Sítio Abaetetuba e Mistura fina

248 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre o Sítio Abaetetuba (RJ), que trabalha com agroecologia e permacultura e a sua agroindústria, Mistura fina que processa geleias e conservas naturais.

Publicada em: Alimentos
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sítio Abaetetuba e Mistura fina

  1. 1.   O que é agricultura familiar?  Por que consumir produtos da agricultura familiar?  Principais desafios;  Sustentabilidade;  Alimentação um ato politico;  Qual é a importância de consumir produtos locais?  O trabalho do Sítio Abaetetuba;  Mistura fina e seus produtos. A palestra de hoje:
  2. 2.  Agricultura familiar
  3. 3.   Utilize predominantemente mão-de-obra da própria família nas atividades econômicas vinculadas ao próprio estabelecimento ou empreendimento;  Sejam proprietários, posseiros, arrendatários, parceiros ou concessionários da Reforma Agrária;  Residam na propriedade ou em local próximo. Segundo a legislação vigente, agricultor familiar define-se como aquele que pratica atividades no meio rural, atendendo aos seguintes requisitos:
  4. 4.   Detenham, no máximo 4 (quatro) módulos fiscais de terra, ou no máximo 6 (seis) módulos quando tratar-se de pecuarista familiar;  Mantenham até 2 (dois) empregados permanentes – sendo admitida a ajuda eventual de terceiros;  Tenham renda familiar predominantemente originada de atividades econômicas vinculadas ao próprio estabelecimento ou empreendimento ( 80% da renda).
  5. 5.   Constituição: Pequenos e médios produtores rurais, comunidades tradicionais, assentamentos da reforma agrária e êxodo urbano;  Principais produtos: Milho, mandioca, leite, gado de corte, ovinos, caprinos, suínos, aves, defumados, mel, olerícolas, feijão, cana, arroz, café, trigo, mamona, fruticulturas e hortaliças, além de alimentos processados como sucos, polpas, conservas, doces, biscoitos, farinha, frutas desidratadas, queijos, iogurtes e defumados.
  6. 6.   Produção de mais de 80% da ocupação no setor rural e por cerca de 40% da produção agrícola;  Abastecimento da mesa dos brasileiros vem das pequenas propriedades;  Produção ecologicamente mais equilibrada: diversificação de cultivos, menor uso de insumos industriais;  Preservação do patrimônio genético. Importância da agricultura familiar
  7. 7.   Valorizar um processo de produção em menor escala com menores impactos ambientais;  Contribuir para o desenvolvimento das pequenas cidades;  Melhorar a qualidade de vida das famílias rurais;  Fortalecer a cultura brasileira;  Combater o êxodo rural; POR QUE CONSUMIR PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR
  8. 8.  O Sítio Abaetetuba
  9. 9.  Sítio Abaetetuba:  Produção de alimentos de qualidade, substituindo as técnicas modernas de plantio, altamente dependentes de energia externa e insumos tradicionais, por alternativas agroecológicas de baixo impacto, garantindo a sustentabilidade;  Divulgação destas técnicas para produtores, estudantes e turistas.
  10. 10.  O consumidor está se tornando a cada dia mais consciente, e procurando comprar produtos que tenham uma história, um contexto, uma posição política e sejam ambientalmente sustentáveis!!! A alimentação no contexto contemporâneo: consumo, ação política e sustentabilidade
  11. 11.  Soberania Alimentar define:  O acesso a um alimento saudável e de boa qualidade é um direito universal dos povos e deve se sobrepor a qualquer fator econômico, político ou cultural que impeça sua efetivação;  Que todas as pessoas devem ter direito a um abastecimento alimentar seguro, culturalmente apropriado e em quantidade e qualidade suficiente para garantir seu desenvolvimento integral;  O direito dos povos de definir sua política agrária e alimentar, garantindo o abastecimento de suas populações, a preservação do meio ambiente e a proteção de sua produção frente à concorrência desleal de outros países.
  12. 12.  Revolução verde  A internacionalização, nos últimos cinquenta anos, do pacote tecnológico da Revolução Verde tem levado a uma crescente erosão da biodiversidade agrícola e alimentar. Esse modelo tecnológico, baseado no cultivo de variedades genéticas de alta produtividade, na utilização de insumos químico-sintéticos, na mecanização e no recurso a fontes não-renováveis de energia, tem sido o responsável pela deterioração progressiva da própria base natural que assegura a estrutura e o funcionamento dos sistemas agrícolas.  No que diz respeito à Soberania Alimentar, o impacto desse modelo é paradoxal. Aumentou a produção de alimentos ao mesmo tempo em que ampliou o número de famintos. Concentração da terra, êxodo rural, incremento dos monocultivos e erosão dos solos são algumas das causas apontadas para esta anomalia.
  13. 13.  Revolução verde
  14. 14.   O resgate e a manutenção de sementes pelas famílias agricultoras;  A conservação de recursos naturais;  A produção de alimentos limpos e a articulação de novas redes de distribuição e consumo de alimentos;  O acesso alimentos de qualidade para todos;  Novos padrões de produção, comercialização e consumo de alimentos. Agroecologia propõe
  15. 15.   Encurtar a distância entre produtores e consumidores;  Valorizar os serviços sócio-ambientais gerados;  Alcançar um mercado que permita o escoamento de uma produção diversificada, baseada em recursos genéticos variados, uma melhor remuneração para o agricultor, preços mais acessíveis ao consumidor e baixos custos operacionais.
  16. 16.   Estimulo a diversidade genética e cultural;  Manutenção da biodiversidade local;  Produção de alimentos de qualidade. Pequena propriedade produtiva
  17. 17.  Resgate da diversidade genética do milho
  18. 18.  Colheita do feijão
  19. 19.  Variedades de feijão
  20. 20.  Produção de goiaba
  21. 21.  Produção de morango
  22. 22.  Produção de abobrinha
  23. 23.  Produção de berinjela
  24. 24.  Produção de tomate italiano ensacado manualmente
  25. 25.  Criação de tilápia
  26. 26.   Minimização das perdas e dos desperdício pós-colheita;  Aumento da renda das famílias envolvidas no processamento dos alimentos;  Oferta de maior diversidade de alimentos ao consumidor local;  Fortalecimento do mercado interno;  Diversificação da economia;  Redução das importações;  Nascimento de novos polos de desenvolvimento em regiões ainda com poucos recursos. Os benefícios da instalação das agroindústrias no meio rural são:
  27. 27.  Desidratação de frutas
  28. 28.  Farinha de mandioca
  29. 29.  Tapioca
  30. 30.  Produção de fubá e canjica de milho em moinho de pedra
  31. 31.  Produção de molho de tomate com tomate agroecológico
  32. 32.  Produção de conservas e geleias diversas
  33. 33.
  34. 34.   Curso de produção de conservas e geleias;  Curso de produção de farinha;  Curso de construção de fossas ecológicas;  Curso de bioconstrução;  Recepção de universidades;  Parceria no desenvolvimento de monografias e teses de mestrado. Agroturismo e recepção de grupos de estudo
  35. 35.
  36. 36.  Produção de conservas e geleias naturais  Produção mensal: 4.000 potes a 6.000 potes Agroindústria Mistura fina
  37. 37.   Conservas em azeite;  Geleias com alta concentração de frutas;  Sem corantes ou conservantes;  São utilizados apenas conservantes naturais (açúcar, vinagre, ac cítrico, azeite e especiarias);  Como expessante utilizamos a pectina cítrica, extraída da casca da laranja. Produtos processados e envasados manualmente
  38. 38. Berinjela caponata Berinjela, alho, cebola, massa de tomate, vinagre, azeite, azeitona verde, uva passa preta, castanha do pará, salsa e especiarias e sal
  39. 39.  Pasta de tomate seco Tomate seco, alho, alcaparra, açúcar, ervas finas, azeite e sal
  40. 40.  Tomate seco ao alho Tomate seco, alho, alcaparra, açúcar, ervas finas e azeite e sal
  41. 41.  Berinjela tipo chutney Berinjela, pimentão vermelho, alho, vinagre, uva passa branca, açúcar mascavo, sal e especiarias em azeite
  42. 42.  Geleia de morango e morango com pimenta Morango, açúcar, pectina e vinagre Morango, açúcar, pectina, vinagre e pimenta
  43. 43.  Geleia de abacaxi com pimenta Abacaxi, pimenta, açúcar, pectina e ac cítrico
  44. 44.  Antepasto de abobrinha Abobrinha, alho, cebola, azeitona preta, alcaparra, manjericão, vinagre, açúcar, sal e especiarias em azeite
  45. 45.  Geleia de amora Amora, açúcar, vinagre e pectina
  46. 46.  Geleia de laranja e laranja com pimenta Laranja, açúcar, pectina, vinagre, rum Laranja, açúcar, pectina, vinagre, rum e pimenta
  47. 47.  Geleia de pimenta Pimenta dedo de moça, suco de laranja, vinagre, açúcar, cachaça, pectina e sal
  48. 48.  Lançamentos – Geleia de manga e maracujá Manga, açúcar, maracujá e ac cítrico
  49. 49.  Berinjela siciliana Berinjela, azeitona preta, alho, cebola, vinagre, orégano, salsa e sal, em azeite
  50. 50.  Chutney de banana Banana d’água, suco de laranja, vinagre, gengibre, alho, castanha do pará , açúcar , especiarias e sal.
  51. 51.  Berinjela condimentada Berinjela, gengibre, alho vinagre, azeite, especiarias e sal
  52. 52.  Produtos com marca própria Trilhas do araçari – Maçã caramelizada com gengibre
  53. 53.  Cenoura caramelizada com gengibre
  54. 54.  Cebola caramelizada
  55. 55.  Participação do Roteiro de agroturismo de São Pedro da Serra e Arredores
  56. 56.  Participação do Rio Gastronomia
  57. 57.  Vencedores do premio Maravilhas do Rio na categoria “Conservas” e na categoria “Da terra”
  58. 58.  Venha conhecer a nossa agroindústria:
  59. 59.  Harmonização dos produtos
  60. 60.
  61. 61.
  62. 62.
  63. 63.
  64. 64.
  65. 65.
  66. 66.
  67. 67.
  68. 68.  Agradecimento

×