Cooltiva-te :: A Sabedoria da Tartaruga

1.675 visualizações

Publicada em

Apresentação Literária do livro "A Sabedoria da Tartaruga" realizada por Luísa Gagliardini Graça na Sessão I do projecto Cooltiva-te.

Para mais informações visite:
http://cooltivate.wordpress.com/

Publicada em: Saúde e medicina, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.675
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
352
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cooltiva-te :: A Sabedoria da Tartaruga

  1. 1. <ul><li>A Sabedoria da Tartaruga </li></ul><ul><li>Sem pressa mas sem pausas- </li></ul><ul><li>(José Luís Trechera) </li></ul>COOLTIVA-TE, 6 de Dezembro de 2009 – Luísa Gagliardini Graça
  2. 2. 3 Partes essenciais: 1) Sensibilização para a realidade 2) Consequências do paradigma actual 3) Pistas para a mudança Porquê a Tartaruga???
  3. 3. 1) Sensibilização para a realidade Ciclos da Natureza e da Vida Humana Necessidades de produção capitalista Tempo Trabalho
  4. 4. Evolução dos conceitos de trabalho e ócio Sociedade aberta 24h/dia Redução da carga horária Aumento do tempo de ócio Rentabilização do tempo de ócio Indústria do ócio Necessidade de trabalhar mais para se ter acesso ao ócio Aumento do tempo dedicado ao trabalho Trabalho Ócio Ideal - + Civilização do Ócio + - Trabalho como fonte de êxito pessoal e bem estar social Sindicalismo
  5. 5. O ritmo da história <ul><li>Idade da Pedra – 30.000 anos </li></ul><ul><li>Idade do Metal – 5.000 anos </li></ul><ul><li>Rev. Industrial – 200 anos </li></ul><ul><li>Era Electrónica – 25 anos </li></ul><ul><li>Era Informação </li></ul>Aceleração Velocidade? Adaptação? <ul><li>Espaço percorrido </li></ul><ul><li>Tempo </li></ul>??? Impaciência – Imanência/Instantaneidade – Ansiedade – Insatisfação permanente com o “agora” em busca do “depois”
  6. 6. Paradoxos deste paradigma: <ul><li>Para quê? </li></ul><ul><li>Troca do relógio biológico pelo relógio mecânico </li></ul><ul><li>Longevidade… Quantidade!! E qualidade??? </li></ul><ul><li>Diversidade de tarefas – superficialidade/ausência de fruição </li></ul><ul><li>Infelicidade da exploração máxima do tempo </li></ul><ul><li>Falta de tempo para gozar o dinheiro que custa tempo a ganhar </li></ul>
  7. 7. 2) Consequências do Paradigma: o corpo e a mente protestam! Comportamentos que reflectem este “protesto”: <ul><li>Alterações psicossomáticas </li></ul><ul><li>Ansiedade e tensão </li></ul><ul><li>Activismo </li></ul><ul><li>Crença na própria omnipotência e omnipresença </li></ul><ul><li>Desumanização pessoal </li></ul><ul><li>Fragmentação e temporalidade: sacralização do provisório </li></ul><ul><li>Desestruturação social </li></ul>Transtornos típicos de protesto: <ul><li>Doença da pressa: “O homem orquestra” </li></ul><ul><li>Vício do trabalho: vício decente e respeitável </li></ul><ul><li>Stress </li></ul><ul><li>Síndrome Burnout (“estar queimado”) </li></ul><ul><li>Transtorno narcisista da personalidade </li></ul>
  8. 8. 3) Pistas para a mudança: a calma é de ouro A tartaruga e a lebre <ul><li>Cuidado, diligência, constância e paciência </li></ul><ul><li>Modéstia e perseverança </li></ul><ul><li>Saber chegar </li></ul><ul><li>Não perder os objectivos de vista </li></ul><ul><li>Riqueza da co-existência de diversas “velocidades” </li></ul><ul><li>Começar: agora! </li></ul>“ A maior dificuldade do mundo não é conseguir que as pessoas aceitem novas ideias, mas conseguir que esqueçam as antigas.” (J. Keyns) <ul><li>Cursos intensivos </li></ul><ul><li>“ One minute manager” </li></ul><ul><li>“ Emagreça em apenas uma semana” </li></ul>Máxima aceleração
  9. 9. Indícios da mudança: - Recuperar as pessoas e as empresas - Conciliação vida pessoal/vida laboral - Ex: MOVIMENTO SLOW - Outros: slowfood; città slow; slow schools; sloth clubs, etc.. Decálogo para aprendizes: 1º Trocar o relógio pela bússola 2º Ser protagonista da própria história 3º Conhecer-se 4º Hierarquizar valores 5º Carpe Diem 6º Saber perder o tempo 7º Dar tempo ao tempo 8º Saber simplificar 9º Paciência e perseverança: proactividade 10º Saber viver: ser positivo e ter sentido de humor
  10. 10. “ Chi va piano, va sano e va lontano. Chi va forte, va a la morte” (Provérbio italiano) Grata pela vossa atenção!

×