IV Semana Alternativa  de Jacarepaguá Apresenta
Magalhães Corrêa – 125 anos de Sertão Carioca Exposição Virtual Clique para avançar
“ Sim, senhores, o Rio tem o seu Sertão” Ricardo Palma na introdução do livro  Sertão Carioca
Armando Magalhães Corrêa nasceu em 07 de Setembro de 1885, no Rio de Janeiro, então Distrito  Federal. Foi escultor, desen...
<ul><li>Durante o mesmo curso ganhou um prêmio de viagem de estudos ao estrangeiro, em 1912, e fez um curso de aperfeiçoam...
<ul><li>Armando Magalhães Corrêa era também um naturalista autodidata, além de se arriscar no exercício da etnografia. Tra...
Colaborou com artigos e ilustrações a bico-de-pena para o  jornal carioca  Correio da Manhã , cujas matérias originaram li...
Mapa retirado do livro Sertão Carioca posicionando geograficamente  a região estudada por Magalhães Corrêa.
Sertão Carioca O  Sertão Carioca  nasceu de uma série de artigos publicados no jornal carioca  O Correio da Manhã,  nos an...
Açude do Camorim - 1931
Lagoa do Marapendy - 1932
<ul><li>O objetivo do texto era, por meio do estudo de uma região vizinha à cidade do Rio de Janeiro, que compreendia os m...
<ul><li>Magalhães Corrêa queria destacar que os problemas dos sertanejos e dos  sertões não ocorriam apenas em lugares erm...
Pena 1- Vargem Grande estoque de carvão - 1931 Pena 2 – Fortaleza de São Matheus - 1932 Pena 3 –Auto caminhão transportand...
Corrêa descreve o ambiente e a fauna diária dos habitantes desse sertão carioca. Pena: Tamanduá-Bandeira - 1932
A fauna do Sertão <ul><li>Pena: Capivaras, em torno de 1931 </li></ul>
A fauna do Sertão <ul><li>  Pena: Jaguatirica - 1932 </li></ul>
A fauna do Sertão <ul><li>Surpreende a riqueza de detalhes, tudo em prol de registrar as belezas de um Jacarepaguá que não...
A fauna do Sertão <ul><li>Pena: Jacaré Verde - 1932 </li></ul>
O Sertanejo Carioca <ul><li>Além de descrever a fauna e a flora, Magalhães retratou toda uma gama de residentes e trabalha...
O Sertanejo Carioca Pena: O Vassoureiro – 1931
O Sertanejo Carioca <ul><li>Pena: O lixeiro - 1931 </li></ul>
O Sertanejo Carioca <ul><li>  O Correio - 1931 </li></ul>
O Sertanejo Carioca <ul><li>Machadeiros - 1932 </li></ul>
O Sertanejo Carioca <ul><li>O Bananeiro - 1931 </li></ul>
Pena 1- O leiteiro Pena 2 – O tamanqueiro
Pena 1 – Carvoeiro (Balão) – Mato Alto Pena 2 – O Açougueiro – Camorim Pena 3 – As Esteireiras
<ul><li>No entanto, seu olhar recai também  sobre componentes humanos ou influenciados pelos humanos – aquedutos e barrage...
Aqueduto Pau da Fome - 1932
Igreja de São Gonçalo do Amarante
Casa da fazenda do Camorim
Pena 1: Piabas – Estrada do Pontal Pena 2: Transporte de lenha – Cafundá Pena 3: Marangá Pena 4: Vargem Grande
“ O patriotismo, o bom senso e o amor pela natureza tudo podem” Armando Magalhães Corrêa em  Sertão Carioca
Fontes Pesquisadas e Bibliografia <ul><li>CORRÊA, Armando Magalhães.  Sertão Carioca.  Revista do Instituto Histórico e Ge...
Ficha Técnica Exposição Magalhães Corrêa – 125 anos de Sertão Carioca
Ficha Técnica <ul><li>Cenografia e Montagem Max Magalhães Elaine Jansen Pesquisa de imagens, Seleção e Edição  Heluana Mac...
<ul><li>GRUPO DE ESTUDOS DA BAIXADA DE  JACAREPAGUÁ </li></ul><ul><li>  História, memória e patrimônio </li></ul>
www.ihja.blogspot.com Contatos [email_address]
Jacarepaguá, Setembro de 2010 Homenagem aos 416 anos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Magalhães corrêa 125 anos de sertào carioca - exposição virtual

3.183 visualizações

Publicada em

Exposição virtual sobre as penas de Magalhães Corrêa retratando paisagens e animais de Jacarepaguá no início do século XX. A apresentação dos slides fez parte do evento IV SEMANA ALTERNATIVA DE JACAREPAGUÁ, que aconteceu em 18 de setembro de 2010.

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.183
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Magalhães corrêa 125 anos de sertào carioca - exposição virtual

  1. 1. IV Semana Alternativa de Jacarepaguá Apresenta
  2. 2. Magalhães Corrêa – 125 anos de Sertão Carioca Exposição Virtual Clique para avançar
  3. 3. “ Sim, senhores, o Rio tem o seu Sertão” Ricardo Palma na introdução do livro Sertão Carioca
  4. 4. Armando Magalhães Corrêa nasceu em 07 de Setembro de 1885, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Foi escultor, desenhista, professor e escritor. Iniciou seus estudos de nível superior na Escola Militar de Realengo, transferindo-se mais tarde para a antiga Escola Nacional de Belas Artes, onde fez curso de escultura. Foto: O pulo da Onça, 1927.
  5. 5. <ul><li>Durante o mesmo curso ganhou um prêmio de viagem de estudos ao estrangeiro, em 1912, e fez um curso de aperfeiçoamento em Paris. Obteve várias premiações entre 1910 e 1930 como escultor, participando regularmente de mostras artísticas, inclusive no Salão Nacional de Belas-Artes do Rio de Janeiro. Desenho: Campos em Sernambetiba - 1931 </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Armando Magalhães Corrêa era também um naturalista autodidata, além de se arriscar no exercício da etnografia. Trabalhou por mais de vinte anos como modelador do Museu Nacional do Rio de Janeiro, aposentando-se em 1942, dois anos antes de sua morte. </li></ul><ul><li>Pena: ponte colonial sobre o Rio Taquara, 1931 </li></ul>
  7. 7. Colaborou com artigos e ilustrações a bico-de-pena para o jornal carioca Correio da Manhã , cujas matérias originaram livros como Terra Carioca, Ilhas da Guanabara e Sertão Carioca, tema da nossa exposição. Morador de Jacarepaguá, é Magalhães Corrêa um dos, senão o primeiro defensor das reservas naturais do Brasil. Pena utilizada para capa do livro Sertão Carioca - 1936
  8. 8. Mapa retirado do livro Sertão Carioca posicionando geograficamente a região estudada por Magalhães Corrêa.
  9. 9. Sertão Carioca O Sertão Carioca nasceu de uma série de artigos publicados no jornal carioca O Correio da Manhã, nos anos de 1931 e 1932. Editada em forma de livro pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro em 1936, as reportagens se basearam em informações primárias recolhidas no trabalho de campo realizado por Magalhães Corrêa, na forma de extensas e assíduas caminhadas por trilhas, estradas, fazendas, areais, praias, lagoas, aquedutos, barragens e pontes.
  10. 10. Açude do Camorim - 1931
  11. 11. Lagoa do Marapendy - 1932
  12. 12. <ul><li>O objetivo do texto era, por meio do estudo de uma região vizinha à cidade do Rio de Janeiro, que compreendia os maciços da Tijuca e da Pedra Branca e a baixada de Jacarepaguá, chamar a atenção para a falta de assistência por parte dos poderes públicos, às gentes e às terras do sertão. Pena: Casa de Caboclo - 1932. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Magalhães Corrêa queria destacar que os problemas dos sertanejos e dos sertões não ocorriam apenas em lugares ermos e distantes da capital federal. Começavam a poucas dezenas de quilômetros do seu centro asfaltado e agitado. Pena: Estrada de Guaratiba - 1932 </li></ul>
  14. 14. Pena 1- Vargem Grande estoque de carvão - 1931 Pena 2 – Fortaleza de São Matheus - 1932 Pena 3 –Auto caminhão transportando lenha– 1931 Pena 4 – Caçada de patos no Marapendy - 1931
  15. 15. Corrêa descreve o ambiente e a fauna diária dos habitantes desse sertão carioca. Pena: Tamanduá-Bandeira - 1932
  16. 16. A fauna do Sertão <ul><li>Pena: Capivaras, em torno de 1931 </li></ul>
  17. 17. A fauna do Sertão <ul><li> Pena: Jaguatirica - 1932 </li></ul>
  18. 18. A fauna do Sertão <ul><li>Surpreende a riqueza de detalhes, tudo em prol de registrar as belezas de um Jacarepaguá que não voltará a surgir. </li></ul><ul><li>Pena: A Garça - 1931 </li></ul>
  19. 19. A fauna do Sertão <ul><li>Pena: Jacaré Verde - 1932 </li></ul>
  20. 20. O Sertanejo Carioca <ul><li>Além de descrever a fauna e a flora, Magalhães retratou toda uma gama de residentes e trabalhadores que viviam da floresta que deveria ser preservada, a fim de preservar a nacionalidade do nosso povo e a própria população sertanista de Jacarepaguá. </li></ul><ul><li>Pena: O Pescador - 1932 </li></ul>
  21. 21. O Sertanejo Carioca Pena: O Vassoureiro – 1931
  22. 22. O Sertanejo Carioca <ul><li>Pena: O lixeiro - 1931 </li></ul>
  23. 23. O Sertanejo Carioca <ul><li> O Correio - 1931 </li></ul>
  24. 24. O Sertanejo Carioca <ul><li>Machadeiros - 1932 </li></ul>
  25. 25. O Sertanejo Carioca <ul><li>O Bananeiro - 1931 </li></ul>
  26. 26. Pena 1- O leiteiro Pena 2 – O tamanqueiro
  27. 27. Pena 1 – Carvoeiro (Balão) – Mato Alto Pena 2 – O Açougueiro – Camorim Pena 3 – As Esteireiras
  28. 28. <ul><li>No entanto, seu olhar recai também sobre componentes humanos ou influenciados pelos humanos – aquedutos e barragens em operação, fortificações abandonadas, estradas e trilhas, casas e prédios diversos, sítios e fazendas animais domésticos, canoas, barcos, carroças, etc. </li></ul><ul><li>Pena: Represa do Camorim - 1931 </li></ul>
  29. 29. Aqueduto Pau da Fome - 1932
  30. 30. Igreja de São Gonçalo do Amarante
  31. 31. Casa da fazenda do Camorim
  32. 32. Pena 1: Piabas – Estrada do Pontal Pena 2: Transporte de lenha – Cafundá Pena 3: Marangá Pena 4: Vargem Grande
  33. 33. “ O patriotismo, o bom senso e o amor pela natureza tudo podem” Armando Magalhães Corrêa em Sertão Carioca
  34. 34. Fontes Pesquisadas e Bibliografia <ul><li>CORRÊA, Armando Magalhães. Sertão Carioca. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Volume 167. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1936; </li></ul><ul><li>FRANCO, J. L. Andrade; DRUMMOND, J.A. Armando Magalhães Corrêa: gente e natureza de um sertão quase metropolitano. Revista História, Ciência, Saude – Manguinhos, v. 12, n 3, p. 1033-59, set-dez. 2005; </li></ul><ul><li>SARMENTO, C. E. B. Magalhães Corrêa e a invenção formal do Sertão Carioca . Rio de Janeiro: CPDOC, 1998; </li></ul><ul><li>Assentamentos de funcionários assalariados do Museu Nacional – 1927/1957. Localização: Ass11 D.295, pg, 31/56,57; </li></ul>
  35. 35. Ficha Técnica Exposição Magalhães Corrêa – 125 anos de Sertão Carioca
  36. 36. Ficha Técnica <ul><li>Cenografia e Montagem Max Magalhães Elaine Jansen Pesquisa de imagens, Seleção e Edição Heluana Macêdo Jovian Vianna Pesquisa Histórica Adriana Caetano Luiz Nicacio Curadoria Adriana Caetano Heluana Macêdo </li></ul>
  37. 37. <ul><li>GRUPO DE ESTUDOS DA BAIXADA DE JACAREPAGUÁ </li></ul><ul><li> História, memória e patrimônio </li></ul>
  38. 38. www.ihja.blogspot.com Contatos [email_address]
  39. 39. Jacarepaguá, Setembro de 2010 Homenagem aos 416 anos

×