Briófitas        -Plantae – (Aula do dia 21/04/2012)
Aspectos taxonômicos:• São as únicas plantas avasculares, ou seja, sem tecidos de conduçãode seiva – limitação de tamanho;...
Os principais representantes dasbriófitas são os musgos, que fazemparte do grupo Bryophyta (à direita) eas hepáticas, que ...
Bryophyta• Neste grupo encontram-se os musgos, vivendo a maioria emambientes úmidos, porém muitos em ambientes secos;• Alg...
Bryophyta• Fase gametofítica (haplóide):Quando maduros, os gametas masculinos são liberados do anterídeo enadam até encont...
Hepatophyta• O nome hepática vem da forma de algumas espécies desse grupo, quetem as folhas em formato que lembram um fíga...
Antocerophyta• Apresentam rizóides unicelulares,• Realizam associação comcianobactérias, principalmente dogênero Nostoc, p...
Referências• http://professores.unisanta.br/maramagenta/Imagens/briofitasim.htm• http://www.plantasyjardines.es/tag/musgo/...
Aula briófitas (21 04-2012)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula briófitas (21 04-2012)

2.063 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.063
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula briófitas (21 04-2012)

  1. 1. Briófitas -Plantae – (Aula do dia 21/04/2012)
  2. 2. Aspectos taxonômicos:• São as únicas plantas avasculares, ou seja, sem tecidos de conduçãode seiva – limitação de tamanho;• O transporte de nutrientes se dá célula-célula (osmose);• Estão restritas a ambientes úmidos e sombreados – devido a locomoçãodos gametas depender da água;•Não possuem um mecanismo de controle da transpiração, ou seja,perdem água com facilidade para o meio, por isso sobrevivem emambientes úmidos• São compostas por rizóides, caulídio e filóide;• Apresentam alternância de geração (uma fase de reprodução sexuada euma fase de reprodução assexuada). A fase gametofítica é a maisduradoura, enquanto a esporofítica é efêmera;• São criptógamas, ou seja, as estruturas reprodutivas não são visíveis
  3. 3. Os principais representantes dasbriófitas são os musgos, que fazemparte do grupo Bryophyta (à direita) eas hepáticas, que fazem parte dasHepatophytas ou Marchantiophytas(abaixo). Mas ainda há mais um grupo: Anthocerophyta!
  4. 4. Bryophyta• Neste grupo encontram-se os musgos, vivendo a maioria emambientes úmidos, porém muitos em ambientes secos;• Algumas espécies apresentam tecidos condutores especializados –hadroma , condução de água, e leptoma, condução de sais mineriais.Embora contenham células especializadas nessas funções, essestecidos são extremamente rudimentares não podendo ser consideradoscomo tecidos verdadeiros – xilema e floema;• Há estômatos no esporófito e o rizóide é pluricelular;• São organismos dióicos, ou seja, o macho e a fêmea são indivíduosseparados;• Os gametas são flagelados e dependem da água para locomoção. Oanterídeo produz os gametas masculinos (anterozoóides) e o arquegônioproduz os gametas femininos (oosfera);
  5. 5. Bryophyta• Fase gametofítica (haplóide):Quando maduros, os gametas masculinos são liberados do anterídeo enadam até encontrarem o arquegônio. Encontrando, ocorre a fertilização.Mitoses sucessivas vão dar origem ao esporófito;• Fase esporofítica (diplóide):O esporófito não se solta do arquegônio quando se desenvolve,dependendo desta parte da planta para sua nutrição. No ápice doesporófito há uma estrutura responsável pela produção de esporos – acápsula. Quando maduros, os esporos são liberados no ambiente, casoencontrem um meio adequado, germinarão.Os esporos são produzidos por meiose, ou seja, são haplóides e contemesporopolenina, uma proteína que confere rigidez ao esporo, podendoeste ficar em estado latente sem ser degradado.
  6. 6. Hepatophyta• O nome hepática vem da forma de algumas espécies desse grupo, quetem as folhas em formato que lembram um fígado;• Uma crença popular antiga é de que os formatos das plantas estariamassociados às suas funções, portanto, utilizavam as hepáticas para a curade doenças no fígado;• É o grupo mais primitivo de briófitas. Não apresenta uma estrutura ereta,permanecendo mais próxima ao solo;• Não apresentam estômatos;• Os rizóides são unicelulares;• Apresentam poros para trocas gasosas;• A reprodução sexuada segue o mesmo modelo citado anteriormente;• A reprodução assexuada ocorre por fragmentação do talo ou porpropáguos ou gemas.
  7. 7. Antocerophyta• Apresentam rizóides unicelulares,• Realizam associação comcianobactérias, principalmente dogênero Nostoc, possibilitam que asantocerófitas ocorram em ambientespobres em nitrogênio,• O esporófito é parcialmentedependente do gametófito, poispossui clorofila e realizamfotossíntese.
  8. 8. Referências• http://professores.unisanta.br/maramagenta/Imagens/briofitasim.htm• http://www.plantasyjardines.es/tag/musgo/• http://www.biologados.com.br/index.htm• http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos4/briofitas.php• http://enfo.agt.bme.hu/drupal/en/node/4926

×