Latim forense

901 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
901
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Latim forense

  1. 1. O latim e a história do Direito Romano Raimundo Isídio de Sousa
  2. 2. O direito romano, até os dias de hoje está presente na cultura ocidental, assim como o latim, que deu origem a língua portuguesa, francesa, italiana e espanhola .
  3. 3. A língua romana era o latim, que depois de um tempo espalhou-se pelos quatro cantos do império, dando origem na Idade Média, ao português, francês, italiano e espanhol.
  4. 4. Da inteligência e do talento político dos romanos, nasceu um fruto que foi colhido por toda a humanidade: o direito. O direito romano é uma das grandes fontes do direito contemporâneo em todos os países, e não apenas naqueles onde se faz sentir o efeito direto de sua cultura.
  5. 5. O latim era a língua falada no Lácio (Latium), região central da Itália,  onde  fica a cidade de Roma. Mas não era a única língua falada na península  itálica,  onde também se falava o osco, o umbro, o etrusco e também o grego. No entanto, o latim prevaleceu sobre as demais, ajudada pelas grandes conquistas militares dos romanos.
  6. 6. Para chegar à construção de um direito universal, natural, racional, humano, Roma teve que superar a própria nacionalidade. Instaurado o Império, Roma não desnatura o seu gênio político original, mas realiza-o, desenvolve-o, valoriza-o, pois Roma era naturalmente feita para se tornar a capital do mundo, caput mundi . E, paralelamente, o direito romano no corpus juris justiniano é o lógico desenvolvimento do original germe jurídico, que, surgindo na família, expande-se através da cidade e do estado, e culmina no Império. Do direito civil chega até ao direito das gentes, antes, até aquele direito natural, a que chega a filosofia pelos caminhos da razão
  7. 7. PRIMEIRA Caso DECLINAÇÃO Singular LATINA Plural Nominativo — a — ae Genitivo — ae — ārum Dativo — ae — īs Acusativo — am — ās Ablativo — ā — īs Vocativo — a — ae
  8. 8. Vamos declinar Lingua, -ae (f) = língua Vita, -ae (f) = vida stella -ae ( f) = estrela scientia, -ae ( f) = ciência, sabedoria, conhecimento
  9. 9. Tradução "Non scholae sed vitae discimus" (Sêneca) Aprendemos não para a escola, "Et ipsa scientia potestas est" . (Francis Bacon) E conhecimento em si é poder. Sine scientia ars nihil est. [A] arte [não] é nada sem [a] ciência. mas para a vida.

×