Reciclagem de óleo de cozinha

2.450 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.450
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reciclagem de óleo de cozinha

  1. 1. Reciclagem do óleo de cozinhaMuitos bares, restaurantes, hotéis e residênciasainda jogam o óleo utilizado na cozinha direto narede de esgoto, desconhecendo os prejuízosdessa ação. Independente do destino, esseproduto prejudica o solo, a água, o ar e a vida demuitos animais, inclusive o homem.Quando retido no encanamento, o óleo causaentupimento das tubulações e faz com que sejanecessária a aplicação de diversos produtosquímicos para a sua remoção.
  2. 2. Quando retido no encanamento, o óleo causaentupimento das tubulações e faz com que sejanecessária a aplicação de diversos produtos químicospara a sua remoção. Se não existir um sistema detratamento de esgoto, o óleo acaba se espalhando nasuperfície dos rios e das represas, contaminando a águae matando muitas espécies que vivem nesses habitats.Dados apontam que com um litro de óleo é possívelcontaminar um milhão de litros de água. Se acabar nosolo, o líquido pode impermeabilizá-lo, o que contribuicom enchentes e alagamentos. Além disso, quandoentra em processo de decomposição, o óleo libera o gásmetano que, além do mau cheiro, agrava o efeito estufa.
  3. 3. Despejo correto do óleo Para evitar que o óleo de cozinha usado seja lançado narede de esgoto, cidades, instituições e pessoas de todo omundo têm criado métodos para reciclar o produto. Aspossibilidades são muitas: produção de resina para tintas,sabão, detergente, glicerina, ração para animais e atébiodiesel. Esse tipo de combustível já está sendo largamentedesenvolvido em todo o mundo. Aqui no Brasil,o Programa das Nações Unidas para o MeioAmbiente (PNUMA) em parceria com a Bayer premiou umapesquisa da Universidade de São Paulo (USP) sobreprodução de biocombustível a partir do óleo de cozinha. Apremiação ocorreu em 2007, durante o projeto JovensEmbaixadores ambientais.
  4. 4. Processo de reciclagemBiodisel - A transformação do óleo de cozinha emenergia renovável começa pela filtragem, que retira todoo resíduo deixado pela fritura. Depois é removida toda aágua misturada ao produto. A depender do óleo, elepassará por uma purificação química que irá retirar osúltimos resíduos. Esse óleo "limpo" recebe então aadição de álcool e de uma substância catalisadora.Colocado no reator e agitado a temperaturasespecíficas, ele se transforma em biocombustível e apóso refino pode ser usado em motores capacitados paraqueimá-lo.
  5. 5. Sabão caseiro: É possível também reciclar o óleo decozinha fazendo sabão com estes materiais:5 litros de óleo de cozinha usado2 litros de água200 mililitros de amaciante1 quilo de soda cáustica em escamaAtenção: A soda cáustica pode causar queimaduras napele. O ideal é usar luvas e utensílios de madeira ouplástico para preparar a mistura.
  6. 6. Outros tipos de soluções podem servir para evitar que oóleo seja jogado nas redes de esgoto. Um produtodesenvolvido na Espanha promete solidificar o óleo efacilitar seu armazenamento, coleta e reciclagem.Batizado de Frito Limpo, o produto deve ser jogado noóleo ainda quente e após alguns minutos todo o liquidoestará sólido. Basta retirar da frigideira e guardar.Caso essa solução esteja muito longe de você, bastaarmazenar a sobra da fritura em uma garrafa PET eentregar em um posto de coleta.
  7. 7. Integrante: RayanaSérie/turma: 2°AProfessora: Rosângela

×