Meio milhão de euros para requalificar Terreiro da Erva
A proposta de adjudicação da empreitada de arranjo urbanístico e p...
Haverá bancos de ferro fundido e madeira e bancos com assento em granito. A circulação
automóvel será condicionada, permit...
Compra de cinco autocarros novos para os SMTUC a concurso
A abertura de um concurso público para o fornecimento de cinco a...
Recentemente, a CMC adquiriu cinco autocarros usados para os SMTUC, que entraram ao
serviço no final de 2014/início de 201...
qualquer terminal Multibanco e não apenas no que se encontra na área de Atendimento
dos Paços do Município.
Refeições esco...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reunião do Executivo Municipal de Coimbra | 3 DE AGOSTO DE 2015

301 visualizações

Publicada em

Informação sobre a reunião do Executivo Municipal de Coimbra, esta segunda-feira, 3 de Agosto de 2015.
Destaque para:
• Meio milhão de euros para requalificar Terreiro da Erva
• Compra de cinco autocarros novos para os SMTUC a concurso
• CMC requalifica imóvel de que é proprietária no Beco das Canivetas
• Pagamentos BdE possíveis em qualquer terminal Multibanco
• Refeições escolares no valor de 1,7 M€ em contrato

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reunião do Executivo Municipal de Coimbra | 3 DE AGOSTO DE 2015

  1. 1. Meio milhão de euros para requalificar Terreiro da Erva A proposta de adjudicação da empreitada de arranjo urbanístico e paisagístico do Terreiro da Erva é um dos pontos a ser apreciado e votado na reunião do executivo da Câmara Municipal de Coimbra da próxima segunda-feira. O júri, constituído por cinco técnicos municipais, propõe que a obra seja adjudicada à empresa Vibeiras SA, pelo valor de 490.463,58 euros mais IVA (totalizando 519.891,39 euros). O montante proposto para adjudicação é significativamente inferior ao preço base deste concurso (613.602,17 euros mais IVA). Apresentaram-se a concurso 11 empresas, tendo sido excluídas quatro, uma por entrega tardia de proposta e três por não apresentação de documentos. A empreitada, com um prazo de execução de oito meses, permitirá dignificar um espaço localizado na Baixa da cidade e inserido na Zona Especial de Proteção do Bem Inscrito na Lista de Património Mundial da Unesco – Universidade de Coimbra, Alta e Sofia. Graças a esta intervenção, o estacionamento excessivo que hoje prevalece no Terreiro da Erva irá desaparecer, prevendo-se apenas lugares para moradores e comerciantes. Em vez de um terreiro ocupado por carros, surgirá uma área de lazer, com praça e esplanadas, pensada para a fruição de moradores, munícipes, visitantes/turistas. A nova praça, em granito, e com guias em calçada de seixo rolado cuja disposição formará losangos, ficará no centro do renovado Terreiro da Erva. À volta desta predominará o calcário. Ou seja, no lugar do atual alcatrão, o piso será revestido por materiais mais nobres como seixo rolado, granito e calcário. A envolver parte da praça central irá nascer uma área arborizada, no Quintal do Pior. Aqui, será aplicado tijolo cerâmico vermelho nos hexágonos em torno das árvores, como referência à ancestral presença de indústrias cerâmicas nesta zona.
  2. 2. Haverá bancos de ferro fundido e madeira e bancos com assento em granito. A circulação automóvel será condicionada, permitindo-se apenas o acesso de entrada pela Rua do Carmo e saída pelo Adro de Santa Justa, com recurso a pilaretes de ferro para delimitação das zonas exclusivamente pedonais. Ainda assim, poderão verificar-se acessos pontuais a estas áreas em casos de emergências, eventos etc.. Os atuais contentores de lixo serão retirados, sendo criado um ponto central de recolha de lixos e ecoponto, além de papeleiras metálicas espalhadas por todo o terreiro. A empreitada prevê a colocação, no subsolo, das redes elétricas, de iluminação pública e telecomunicações. A reformulação da iluminação pública assentará na colocação de candeeiros de parede nas fachadas, complementados com luminárias de coluna com leds nos espaços centrais.
  3. 3. Compra de cinco autocarros novos para os SMTUC a concurso A abertura de um concurso público para o fornecimento de cinco autocarros, novos, destinados a integrar a frota dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) é um dos processos que o executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) irá apreciar e votar na reunião da próxima segunda-feira. O concurso apresentará um valor total de praticamente um milhão de euros (999.990 euros, com IVA incluído) e a empresa que vier a ser escolhida terá um prazo máximo de 150 dias para entregar as viaturas. O referido concurso já mereceu a aprovação do conselho de administração dos SMTUC. A renovação da frota dos SMTUC tornou-se necessária nos últimos anos conquanto a atual frota apresenta uma média de 14 anos de idade; 40% tem mais de 15 anos e cerca de 25% tem duas décadas, ou mais, de serviço. Nos últimos quatro anos não se verificou a aquisição de autocarros novos e existem apenas dois veículos com menos de cinco anos. Além do fator idade, um autocarro dos SMTUC percorre, em média, 70.000 km anuais, em ambiente urbano, uma utilização bastante desgastante para os elementos mecânicos.
  4. 4. Recentemente, a CMC adquiriu cinco autocarros usados para os SMTUC, que entraram ao serviço no final de 2014/início de 2015. Além desta aquisição, decorre, atualmente, o processo de compra de mais cinco usados, com idade inferior aos cinco adquiridos em segunda mão já a circular. CMC requalifica imóvel de que é proprietária no Beco das Canivetas O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) irá analisar e votar uma proposta de abertura de concurso para a reabilitação de um imóvel, pertença do Município, situado no Beco das Canivetas, nº 1, 3 e 5. Para o efeito, serão convidadas a apresentar propostas cinco empresas de construção civil. A CMC propõe-se pagar 99.807,81 euros (valor com IVA incluído) por esta remodelação, dispondo a empresa vencedora de 180 dias para concretizar a empreitada. O imóvel do Beco das Canivetas é composto por rés-do-chão, 1º e 2º andares. O rés-do- chão é ocupado por uma sala de apoio de um restaurante e os 1º e 2º andares, com função habitacional, encontram-se devolutos. O imóvel enferma de deficiências notórias, encontrando-se em estado de pré ruina. Nomeadamente, ao nível do envelhecimento do material de revestimento da cobertura, ausência de isolamento térmico, falta de caleiras, tubos de queda danificados, paredes interiores em más condições de salubridade, destacamento de reboco, casas de banho e cozinha inadequadas, vãos danificados com vidros partidos, destacamento de rebocos exteriores e más condições de iluminação e ventilação. O imóvel situa-se na Zona Central C 2, dentro do limite do Centro Histórico da Cidade de Coimbra “Grau de Proteção I”, na Área de Reabilitação Urbana “Coimbra Baixa” e na Servidão Administrativa Universidade de Coimbra, Alta e Sofia, inscrita na Lista do Património Mundial da UNESCO. A obra será financiada em cerca de 50% através de empréstimo reembolsável concedido pelo programa “Reabilitar para Arrendar”, do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU). Pagamentos BdE possíveis em qualquer terminal Multibanco O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) irá analisar e votar, na sua reunião da próxima segunda-feira, a minuta de um protocolo, a celebrar entre a Agência para a Modernização Administrativa (AMA), I.P. e o Município, relativo ao desenvolvimento e gestão do Balcão do Empreendedor (BdE). Através deste protocolo será regulado o sistema de pagamentos eletrónicos a utilizar pelo Município na cobrança de taxas e preços municipais relativas a serviços disponibilizados no BdE e ainda mecanismos de sua utilização e outros conteúdos informativos. De futuro, os utilizadores deste serviço terão a sua vida mais facilitada, uma vez que poderão efetuar os respetivos pagamentos em
  5. 5. qualquer terminal Multibanco e não apenas no que se encontra na área de Atendimento dos Paços do Município. Refeições escolares no valor de 1,7 M€ em contrato A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) irá analisar e votar, na próxima reunião do executivo, as minutas dos dois contratos de fornecimento de refeições Escolares 2015/2016, a celebrar entre o Município e as empresas Eurest (Portugal) Sociedade Europeia de Restaurantes Lda. e o consórcio Ica – Nordigal. A adjudicação, no valor de 1.721.674,96 euros (IVA incluindo), prevê o fornecimento, no próximo ano letivo, de cerca de 8562 refeições/dia - 2089 pequenos-almoços, 2089 lanches e 4384 almoços -, repartidas por doze lotes. A concessão foi efetuada na sequência de uma consulta às entidades cocontratantes do acordo celebrado pela Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego (hoje Região de Coimbra), para fornecimento de refeições escolares relativas ao denominado lote 3 (fornecimento de refeições escolares transportadas a quente).

×