SITUAÇÃO PROBLEMA A popularização das mídias sociais proporcionou o crescimento do número de informações geradas e public...
OBJETIVO Geral:• Investigar    o  papel  das    organizações na  conscientização dos funcionários em relação às  mídias s...
• Monitorar e analisar os perfis de funcionários nas  mídias sociais;• Propor a elaboração e adoção de ações de  comunicaç...
MARCO TEÓRICO• Chiavenato (1982), Kunsch ( 2003)- sobre as organizações• Ferrari (1981), Schein (1997)- organizações públi...
• Boff (2009), Aranha e Martins (1993), - ética e moral• Humberg (1997), Srour (2000), Nash (1993)- ética  organizacional•...
• Terra e Bueno (2010; 2009), Chamusca (2010)- mídias  sociais• Terra e Bueno (2009), Barbosa (2011)- o comportamento  dos...
METODOLOGIA• Bibliográfica: pesquisa e leitura de livros, artigos, revistas  científicas, dissertações e pesquisa na inter...
CATEGORIAS PARA ANÁLISE
EXEMPLO DE CONTEÚDOS            ANALISADOS Funcionário IFuncionário I
Funcionário IIFuncionário III
Funcionário IV
CONDIDERAÇÕES• As mídias sociais são vitrines virtuais, tanto para a  imagem da organização, como para a imagem  profissio...
• As organizações necessitam desenvolver políticas  internas voltadas para o uso ético das mídias sociais  pelos seus func...
OBRIGADA !
Ética nas mídias sociais: uma análise de posturas profissionais do Facebook e Twitter
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ética nas mídias sociais: uma análise de posturas profissionais do Facebook e Twitter

2.126 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.126
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ética nas mídias sociais: uma análise de posturas profissionais do Facebook e Twitter

  1. 1. SITUAÇÃO PROBLEMA A popularização das mídias sociais proporcionou o crescimento do número de informações geradas e publicadas no mundo virtual; São nestes espaços virtuais que os funcionários tornam- se também representantes da organização a qual estão vinculados, como também de suas imagens como profissionais.
  2. 2. OBJETIVO Geral:• Investigar o papel das organizações na conscientização dos funcionários em relação às mídias sociais Específicos :• Demonstrar como o conteúdo gerado pelo funcionário nas mídias sociais pode impactar tanto de modo positivo, quando negativo, influenciando a imagem constituída;
  3. 3. • Monitorar e analisar os perfis de funcionários nas mídias sociais;• Propor a elaboração e adoção de ações de comunicação interna que visem à capacitação do funcionário em relação ao conteúdo produzido nas mídias sociais;• Evidenciar o profissional de Relações Públicas no processo de sensibilização dos funcionários quanto aos seus perfis nas mídias sociais.
  4. 4. MARCO TEÓRICO• Chiavenato (1982), Kunsch ( 2003)- sobre as organizações• Ferrari (1981), Schein (1997)- organizações públicas e privadas• Chiavenato (2004), Tavares (1996)- cultura organizacional• Hall (2003), Almeida (2009)- Identidades organizacional e coorporativa; imagem organizacional• Kunsch (2003), Bueno (1989), Torquato (2002) - comunicação
  5. 5. • Boff (2009), Aranha e Martins (1993), - ética e moral• Humberg (1997), Srour (2000), Nash (1993)- ética organizacional• Bennet (2008), Whitaker (2002)- ética profissional• Primo (2007), Tavares (2010), Recuero (2010;2011) - web 2.0 e o persona- produtor
  6. 6. • Terra e Bueno (2010; 2009), Chamusca (2010)- mídias sociais• Terra e Bueno (2009), Barbosa (2011)- o comportamento dos funcionários nas mídias sociais• Gutierres (2003), Kunsch (2003), Humberg (1997), Simões (1995)- o papel profissional de Relações Públicas na construção de condutas éticas nas mídias sociais
  7. 7. METODOLOGIA• Bibliográfica: pesquisa e leitura de livros, artigos, revistas científicas, dissertações e pesquisa na internet sobre organização, processos comunicacionais, mídias sociais, ética organizacional e ética organizacional, dentre outros que nortearam o processo de construção dos conceitos apresentados ao longo do trabalho.• Descritiva: compreendeu o monitoramento e análise dos perfis de quatro funcionários nas mídias sociais. Os dados qualitativos, oriundos do processo de análise dos perfis, basearam o processo de construção do objetivos gerais e específicos deste trabalho, que consiste em investigar o papel das organizações na conscientização dos funcionários em relação às mídias sociais, bem como o comportamento destes últimos em seus perfis virtuais.
  8. 8. CATEGORIAS PARA ANÁLISE
  9. 9. EXEMPLO DE CONTEÚDOS ANALISADOS Funcionário IFuncionário I
  10. 10. Funcionário IIFuncionário III
  11. 11. Funcionário IV
  12. 12. CONDIDERAÇÕES• As mídias sociais são vitrines virtuais, tanto para a imagem da organização, como para a imagem profissional do funcionário a ela vinculado;• A partir do momento que o funcionário expõe em seu perfil que trabalha na organização “X”, o mesmo constrói uma relação de identificação e representatividade com a empresa a qual faz parte;
  13. 13. • As organizações necessitam desenvolver políticas internas voltadas para o uso ético das mídias sociais pelos seus funcionários;• O profissional de Relações Públicas irá contribuir para a elaboração dessa política, bem como no desenvolvimento de ações de comunicação que visem conscientizar, de forma educativa, o funcionário sobre a importância da adoção de posturas ética nas mídias sociais.
  14. 14. OBRIGADA !

×