Cuidado com Raios<br />
O que são os raios?<br /><ul><li>Os raios são descargas eléctricas atmosféricas, produzidas entre o contacto de nuvens ou ...
Acredita-se que os raios tenham colaborado na geração das moléculas que deram origem à vida na Terra.
Estes provocam incêndios, constituindo-se agentes naturais para a manutenção do equilíbrio da quantidade de árvores e plan...
Modificam a concentração de elementos na atmosfera, que se misturam com a chuva e precipitam como fertilizante natural.</l...
Comumente, a corrente produzida pelo relâmpago causa sérias queimaduras, danos ao coração, pulmões e sistema nervoso central.
Pode levar a paragens cardíacas, respiratórias e sequelas psicológicas, como diminuição da capacidade de raciocínio e dist...
Em casa, as hipóteses de acidentes diminuem, pois torres, árvores e edificações com protecção são mais “atraentes” para as...
Evita abrigos isolados (como árvores, quiosques e tendas). </li></li></ul><li>Em casa<br /><ul><li>Evita o uso do telefone...
Para evitar “queimar” os seus aparelhos elétricos e eletrónicos, desligue-os da tomada elétrica ou use filtro de linha.
Fica longe de objectos metálicos, como torneiras, canos e grades.</li></li></ul><li>Na rua<br /><ul><li>Não utilizes o tel...
Não segures objectos metálicos longos, como tripés, varas de pesca ou guarda-chuvas.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cuidado com os Raios

2.466 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.466
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
78
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cuidado com os Raios

  1. 1. Cuidado com Raios<br />
  2. 2. O que são os raios?<br /><ul><li>Os raios são descargas eléctricas atmosféricas, produzidas entre o contacto de nuvens ou entre uma destas nuvens e a terra. As suas principais características são: luz (relâmpago) e som (trovão).
  3. 3. Acredita-se que os raios tenham colaborado na geração das moléculas que deram origem à vida na Terra.
  4. 4. Estes provocam incêndios, constituindo-se agentes naturais para a manutenção do equilíbrio da quantidade de árvores e plantas.
  5. 5. Modificam a concentração de elementos na atmosfera, que se misturam com a chuva e precipitam como fertilizante natural.</li></li></ul><li>E o lado mau?<br /><ul><li>Embora as possibilidades sejam pequenas (cerca de 1 para 1 milhão), os relâmpagos podem atingir pessoas.</li></ul>Consequências...<br /><ul><li>Os efeitos dependem da área do corpo atingida e das condições no momento do acidente.
  6. 6. Comumente, a corrente produzida pelo relâmpago causa sérias queimaduras, danos ao coração, pulmões e sistema nervoso central.
  7. 7. Pode levar a paragens cardíacas, respiratórias e sequelas psicológicas, como diminuição da capacidade de raciocínio e distúrbios do sono.</li></li></ul><li>O que fazer?<br /><ul><li>Durante uma tempestade, procura não sair de casa e não permanecer nas ruas.
  8. 8. Em casa, as hipóteses de acidentes diminuem, pois torres, árvores e edificações com protecção são mais “atraentes” para as descargas.
  9. 9. Evita abrigos isolados (como árvores, quiosques e tendas). </li></li></ul><li>Em casa<br /><ul><li>Evita o uso do telefone, com excepção do tipo "sem fio”, e apenas em emergências.
  10. 10. Para evitar “queimar” os seus aparelhos elétricos e eletrónicos, desligue-os da tomada elétrica ou use filtro de linha.
  11. 11. Fica longe de objectos metálicos, como torneiras, canos e grades.</li></li></ul><li>Na rua<br /><ul><li>Não utilizes o telemóvel ou aparelhos de radiocomunicação.
  12. 12. Não segures objectos metálicos longos, como tripés, varas de pesca ou guarda-chuvas.
  13. 13. Mantém distância de estruturas altas e com pontas, como árvores e postes.
  14. 14. Também fica longe de cercas de arame, varais de metal, trilhos, linhas telefónicas e de energia eléctrica. </li></li></ul><li>Na rua<br /><ul><li>Evita lugares altos e isolados.
  15. 15. Evita lugares descampados.
  16. 16. Não fiques mais alto que o que está à tua volta. Os raios "procuram" os pontos mais altos (neste caso, sua cabeça).</li></li></ul><li>Na praia ou na piscina<br /><ul><li>Sai imediatamente de dentro da água.
  17. 17. Não permaneças na areia.
  18. 18. Não permaneças em barcos, botes ou jangadas.</li></li></ul><li>Veículos<br /><ul><li>Ficar em carros e camionetas é seguro, pois a carcaça metálica distribui a carga, que centelha para o solo e se dissipa. Mas não toques em nenhuma parte metálica, não ligues o rádio, nem desças do carro logo após o raio!
  19. 19. Não andes de tractor, motocicleta, bicicleta ou a cavalo.</li></li></ul><li>E se nada disso for possível?<br /><ul><li>Momentos antes da descarga, pessoas sentem os pêlos arrepiarem ou com comichão na pele, indícios da actividade eléctrica.</li></ul>Não entre em pânico!<br /><ul><li>Agacha-te, curvando-te para frente, com as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles. Deste modo, reduzes as hipóteses de “atrair” um raio.</li></li></ul><li>Curiosidades...<br /><ul><li>Para saber a que distância o raio caiu, marca o tempo, em segundos, entre o relâmpago e o trovão.
  20. 20. Divida o resultado por 3 e a resposta será a distância aproximada (em km) do local de queda.
  21. 21. A margem de erro é de 20%.
  22. 22. Se não ouvir o trovão, a distância foi suficiente para a energia sonora se perder no ar. Isso geralmente significa mais de 20 km. </li></li></ul><li>Fontes:<br />Sites Diversos<br />www.gettyimages.com.br<br />www.google.com.br<br />

×