Oficina de Astrofísica Básica
Marina Dal Ponte
Tamara Salvatori
Módulo I - Nascimento de
Estrelas
Nascimento de Estrelas
O Módulo I abordará:
Nuvem de gás;
Protoestrela;
Estrutura das
Estrelas.
Nascimento de Estrelas
Nuvem de gás
As estrelas se formam no
interior de nuvens moleculares
gigantes, densas e muito frias...
Nascimento de Estrelas
Nuvem de gás
Essas nuvens de gás, quando colapsam, formam estrelas.
Temos duas forças atuando em se...
Nascimento de Estrelas
Protoestrela:
Após o início do processo de contração gravitacional, parte da
nuvem que iniciou a co...
Nascimento de Estrelas
Estrutura das Estrelas
Equilíbrio Hidrostático: É
quando a estrela mantêm estável o
seu tamanho. Is...
Nascimento de Estrelas
Equilíbrio térmico: É
quando a energia produzida na
região central da estrela devido
às reações ter...
Nascimento de Estrelas
Opacidade: Significa que a
eficiência com a qual a energia
liberada nas regiões centrais é
irradiad...
Nascimento de Estrelas
Transporte de Energia: A
maneira pela qual se dá o transporte
de energia do centro para fora
determ...
Nascimento de Estrelas
Produção de Energia: a
energia nas estrelas é produzida
por fusão termonuclear.
Durante a maior par...
Nascimento de Estrelas
Referências bibliográficas
Formação Estelar. Observatório Educativo Itinerante. Disponível em
<http...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Oficina de astrofísica básica - Módulo I - Nascimento de Estrelas

1.413 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oficina de astrofísica básica - Módulo I - Nascimento de Estrelas

  1. 1. Oficina de Astrofísica Básica Marina Dal Ponte Tamara Salvatori Módulo I - Nascimento de Estrelas
  2. 2. Nascimento de Estrelas O Módulo I abordará: Nuvem de gás; Protoestrela; Estrutura das Estrelas.
  3. 3. Nascimento de Estrelas Nuvem de gás As estrelas se formam no interior de nuvens moleculares gigantes, densas e muito frias. Estas estrelas recentemente formadas são muito difíceis de serem observadas devido à grande presença de poeira interestelar nas regiões em que elas são geradas. É por esta razão que ainda temos dúvidas sobre o processo real que leva à formação de uma estrela. Figura 1. Nebulosa NGC 1999
  4. 4. Nascimento de Estrelas Nuvem de gás Essas nuvens de gás, quando colapsam, formam estrelas. Temos duas forças atuando em sentidos contrários nesta nuvem de gás que está contraindo: uma força de pressão interna que quer fazer o gás se expandir e uma força gravitacional que continua a fazer a esfera se contrair. São duas forças opostas competindo entre si! Em algum momento a pressão exercida para fora pelas partículas do gás que forma a esfera gasosa consegue equilibrar, aproximadamente. O puxão exercido para dentro pela força gravitacional procura comprimir cada vez mais o gás.
  5. 5. Nascimento de Estrelas Protoestrela: Após o início do processo de contração gravitacional, parte da nuvem que iniciou a contração fragmenta-se em pequenas nuvens. Cada uma destas pequenas nuvens possui massa suficiente para formar uma estrela. São estas pequenas nuvens que continuam a colapsar formando os objetos que chamamos de protoestrelas. Esta também é a razão pela qual sempre são formados grupos de estrelas e não estrelas isoladas. Após alguns milhões de anos, reações de fusão termonuclear iniciam-se no centro da protoestrela. A protoestrela é agora considerada uma estrela jovem, já que sua massa não mais se altera e sua evolução futura está definida.
  6. 6. Nascimento de Estrelas Estrutura das Estrelas Equilíbrio Hidrostático: É quando a estrela mantêm estável o seu tamanho. Isso acontece com a maioria delas, inclusive o Sol! Manter seu tamanho estável sugere que a pressão no interior da estrela é capaz de contrabalancear a pressão gravitacional da estrela (vide Figura 2). Figura 2. Exemplo de estrela em equilíbrio eletrostático
  7. 7. Nascimento de Estrelas Equilíbrio térmico: É quando a energia produzida na região central da estrela devido às reações termonucleares é igual à energia que a estrela perde na forma de radiação eletromagnética (luz). Figura 3. Exemplo de estrela em equilíbrio térmico
  8. 8. Nascimento de Estrelas Opacidade: Significa que a eficiência com a qual a energia liberada nas regiões centrais é irradiada para fora depende da transparência do meio gasoso no interior da estrela à propagação da luz. Figura 4. Exemplo de estrela com baixa e alta opacidades
  9. 9. Nascimento de Estrelas Transporte de Energia: A maneira pela qual se dá o transporte de energia do centro para fora determina a temperatura externa da estrela e sua cor. Há três formas de se transportar energia de um ponto a outro em um meio: condução, convecção e radiação. Figura 5. Demonstração das diferentes formas de transporte de energia
  10. 10. Nascimento de Estrelas Produção de Energia: a energia nas estrelas é produzida por fusão termonuclear. Durante a maior parte de sua existência, ocorrem reações de fusão de hidrogênio em hélio. Figura 6. Demonstração da fusão nuclear
  11. 11. Nascimento de Estrelas Referências bibliográficas Formação Estelar. Observatório Educativo Itinerante. Disponível em <http://www.if.ufrgs.br/oei/stars/formation/form_st.htm >. Acesso Jul 2013. Observatório Nacional. Como as Estrelas se formam? Disponível em <http://www.on.br/>.

×