Apresentação para 2014 em 30.04.2014

161 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
161
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação para 2014 em 30.04.2014

  1. 1. 83 anos de luta, resistência e conquistas dos trabalhadores bancários
  2. 2. OS DIREITOS DOS BANCÁRIOS FORAM CONQUISTADOS NA LUTA 1932 – Primeira Grande Greve dos Bancários Conquistas: 2 horas livres para almoço Pagamento de horas extras noturnas 1934 – Greve Nacional dos Bancários Conquistas: Estabilidade após 2 anos de trabalho Auxílio-enfermidade e maternidade Desburocratização do crédito ao bancário 1946 – Greve Nacional dos Bancários Conquistas: O primeiro dissídio coletivo Começa a luta pelo piso nacional
  3. 3. JORNADA DE 6 HORAS A luta começou em 1933 e a vitória veio em 1957. Desde então foi extinto o trabalho aos sábados.
  4. 4. A Luta pela instalação de portas de segurança nas agências iniciou-se na década de 1980. SEGURANÇA BANCÁRIA
  5. 5. HISTÓRIA RECENTE DOS BANCÁRIOS ANOS DE CHUMBO (1964 – 1984) Ditadura militar acabou com a liberdade de organização e os Sindicatos sofreram intervenção (até 1975). Dirigentes políticos são cassados e presos. Categoria se mobiliza em todo país contra o arrocho salarial
  6. 6. Anos de Lutas e Resistência 1978 – Retomada do Movimento Sindical pelos trabalhadores (greve Nacional dos bancários pelos 65%). 1983 – Nasce a Central Única dos Trabalhadores Bancários resistem a inflação (greves até quinzenais para reposição salarial) até 1994.
  7. 7. 1994 a 2002 A ERA FHC
  8. 8. O Banco do Brasil na Era FHCO Banco do Brasil na Era FHC Preparação para a privatizaçãoPreparação para a privatização Demissões: PDV (1995) – 13 milDemissões: PDV (1995) – 13 mil 108 agências fechadas108 agências fechadas Distinção das carreiras (Pós-98)Distinção das carreiras (Pós-98) Arrocho salarialArrocho salarial Repressão a organizaçãoRepressão a organização da categoria bancáriada categoria bancária PrivatizaçõesPrivatizações - Banespa (1999 – 2001) – 25 milBanespa (1999 – 2001) – 25 mil - Banestado (2000) – 13,5 milBanestado (2000) – 13,5 mil Fusões / IncorporaçõesFusões / Incorporações - Nacional pelo Unibanco (1995) – 11 milNacional pelo Unibanco (1995) – 11 mil - Bamerindus pelo HSBC (1997) – 7,5 milBamerindus pelo HSBC (1997) – 7,5 mil
  9. 9. RECORDAR É SOBREVIVERRECORDAR É SOBREVIVER
  10. 10. Redução Salarial na ERA FHC InflaçãoInflação ReajusteReajuste PerdasPerdas 1994 – 951994 – 95 25,80%25,80% 25,00%25,00% - 0,63%- 0,63% 1995 – 961995 – 96 14,28%14,28% 0,00%0,00% - 12,49%- 12,49% 1996 – 971996 – 97 4,30%4,30% 0,00%0,00% - 4,12%- 4,12% 1997 – 981997 – 98 3,59%3,59% 0,00%0,00% - 3,46%- 3,46% 1998 – 991998 – 99 5,25%5,25% 0,00%0,00% - 4,98%- 4,98% 1999 – 001999 – 00 6,96%6,96% 1,70%1,70% - 4,91%- 4,91% 2000 – 012000 – 01 7,31%7,31% 2,00%2,00% - 4,94%- 4,94% 2001 – 022001 – 02 9,16%9,16% 5,00%5,00% - 3,80%- 3,80% Perda REAL de 33,53% nos salários
  11. 11. O Sistema Financeiro na Era FHC Privatização Fusões / Incorporações Terceirização Correspondente Bancário (2000) Novas Tecnologias Marcado pala demissão em massa dos bancários e ataque a direitos. Motivos:
  12. 12. Terceirizações Contratação de trabalhadores com salários menores, sem os mesmos direitos da categoria bancária, para fazer os mesmos serviços; Pressão pelo rebaixamento dos direitos dos bancários; Gestão temerária do BB: gera passivo trabalhista com milhares de trabalhadores; Hoje, são mais de 1 milhão terceirizados, financiários, securitários, agentes de crédito, etc, no sistema financeiro
  13. 13. TOTAL DE CORRESPONDENTES SEDIADOS EM CADA UNIDADE DA FEDERAÇÃO. Unidade da Federação Correspondentes Agencias Ag/Corr Corr/Ag ACRE 810 61 8,00% 13,28 ALAGOAS 3.640 195 5,36% 18,67 AMAPA 768 48 6,25% 16,00 AMAZONAS 3.071 202 6,58% 15,20 BAHIA 18.757 1.044 5,57% 17,97 CEARA 10.708 488 4,56% 21,94 DISTRITO FEDERAL 4.877 381 7,81% 12,80 ESPIRITO SANTO 7.804 442 5,66% 17,66 GOIAS 12.728 702 5,52% 18,13 MARANHAO 5.190 335 6,45% 15,49 MATO GROSSO 6.975 327 4,69% 21,33 MATO GROSSO DO SUL 5.552 288 5,19% 19,28 MINAS GERAIS 40.055 2.220 5,54% 18,04 PARA 5.066 450 8,88% 11,26 PARAIBA 5.376 241 4,48% 22,31 PARANA 28.975 1.570 5,42% 18,46 PERNAMBUCO 11.672 596 5,11% 19,58 PIAUI 4.018 167 4,16% 24,06 RIO DE JANEIRO 24.069 2.053 8,53% 11,72 RIO GRANDE DONORTE 6.008 205 3,41% 29,31 RIO GRANDE DO SUL 24.681 1.723 6,98% 14,32 RONDONIA 2.626 147 5,60% 17,86 RORAIMA 688 37 5,38% 18,59 SANTA CATARINA 20.378 961 4,72% 21,20 SAO PAULO 99.212 7.010 7,07% 14,15 SERGIPE 2.956 203 6,87% 14,56
  14. 14. Correspondente de que?Correspondente de que?
  15. 15. Emprego BBEmprego BB
  16. 16. Era Lula - DilmaEra Lula - Dilma Ano Proposta bancos Inflação Reajuste Conquistado Resultado Obtido Dias de greve 2003 12,60% 17,52% 12,60% -4,19% 0 2004 6,00% 6,64% 8,50% 1,74% 28 2005 4,00% 5,01% 6,00% 0,94% 5 2006 2,85% 2,85% 3,50% 0,63% 6 2007 4,82% 4,82% 6,00% 1,13% 2 2008 7,50% 7,15% 8,15% 2,60% 17 2009 4,50% 4,44% 6,00% 4,19% 15 2010 4,29% 4,29% 7,50% 7,71% 15 2011 7,80% 4,44% 6,00% 2,42% 20 2012 6,00% 5,40% 7,50% 2,02% 9 2013 6,10% 5,91% 8,00% 1,72% 23 Ganho sobre o piso 22,54%
  17. 17. PLR – Vale a pena ?PLR – Vale a pena ? Quando achamos as respostas, elesQuando achamos as respostas, eles mudam as perguntas...mudam as perguntas...
  18. 18. Lucro BBLucro BB Venda da BB Seguridade...Venda da BB Seguridade... O que vamos vender agora?O que vamos vender agora? Maus negócios como o BV – prejuízos acumulados deMaus negócios como o BV – prejuízos acumulados de 3 bilhões.3 bilhões. Lucros que se ´ diluem ´ nas coligadas;Lucros que se ´ diluem ´ nas coligadas; Superávit Primário alimentado também pelo lucroSuperávit Primário alimentado também pelo lucro das estatais ( BB, PETROBRÁS, CEF);das estatais ( BB, PETROBRÁS, CEF); 30% das ações de mercado são de estrangeiros...30% das ações de mercado são de estrangeiros... II
  19. 19. Delegados Sindicais Assembléia dos Bancários Estrutura Sindical dos Bancários Diretoria
  20. 20. PAUTAS DA CUTPAUTAS DA CUT Combate ao Projeto de LeiCombate ao Projeto de Lei 4330 de Sandro Mabel – PL4330 de Sandro Mabel – PL 4330; - No México, 1% dos4330; - No México, 1% dos trabalhadores em bancos sãotrabalhadores em bancos são bancários, 99% sãobancários, 99% são terceirizados;terceirizados; OIT 158 – dispensa imotivada;OIT 158 – dispensa imotivada; Fim do Fator Previdenciário;Fim do Fator Previdenciário; Reajuste da Tabela IR
  21. 21. Com a recuperação das defasagem da tabela,Com a recuperação das defasagem da tabela, o limite de isenção subiria acima de R$ 2,5o limite de isenção subiria acima de R$ 2,5 mil, beneficiando mais trabalhadoresmil, beneficiando mais trabalhadores
  22. 22. Nossos direitos foram conquistadosNossos direitos foram conquistados COM GREVES!!!!!COM GREVES!!!!!  1958 – Jornada de 61958 – Jornada de 6 horas para os bancárioshoras para os bancários – incluída na LEI ;– incluída na LEI ;  1961 – 13º salário;1961 – 13º salário;  1962 – Salário mínimo1962 – Salário mínimo profissional para osprofissional para os bancários;bancários;  1963 – Fim do trabalho1963 – Fim do trabalho dos bancários aosdos bancários aos sábados;sábados; • 1986 – Auxílio-creche;1986 – Auxílio-creche; • 1990 – Vale-refeição;1990 – Vale-refeição; • 1994 – Vale-alimentação;1994 – Vale-alimentação; • 2007 – 13º Vale-alimentação;2007 – 13º Vale-alimentação; • 2009 – Licença-maternidade2009 – Licença-maternidade de 6 meses no BB.de 6 meses no BB. • 2011 - 3 GDP’s para2011 - 3 GDP’s para descomissionamento;descomissionamento; • 2012 – Jornada de 6 Horas;2012 – Jornada de 6 Horas; • 2013 – Licença-paternidade2013 – Licença-paternidade 10 dias úteis;10 dias úteis;
  23. 23. PCCS: interstício de 2% ao ano;PCCS: interstício de 2% ao ano; Jornada de 6 horas para todas as funções no banco,Jornada de 6 horas para todas as funções no banco, sem distinção entre FG e FC;sem distinção entre FG e FC; Correção do prazo de progressão do A1 para o A2Correção do prazo de progressão do A1 para o A2 para todos;para todos; Restabelecimento dos VRs e Adicionais de FunçãoRestabelecimento dos VRs e Adicionais de Função reduzidos com o Novo Plano de Funções;reduzidos com o Novo Plano de Funções; Os adicionais de função de todos os cargos (FG e FC)Os adicionais de função de todos os cargos (FG e FC) cheguem a, no mínimo, a 43,75% dos VRs atécheguem a, no mínimo, a 43,75% dos VRs até setembro de 2016, escalonadamente;setembro de 2016, escalonadamente; Unificação dos assistentes: operacionais junior eUnificação dos assistentes: operacionais junior e pleno, A e B;pleno, A e B;
  24. 24. Incorporação anual de 10% da comissão exercidaIncorporação anual de 10% da comissão exercida ao salário.ao salário. PISO: Piso do DIEESE. GEDIP: Extinção doPISO: Piso do DIEESE. GEDIP: Extinção do processo de GEDIP, que penalizaprocesso de GEDIP, que penaliza pecuniariamente os funcionários que cometempecuniariamente os funcionários que cometem falhas operacionais. SUBSTITUIÇÕES: Volta dasfalhas operacionais. SUBSTITUIÇÕES: Volta das substituições para todos. PLR: proporcionalsubstituições para todos. PLR: proporcional (mesmo número de salários para todos), com teto(mesmo número de salários para todos), com teto de 50 mil, com distribuição de 15% do lucrode 50 mil, com distribuição de 15% do lucro líquido.líquido. TETO PREVI: 13 vezes o VP do A1.TETO PREVI: 13 vezes o VP do A1. INCORPORADOS: Cassi para todos; PlebiscitoINCORPORADOS: Cassi para todos; Plebiscito nacional para transferência da gestão de todos osnacional para transferência da gestão de todos os fundos de previdência à PREVI.fundos de previdência à PREVI.
  25. 25. PROCESSOS SELETIVOS: Prova objetiva dePROCESSOS SELETIVOS: Prova objetiva de seleção. CASSI: fim da co-participação emseleção. CASSI: fim da co-participação em exames e consultas em doenças do trabalho,exames e consultas em doenças do trabalho, cujos custos devem ser arcados pelo BB.cujos custos devem ser arcados pelo BB. CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS:CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS: Reposição imediata dos claros existentes nasReposição imediata dos claros existentes nas unidades; definição como parâmetro de 1unidades; definição como parâmetro de 1 funcionário para cada 300 clientes do BB.funcionário para cada 300 clientes do BB. TERCEIRIZAÇÃO: ação judicial nacional daTERCEIRIZAÇÃO: ação judicial nacional da CONTRAF para reverter a terceirização no BB;CONTRAF para reverter a terceirização no BB; Campanha Nacional de luta contra aCampanha Nacional de luta contra a terceirização no BB.terceirização no BB.
  26. 26. AUSÊNCIAS: em caso de situaçõesAUSÊNCIAS: em caso de situações extraordinárias que impossibilitem oextraordinárias que impossibilitem o comparecimento ao trabalho (ausência decomparecimento ao trabalho (ausência de transporte coletivo, calamidade pública) o bancotransporte coletivo, calamidade pública) o banco deve permitir a compensação integral das horasdeve permitir a compensação integral das horas não trabalhadas ou abona-las; registro eletrôniconão trabalhadas ou abona-las; registro eletrônico das solicitações dos abonos, com necessidade dedas solicitações dos abonos, com necessidade de justificativa por escrito dos gestores em caso dejustificativa por escrito dos gestores em caso de recusa.recusa. ESTRATÉGIA: mesas concomitantes (geral eESTRATÉGIA: mesas concomitantes (geral e específica).específica). CAMPANHA PRESIDENCIAL: nossa plataformaCAMPANHA PRESIDENCIAL: nossa plataforma para DILMA: Constituinte exclusiva da Reformapara DILMA: Constituinte exclusiva da Reforma Política; Reversão das terceirizações; BB 100%Política; Reversão das terceirizações; BB 100% Público e com respeito aos trabalhadores.Público e com respeito aos trabalhadores.
  27. 27. FORTALECER O SINDICATO É LUTAR POR CONQUISTAS -O Sindicato é independente de Governos, Partidos e Patrões; - O Sindicato é a voz dos Bancários; - A Sindicalização é o que dá poder nas negociações; Assembléia dos Bancários em 2007
  28. 28. Contribuição Sindical = 1% do salário ------------------------------------------------------------------------------------------ Para os sindicalizados: Não cobra Taxa Negocial - em 2007 foi R$ 45,00 Devolução do imposto sindical (março): 60% 15% 5% 10% SINDICATO FEDERAÇÃO CONFEDERAÇÃO MTE CENTRAL 10%
  29. 29. Estrutura Física do Sindicato dos Bancários Sede Administrativa Sede Campestre
  30. 30. COMO SE COMUNICAR com o Sindicato Endereço: Rua Vicente Machado, Número 18 - 8º andar Telefone: 3015-0523 Internet: www.bancariosdecuritiba.org.br Correio eletrônico: sindicato@bancariosdecuritiba.org.br

×