita de sua filha Danielle e dos três lindos netos que residem em Auckland na Nova Zelândia! Cachoeiro se articula para as eleições municipais 2024. As 20 horas, dia 13/04/2023 têm Show da dupla Cida & Max e Banda em Capoeirinha na zona rural de Cachoeiro de Itapemirim! Contatos para shows: (28) 99922-2522
  • 51. Edição Nº 104 51 www.reportercapixaba.com