Your SlideShare is downloading. ×
  • Curtir
Ocupaçao de mato_grosso_do_sul_–_domínio
Próximos SlideShare
Carregando em...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Ocupaçao de mato_grosso_do_sul_–_domínio

  • 686 visualizações
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Seja o primeiro a comentar
    Be the first to like this
Sem downloads

Visualizações

Visualizações totais
686
On SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0

Ações

Compartilhamentos
Downloads
8
Comentários
0
Curtidas
0

Incorporar 0

No embeds

Conteúdo do relatório

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
    No notes for slide

Transcript

  • 1. E. E. CAMILO BONFIMOCUPAÇÃO DE MATO GROSSO DO SUL – DOMÍNIO DE PORTUGAL
  • 2. Tratado de Madri• Somente com o Tratado de Madri, em 1750, que a posse das terras do atual estado de Mato Grosso do Sul passa legalmente para os portugueses;• Com o aumento da mineração, o governo português modificou a forma de administração na metade do século XVIII. E para obter uma melhora na fiscalização da arrecadação de impostos e na mineração, criaram a Capitania;• Após sua criação, a Capitania foi administrada por um subordinado do rei, D. Antonio Rolim de Moura Tavares, que recebeu ordens para criar a sede de seu Governo no limite da fronteira com os espanhois. Criando assim a Vila Bela da Santíssima Trindade, onde seria a capital da Capitania, mas mais tarde foi transferida para Cuiabá;• Em 1748, a Capitania foi incorporada ao Brasil pelo Tratado de Madri, com isso os portugueses conseguiram a posse sobre as jazidas de metais preciosos em Cuiaba. Mas esse descoberta fez
  • 3. Fortes Militares• Os portugueses construíram Fortes Militares, para manter a defesa do acordo e defenderem as terras contra colonos espanhois, também contra os ataques de indígenas que para defenderem suas terras invadidas reagiam com violência;• Alguns destes Fortes Militares se tornaram nucleos de povoamentos, como, o Forte Coimbra, Forte Miranda, e o Forte Albuquerque ;
  • 4. Forte Coimbra• Fundado em 1775, criado na margem direita do rio Paraguai (Hoje situado em Corumbá). O tenente-coronel Ricardo Franco de Almeida Serra, criou o Forte com a intenção de proteger dos ataques espanhois e a agressividade dos índios Guaicuru e Paiaguá;
  • 5. Forte Miranda• Construído em 1778, deu origem a cidade de Miranda, foi ao redor desse Forte que se estabeleceram os primeiros moradores. Segundo alguns historiadores , cerca de cinquenta pessoas(maioria composta por índios nativos) moravam nesse vilarejo em casas de pau a pique e adobe.
  • 6. Forte Albuquerque• A cidade de Corumbá surgiu a partir da instalação desse Forte, em 1778;• Em 1850, foi elevada à vila sob o governo imperial, e a área ocupada por Corumbá abrangia todos os municípios que hoje são parte de Mato Grosso do Sul;• Corumbá foi se destacando como polo econômico regional por meio de uma pequena atividade pecuária e do comercio. Mas seu contato com o resto do país era muito difícil;• Durante Guerra do Paraguai, de 1865 a 1870, Corumbá ficou ainda mais isolada, pois a navegação pelo rio Paraguai ficou interrompida, apenas em 1867 a cidade foi retomada por tropas vinda de Cuiabá. Após esse conflito, Corumbá ficou destruída, e no pós-guerra a tarefa foi a recuperação das terras e reconstrução da propriedades e o reinicio das atividades econômicas;• Aos poucos Corumba retomou seu lugar como principal centro economico de Mato Grosso, mas com a chegada da
  • 7. • Escola Estadual Camilo Bonfim • Alunos: Ariel, Guilherme e Gustavo • 3ºB