[Garoto] 28 06 13

1.601 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.601
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.304
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[Garoto] 28 06 13

  1. 1. Informativo dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do ES - 28 de junho de 2013 - Distribuição: Garoto A situação é MUITO sé- ria! Após muita pressão e co- brança do Sindicato, a Garoto começa a admitir (mesmo ne- gando ainda algumas informa- ções) que está terceirizando a fabricação e a embalagem de produtos para outras unida- des da Nestlé e pequenas em- presas terceirizadas. A transfe- rência dessas atividades para outros lugares preocupam o Sindicato, porque cada item fabricado externamente tem como consequência direta a redução de postos de trabalho na Garoto, a evasão de im- postos do nosso município e o enfraquecimento do mercado local, prejudicando milhares de empregos indiretos. Após cobranças insisten- tes do Sindialimentação, a em- presa admite a terceirização (embora não use essa palavra) de produtos e/ou embalagens em unidades da Nestlé em São Paulo e Bahia. O Sindicato também está investigando a Terceirização da produção na Garoto coloca postos de trabalho em risco Sindialimentação já apurou diversos casos de produtos Garoto que estão sendo fabricados em outros estados. Empresa omite, mas investigações comprovam denúncias. Ato em Defesa do nosso Futuro Data: 3 de julho (quarta-feira) Hora: 13h e 14h15 Local: entrada dos vestiários ocorrência do mesmo fato em outros estados. A Garoto também reco- nhece a produção terceiriza- da da embalagem externa da linha Gift, como o Serenata em forma de coração. A empre- sa alega que a produção em pequena escala não compen- saria o investimento em maqui- nário para a fabricação em Vila Velha. Mas a empresa confes- sa que a unidade de Feira de Santana, na Bahia, está emba- lando a caixinha amarela de 200g. Nessa fábrica, os traba- lhadores ganham menos, têm menos benefícios e a isenção de impostos chega a 80%, se- gundo o Sindicato local. Está claro que a empre- sa pretende lucrar às custas da eliminação de nossos pos- tos de trabalho. Para o Sindia- limentação, o investimento deve ser feito aqui, em terras capixabas. No dia 3 de julho, você tem um compromisso com o seu futuro! O Sindialimentação convida a categoria a ir para a rua do vestiário da Garoto, nos horários de entrada e saída. Vamos apresen- tar um conjunto de propostas para fortalecer nos- sa luta contra a terceirização, as consequentes demissões (principalmente de trabalhadores do- entes) e a enorme sobrecarga de trabalho. Essa luta é nossa! Cada trabalhador deve fazer parte da luta em defesa do seu futuro, do seu emprego e de melhorias das condições de tra- balho! Coloque aí na sua agenda! Ato em Defesa do nosso Futuro: às 13h e 14h15 do dia 3 de julho. Convidamos os trabalhadores do período noturno a participar do ato nos dois horários. Seja ativo! Não terceirize seu futuro deixando que outros façam a luta que é sua. Participe do Ato em Defesa do nosso Futuro! Nossa luta já resultou no retorno da produção do bombom Surreal amendoim que estava sendo irregular- mente feito na unidade da Nestlé de Caçapava. Mas precisamos avançar mais. Nossa meta é que NE- NHUM produto seja fabricado fora da Garoto! Queremos nossa produção em mãos capixabas! Do Surreal ao Real • OLGBER – Caçapava (São Paulo) • J. Marino Ind. E Comércio S/A – Catanduva (São Paulo) • Manibom Produtos Alimentícios – Marília (São Paulo) • Chocolates Araucária – Campos do Jordão (São Paulo) Teria feito o ovo Talento da caixa quadrada • CEPAM (São Paulo) Fez o Serenata em formato de coração • Nestlé Feira de Santana (Bahia) Estaria embalando caixa sortidos 200g • Nestlé Caçapava – Estaria embalando caixa sortidos 400g Empresas investigadas por fabricar e/ou embalar produtos Garoto
  2. 2. Desde que a Nestlé assumiu a Garoto, a luta do Sindialimentação tem sido implacável para pro- teger os postos de trabalho e a permanência da Garoto no Espírito Santo. Lutamos muito contra a tentativa de terceirização que a Nestlé promoveu História de contra a fragmentação A Garoto estava em crise, acumulava prejuízos e a antiga direção tentava tirar direitos vitais dos traba- lhadores durante negociação do acordo coletivo. O exemplo era claro: na crise, os patrões queriam que o trabalhador pagasse a conta. Nossa brava categoria seguiu o Sindicato e re- alizou a maior greve que Vila Velha já testemunhou. Resultado: mantivemos nossos direitos e garantimos as reivindicações dos trabalhadores. Com isso, o Sindiali- mentação também negociou 4 meses de estabilidade para todos os trabalhadores. Enquanto lutávamos para proteger nossos direitos, nas costas dos trabalhadores, a empresa era vendida. O Sindicato fez protestos contra a antiga direção contra a traição de vender a última empresa nacional. A Nes- tlé assumiu a Garoto. Nova gestão, muitas mudanças e sempre a mesma resistência em proteger os direitos dos trabalhadores. Quem cala, consente. A em- presa não negou, em reunião com o Sindicato, que grande parte da produção de ovos de Páscoa de 2014 será transferida para outras fá- bricas. O Sindialimentação conside- ra o silêncio como uma afirmação. Ao mesmo tempo, a empresa afirma que haverá poucas contrata- ções de temporários para a Páscoa e a produção ficará por conta da mão de obra efetiva. Será esse um Páscoa terceirizada? sinal de redução da produção ou a confirmação de que parte dela será terceirizada? Ao deslocar a mão de obra local (que já é deficitária) para as linhas de Páscoa sem novas con- tratações, resta a dúvida: Quem vai fabricar os demais produtos? Mais empresas terceirizadas? Está claro que a estratégia da Garoto é aumentar suas possibilida- des lucrativas sem a menor preocu- pação com o impacto social que possa causar. Diante da importân- cia da fábrica em nossa região, essa estratégia atinge os trabalhadores, o município e o estado. E isso não podemos permitir! Venha para a luta impedir que destruam nosso patrimônio e colo- quem em risco nossos empregos. 2001 Garoto em crise, greve para garantir direitos 2002 Traição: última fábrica nacional de chocolates é vendida logo que chegou aqui. Foram diversas ações em ní- vel municipal, estadual e até nacional. Conheça nosso histórico de lutas e entenda porque é importante permanecer atento e ativo para proteger nosso futuro. luta
  3. 3. Três anos após a Nestlé assumir a Garoto, o Conselho de Adminis- tração Econômica (CADE) interferiu no processo de compra da Garoto e determinou que a Nestlé deveria revender a empresa por considerar monopólio. No meio do processo de avaliação da compra a Nestlé firmou com o CADE o acordo de reversibilidade, assumindo o com- promisso de não promover grandes mudanças como no parque fabril. O órgão pode e deve avaliar o mercado, mas em sua decisão, a CADE abriu uma brecha para frag- mentar a empresa. Na alínea “C” indica que a empresa pode ser ven- dida em pedaços (marca para um, O Sindialimentação apurou e descobriu que a empresa esta- va embalando ovos de Páscoa na indústria Tangará, na Darly Santos. Imediatamente, o Sindicato agiu. Fi- zemos protestos na porta da fábrica, organizamos audiências públicas e a Nestlé recuou em sua primeira tentativa de terceirizar a produção. Para fortalecer o acordo de reversibilidade, o Sindialimentação mobilizou a CUT Nacional para par- ticipar em conjunto de uma reunião com a Nestlé e pressionar pela as- sinatura de um termo de compro- misso com os trabalhadores e com a sociedade de que manteria a fábrica e os postos de trabalho no estado. A empresa aceitou firmar o acordo. 2004 2005 HOJE Luta contra a fragmentação parque fabril para outros, receita para outros). Dian- te da gravidade da situação, en- tramos na justi- ça pela retirada dessa cláusula. Se a Nestlé tives- se que revender a empresa à outra companhia, deveria ser por inteiro. A Nestlé entrou na justiça para manter a cláusula, o que indicava sua in- tenção em fragmentar a Garo- to, caso nãos ficasse com ela. Com o recurso, a situação foi revertida e hoje, se tiver de ser vendida, poderá acontecer o fim da empresa em Vila Velha. Fizemos o abraço à fábrica, colhemos 10 mil assinaturas em apoio à nossa luta, fizemos reuni- ões com representantes do CADE, mobilizamos importantes lideranças comunitárias e políticas. Defende- mos os interesses dos trabalhadores em audiências públicas. Nestlé assina compromisso com Sindicato e CUT Nacional Sindicato barra terceirização de ovos de Páscoa Julgamento corre no TRF Acionamos o Ministério do Tra- balho e realizamos uma audiência com o então Presidente da Repú- blica, Luís Inácio da Silva para tratar do assunto. A atual diretoria do Sindia- limentação foi ao CADE, que se comprometeu a analisar nova- mente a autorização da venda fracionada, após a decisão ju- dicial a respeito do caso. O Tribunal Regional Fede- ral (TRF) da Primeira Região, em Brasília, está julgando o proces- so que discute a questão da Nestlé ser obrigada ou não a vender a Garoto. Por enquanto, a tendên- cia é que o TRF determine que o CADE volte a jugar a compra da Garoto pela Nestlé.
  4. 4. INFORMATIVO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO DO ES Estrada Jerônimo Monteiro, 1732 - Vila Velha - ES Telefone: 3339-5027 E-mail: comunica.sindi@terra.com.br COORDENADORA GERAL DO SINDICATO Linda Morais COORDENADOR DA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO Elifas Medeiros EDIÇÃO E DIAGRAMAÇÃO Sylvia Ruth ESTAGIÁRIA Marina Denadai A Nestlé tenta minimizar as demissões alegando que está contratando. Mas, para os trabalhadores, existe sim a re- dução dos postos de trabalho. A empresa informa que a maioria das con- tratações é de promotores de vendas. Cer- tamente, é importante investir nesse tipo de contratação para incrementar as ven- das, mas essa contratação externa não supre a necessidade de mão de obra nas linhas de produção. Preencha, destaque e entregue o formulário ao lado no Espaço Atitude ou na sede do Sindialimentação nesta quinta-feira, 1º de julho (segunda-feira). Estaremos de plantão nos horários de entrada e saída dos turnos. Essa pesquisa vai nos ajudar a fazer o mapa da insuficiência de mão de obra na fábrica Colabore conosco! Agradecemospelasuaparticipação!Destaque,preenchaeentregueesteformulárionoEspaçoAtitudeounasededoSindialimentaçãonodia1ºdejulho(segunda-feira) Novas contratações não chegaram na produção Participe da pesquisa sobre a redução de postos de trabalho Houvereduçãodemão-de-obranoseusetor? ()Sim()Não Sesim,emqualsetoreemquallocalexatamente?________________________________________________________________________________ Quantospostosforameliminados?________________________________________________________________________________________________ Qualcargofoiextinto?___________________________________________________________________________________________________________ O Sindialimentação já fez um primeiro levantamento so- bre a necessidade de contratação de mão-de-obra e você poderá colaborar ainda mais. Responda a pesquisa ao lado, recorte e deposite na urna do Sindicato que estará disponível no dia 1º de julho (segunda-feira) em todos os horários de en- trada e saída dos turnos, ou entregue na sede do Sindicato. Sua participação é muito importante! O SINDICATO EXIGE A RECOMPOSICAO DE TRABALHADORES NO MESMO SETOR facebook.com/SindialimentacaoAtitude Junte-se a nós também no Facebook!

×