SlideShare uma empresa Scribd logo

Pharmacoeconomics And Health Outcomes Portuguese

1 de 60
Farmacoeconomia: Nova Fronteira,  Novo Horizonte Claudio Pericles, MD, MBA, MSc
“  Várias são as possibilidades,  do ponto de vista tecnológico.  No entanto, a realidade só brindará os produtos economicamente viáveis.” Noyce R. Ch. 11. Project strategy. In: Matheson D et al. The smart organisation:  creating value through strategic R&D. Boston (MA): Harvard Business School Press, 1998:221
The New England Journal of Medicine – Editorial, 2005 “ Financiamento da Saúde –  Conseguir dinheiro é difícil.  Gastá-lo bem, mais difícil ainda. Os recursos serão sempre limitados – e cada vez mais escassos.”
[object Object]
 
Benefícios da tecnologia Taxas de mortalidade globais em alguns grupos terapêuticos Fonte: Lichtenberg FR – Columbia University USA 2002

Recomendados

AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeAnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeagemais
 
Oportunidades De Pesquisa Em Hospitais Militares
Oportunidades De Pesquisa Em Hospitais MilitaresOportunidades De Pesquisa Em Hospitais Militares
Oportunidades De Pesquisa Em Hospitais MilitaresClaudio Pericles
 
Oportunidades De Pesquisa Em Hospitais Militares
Oportunidades De Pesquisa Em Hospitais MilitaresOportunidades De Pesquisa Em Hospitais Militares
Oportunidades De Pesquisa Em Hospitais MilitaresClaudio Pericles
 
Jardins Coreanos
Jardins CoreanosJardins Coreanos
Jardins CoreanosMLCMP
 
Síntesis compartida evaluación 4 a primaria
Síntesis compartida evaluación 4 a primariaSíntesis compartida evaluación 4 a primaria
Síntesis compartida evaluación 4 a primariaVafeln
 

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Murais de john pugh
Murais de john pughMurais de john pugh
Murais de john pughJoão Couto
 
Inmarsat Press Final
Inmarsat Press FinalInmarsat Press Final
Inmarsat Press Finalflaviosartori
 
Relatório avaliação interna
Relatório avaliação internaRelatório avaliação interna
Relatório avaliação internaNuno Pedroso
 
Depois De Amanha 2.0.1
Depois De Amanha 2.0.1Depois De Amanha 2.0.1
Depois De Amanha 2.0.1...
 
JohnsonNJohnson_Recommendation letter
JohnsonNJohnson_Recommendation letterJohnsonNJohnson_Recommendation letter
JohnsonNJohnson_Recommendation letterfatmansy
 
Hozaifa+Certificates.compressed.4
Hozaifa+Certificates.compressed.4Hozaifa+Certificates.compressed.4
Hozaifa+Certificates.compressed.4Hozaifa Ahmed
 
INFOSYS Most Valuable Player AWARD Carlos Gonzalez
INFOSYS Most Valuable Player AWARD Carlos GonzalezINFOSYS Most Valuable Player AWARD Carlos Gonzalez
INFOSYS Most Valuable Player AWARD Carlos GonzalezCarlos Gonzalez
 
PapéIs Do Professor On Line
PapéIs Do Professor On LinePapéIs Do Professor On Line
PapéIs Do Professor On Linevandaampp
 
Comp Do Consumidor S1 2008
Comp Do Consumidor S1 2008Comp Do Consumidor S1 2008
Comp Do Consumidor S1 2008Valter Cardoso
 
Eastern Research MKT-006-15004
Eastern Research MKT-006-15004Eastern Research MKT-006-15004
Eastern Research MKT-006-15004savomir
 
Aula de Processos Criativos - Infnet - 04
Aula de Processos Criativos - Infnet - 04Aula de Processos Criativos - Infnet - 04
Aula de Processos Criativos - Infnet - 04Leonardo Caldi
 
Crianças filosofando no ciberespaço
Crianças filosofando no ciberespaçoCrianças filosofando no ciberespaço
Crianças filosofando no ciberespaçoguest9191ed
 
Nuorten reviireillä -projekti, Mikkelin seminaari 1.11.2016, Purhonen Kirsi: ...
Nuorten reviireillä -projekti, Mikkelin seminaari 1.11.2016, Purhonen Kirsi: ...Nuorten reviireillä -projekti, Mikkelin seminaari 1.11.2016, Purhonen Kirsi: ...
Nuorten reviireillä -projekti, Mikkelin seminaari 1.11.2016, Purhonen Kirsi: ...Nuorten Palvelu ry
 

Destaque (20)

Murais de john pugh
Murais de john pughMurais de john pugh
Murais de john pugh
 
Inmarsat Press Final
Inmarsat Press FinalInmarsat Press Final
Inmarsat Press Final
 
Relatório avaliação interna
Relatório avaliação internaRelatório avaliação interna
Relatório avaliação interna
 
Depois De Amanha 2.0.1
Depois De Amanha 2.0.1Depois De Amanha 2.0.1
Depois De Amanha 2.0.1
 
Test
TestTest
Test
 
Comic2
Comic2Comic2
Comic2
 
Andreia Maite
Andreia MaiteAndreia Maite
Andreia Maite
 
JohnsonNJohnson_Recommendation letter
JohnsonNJohnson_Recommendation letterJohnsonNJohnson_Recommendation letter
JohnsonNJohnson_Recommendation letter
 
Hozaifa+Certificates.compressed.4
Hozaifa+Certificates.compressed.4Hozaifa+Certificates.compressed.4
Hozaifa+Certificates.compressed.4
 
INFOSYS Most Valuable Player AWARD Carlos Gonzalez
INFOSYS Most Valuable Player AWARD Carlos GonzalezINFOSYS Most Valuable Player AWARD Carlos Gonzalez
INFOSYS Most Valuable Player AWARD Carlos Gonzalez
 
Apresentacao Natal
Apresentacao NatalApresentacao Natal
Apresentacao Natal
 
PapéIs Do Professor On Line
PapéIs Do Professor On LinePapéIs Do Professor On Line
PapéIs Do Professor On Line
 
Comp Do Consumidor S1 2008
Comp Do Consumidor S1 2008Comp Do Consumidor S1 2008
Comp Do Consumidor S1 2008
 
Eastern Research MKT-006-15004
Eastern Research MKT-006-15004Eastern Research MKT-006-15004
Eastern Research MKT-006-15004
 
Aula de Processos Criativos - Infnet - 04
Aula de Processos Criativos - Infnet - 04Aula de Processos Criativos - Infnet - 04
Aula de Processos Criativos - Infnet - 04
 
Noticia de febrero
Noticia de febrero Noticia de febrero
Noticia de febrero
 
Borboleta
BorboletaBorboleta
Borboleta
 
Crianças filosofando no ciberespaço
Crianças filosofando no ciberespaçoCrianças filosofando no ciberespaço
Crianças filosofando no ciberespaço
 
Principios Didacticos
Principios DidacticosPrincipios Didacticos
Principios Didacticos
 
Nuorten reviireillä -projekti, Mikkelin seminaari 1.11.2016, Purhonen Kirsi: ...
Nuorten reviireillä -projekti, Mikkelin seminaari 1.11.2016, Purhonen Kirsi: ...Nuorten reviireillä -projekti, Mikkelin seminaari 1.11.2016, Purhonen Kirsi: ...
Nuorten reviireillä -projekti, Mikkelin seminaari 1.11.2016, Purhonen Kirsi: ...
 

Semelhante a Pharmacoeconomics And Health Outcomes Portuguese

Imunosenescencia Aula Danuza Esquenazi
Imunosenescencia   Aula   Danuza EsquenaziImunosenescencia   Aula   Danuza Esquenazi
Imunosenescencia Aula Danuza Esquenaziagemais
 
Farmacoeconomia: Medindo Custos em Saude
Farmacoeconomia: Medindo Custos em SaudeFarmacoeconomia: Medindo Custos em Saude
Farmacoeconomia: Medindo Custos em SaudeClaudio Pericles
 
Apresentacao Consad Estratégia Competição
Apresentacao Consad Estratégia CompetiçãoApresentacao Consad Estratégia Competição
Apresentacao Consad Estratégia Competiçãomarco neves
 
FGV / IBRE – Benchmarking Hospitalar: Uma ferramenta para a melhoria do desem...
FGV / IBRE – Benchmarking Hospitalar: Uma ferramenta para a melhoria do desem...FGV / IBRE – Benchmarking Hospitalar: Uma ferramenta para a melhoria do desem...
FGV / IBRE – Benchmarking Hospitalar: Uma ferramenta para a melhoria do desem...FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Principios de economia em saude
Principios de economia em saudePrincipios de economia em saude
Principios de economia em saudeTrendiManager
 
Principios de economia em saúde
Principios de economia em saúdePrincipios de economia em saúde
Principios de economia em saúdeveracruzmidia
 
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - THAIS JORGE
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - THAIS JORGE3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - THAIS JORGE
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - THAIS JORGECNseg
 
Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Coletiva órteses e próteses 07/07/15Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Coletiva órteses e próteses 07/07/15Ministério da Saúde
 
Desperdícios em saúde de Irene Minikovski Hahn Qualirede
Desperdícios em saúde de Irene Minikovski Hahn QualiredeDesperdícios em saúde de Irene Minikovski Hahn Qualirede
Desperdícios em saúde de Irene Minikovski Hahn QualiredeIrene Minikovski Hahn
 
Projeto Aplicativo 2010 05 21
Projeto Aplicativo   2010 05 21Projeto Aplicativo   2010 05 21
Projeto Aplicativo 2010 05 21Calvino Oliveira
 
Conceitos Da Teoria EconôMica
Conceitos Da Teoria EconôMicaConceitos Da Teoria EconôMica
Conceitos Da Teoria EconôMicaagemais
 
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeAnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeagemais
 
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeAnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeagemais
 
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeAnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeagemais
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia AraujoO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia AraujoFundação Fernando Henrique Cardoso
 
Apresentação final defesa mestrado thiago f castro
Apresentação final defesa mestrado thiago f castroApresentação final defesa mestrado thiago f castro
Apresentação final defesa mestrado thiago f castroThiago Castro
 
Gerenciamento De DoençAs Geriatria
Gerenciamento De DoençAs GeriatriaGerenciamento De DoençAs Geriatria
Gerenciamento De DoençAs Geriatriaagemais
 
Combater ou conviver? Análise benefício - custo de programas de combate a pra...
Combater ou conviver? Análise benefício - custo de programas de combate a pra...Combater ou conviver? Análise benefício - custo de programas de combate a pra...
Combater ou conviver? Análise benefício - custo de programas de combate a pra...Oxya Agro e Biociências
 
Custo-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em Saúde
Custo-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em SaúdeCusto-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em Saúde
Custo-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em SaúdeCONITEC
 
Efetividade Comparativa Artigo
Efetividade Comparativa ArtigoEfetividade Comparativa Artigo
Efetividade Comparativa ArtigoIsabella Oliveira
 

Semelhante a Pharmacoeconomics And Health Outcomes Portuguese (20)

Imunosenescencia Aula Danuza Esquenazi
Imunosenescencia   Aula   Danuza EsquenaziImunosenescencia   Aula   Danuza Esquenazi
Imunosenescencia Aula Danuza Esquenazi
 
Farmacoeconomia: Medindo Custos em Saude
Farmacoeconomia: Medindo Custos em SaudeFarmacoeconomia: Medindo Custos em Saude
Farmacoeconomia: Medindo Custos em Saude
 
Apresentacao Consad Estratégia Competição
Apresentacao Consad Estratégia CompetiçãoApresentacao Consad Estratégia Competição
Apresentacao Consad Estratégia Competição
 
FGV / IBRE – Benchmarking Hospitalar: Uma ferramenta para a melhoria do desem...
FGV / IBRE – Benchmarking Hospitalar: Uma ferramenta para a melhoria do desem...FGV / IBRE – Benchmarking Hospitalar: Uma ferramenta para a melhoria do desem...
FGV / IBRE – Benchmarking Hospitalar: Uma ferramenta para a melhoria do desem...
 
Principios de economia em saude
Principios de economia em saudePrincipios de economia em saude
Principios de economia em saude
 
Principios de economia em saúde
Principios de economia em saúdePrincipios de economia em saúde
Principios de economia em saúde
 
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - THAIS JORGE
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - THAIS JORGE3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - THAIS JORGE
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - THAIS JORGE
 
Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Coletiva órteses e próteses 07/07/15Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Coletiva órteses e próteses 07/07/15
 
Desperdícios em saúde de Irene Minikovski Hahn Qualirede
Desperdícios em saúde de Irene Minikovski Hahn QualiredeDesperdícios em saúde de Irene Minikovski Hahn Qualirede
Desperdícios em saúde de Irene Minikovski Hahn Qualirede
 
Projeto Aplicativo 2010 05 21
Projeto Aplicativo   2010 05 21Projeto Aplicativo   2010 05 21
Projeto Aplicativo 2010 05 21
 
Conceitos Da Teoria EconôMica
Conceitos Da Teoria EconôMicaConceitos Da Teoria EconôMica
Conceitos Da Teoria EconôMica
 
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeAnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
 
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeAnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
 
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDeAnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia AraujoO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
 
Apresentação final defesa mestrado thiago f castro
Apresentação final defesa mestrado thiago f castroApresentação final defesa mestrado thiago f castro
Apresentação final defesa mestrado thiago f castro
 
Gerenciamento De DoençAs Geriatria
Gerenciamento De DoençAs GeriatriaGerenciamento De DoençAs Geriatria
Gerenciamento De DoençAs Geriatria
 
Combater ou conviver? Análise benefício - custo de programas de combate a pra...
Combater ou conviver? Análise benefício - custo de programas de combate a pra...Combater ou conviver? Análise benefício - custo de programas de combate a pra...
Combater ou conviver? Análise benefício - custo de programas de combate a pra...
 
Custo-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em Saúde
Custo-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em SaúdeCusto-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em Saúde
Custo-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em Saúde
 
Efetividade Comparativa Artigo
Efetividade Comparativa ArtigoEfetividade Comparativa Artigo
Efetividade Comparativa Artigo
 

Pharmacoeconomics And Health Outcomes Portuguese

  • 1. Farmacoeconomia: Nova Fronteira, Novo Horizonte Claudio Pericles, MD, MBA, MSc
  • 2. “ Várias são as possibilidades, do ponto de vista tecnológico. No entanto, a realidade só brindará os produtos economicamente viáveis.” Noyce R. Ch. 11. Project strategy. In: Matheson D et al. The smart organisation: creating value through strategic R&D. Boston (MA): Harvard Business School Press, 1998:221
  • 3. The New England Journal of Medicine – Editorial, 2005 “ Financiamento da Saúde – Conseguir dinheiro é difícil. Gastá-lo bem, mais difícil ainda. Os recursos serão sempre limitados – e cada vez mais escassos.”
  • 4.
  • 5.  
  • 6. Benefícios da tecnologia Taxas de mortalidade globais em alguns grupos terapêuticos Fonte: Lichtenberg FR – Columbia University USA 2002
  • 7. Fonte: Compustat Investimento setorial em R&D, USA, 2000-2006 Benefícios da tecnologia
  • 8. EUA 1950-2000  Expectativa de vida ao nascer Fonte: Lichtenberg FR – Columbia University USA 2002 Benefícios da tecnologia
  • 9. Lucratividade setorial, USA, 2000-2006 Fonte: Compustat e Michael Porter, ExpoManagement, SP, NOV2007 Retorno do capital calculado como EBITDA/ Capital médio investido
  • 10. Poucas Inovações Farmacológicas Recentes Rev Prescrire, 2005
  • 11. USA: Elevação dos custos em Saúde Fonte: Folland et al 2001 e http://www.cms.hhs.gov/statistics/nhe/projections-2003/t1.asp USD per capita/ ano % do PIB anual
  • 12. Bom, Bonito & Barato ... Conflito de Expectativas e Interesses Interesses setoriais Custo Qualidade Acesso Pesquisador Ind insumos Indivíduo/ usuário Pagador Sociedade Paciente Prestador/ Gestor ALTO INDIFERENTE BAIXO
  • 13.  
  • 14.  
  • 16. Município de Luiz Antonio, SP 10.000 habitantes (antiga Jataí) 29% 529%
  • 17.
  • 18. FONTE: MENDES (2007, NO PRELO) SUS: MODELO DE ATENÇÃO À SAÚDE DE MENDES – Como economizar Adesão terapêutica Dispensação especializada Assistência farmacêutica Populações prioritárias Educação farmacêutica POPULAÇÃO TOTAL POPULAÇÃO EM RISCO POPULAÇÃO COM CONDIÇÃO CRÔNICA DE BAIXO / MÉDIO RISCOS POPULAÇÃO COM CONDIÇÃO CRÔNICA DE ALTO RISCOS POPULAÇÃO COM CONDIÇÃO CRÔNICA MUITO COMPLEXA
  • 19.
  • 20.
  • 21. Decisões no Mercado da Saúde (Tendência) Foco no consumidor Complexidade da Informação MD Não Especialistas Assoc pacientes Pacientes MD Especialistas Foco no especialista Aut Reg Gestores Aut Reg Gestores Aut Reg Gestores Aut Reg Gestores
  • 22.  
  • 24. Warren Buffet, O Tao de Warren Buffet “ As pessoas insistem em confundir PREÇO e VALOR. Preço é o que se paga. Valor é o que se quer levar.”
  • 25.
  • 26. Grau de evidência para terapia Projeto Diretrizes, AMB Consenso de especialistas D 5 Série de casos, sem grupo controle C 4 3A/ 3B 2A/ 2B/ 2C 1C 1B 1A Evid Revisão sistemática de casos-controle (3A) OU Estudo caso-controle (3B) B Revisão sistemática de estudos de coorte (2A) OU Coorte não randomizado (quase experimento) (2B) ou Outcomes Research (2C) B Pelo menos um ensaio clínico ou série de casos do tipo “tudo ou nada” A Grande ensaio clínico randomizado duplo cego, com intervalo de confiança estreito ( n grande) A Revisão sistemática com meta-análise A Descrição Recom
  • 27. Evidência & Recomendação   Doenças raras   +   +   Relato de caso   Doenças raras   +   +   Série de casos   Prevalência   + +   +   Transversal   Etiologia, fatores de risco, prognóstico   + +   + +   Caso-controle Terapêutica, Inclusão em Listas ++ +++ Farmacoeconomia (Health Outcomes)   Etiologia, fatores de risco, prognóstico   + + + +   + + +   Coorte   Terapêutica   + + +   + + + +   Ensaio clínico   Finalidade   Custo   Evidência   Desenho
  • 28.
  • 29. Tipos de Avaliações em Saúde DEPT. CE & B, MCMASTER UNIVERSITY CAN MED ASSOC J 1984; 130 Comparação entre 2 ou + alternativas? SIM NÃO Avaliação completa (custos & conseqüências)? Avaliação parcial Só Conseqüências? Custos? Custo-Minimização (CMA) Custo-Benefício (CBA) Custo-Utilidade (CUA) Custo-Efetividade (CBA) CUSTOS: Análise de Custos CONSEQÜÊNCIAS: Avaliação de eficácia Avaliação de efetividade Avaliação parcial (custos & conseqüências)? Avaliação parcial Só Conseqüências? Custos? Descrição de custo-desfecho (COD) Descrição de Custos (CD) Descrição de Desfecho (OD)
  • 30.
  • 31. DEPT. CE & B, MCMASTER UNIVERSITY CAN MED ASSOC J 1984; 130 Tipos de análise econômica “completa” Método Custo Desfecho Foco CBA $ (real) $ (real) Eficiência alocativa CEA $ (real) Unidade natural (anos de vida ganhos) Custo para obter uma unidade de desfecho CUA $ (real) Unidade natural (QALYS) Custo para obter uma unidade QALY
  • 32.
  • 33.
  • 34. Escore = 0,1 10 anos de vida QALY = 1 4 anos de vida Escore = 0,5 QALY = 2 QALY Anos de vida ganhos, ajustados à qualidade
  • 35. Alguns valores de “utility” Estados de Saúde Utility Saúde Perfeita (referência) 1.00 Mulher com sintomas da menopausa (ET) 0.99 Tratamento de Hipertensão Arterial c/ EC (ET) 0.95 Angina Leve (ET) 0.90 Transplantado de rim (TTO) 0.84 Angina Moderada (ET) 0.70 Angina Grave (ET) 0.50 Cego, surdo ou mudo (TTO) 0.39 Morte (referência) 0.00 Restrito à cama e com muita dor (ET) < 0.00
  • 36.
  • 37. Droga A (nova) x Droga B (em uso) Custo A - Custo B __________ Efetividade A - Efetividade B Análise de Custo-Efetividade (CEA) & ICER Exemplo: Novo anti-hipertensivo $280 - $120 = $ 160 = $ 80 = C$ 80 / mmHg 12-10mmHg 2 1
  • 38.
  • 39. PIB per capita - Brasil No Brasil, as estimativas para 2008 são: PIB: R$2,7 tri US$1,6 tri (8 o – 10 o mundial) PIB per capita: R$16500 US$ 9500 (93 o – 95 o mundial) http://indexmundi.com https : //www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook (CIA World factbook, MAY08) 1x PIB per capita: USD$ 9500 3x PIB per capita: USD$ 28500
  • 40.
  • 41. Source: J Probstfield, Am J Cardiol 2003: 91 (suppl): 22G – 27G Johannesson et al. N Engl J Med 1997; 336: 332–336; T O Tengs, Risk Analysis 1995: 15, 3, 369-389; Goldman L et al. N Engl J Med 1988; 319: 152-157 Análise de Custo-Efetividade (CEA) Tratamento Custo por ano de vida ganho (USD$) Aconselhamento para cessação tabágica 2,600 Beta bloqueador pós-IAM (alto risco) 5,900 Estatinas 9,800 “ Coquetel” anti-HIV 17,500 Beta-bloqueador pós-iam (baixo risco) 20,200 “ Air bag” do motorista 27,000 Diálise renal 50,000 Mamografia anual p/ mulheres < 55 y.o 110,000 Teste ergométrico p/ homens assintomáticos, 40 anos de idade 124,000 Inbidores da COX-2 em pacientes com artrite e baixo risco de ressngramento 185,000
  • 42.  
  • 43.
  • 44. Decisões de Incorporação de Tecnologias em Saúde, apoiadas em Farmacoeconomia (Óptica do Gestor/ Pagador)
  • 45. Procedimento Cura Custa A 99 % 1000 B 95 % 20 O que é mais importante: Cura ou Custo ? Depende da patologia: Micose superficial ou Melanoma in situ ? Exemplo 1 - Estudo de Caso: Qual terapêutica escolher?
  • 46. Procedimento Durabilidade Custa A 4 anos 4000 B 12 anos 12000 O que é mais importante: Durabilidade ou Desembolso ? Depende dos recursos disponíveis e do “discounting”. Exemplo 2 - Estudo de Caso: Escolha de uma prótese
  • 47. Value in Health - 2005 Screening para Câncer de Próstata utilizando PSA Análise de custo – efetividade em termos de saúde pública. Conclusão: É custo – efetiva 1 dosagem de PSA por grupo etário (i.e., a cada 5 anos). Exemplo 3 - Estudo de Caso: Check Up & Screening de Câncer de Próstata
  • 48. American Journal of Preventive Medicine - 2005 Custo – Efetividade do Seguro Saúde Análise de custo – efetividade em diferentes faixas etárias e o impacto na qualidade de vida dos usuários. Conclusão: O seguro saúde é custo – efetivo na faixa etária entre 25 e 64 anos. Exemplo 4 - Estudo de Caso: Fazer ou não plano de saúde?
  • 49. Emerging Infectious Diseases - 2003 Vacinação contra HPV Análise de custo – efetividade da vacinação em diferentes faixas etárias Conclusão: A vacinação é custo – efetiva e importante ferramenta na saúde pública principalmente na faixa de 12 a 15 anos. Exemplo 5 - Estudo de Caso: Vacinação contra o Câncer de Colo de Útero
  • 50. Marcos Bosi Ferraz Utilização de Recursos na Osteoporose Pós Menopausa sem Fraturas. Conclusão: O custo com medicamentos ficou em torno de 9%, e o item de maior significância foi o relativo aos gastos com transporte dessas pacientes. Exemplo 6 - Estudo de Caso: Onde estão os custos na osteoporose?
  • 51. Marcos Bosi Ferraz Teste de colesterol para adultos 25-39 anos = US$ 20,000 / ano de saúde perfeita No Brasil: Custo da estratégia/ hab x Pop de 25 a 39 anos . Conclusão: O fato de uma estratégia ser custo-efetiva não garante que haja recursos disponíveis para implementá-la. Exemplo 7 - Estudo de Caso: Vale a pena implementar um política eficaz de manejo dislipidêmico, na população em geral ?
  • 52. Wilson Follador Farmacoeconomia e as Estatinas na Doença Cardiovascular Conclusão: A relação custo-benefício mostra-se evidente na utilização das estatinas mais modernas e potentes (e.g., Atorvastatina). Exemplo 8 - Estudo de Caso: Vale a pena implementar um política eficaz de manejo dislipidêmico, na DCV?
  • 53.
  • 54.
  • 55.
  • 56.
  • 57.  
  • 58. Limitações das Análises Econômicas Fonte: Problems with the interpretation of pharmacoeconomic analysis. A review of submissions to the Australian Pharmaceutical Benefits Scheme. Hill et al., JAMA, April 2000; 283:2116-2121
  • 59.
  • 60. Claudio Pericles (011) 2161-8212 (021) 7641-1195 [email_address]