O slideshow foi denunciado.
100% Pública
O “D.N.A.” da CAIXA
(voltando às origens)
Caixa Econômica x Banco Comum
• Qual a diferença entre uma Caixa Econômica e um outro
banco qualquer?
• Na origem, a disti...
Caixas Econômicas no Século XIX
• Funções
– “cofre seguro” das classes sociais de baixa renda e dos
trabalhadores
– “banco...
D.L. nº 759 de 12/08/1969
• Unificação de todas Caixas Econômicas Estaduais que eram
autônomas desde o Decreto nº 24.427 d...
O Papel Social da CAIXA
(“A vida pede mais que um banco”)
Programa Bolsa Família (P.B.F.)
161,7 milhões de benefícios pagos
R$ 26,0 bi (+ 8,4% em 12 meses)
Efeito Multiplicador do ...
Brasil Riscado do Mapa da Fome
Relatório de Insegurança Alimentar no Mundo
FAO - set/2014
Organização das Nações Unidas pa...
Programa Minha Casa Minha Vida
R$ 35,9 bilhões
389,2 mil unidades habitacionais
35,6% destinadas à Faixa I *
Contratações ...
Habitação (total geral)
.
Carteira de Crédito Imobiliário - Saldo em R$ bilhões
(atualizados a dezembro de 2014) 67,7%
do
...
Patrimônio dos Trabalhadores e
Fundos de Desenvolvimento
Patrimônio Líquido de Alguns Fundos Administrados pela CAIXA (R$ ...
Receitas com Tarifas e Serviços
As receitas pela prestação de serviços públicos são
significativas
2007 2008 2009 2010 201...
Inclusão Bancária
.
Alcançou 100%
dos municípios
em 2014
considerando:
unidades próprias,
lotéricos, rede
compartilhada,
u...
Inclusão Bancária
Fonte: Demonstrativos da CAIXA. Dados não divulgados em 2003, 2004, 2006 e 2007
Elaboração: REDE BANCÁRI...
Geração de Emprego
3.286
Em 2014, o saldo de emprego só foi positivo na CAIXA
111,628
101,484
95,520
93,175
49,309
112,216...
Destinação Social das Loterias
Fonte: Demonstrativos da CAIXA
R$ 5,2 bi em 2014R$ 13,5 bi em 2014
Arrecadação Total em 201...
Banco “Mais que Múltiplo”
Carteira de Crédito por Setor de Atividade Econômica
Descrição 31/12/2014
SETOR PÚBLICO 47.934.0...
A CAIXA INJETOU NA ECONOMIA
Fonte: Demonstrativos da CAIXA
• contratações de crédito
• distribuição de benefícios sociais
...
Atuação Anticíclica da CAIXA a
partir da Crise de 2008
Crédito por Controle de Capital (%)
36.05%
41.37% 41.69% 43.62% 47.90% 51.29% 53.79%
43.07%
40.33% 41.01% 38.99%
35.76% 33...
Carteira de Crédito
(5 maiores bancos - em milhões de R$ e aumento percentual)
2012 2013 2014
361.239
494.237
605.023
580....
Crédito e Superação da Crise
A carteira de crédito da CAIXA entre 2008 e
2014
• Maior Crescimento Acumulado – 489,29%
• Ma...
Resultados da Crise no Mundo
• Nacionalização de Bancos
– E.U.A.: US$ 700 bilhões
– Alemanha: €$ 500 bilhões
– França: €$ ...
Abertura de Capital e
Superávit Primário
Superávit Primário - Receitas
.
A CAIXA apresentou a maior média percentual de distribuição de dividendos
ao Tesouro dos ú...
• Estima – se que a CAIXA atua nas políticas públicas com gasto
efetivo de 10% do que seria o custo fiscal necessário caso...
• Superávit Primário em 2015 de 1,2% do P.I.B. = R$ 81 bilhões
(Declaração de Joaquim Levy - Fazenda)
– Como alcançar esse...
• R$ 45 bi Elevação da alíquota do imposto sobre herança
(I.T.C.D.M., Imposto sobre Transmissão causa Mortis e Doação)
– E...
• R$ 36 bi Relatório dos Crédit Suisse, Prosperidade Global de
14/10/14 apontou que no Brasil há 225 mil adultos com
patri...
Mobilização
Câmara dos Deputados
Ato Público 26/02/14
Dia Nacional de Luta
27/02/14
#acaixaédopovo
caixapublica@fenae.org.br
OBRIGADO
.
.
Jair Pedro Ferreira (Presidente da FENAE)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

CAIXA ECONOMICA 100% PUBLICA

608 visualizações

Publicada em

Porque não se deve abrir o Capital da Caixa Econômica Federal

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

CAIXA ECONOMICA 100% PUBLICA

  1. 1. 100% Pública
  2. 2. O “D.N.A.” da CAIXA (voltando às origens)
  3. 3. Caixa Econômica x Banco Comum • Qual a diferença entre uma Caixa Econômica e um outro banco qualquer? • Na origem, a distinção ocorria em termos do montante dos depósitos aportados e suas respectivas remunerações; – Nas Caixas Econômicas: depositava – se pouco para tomar emprestado muito; – Nos bancos comuns: ocorria o oposto, depositava – se muito para, em contrapartida, tomar emprestado pouco;
  4. 4. Caixas Econômicas no Século XIX • Funções – “cofre seguro” das classes sociais de baixa renda e dos trabalhadores – “banco dos pobres”; • Finalidades – emprestar dinheiro sem usura; – captar continuamente os recursos das pequenas economias populares transformando – os em base para o financiamento de ações sociais; • A CAIXA e o Monte Socorro foram criados juntamente em 1860 e inaugurados na mesma data em 1861;
  5. 5. D.L. nº 759 de 12/08/1969 • Unificação de todas Caixas Econômicas Estaduais que eram autônomas desde o Decreto nº 24.427 de 19/06/1934; • A Caixa Econômica assumiu sua configuração atual como empresa financeira pública com capital, integralmente, pertencente à União;
  6. 6. O Papel Social da CAIXA (“A vida pede mais que um banco”)
  7. 7. Programa Bolsa Família (P.B.F.) 161,7 milhões de benefícios pagos R$ 26,0 bi (+ 8,4% em 12 meses) Efeito Multiplicador do P.B.F. Cada R$ 1 transferido pelo P.B.F. aumenta o consumo final das famílias em R$ 2,40 Atuação da CAIXA em 2014
  8. 8. Brasil Riscado do Mapa da Fome Relatório de Insegurança Alimentar no Mundo FAO - set/2014 Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura Um dos principais responsáveis
  9. 9. Programa Minha Casa Minha Vida R$ 35,9 bilhões 389,2 mil unidades habitacionais 35,6% destinadas à Faixa I * Contratações através da CAIXA em 2014 * Famílias com renda até R$ 1,6 mil 8,3 milhões de pessoas realizaram o sonho da casa própria (do início do programa até o fim de 2014)
  10. 10. Habitação (total geral) . Carteira de Crédito Imobiliário - Saldo em R$ bilhões (atualizados a dezembro de 2014) 67,7% do Mercado Fonte: Demonstrativos da CAIXA Elaboração: REDE BANCÁRIOS - DIEESE
  11. 11. Patrimônio dos Trabalhadores e Fundos de Desenvolvimento Patrimônio Líquido de Alguns Fundos Administrados pela CAIXA (R$ mil) Descrição 31/12/2014 PIS 28.674.573 FGTS 75.023.898 FAR - Fundo de Arrendamento Residencial 30.779.021 FDS - Fundo de Desenvolvimento Social 1.143.187 FAS - Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Social 27.987 FGS - Fundo Garantia Safra 269.910 FGHAB - Fundo Garantidor da Habitação Popular 1.788.550 CCA 63.776 CCAM 28 FGCN - Fundo de Garantia para Construção Naval 4.755.903 FCE 4 TOTAL 142.526.837 Em 1990 a CAIXA centralizou cerca de 130 milhões de contas que estavam espalhadas por mais de 70 bancos R$ 410,7 bilhões é o ATIVO do F.G.T.S. administrado pela CAIXA
  12. 12. Receitas com Tarifas e Serviços As receitas pela prestação de serviços públicos são significativas 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 45.8% 45.2% 41.1% 38.7% 38.0% 33.4% 32.1% 32.5% 54.2% 54.8% 58.9% 61.3% 62.0% 66.6% 67.9% 67.5% Tesouro Nacional e Fundos Sociais Outros Serviços e Tarifas Bancárias
  13. 13. Inclusão Bancária . Alcançou 100% dos municípios em 2014 considerando: unidades próprias, lotéricos, rede compartilhada, unidades itinerantes e agências-barco Agências e Postos de Atendimento Fonte: Demonstrativos da CAIXA Elaboração: REDE BANCÁRIOS - DIEESE
  14. 14. Inclusão Bancária Fonte: Demonstrativos da CAIXA. Dados não divulgados em 2003, 2004, 2006 e 2007 Elaboração: REDE BANCÁRIOS - DIEESE 31,4 74,9 58,0 BACEN Base de clientes em milhões 55,3
  15. 15. Geração de Emprego 3.286 Em 2014, o saldo de emprego só foi positivo na CAIXA 111,628 101,484 95,520 93,175 49,309 112,216 98,198 100,489 95,696 49,621 dez/13 dez/14 - 312 - 2.521 - 4.969 - 588 A 3ª maior empresa em contratações do país Fonte: Demonstrativos da CAIXA Elaboração: REDE BANCÁRIOS - DIEESE
  16. 16. Destinação Social das Loterias Fonte: Demonstrativos da CAIXA R$ 5,2 bi em 2014R$ 13,5 bi em 2014 Arrecadação Total em 2014 Destinação Social
  17. 17. Banco “Mais que Múltiplo” Carteira de Crédito por Setor de Atividade Econômica Descrição 31/12/2014 SETOR PÚBLICO 47.934.072 Administração Direta 25.215.734 Administração Indireta – Petroquímico 11.269.806 Administração Indireta – Saneamento e Infraestrutura 3.863.358 Administração Indireta – Outros 7.585.174 SETOR PRIVADO 557.089.125 PESSOA JURÍDICA 122.272.415 Comércio varejista 25.626.361 Construção civil 15.104.225 Siderurgia e Metalurgia 9.615.257 Energia elétrica 9.655.847 Serviços financeiros 5.840.081 Outras indústrias 8.442.422 Transporte 9.038.161 Agronegócio e Extrativismo 3.688.586 Comércio atacadista 5.872.840 Saúde 3.647.364 Saneamento e infraestrutura 3.518.471 Petroquímico 2.321.577 Têxtil 2.106.974 Comunicação 1.564.542 Alimentação 1.924.034 Serviços pessoais 375.437 Outros serviços 13.930.236 PESSOA FÍSICA 434.816.710 Total 605.023.197 Em R$ mil
  18. 18. A CAIXA INJETOU NA ECONOMIA Fonte: Demonstrativos da CAIXA • contratações de crédito • distribuição de benefícios sociais • investimentos em infraestrutura própria • remuneração de pessoal • destinação social das loterias, dentre outros R$ 689,6 bilhões em 2014 (cerca de 13,4% do PIB brasileiro)
  19. 19. Atuação Anticíclica da CAIXA a partir da Crise de 2008
  20. 20. Crédito por Controle de Capital (%) 36.05% 41.37% 41.69% 43.62% 47.90% 51.29% 53.79% 43.07% 40.33% 41.01% 38.99% 35.76% 33.15% 31.59% 20.88% 18.31% 17.30% 17.39% 16.35% 15.56% 14.62% público privado nacional privado estrangeiro Os bancos privados retraíram – se e não cumpriram o papel de intermediação financeira determinado pela Constituição 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: REDE BANCÁRIOS - DIEESE 100%
  21. 21. Carteira de Crédito (5 maiores bancos - em milhões de R$ e aumento percentual) 2012 2013 2014 361.239 494.237 605.023 580.799 693.104 760.872 385.529 427.273 455.127 449.248 518.080 559.694 255.964 227.482 245.514 67,49% 31,00% 18,05% 24,58% -4,08% Fonte: demonstrações financeiras dos bancos Elaboração: REDE BANCÁRIOS - DIEESE
  22. 22. Crédito e Superação da Crise A carteira de crédito da CAIXA entre 2008 e 2014 • Maior Crescimento Acumulado – 489,29% • Maior Crescimento Médio – 33,97% • Passou da 4ª posição para a 2ª só ficando atrás do B.B (R$ 760 bi) • Ampliou sua participação no mercado de 5,90% para 19,82% R$ 605 bilhões – dez/14
  23. 23. Resultados da Crise no Mundo • Nacionalização de Bancos – E.U.A.: US$ 700 bilhões – Alemanha: €$ 500 bilhões – França: €$ 360 bilhões • Socorro aos 33 bancos “vítimas da crise” Os países que não tinham bancos públicos fortes foram os mais afetados pela crise e iniciaram dois processos
  24. 24. Abertura de Capital e Superávit Primário
  25. 25. Superávit Primário - Receitas . A CAIXA apresentou a maior média percentual de distribuição de dividendos ao Tesouro dos últimos 10 anos Fonte: T.C.U. Média 10 anos 30,5% 42,0% 24,5% 45,5% 35,0% 2011 – 2014 R$ 20 bi Dividendos do Tesouro sobre o Lucro Líquido (em % - 5 maiores empresas estatais)
  26. 26. • Estima – se que a CAIXA atua nas políticas públicas com gasto efetivo de 10% do que seria o custo fiscal necessário caso o Estado quisesse executar diretamente essas políticas Superávit Primário - Despesas Fonte: O Brasil dos Bancos - Fernando Nogueira da Costa A CAIXA e os bancos públicos “fazem mais por menos”
  27. 27. • Superávit Primário em 2015 de 1,2% do P.I.B. = R$ 81 bilhões (Declaração de Joaquim Levy - Fazenda) – Como alcançar esse superávit primário? – Taxação sobre grandes fortunas e transmissão de herança Superávit Primário: porque não através de uma Reforma Tributária? Levy x Piketty, 04/02/15 – Paulo Feldman (FEA - USP)
  28. 28. • R$ 45 bi Elevação da alíquota do imposto sobre herança (I.T.C.D.M., Imposto sobre Transmissão causa Mortis e Doação) – Em 2013, com a alíquota de 4%, uma das mais baixas do mundo, os Estados arrecadaram R$ 4,5 bi – Corrigindo essa alíquota para o patamar cobrado no Reino Unido, a arrecadação dos Estados chegaria à R$ 45 bi em 2014 Superávit Primário: porque não através de uma Reforma Tributária? Levy x Piketty, 04/02/15 – Paulo Feldman (FEA - USP)
  29. 29. • R$ 36 bi Relatório dos Crédit Suisse, Prosperidade Global de 14/10/14 apontou que no Brasil há 225 mil adultos com patrimônio pessoal acima de R$ 1 milhão – Estimando – se, conservadoramente, uma renda média de R$ 1,5 milhões: R$ 1,5 milões x 225 mil pessoas = R$ 900 bi – A incidência de um imposto de apenas 4% resultaria em R$ 36 bi Superávit Primário: porque não através de uma Reforma Tributária? Levy x Piketty, 04/02/15 – Paulo Feldman (FEA - USP)
  30. 30. Mobilização
  31. 31. Câmara dos Deputados Ato Público 26/02/14
  32. 32. Dia Nacional de Luta 27/02/14
  33. 33. #acaixaédopovo caixapublica@fenae.org.br
  34. 34. OBRIGADO . . Jair Pedro Ferreira (Presidente da FENAE)

×