Título | “The train never stops”Género | Romance / DramaProdução | Ana Tavares e Mariana SantosAtores | (Em fase de procur...
deixar levar por estas sensações de nostalgia cada vez que abro o meu                      baú das tuas memórias. Num mome...
Henrique caminha vagarosamente pelas ruas de Vila Real, com um ar melancólico e pensativo.       Cena 8                   ...
Cena 13Henrique caminha pensativo pelos jardins de Vila Real. (imagens de chão, pedras e árvores)       Cena 14Mostra-se u...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guião Novooo

483 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
483
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
266
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guião Novooo

  1. 1. Título | “The train never stops”Género | Romance / DramaProdução | Ana Tavares e Mariana SantosAtores | (Em fase de procura)Realizador | Ana Tavares e Mariana SantosEditor | Ana Tavares e Mariana SantosDirector de Fotografia | Ana Tavares e Mariana SantosOperador de Câmara | Mariana Santos e Ana Tavares Guião Cena 1Aparecem comboios a passar como início da narrativa e Henrique a sair da estação decomboios. Cena 2Henrique aparece a caminhar observando o chão, as pedras e as árvores à sua volta. Cena 3 (VOZ DE FUNDO) Violeta, a minha flor, o meu único amor... Cena 4 (VOZ DE FUNDO) Tudo começou com um olhar, um sorriso, uma amizade que cresceu e se tornou em algo muito maior e mais profundo. Um sentimento que floresceu no íntimo de nós os dois. É inevitável não me
  2. 2. deixar levar por estas sensações de nostalgia cada vez que abro o meu baú das tuas memórias. Num momento tens tudo e no outro não tens nada.Henrique começa a relembrar o seu passado e de Violeta e mostra no seu tom de voz carinho ealegria. Mostram-se imagens de Vila Real. Cena 5 (VOZ DE FUNDO) E pensar que no começo tudo parecia um sonho... Um belo e puro sonho, em que pela primeira vez levei um estranho murro no estômago e desejei imensamente conhecer a rapariga daqueles olhos azuis e daquele sorriso... Meu deus, nunca tinha visto sorriso assim, era tão único, tão especial... E não sabia o nome dela mas sabia que teria que fazer parte de mim e que se ia encaixar perfeitamente com o meu eu... Senti-me tão fraco e inútil naquele momento que me faltou a coragem de ir ter contigo, congelei por completo... Posso afirmar que o meu coração deixou de bater no momento em que os nossos olhos se cruzaram pela primeira vez. Mas por um impulso natural, levantei-me e fui ter contigo. Não sabia o que dizer nem como irias reagir, mas tu sentiste a minha atrapalhação e disseste: “Olá, sou a Violeta.” Cena 6 (VOZ DE FUNDO) Imaginaria eu que a partir daquele momento eu iria encontrar a mulher da minha vida! Ficamos a dar-nos bem, mas não tão bem como eu gostaria, e fiz muitos esforços que só com o tempo foram compensados com sorrisos e eventualmente alguns encontros... Ao fim de algum tempo, éramos capazes de dar a volta ao mundo só para estarmos 5 minutos juntos, embora continuasses com o teu feitio difícil de penetrar, como se houvesse sempre um pequeno teste... Mas adoravas quando eu te surpreendia e cada palavra que saía da tua boca era para mim como canções de embalar de anjos.Faz-se uma pausa. Henrique muda a sua disposição ficando novamente com um ar triste ecabisbaixo. Cena 7
  3. 3. Henrique caminha vagarosamente pelas ruas de Vila Real, com um ar melancólico e pensativo. Cena 8 (VOZ DE FUNDO) Até ao dia em que eu duvidei se valia a pena tanto esforço por uma rapariga e duvidei se aquilo que sentia por ti era amor ou uma mera ilusão. Sentia-me preso, precisava de espaço e tempo... Cena 9 (VOZ DE FUNDO) Comecei a desistir de te fazer feliz com surpresas, de estar contigo, de te dar apoio... Desisti de ti por um capricho meu enquanto te via a continuar a lutar pelo “nós”. Mas a tua paciência também não durou para sempre e acabaste por te afastar de mim. Vi-te a ir embora e não corri atrás... Esse foi o pior erro da minha vida. Pensei que esperarias por mim enquanto eu tinha a certeza daquilo que queria... Cena 10Henrique caminha pelas ruas de Vila Real. (imagens de paisagens)Aparecem linhas ferroviárias antigas. Cena 11Henrique começa a andar mais acelerado, como se estivesse atrasado para chegar a algumsítio. Cena 12 (VOZ DE FUNDO) Mas ninguém é eterno e quando eu decidi que tinha de te dizer que eu era teu e tu minha, que eu te amava, já era tarde de mais... Tão tarde...
  4. 4. Cena 13Henrique caminha pensativo pelos jardins de Vila Real. (imagens de chão, pedras e árvores) Cena 14Mostra-se um plano da passagem do tempo do céu. Cena 15Henrique chega à porta do cemitério com uma rosa vermelha na mão e pára por brevessegundos. (VOZ DE FUNDO) Porque o teu coração já não bate por mim, o teu coração já não bate por mais ninguém. Cena 16Mostram-se imagens de um acidente de carro no IP4. Cena 17Henrique entra no cemitério, beija a rosa e pousa-a na campa de Violeta. Depois levanta-se esai do cemitério, olhando para o céu com um ar de tristeza e de saudade de Violeta. (Guião sujeito a alterações.)

×