Vegetais inferiores

1.976 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.976
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vegetais inferiores

  1. 1. Reino Protista: Vegetais Inferiores
  2. 2. Hoje, o reino Protista inclui os organismos eucariontes unicelulares, como a maioria das algas e os protozoários, e seus descendentes mais imediatos, como são as algas pluricelulares,
  3. 3. que se inclui neste grupo por sua estrutura simples e as claras relações com as formas unicelulares. Entretanto os protistas estão representados por muitas linhas evolutivas cujos limites são difíceis de definir.
  4. 4. O Reino Protista pode ser considerado um reino intermediário, agrupando desde os organismos unicelulares eucariontes e as colônias simples, até algumas algas superiores e grupos de transição (de classificação duvidosa). Estes últimos são pluricelulares, mas carecem de organização complexa em tecidos, típica das plantas, animais e fungos superiores.
  5. 5. Talvez o membro mais representativo do reino seja um flagelado, a Euglena, organismo unicelular com um ou mais flagelos complexos (para distingui-los dos flagelos simples das bactérias) e em algumas ocasiões com um ou mais cloroplastos.
  6. 6. Todas as algas - inclusive verdes, pardas e vermelhas - são provisoriamente consideradas Protista. Os grupos de algas verdes dentre as quais destacamos a alface-do-mar - Ulva -,
  7. 7. comum em praias rochosas do litoral brasileiro, são filogeneticamente relacionados com as plantas terrestres.
  8. 8. Divisão Chlorophyta: as clorofíceas (do grego khloros, "verde"; phycon, "alga") ou clorófitas (do grego phyton, "vegetal"), são as algas mais comuns, ocorrendo vastamente em água doce e do mar,
  9. 9. como também em ambientes terrestres úmidos -
  10. 10. sobre troncos de árvores e associadas a fungos - formando uma estrutura mutualística denominada “liquens”.
  11. 11. Possuem clorofilas a e b, carotenos e xantofilas. São verdes justamente pelo fato de a clorofila predominar em relação aos demais pigmentos.
  12. 12. Apresentam o amido como reserva e sua parede celular é de celulose. São consideradas as ancestrais das plantas terrestres.
  13. 13. A organização da célula é eucariótica, e alguns gêneros apresentam deposição de carbonato de cálcio na parede
  14. 14. Algas verdes calcificadas são responsáveis pela maior contribuição para o sedimento marinho. A reprodução pode ser tanto assexuada como sexuada.É o grupo predominante do plâncton de água doce, correspondendo a 90% do fitoplâncton, e apresenta uma ampla distribuição pelo planeta.
  15. 15. Algumas algas verdes podem viver em áreas congeladas, como a Clamydomonas, ou sob troncos de árvores ou barrancos úmidos.
  16. 16. A importância econômica das algas verdes resulta da utilização como alimento, no caso de espécies marinhas, e na extração de beta-caroteno.
  17. 17. O gênero Dunaliella cultivada em lagos altamente salinos acumula mais de 5% desse importante anti-oxidante natural.
  18. 18. Divisão Rhodophyta: A esta divisão pertencem as chamadas algas vermelhas (do grego rhodon = vermelho), como a coralina. Derivam, provavelmente, das algas verdes, pelo histórico fóssil encontrado.
  19. 19. Essas algas são quase todas multicelulares e marinhas, encontradas principalmente em mares tropicais de águas transparentes e vivendo geralmente fixas a rochas ou a outras algas.
  20. 20. Geralmente apresentam uma morfologia filamentosa, embora existam algumas unicelulares. Sua vida fixa é fundamental, pois necessitam do movimento das marés para realizar as trocas gasosas eficientemente.
  21. 21. Estas algas, como outros grupos semelhantes, têm a capacidade de fazer variar a quantidade relativa de cada tipo de pigmento fotossintético, dependendo das condições de luz em que se encontram (podem ser verde- brilhantes quando vivem perto da superfície e vermelho- escuras quando vivem em profundidade).
  22. 22. A parede celular é mucilaginosa, tendo como base o glicídio galactose, e a substância de reserva é o amido florídeo, um polissacárido semelhante ao glicogênio mas composto por cadeias pequenas e ramificadas com cerca de 15 unidades de glicose.
  23. 23. O agar-agar, espécie de gelatina usada como meio de cultura microbiana em indústrias alimentares de chocolate, pudins, sorvetes, entre outras utilizações, é retirado de algas vermelhas.
  24. 24. Agar – agar usado como meio de cultura de bactérias
  25. 25. Divisão Phaeophyta: As algas castanhas e pardas são todas pluricelulares, não existindo organismos unicelulares. São praticamente todas marinhas, pertencendo a este grupo as maiores algas conhecidas, como as laminárias.
  26. 26. O sargaço também é uma alga castanha, apesar da formar massas flutuantes - a grande maioria vive fixa em rochas do litoral.
  27. 27. Estas algas apresentam cloroplastos castanho- dourados, contendo clorofila a e c, beta-caroteno e um pigmento acessório (fucoxantina), que mascara a cor verde da clorofila.
  28. 28. Este pigmento capta luz em comprimentos de onda em que a clorofila é menos eficiente, tirando partido da luz que consegue atravessar a água, estando a alga submersa na maré cheia.
  29. 29. Bolhas de ar

×