SlideShare uma empresa Scribd logo
Folclore
Rio de Janeiro
•   A Gruta dos Amores - Uma indiazinha, chamada Poranga, ia
    diariamente encontrar Itanhantã, mas ele não lhe dava a mínima
    atenção. Todos os dias Poranga subia na gruta e cantava,
    esperando Itanhantã chegar, e todos os dias suas lágrimas caíam
    na pedra. O canto e o choro de Poranga não amoleceram o
    coração de Itanhantã, mas suas lágrimas conseguiram abrir um
    buraco na pedra e, certo dia, caíram sobre os olhos do caçador
    adormecido. Ele se assustou e saiu correndo para a sua ubá,
    quando avistou Poranga e disse: "Cunhã-Porã" - moça linda em
    Tupi.
•   No dia seguinte, ao voltar ao seu local de descanso, Itanhantã
    reparou a linda voz da indiazinha e apaixonou-se por ela, e as
    lágrimas de Poranga se transformaram na fonte que existe até hoje
    na Gruta dos Amores. Dizem que quem quiser encontrar um amor
    para a vida inteira, basta beber da fonte da Gruta dos Amores, na
    Ilha de Paquetá, junto com a pessoa amada.
•   Esfinge Carioca - Uma lenda indígena diz que o gigante da Pedra
    da Guanabara foi um índio que assassinou uma jovem índia. Como
    castigo, Nhanderú o transformou em pedra e o obrigou a vigiar a
    Baía. Alguns pescadores afirmam que, às vezes, levanta-se e vai
    passear. Para tal empreendimento, chama as nuvens e cobre os
    morros para ninguém notar a sua ausência.
•   Cirandas de Paraty – Baile popular que acontece na vila de
    pescadores de Tarituba, distrito de Paraty. Dança onde os homens
    sapateiam com tamancos de madeira e as mulheres rodopiam com
    suas saias rodadas. As cirandas são compostas de um conjunto de
    danças: “Chiba Cateretê”, “Flore do Mar”, Caranguejo”, “Ciranda” e
    “Tontinha”.
• Cantigas e histórias – Nesta parte o público relembra cantigas e
  brincadeiras infantis, tais como “Se Esta Rua Fosse Minha”, “Sapo
  Jururu”, “Na Beira do rio”, etc.. Sempre acompanhado de flauta,
  violão e instrumentos de percurssão.
•   Jongo Caxambú – Dança de terreiro de origem negra, dança de
    versos e atabaques, de, ginga e requebrados. Esta dança acontece
    no morro de serrinha.
• Isaac Lorenzi

• 1°C

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cano da roda dos alimentos (msica da rama, que linda rama)
Cano da roda dos alimentos (msica da rama, que linda rama)Cano da roda dos alimentos (msica da rama, que linda rama)
Cano da roda dos alimentos (msica da rama, que linda rama)labeques
 
Alice no país das maravilhas e a matemática
Alice no país das maravilhas e a matemáticaAlice no país das maravilhas e a matemática
Alice no país das maravilhas e a matemáticarmne22
 
Livro: A velhinha que dava nome as coisas
Livro:  A velhinha que dava nome as coisasLivro:  A velhinha que dava nome as coisas
Livro: A velhinha que dava nome as coisasDoris Albuquerque
 
JOGOS PARA ALFABETIZAR
JOGOS PARA ALFABETIZARJOGOS PARA ALFABETIZAR
JOGOS PARA ALFABETIZAREdlauva Santos
 
Nee e respostas educativas
Nee e respostas educativasNee e respostas educativas
Nee e respostas educativasespecial.pombal
 
trabalho de Geografia
trabalho de Geografiatrabalho de Geografia
trabalho de GeografiaAnaTajes
 
A Magia da Estrela do outono.pdf
A Magia da Estrela do outono.pdfA Magia da Estrela do outono.pdf
A Magia da Estrela do outono.pdfMariaCarmen49
 
Jogos na aprendizagem do sistema de numeração decimal caderno 3
Jogos na aprendizagem do sistema de numeração decimal   caderno 3Jogos na aprendizagem do sistema de numeração decimal   caderno 3
Jogos na aprendizagem do sistema de numeração decimal caderno 3Aprender com prazer
 
1. orelhas de_borboleta_
1. orelhas de_borboleta_1. orelhas de_borboleta_
1. orelhas de_borboleta_genarui
 
Plano de aula musica
Plano de aula musicaPlano de aula musica
Plano de aula musicaCSBrites
 
O Transtorno do Espectro do Autismo e a busca de uma Educação Inclusiva de Qu...
O Transtorno do Espectro do Autismo e a busca de uma Educação Inclusiva de Qu...O Transtorno do Espectro do Autismo e a busca de uma Educação Inclusiva de Qu...
O Transtorno do Espectro do Autismo e a busca de uma Educação Inclusiva de Qu...Diane Marli Pereira
 
Conciencia Conhecimento Fonologico
Conciencia Conhecimento FonologicoConciencia Conhecimento Fonologico
Conciencia Conhecimento Fonologicoestercotrim
 
Distúrbios da escrita
 Distúrbios da escrita Distúrbios da escrita
Distúrbios da escritaLatife Frota
 

Mais procurados (20)

Matemática no Pré-escolar
Matemática no Pré-escolarMatemática no Pré-escolar
Matemática no Pré-escolar
 
Cano da roda dos alimentos (msica da rama, que linda rama)
Cano da roda dos alimentos (msica da rama, que linda rama)Cano da roda dos alimentos (msica da rama, que linda rama)
Cano da roda dos alimentos (msica da rama, que linda rama)
 
Alice no país das maravilhas e a matemática
Alice no país das maravilhas e a matemáticaAlice no país das maravilhas e a matemática
Alice no país das maravilhas e a matemática
 
Livro: A velhinha que dava nome as coisas
Livro:  A velhinha que dava nome as coisasLivro:  A velhinha que dava nome as coisas
Livro: A velhinha que dava nome as coisas
 
JOGOS PARA ALFABETIZAR
JOGOS PARA ALFABETIZARJOGOS PARA ALFABETIZAR
JOGOS PARA ALFABETIZAR
 
Nee e respostas educativas
Nee e respostas educativasNee e respostas educativas
Nee e respostas educativas
 
ficha formativa - abecedário sem juízo
ficha formativa - abecedário sem juízoficha formativa - abecedário sem juízo
ficha formativa - abecedário sem juízo
 
trabalho de Geografia
trabalho de Geografiatrabalho de Geografia
trabalho de Geografia
 
A Magia da Estrela do outono.pdf
A Magia da Estrela do outono.pdfA Magia da Estrela do outono.pdf
A Magia da Estrela do outono.pdf
 
Pe de pai
Pe de paiPe de pai
Pe de pai
 
Jogos na aprendizagem do sistema de numeração decimal caderno 3
Jogos na aprendizagem do sistema de numeração decimal   caderno 3Jogos na aprendizagem do sistema de numeração decimal   caderno 3
Jogos na aprendizagem do sistema de numeração decimal caderno 3
 
Sistemas numéricos: Evolução
Sistemas numéricos: EvoluçãoSistemas numéricos: Evolução
Sistemas numéricos: Evolução
 
1. orelhas de_borboleta_
1. orelhas de_borboleta_1. orelhas de_borboleta_
1. orelhas de_borboleta_
 
Formas geométricas
Formas geométricasFormas geométricas
Formas geométricas
 
O espirro do vulcão
O espirro do vulcãoO espirro do vulcão
O espirro do vulcão
 
Plano de aula musica
Plano de aula musicaPlano de aula musica
Plano de aula musica
 
O Transtorno do Espectro do Autismo e a busca de uma Educação Inclusiva de Qu...
O Transtorno do Espectro do Autismo e a busca de uma Educação Inclusiva de Qu...O Transtorno do Espectro do Autismo e a busca de uma Educação Inclusiva de Qu...
O Transtorno do Espectro do Autismo e a busca de uma Educação Inclusiva de Qu...
 
Conciencia Conhecimento Fonologico
Conciencia Conhecimento FonologicoConciencia Conhecimento Fonologico
Conciencia Conhecimento Fonologico
 
Projecto curricular sala dos 5 anos
Projecto curricular  sala dos 5 anosProjecto curricular  sala dos 5 anos
Projecto curricular sala dos 5 anos
 
Distúrbios da escrita
 Distúrbios da escrita Distúrbios da escrita
Distúrbios da escrita
 

Destaque

Cultura e folclore do Rio Grande do Sul
Cultura e folclore do Rio Grande do SulCultura e folclore do Rio Grande do Sul
Cultura e folclore do Rio Grande do SulChaiane23
 
Lenda 501 maria paula
Lenda 501 maria paulaLenda 501 maria paula
Lenda 501 maria paulafernandordem1
 
Lendas 4ª série B e 4ª série C
Lendas 4ª série B e 4ª série CLendas 4ª série B e 4ª série C
Lendas 4ª série B e 4ª série Cemefjardel1
 
Direito penal parte geral
Direito penal parte geralDireito penal parte geral
Direito penal parte geralmariocanel
 

Destaque (6)

Cultura e folclore do Rio Grande do Sul
Cultura e folclore do Rio Grande do SulCultura e folclore do Rio Grande do Sul
Cultura e folclore do Rio Grande do Sul
 
Parana 2
Parana 2Parana 2
Parana 2
 
DIA DO FOLCLORE
DIA DO FOLCLOREDIA DO FOLCLORE
DIA DO FOLCLORE
 
Lenda 501 maria paula
Lenda 501 maria paulaLenda 501 maria paula
Lenda 501 maria paula
 
Lendas 4ª série B e 4ª série C
Lendas 4ª série B e 4ª série CLendas 4ª série B e 4ª série C
Lendas 4ª série B e 4ª série C
 
Direito penal parte geral
Direito penal parte geralDireito penal parte geral
Direito penal parte geral
 

Semelhante a Folclore rio de janeiro

Índios- Cultura indígena
Índios- Cultura indígenaÍndios- Cultura indígena
Índios- Cultura indígenaEmef Madalena
 
A verdadeira história da lenda do boto - o pedófilo sedutor.
A verdadeira história da lenda do boto - o pedófilo sedutor.A verdadeira história da lenda do boto - o pedófilo sedutor.
A verdadeira história da lenda do boto - o pedófilo sedutor.Ojr Bentes
 
CPLP_miolo-contos.pdf
CPLP_miolo-contos.pdfCPLP_miolo-contos.pdf
CPLP_miolo-contos.pdfbiblioteca123
 
17302200 Espiritismo Infantil Historia 63
17302200 Espiritismo Infantil Historia 6317302200 Espiritismo Infantil Historia 63
17302200 Espiritismo Infantil Historia 63Ana Cristina Freitas
 
So Paraense Sabe
So Paraense SabeSo Paraense Sabe
So Paraense SabeRosa Silva
 
So paraense-sabe-1227184177026624-8
So paraense-sabe-1227184177026624-8So paraense-sabe-1227184177026624-8
So paraense-sabe-1227184177026624-8Tânia Maria
 
José rúben, bea e andreia 7º6
José rúben, bea e andreia 7º6José rúben, bea e andreia 7º6
José rúben, bea e andreia 7º61324658709
 
José rúben, bea e andreia 7º6
José rúben, bea e andreia 7º6José rúben, bea e andreia 7º6
José rúben, bea e andreia 7º61324658709
 
Penha garcia 1
Penha garcia 1Penha garcia 1
Penha garcia 1jsargento
 
Video agua-de-todas-as-aguas
Video agua-de-todas-as-aguasVideo agua-de-todas-as-aguas
Video agua-de-todas-as-aguasMariadasMerces
 
Video agua-de-todas-as-aguas
Video agua-de-todas-as-aguasVideo agua-de-todas-as-aguas
Video agua-de-todas-as-aguasMariadasMerces
 
Sequência didática Guarapari
Sequência didática GuarapariSequência didática Guarapari
Sequência didática Guaraparimg29
 
Ttttttttttttttttttttttt
TttttttttttttttttttttttTtttttttttttttttttttttt
Tttttttttttttttttttttttcamila8813
 

Semelhante a Folclore rio de janeiro (20)

Gruta dos amores
Gruta dos amoresGruta dos amores
Gruta dos amores
 
Interpretação Textual (Sexto Ano)
Interpretação Textual (Sexto Ano)Interpretação Textual (Sexto Ano)
Interpretação Textual (Sexto Ano)
 
Índios- Cultura indígena
Índios- Cultura indígenaÍndios- Cultura indígena
Índios- Cultura indígena
 
Musicas da tafona
Musicas da tafonaMusicas da tafona
Musicas da tafona
 
Lendas.ppt
Lendas.pptLendas.ppt
Lendas.ppt
 
A verdadeira história da lenda do boto - o pedófilo sedutor.
A verdadeira história da lenda do boto - o pedófilo sedutor.A verdadeira história da lenda do boto - o pedófilo sedutor.
A verdadeira história da lenda do boto - o pedófilo sedutor.
 
CPLP_miolo-contos.pdf
CPLP_miolo-contos.pdfCPLP_miolo-contos.pdf
CPLP_miolo-contos.pdf
 
17302200 Espiritismo Infantil Historia 63
17302200 Espiritismo Infantil Historia 6317302200 Espiritismo Infantil Historia 63
17302200 Espiritismo Infantil Historia 63
 
Cplp miolo contos
Cplp miolo contosCplp miolo contos
Cplp miolo contos
 
So Paraense Sabe
So Paraense SabeSo Paraense Sabe
So Paraense Sabe
 
So paraense-sabe-1227184177026624-8
So paraense-sabe-1227184177026624-8So paraense-sabe-1227184177026624-8
So paraense-sabe-1227184177026624-8
 
José rúben, bea e andreia 7º6
José rúben, bea e andreia 7º6José rúben, bea e andreia 7º6
José rúben, bea e andreia 7º6
 
José rúben, bea e andreia 7º6
José rúben, bea e andreia 7º6José rúben, bea e andreia 7º6
José rúben, bea e andreia 7º6
 
Penha garcia 1
Penha garcia 1Penha garcia 1
Penha garcia 1
 
Video agua-de-todas-as-aguas
Video agua-de-todas-as-aguasVideo agua-de-todas-as-aguas
Video agua-de-todas-as-aguas
 
Video agua-de-todas-as-aguas
Video agua-de-todas-as-aguasVideo agua-de-todas-as-aguas
Video agua-de-todas-as-aguas
 
Sequência didática Guarapari
Sequência didática GuarapariSequência didática Guarapari
Sequência didática Guarapari
 
Segredo riocr (2)
Segredo riocr (2)Segredo riocr (2)
Segredo riocr (2)
 
Ttttttttttttttttttttttt
TttttttttttttttttttttttTtttttttttttttttttttttt
Ttttttttttttttttttttttt
 
Cb oqe. folc
Cb oqe. folcCb oqe. folc
Cb oqe. folc
 

Mais de soradinda_59 (20)

Distrito federal julio
Distrito federal julioDistrito federal julio
Distrito federal julio
 
São paulo
São pauloSão paulo
São paulo
 
Santa catarina
Santa catarinaSanta catarina
Santa catarina
 
Rio Grande do Sul
Rio Grande do SulRio Grande do Sul
Rio Grande do Sul
 
Lixo plastico
Lixo plasticoLixo plastico
Lixo plastico
 
Apolo
ApoloApolo
Apolo
 
Perseu
PerseuPerseu
Perseu
 
Selene
SeleneSelene
Selene
 
Selene
SeleneSelene
Selene
 
Pegasus
PegasusPegasus
Pegasus
 
Mnemósine
MnemósineMnemósine
Mnemósine
 
Medusa
MedusaMedusa
Medusa
 
Hermes
HermesHermes
Hermes
 
Hera
HeraHera
Hera
 
Atena
AtenaAtena
Atena
 
Aquiles
AquilesAquiles
Aquiles
 
Apolo
ApoloApolo
Apolo
 
Orfeu
OrfeuOrfeu
Orfeu
 
Hércules
HérculesHércules
Hércules
 
Hera
HeraHera
Hera
 

Folclore rio de janeiro

  • 2. A Gruta dos Amores - Uma indiazinha, chamada Poranga, ia diariamente encontrar Itanhantã, mas ele não lhe dava a mínima atenção. Todos os dias Poranga subia na gruta e cantava, esperando Itanhantã chegar, e todos os dias suas lágrimas caíam na pedra. O canto e o choro de Poranga não amoleceram o coração de Itanhantã, mas suas lágrimas conseguiram abrir um buraco na pedra e, certo dia, caíram sobre os olhos do caçador adormecido. Ele se assustou e saiu correndo para a sua ubá, quando avistou Poranga e disse: "Cunhã-Porã" - moça linda em Tupi.
  • 3. No dia seguinte, ao voltar ao seu local de descanso, Itanhantã reparou a linda voz da indiazinha e apaixonou-se por ela, e as lágrimas de Poranga se transformaram na fonte que existe até hoje na Gruta dos Amores. Dizem que quem quiser encontrar um amor para a vida inteira, basta beber da fonte da Gruta dos Amores, na Ilha de Paquetá, junto com a pessoa amada.
  • 4.
  • 5. Esfinge Carioca - Uma lenda indígena diz que o gigante da Pedra da Guanabara foi um índio que assassinou uma jovem índia. Como castigo, Nhanderú o transformou em pedra e o obrigou a vigiar a Baía. Alguns pescadores afirmam que, às vezes, levanta-se e vai passear. Para tal empreendimento, chama as nuvens e cobre os morros para ninguém notar a sua ausência.
  • 6.
  • 7. Cirandas de Paraty – Baile popular que acontece na vila de pescadores de Tarituba, distrito de Paraty. Dança onde os homens sapateiam com tamancos de madeira e as mulheres rodopiam com suas saias rodadas. As cirandas são compostas de um conjunto de danças: “Chiba Cateretê”, “Flore do Mar”, Caranguejo”, “Ciranda” e “Tontinha”.
  • 8.
  • 9.
  • 10. • Cantigas e histórias – Nesta parte o público relembra cantigas e brincadeiras infantis, tais como “Se Esta Rua Fosse Minha”, “Sapo Jururu”, “Na Beira do rio”, etc.. Sempre acompanhado de flauta, violão e instrumentos de percurssão.
  • 11. Jongo Caxambú – Dança de terreiro de origem negra, dança de versos e atabaques, de, ginga e requebrados. Esta dança acontece no morro de serrinha.
  • 12.