Rio Grande do Sul

9.962 visualizações

Publicada em

Folclore no Rio Grande do Sul

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.962
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
130
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rio Grande do Sul

  1. 1. Rio Grande do Sul
  2. 2. A origem da Tradição Gaúcha e do Folclore Gaúcho do Estado do Rio Grande do Sul estáfundada na região do Pampa Sul-rio-grandense. Como Núcleo da Formação Gaúcha Brasileira, Folclórica e Tradicional, fora ali que esse Patrimônio Cultural Regionalista, esse saber popular, formara-se na lida dos antepassados gaúchos pampeanos sul-rio-grandenses com o campo, o gado, os cavalos, as ovelhas e os demais serviços atinentes aos campeiros do Pampa Sul-brasileiro. 
  3. 3. É na região do Pampa Sul-rio-grandense, portanto, que se formara o Folcloreverdadeiramente Gaúcho do Rio Grande do Sul, o qual não deve ser confundido com o Folclore Sul-rio-grandense. Este último, mais abrangente, abarca o saber popular correspondente a todo o Estado, englobando desde o conhecimento folclórico das regiõesessencialmente agrícolas, industriais, serranas, litorâneas, coloniais e outras, até aquele derivado exclusivamente dos núcleos urbanos, citadinos, não rurais e não pampeanos. 
  4. 4. O Folclore
  5. 5. Originado da palavra inglesa folk-lore, sugerida em 1846 por William J. Thoms, cuja significação para folk é povo e para lore é estudo, conhecimento, o folclore deve ser entendido como o saber popular e, também, como o estudo desse conhecimento regional, dos usos, costumes e tradições de um determinado povo.  Dessa forma, se folclore é o conjunto cultural de uma determinada comunidade, baseado nas tradições mortas e nas tradições atuais de um grupo de indivíduos, pelas quais expressam sua identidade cultural e social, além dos costumes e dos valores retransmitidos oralmente, repassando-os de geração em geração, obviamente que em todas as partes do mundo cada povo tem o seu respectivo folclore, a sua peculiar forma de manifestar suas crenças, seus usos e seus costumes regionais e regionalista- tradicionais. 
  6. 6. Assim, o folclore encontra-se manifestado na arte, no artesanato, na literatura popular, nas danças regionais, no teatro, na poesia, na música, na comida, nas festas populares, nos brinquedos, nas brincadeiras e nos jogos, nos provérbios, na adivinhação, na medicina popular, nas crendices e nas supertições, nos mitos, nas lendas e em outras manifestações da cultura popular, transmitida basicamente de forma oral. 
  7. 7. Comida e Bebida TípicaChurrasco: O churrasco é a comida típica predominante em todo o estado do Rio Grande do Sul.Chimarrão: É parte da cultura do Rio Grande do Sul e é uma das grandes iguarias cultuado de pais para filhos composta de uma bomba,uma cuia e erva-mate.
  8. 8. Danças TípicasChula: Dança que é praticada só por homens e ela representa um desafio. Uma lança é colocada no chão e três homens em suas extremidades. Eles sapateiam de diversas formas e, após realizar uma sequência de passos, outro dançarino vai executar os movimentos e deve realizar de forma mais difícil que o anterior. Tudo isso acontece sob a música de uma gaita gaúcha. O dançarino que vence o desafio é aquele que realiza uma coreografia mais difícil que os companheiros, quando encosta na vara ou quando por algum motivo perde o ritmo.
  9. 9. Pezinho: tem origens portuguesas e conseguiu atrair adeptos no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Além de dançar, os dançarinos devem cantar no ritmo da música que acompanha os passos. A coreografia se altera entre passos ritmados pelos pés e as duplas que rodam em torno de si.Vaneirão/Vaneira/Vaneirinha: É um ritmo bastante comum no estado e tem suas origens na cidade de Havana, em Cuba. Sua influência incidiu não só sobre o Rio Grande do Sul como também nos sambas do Rio de Janeiro. O nome da dança se altera conforme o ritmo, pois se ele for lento recebe o nome de Vaneirinha, rápido Vaneirão e moderado Vaneira. Os passos são realizados com dois pra lá e dois pra cá, sendo que são alternados com quatro movimentos de cada lado.
  10. 10. Outras danças típicas do Rio Grande do SulChamamé;Xote;Fandango;Bugio;Mazurca;Contrapasso;Marcha;Polca;Milonga;Chimarrita;Rancheira.
  11. 11. Negrinho do Pastoreio
  12. 12. De acordo com a lenda, havia um menino negro escravo, de quatorze anos, que possuía a tarefa de cuidar do pasto e dos cavalos de um rico fazendeiro. Porém, num determinado dia, o menino voltou do trabalho e foiacusado pelo patrão de ter perdido um dos cavalos. O fazendeiro mandou açoitar o menino, que teve que voltar ao pasto para recuperar o cavalo. Após horas procurando, não conseguiuencontrar o tal cavalo. Ao retornará fazenda foi novamente castigado pelo fazendeiro. Desta vez, o patrão, para aumentar o castigo.colocou o menino pelado em cima de um formigueiro.
  13. 13. No dia seguinte, o patrão foi ver a situação do menino escravo e ficou surpreso. O garoto estava livre, sem nenhum ferimento e montado no cavalo baio que havia sumido. Conta a lenda que foi um milagre que salvou o menino, que foi transformado num anjo.
  14. 14. Objetos perdidos O Negrinho do Pastoreio é considerado, por aqueles que acreditam na lenda, como o protetor das pessoas que perdem algo. De acordo com a crença, ao perder algumacoisa, basta pedir para o menino do pastoreio que ele ajuda a encontrar. Em retribuição, apessoa deve acender uma vela ao menino ou comprar uma planta ou flor.
  15. 15. Referências:http://www.bombachalarga.org/ver_educaca o.php?id=31http://dancas-tipicas.info/mos/view/Sul/http://www.suapesquisa.com/folclorebrasileir o/negrinho_pastoreio.htm
  16. 16. Nome: Amandha Duarte RibeiroSérie/Turma: 1º AProfª.: Dinda

×