Cmc6 7-2015

233 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
233
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cmc6 7-2015

  1. 1. CMC adquiriu 19 painéis solares instalados em escolas básicas A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) adquiriu um conjunto de 19 painéis solares, montados em telhados de escolas do Ensino Básico (EB 1) do concelho, no valor total de 110.700 euros (com IVA incluído). Este circuito de produção de energia “limpa” e ecológica inclui 19 sistemas de microprodução de eletricidade, incluindo painéis solares fotovoltaicos, coletores solares térmicos e infraestruturas elétricas de suporte e de águas. Os painéis foram inicialmente instalados, por uma empresa privada, e a respetiva produção de energia elétrica era vendida à EDP. A maior parte dessa receita, 85%, cabia à empresa, e os restantes 15% à CMC. Entretanto, verificou-se a falência da empresa privada e os respetivos créditos passaram para uma instituição bancária. Por seu turno, o banco propôs ao município uma de duas hipóteses: a aquisição dos painéis solares ou a retirada dos mesmos. Tendo a CMC optado pela compra, uma vez que o contrato com a EDP se mantém em vigor e a autarquia passa a receber o total da receita proveniente da produção desta eletricidade limpa, os referidos 110.700 euros investidos na compra serão amortizados num prazo inferior a três anos. Os painéis solares estão instalados nas EB1 de: Adémia, Almalaguês, Almas de Freire, Areeiro, Brasfemes, Casais, Ceira, Coselhas, Fala, Ingote, Norton de Matos, Olivais, Pedrulha, Ribeira de Frades, S. Martinho do Bispo, Solum, Souselas, Tovim e Vale das Flores. Dois postos de combustíveis poderão render 4,3 milhões de euros O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) irá apreciar e votar dois relatórios preliminares sobre concursos públicos para a instalação de dois postos de combustíveis, na Adémia e Guarda Inglesa, que, caso se concretizem, vão render ao município 4,3 milhões
  2. 2. de euros. No caso de Adémia/Ponte de Eiras, trata-se de uma cedência de utilização privativa, exploração e construção em direito de superfície, durante 20 anos, de um posto de abastecimento de combustíveis, estação de serviço e estabelecimento de restauração e bebidas. Neste caso, o relatório preliminar do júri propõe adjudicar à BP, cuja proposta (a mais elevada de todos os concorrentes) ascende a 2,8 milhões de euros. No caso da Guarda Inglesa, o objeto do contrato inclui cedência de utilização privativa, exploração e construção em direito de superfície, durante 20 anos, de um posto de abastecimento de combustíveis e estação de serviço. Neste caso, o relatório preliminar do júri propõe adjudicar à Cepsa, cuja proposta é de 1,5 milhões de euros. Três doações ao Município de Coimbra O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) irá analisar e votar, na sua próxima reunião, três propostas de doação. Uma delas pertence a Vasco Pereira da Costa. O pintor, escritor e antigo diretor de departamento da CMC propõe-se doar um quadro que esteve patente numa exposição na Galeria Pinho Dinis, de 14 de maio a 13 de junho. Por seu turno, o diretor e proprietário do “Jornal de Coimbra” e do jornal “Centro”, Jorge Castilho, apresentou uma proposta de doação à CMC, de centenas de fotografias impressas em papel (a preto e branco e a cores) que ilustram a história da cidade de Coimbra, do distrito e até do país, bem como da maioria dos seus protagonistas. O material, da autoria de diversos autores, encontra-se reunido por temas, no total de 6.518 envelopes. Esta doação considera-se de interesse municipal, devido ao papel evidente destas publicações em termos de imprensa local e nacional, a relevância e valor das fotografias e o registo dos acontecimentos da época.
  3. 3. Por último, a empresa “A Toga” propõe-se doar à CMC uma capa de estudante. Esta, conjuntamente com uma guitarra, ficará exposta no Núcleo da Guitarra e do Fado de Coimbra. Através dos seus telemóveis, os visitantes poderão fazer fotos ou vídeos, usando estes dois objetos, e contribuindo, deste modo, para a divulgação do novo Núcleo.
  4. 4. 100 mil euros para os Bombeiros Voluntários de Coimbra e Brasfemes O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) irá apreciar e votar uma proposta de apoio financeiro às Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários (AHBV) de Coimbra e Brasfemes, referente a 2015, num montante total de 100 mil euros (50 mil para cada uma destas instituições). As AHBV existentes no Município de Coimbra são organizações fundamentais para o cumprimento de missões estratégicas de Proteção Civil, para além das atividades de caráter social que fomentam. A manutenção destas estruturas comporta naturalmente um custo elevado com instalações, equipamentos operacionais, combustíveis, equipamentos de proteção individual e salários das equipas permanentes, despesas que as Associações não poderão suportar recorrendo apenas às quotizações dos seus associados. A CMC propõe, assim, conceder um apoio de 50.000 euros a cada uma das AHBV, a de Coimbra e a de Brasfemes, para a correta existência e funcionamento de meios de proteção civil no município e para o reconhecimento da atividade quotidiana dos Bombeiros Voluntários.

×