Siza Vieira retoma antigo projecto
          de urbanização no Porto.
     Iniciado na sequência do processo
revolucionári...
O processo revolucionário de interacção
entre arquitectos, técnicos e moradores
revelou-se um desafio complexo e mais
demo...
O projecto de Álvaro Siza para o Bairro
da Bouça (1975-77) foi uma das obras que
ficaram a meio, o que se traduziu numa
oc...
Após a conclusão das obras em 2006 o
Bairro renasceu, com a construção dos 3
equipamentos inicialmente previstos e de 72
n...
Hoje, as casas construídas em
regime de custos controlados gozam de
uma situação única na malha urbana
tanto em termos de ...
Qual a reflexão do arquitecto sobre um
projecto que o próprio já não esperava ver
terminado?
Uma pequena história do bairro da bouça
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uma pequena história do bairro da bouça

2.345 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uma pequena história do bairro da bouça

  1. 1. Siza Vieira retoma antigo projecto de urbanização no Porto. Iniciado na sequência do processo revolucionário que seguiu ao 25 de Abril, o Bairro da Bouça não teve uma existência fácil, mas bem se pode dizer que, afinal, acabará por ter duas vidas. As habitações da primeira fase nunca chegaram a ser completadas e ficaram à mercê de alguma degradação…
  2. 2. O processo revolucionário de interacção entre arquitectos, técnicos e moradores revelou-se um desafio complexo e mais demoroso do que o desejável, o que acabou por revelar as fraquezas de um ideal que aparentemente tinha tudo para dar certo…
  3. 3. O projecto de Álvaro Siza para o Bairro da Bouça (1975-77) foi uma das obras que ficaram a meio, o que se traduziu numa ocupação fragmentada e descontextualizada do território, que com o decorrer dos anos se degradou. Quando se dirigiram ao arquitecto anunciando que as obras iriam ser terminadas 30 anos depois ele nem quis acreditar.
  4. 4. Após a conclusão das obras em 2006 o Bairro renasceu, com a construção dos 3 equipamentos inicialmente previstos e de 72 novas habitações a juntar às 56 existentes, agora reabilitadas - os fragmentos fazem agora parte do mesmo todo.
  5. 5. Hoje, as casas construídas em regime de custos controlados gozam de uma situação única na malha urbana tanto em termos de acessos como de qualidade de projecto.
  6. 6. Qual a reflexão do arquitecto sobre um projecto que o próprio já não esperava ver terminado?

×