Rel pibid uepb_2012.3

292 visualizações

Publicada em

Reprodução do documento sem mencionar autoria,é considerado plágio.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
292
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rel pibid uepb_2012.3

  1. 1. 5. DESCRIÇÃO DA PRODUÇÃO EDUCACIONAL GERADA Obs. 1: As produções deverão ser apresentadas individualmente em cada tabela e em ordem alfabética. Insira novas linhas para o mesmo tipo de produto. Ao final, a tabela deverá apresentar a quantidade total da produção. Obs. 2: Os produtos devem ser apresentados em ANEXOS numerados, em formato digital (CD ou DVD) e, quando possível, disponibilizado na website da IES. O link deve ser informado no campo apropriado. Obs. 3: O anexo, presente na mídia digital, deverá trazer com maiores detalhes a produção gerada. Obs.4: Os produtos estão relacionados às atividades desenvolvidas. Portanto, para cada tipo de produto, deverá ser apresentado o indicador da atividade correspondente (ver quadro 4). 5.1) PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS Neste grupo enquadram-se produtos do tipo: banners e cartazes pedagógicos produzidos, criação de banco de imagens, criação de banco de sons, criação de Blogs, criação de kits de experimentação, estratégias e sequências didáticas, folders, mapas conceituais, mídias e materiais eletrônicos, planos de aula, Plataforma Moodle e outras, (Wikipédia), preparação de aulas e estratégias didáticas, preparação de estratégias e sequências didáticas para o Portal do Professor, preparação de minicursos, produção de cadernos didáticos, produção de objetos de aprendizagem, produção de roteiros experimentais, produção de softwares, projetos educacionais realizados, sínteses e análises didáticas; outros. 1) Tipo do produto: Interação digital Indicador atividade: 3 e 8 a) Cultura, literatura e criatividade: do erudito ao popular. Blog de interação entre os participantes. http://wwwprojetoclicraul.blogspot.com b) Nas trilhas da língua portuguesa: o texto em foco. Blog de interação entre os participantes. http://nastrilhasdalinguaportuguesa.blogspot.com/ c) Blog de interação entre os participantes do subprojeto de História (Campus I) http://www.pibidhistoriauepb.blogspot.com.br/ d) Blog A palavra mundo – subprojeto Letras-Inglês (Campus I) http://www.blogger.com/i.g?inviteID=5340015786296577335&blogID=8523330793184035858 Quantidade total 4 2) Tipo do produto: Sequência Didática Indicador atividade: 1 a) “Energia elétrica: produção e consumo” Sequência didática apresenta a descrição detalhada das atividades desenvolvidas e o planejamento para a execução de cada uma delas. O módulo didático apresenta o conteúdo necessário à abordagem (energia elétrica, produção, conservação e uso). https://www.dropbox.com/s/mcbc6nyjtr3885j/anexo%201.doc
  2. 2. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB b) Foram elaboradas 05 (cinco) unidades didáticas, para cada série do Ensino Médio, abordando os seguintes temas: 1º ano - Ligações Químicas e Unidade de Matéria. 2º ano - Propriedades Coligativas e Cinética Química. 3º ano - Solubilidade de Compostos Orgânicos e Eletroquímica. As Unidades Didáticas contemplam atividades diferenciadas: investigações, uso de novas tecnologias, aspectos históricos, dentre outras tendências atuais de ensino. Foram aplicadas para os bolsistas e alunos do Ensino Médio. Os resultados obtidos sugerem que sejam digitalizadas e impressas para divulgação. Esse material será apresentado na formatação final, ao término do projeto. c) Na sequência didática, com a temática “conhecendo o universo dos textos”, trabalhamos a concepção de texto, gênero textual e tipologia, como também, os elementos da textualidade e os efeitos de sentido. Este trabalho foi realizado através do contato efetivo dos alunos com os diversos gêneros textuais e de atividades e gincanas que possibilitavam uma maior interação dos alunos com os conteúdos abordados em sala de aula. As sequências nos permitiram a dialogicidade entre os conteúdos e a elaboração de dinâmicas para a exposição dos mesmos. Nesta sequência abordamos os gêneros textuais do cotidiano dos discentes como: charges, propagandas, músicas, etc. Trabalhamos a oralidade e a escrita através de atividades propostas em sala de aula e propomos a produção de um depoimento. DVD1 d) Na sequência didática, com a temática “verbos e gêneros humorísticos”, trabalhamos a funcionalidade dos modos e formas nominais dos verbos na construção de sentido dos textos, também trabalhamos os gêneros humorísticos e os elementos textuais que o compõe, como: o discurso humorístico, o duplo sentido, a ambiguidade e a ironia. Nesta sequência também abordamos os gêneros textuais do cotidiano dos discentes como: charges, propagandas, músicas, etc. Trabalhamos a oralidade e a escrita através de atividades propostas em sala de aula e propomos a produção de um relato. DVD 1 14 Quantidade total 4 3) Tipo do produto: Minicurso/ Oficina Indicador atividade: 5 e 7 a) Iniciação científica Elaboração de módulo didático destinado ao aluno do ensino médio com o intuito de despertar no mesmo o espírito científico. Apresentamos no anexo 2 o esquema das ações previstas para este minicurso, o qual será realizado no primeiro semestre do ano de 2013. https://www.dropbox.com/s/eb0q5hk092ttvff/anexo%202.doc b) Refrigerante: que características possui essa bebida que tanto fascina? Esta Oficina aborda os conhecimentos químicos: reações ácido/base, indicadores e potencial hidrogeniônico. No que se refere às tendências de ensino, enfatiza os aspectos históricos, experimentos investigativos e trabalho em grupo. c) Química do Amor: Discute funções orgânicas relacionadas às fragrâncias de perfumes dando ênfase nos três momentos pedagógicos (problematização inicial; organização e aplicação do conhecimento). Textos, imagens das estruturas orgânicas e fragrâncias predominam enquanto estratégia didática. d) Tratamento de água: Trata-se de uma simulação do tratamento da água por meio de material alternativo. Além de permitir o entendimento do processo de tratamento da água, os aspectos ambientais decorrentes do uso da água, também são abordados.
  3. 3. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB e) Termoplásticos: Esta Oficina envolve abordagem experimental sobre a densidade dos plásticos; uso de textos e jogo didático elaborado por 02 bolsistas. Discute a reciclagem dos plásticos relacionada a questão ambiental. 15 Quantidade total 5 n) Tipo do produto: Experimentação Indicador atividade: 6 a) Elaboração de aparatos experimentais: O anexo 3 traz uma descrição de ações desenvolvidas com o uso da atividade experimental como estratégia de discussão de conteúdos na escola https://www.dropbox.com/s/xqhiq8h33dqia5k/anexo%203.doc b) Apostila com experimentos direcionados aos alunos do primeiro ano do ensino médio. Experimentos fáceis de serem executados e de baixo custo, atendendo as limitações do laboratório da escola. https://www.dropbox.com/s/sq2wffq0evzrqgm/anexo%206.doc https://www.dropbox.com/s/m0cqzqml8yzw2js/anexo%207.doc c) Descrição do produto gerado: Estruturas físicas em 3D de modelos de orbitais atômicos s, px, py, pz, sp, sp² e sp3. As maquetes atuais foram confeccionadas com isopor para representar as nuvens eletrônicas e arames para compor o eixo cartesiano 3D. Na próxima etapa pretende-se usar como matéria-prima o biscuit, que é de fácil manuseio, além de permitir a participação dos alunos na fabricação dos mesmos. https://www.dropbox.com/s/40felxzlq9m34iq/ANEXOS%20QUIMICA2-2.doc d) Confecção do material didático para inclusão social de deficientes visuais: DIAGRAMA DE LINUS PAULING. O diagrama foi confeccionado com madeira, arame e feras de plástico. Com esse diagrama qualquer pessoa, incluindo deficientes visuais, pode aprender a distribuição de elétrons por níveis de energia. https://www.dropbox.com/s/40felxzlq9m34iq/ANEXOS%20QUIMICA2-2.doc Quantidade total 4 n) Tipo do produto: Feiras e Exposições Indicador atividade: 12 a) Feira de ciência: apresentamos uma breve descrição de ações desenvolvidas pelos alunos da escola com o intuito de divulgar estudos realizados pelos mesmos sob a orientação dos bolsistas. https://www.dropbox.com/s/wkcr3r3zunampzl/anexo%204.doc Quantidade total 1 n) Tipo do produto: Cadernos pedagógicos Indicador atividade: 11 a) Através das sequências didáticas elaboradas preparamos dois módulos para distribuir para os alunos. Nesse material didático continha todos os textos que utilizamos em sala de aula, as atividades propostas os gêneros textuais abordados bem como a proposta de produção textual. Os módulos possuíam os mesmo títulos das sequências didáticas: “conhecendo o universo dos textos” e “verbos e gêneros humorísticos”. DVD 1 Quantidade total 1
  4. 4. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB 3) Tipo do produto: Eventos Científicos Indicador atividade: 4 a) Apresentação da Comunicação Oral “O Pibid como elo entre universidade e escola: a experiência de futuros professores de física” no I Encontro do PIBID/ UEM, realizado no período de 14 a 16 de março em Maringá- PR. b) Apresentação de trabalho no II Encontro de Iniciação a Docência- II ENID (realizado no período de 27 a 31 de agosto de 2012, em Campina Grande, PB). Trabalhos: Situações Problemas e sua utilização em atividades experimentais no Ensino Médio; Relato de uma atividade experimental de baixo custo: o sistema solar em escala reduzida; A história e o teatro como estratégia de comunicação da ciência em sala de aula: um caso para a natureza da luz; Abordagem de conteúdos da óptica com o uso de anáglifos (imagens 3D) no Ensino Médio; Tecnologias em imagens 3D numa intervenção didática no Ensino Médio: da holografia a realidade virtual aumentada; Abordagem experimental na aula de hidrostática: da manipulação de materiais ao debate; Física, Arte e História da Ciência: estudando a natureza da luz; Utilização do lúdico para discutir ciência: o caso da gincana da Física; Abordagem experimental em oficinas de Física: relacionando a Segunda Lei de Newton, o Trabalho e a Energia com o cotidiano dos alunos; Intervenções didáticas com a abordagem CTS para o ensino da óptica geométrica. Anais do II Encontro de Iniciação à Docência da UEPB/ CD de resumos: ISSN2316-2155 – DVD 1 c) Apresentação de trabalho “Atividade experimental na escola: uma vivência a partir do projeto PIBID” no XXX Encontro de Físicos do Norte e Nordeste- Ensino, realizado no período de 05 a 07 de novembro de 2012, em Salvador –BA. http://www.sbf1.sbfisica.org.br/eventos/efnne/xxx_e/sys/resumos/T0175-1.pdf d) Apresentação de trabalho no ENECT (realizado no período de 12 a 14 de novembro de 2012, em Campina Grande, PB). Trabalhos: A atividade lúdica como possibilidade para discutir ciências: a gincana da física; utilização de situações problema em atividades experimentais no ensino médio; experimentando e problematizando a física em sala de aula: a segunda lei de newton, o trabalho e a energia; uso de anáglifos para abordagem de conteúdos da óptica no ensino médio; estudando a natureza da luz por meio da arte e história da ciência; analisando a natureza da luz em sala de aula através do teatro e historia da ciência; a realidade virtual aumentada e holografia como elementos motivadores no ensino de óptica http://editorarealize.com.br/revistas/enect/anais.php e) “Literatura Reflexiva: um estudo de dois contos”, apresentado na XII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (JEPEX 2012) UFRPE, Recife, 26 a 30 de novembro, pelas bolsistas Sarah Kaysllanne da Silva Nobre Nogueira e Ravena Flávia Medeiros de Freitas. (Anexo 1) f) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Banner “A literatura e os gêneros textuais: a cultura nordestina em foco”, apresentado na XII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (JEPEX 2012) UFRPE, Recife, 26 a 30 de novembro, pelas bolsistas Ana Paula Lima Carneiro e Tarcia Camila Gonçalves de Oliveira. (Anexo 2) 16
  5. 5. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB g) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Banner “Desenvolvendo a leitura e a capacidade crítica no Ensino Médio a partir do gênero conto”, apresentado na XII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (JEPEX 2012) UFRPE, Recife, 26 a 30 de novembro, pelas bolsistas Aivoneide Oliveira Lima e Samara Sales da Silva. (Anexo 3) h) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Banner “Análise crítica da figura feminina (Romantismo X modernidade)”, apresentado na XII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (JEPEX 2012) UFRPE, Recife, 26 a 30 de novembro, pelas bolsistas Amanda Alves de Oliveira, Laiane Figueiredo Nóbrega e Patrícia Ferreira dos Santos. (Anexo 4) i) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Banner “Como o ensino de literatura contextualizado pode ajudar no desenvolvimento crítico dos alunos”, apresentado no III Encontro de Iniciação à Docência PIBID/UFCG, em Campina Grande, de 14 a 16 de dezembro de 2012, pelas bolsistas Sarah Kaysllanne da Silva Nobre Nogueira e Ravena Flávia Medeiros de Freitas. (Anexo 5) j) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Banner “Literatura e Sociedade: Uma leitura crítica da figura feminina em dois períodos”, apresentado no III Encontro de Iniciação à Docência PIBID/UFCG, em Campina Grande, de 14 a 16 de dezembro de 2012, pela bolsista Patrícia Ferreira dos Santos. (Anexo 6) l) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Banner “Trabalhando criticidade com base na leitura do gênero conto” apresentado no III Encontro de Iniciação à Docência PIBID/UFCG, em Campina Grande, de 14 a 16 de dezembro de 2012, pela bolsista Aivoneide Oliveira Lima. (Anexo 7) m) Resumo expandido do trabalho “Literatura Reflexiva: um estudo de dois contos”, apresentado na XII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (JEPEX 2012) UFRPE, Recife, 26 a 30 de novembro, pelas bolsistas Sarah Kaysllanne da Silva Nobre Nogueira e Ravena Flávia Medeiros de Freitas. Anexo 8 n) Resumo expandido do trabalho “A literatura e os gêneros textuais: a cultura nordestina em foco”, apresentado na XII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (JEPEX 2012) UFRPE, Recife, 26 a 30 de novembro, pelas bolsistas Ana Paula Lima Carneiro e Tarcia Camila Gonçalves de Oliveira. Anexo 9 o) Resumo expandido do trabalho “Desenvolvendo a leitura e a capacidade crítica no Ensino Médio a partir do gênero conto”, apresentado na XII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (JEPEX 2012) UFRPE, Recife, 26 a 30 de novembro, pelas bolsistas Aivoneide Oliveira Lima e Samara Sales da Silva. Anexo 10 p) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Resumo expandido do trabalho “Análise crítica da figura feminina (Romantismo X modernidade)”, apresentado na XII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (JEPEX 2012) UFRPE, Recife, 26 a 30 de novembro, pelas bolsistas Amanda Alves de Oliveira, Laiane Figueiredo Nóbrega e Patrícia Ferreira dos Santos. Anexo 11 17
  6. 6. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB q) “Produção/refacção do gênero textual artigo de opinião: a cultura nordestina em foco”, apresentada pelas bolsistas Ana Paula Lima Carneiro e Tarcia Camila Gonçalves de Oliveira no II Simpósio Nacional de Texto e Ensino (SINATE), ocorrido em Pau dos Ferros-RN, de 12 a 14 de dezembro de 2012. Anexo 13 18 Quantidade total 16 5.2. PRODUÇÕES BIBLIOGRÁFICAS Na produção bibliográfica destacam-se: artigo técnico-científico publicado; dissertação de mestrado em andamento ou concluída; edição, organização e/ou coordenação de livros ou coleções; publicação de jornais na escola; publicação de livro; publicação de capítulo de livro; publicação de resumo técnico-científico; publicação de trabalho completo; publicação individual de crítica e resenha científico-educacional ou prefácio de obras especializadas ou espetáculos; tese de doutorado em andamento ou concluída; trabalho de conclusão de curso em andamento ou concluída; tradução de capítulo de livro; tradução de peças teatrais, de óperas encenadas e livros; outros. 1) Tipo do produto: Trabalho de Conclusão de Curso Indicador atividade: 2 a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): “Processo de visão numa perspectiva problematizadora: um estudo de caso a partir da história” http://uepb.edu.br/biblioteca/ b) “Uma intervenção didática com o uso de eletroscópios de folhas no ensino médio” http://uepb.edu.br/biblioteca/ c) “Situações problema e sua utilização em atividades experimentais no ensino médio” http://uepb.edu.br/biblioteca/ Quantidade total 3 5.3) PRODUÇÕES ARTÍSTICO-CULTURAIS Este grupo engloba todos os resultados artístico-culturais desenvolvidos no programa, tais como: adaptação de peças teatrais; atividades de grafitagem, atividades de leitura dramática ou e peça radiofônica; atividades de restauração de obras artísticas; autoria de peças teatrais, roteiros, óperas, concertos, composições musicais, trilha sonora, cenografia, figurino, iluminação e/ou coreografia integrais apresentadas ou gravadas nas IES e escolas participantes; criação de espetáculos de dança; criação de filmes e atividades cênicas; criação de grupos musicais; criação de rádio escolar; desenho e pintura; exposição artístico-educacional; exposição de fotos e imagens; festivais de dança na escola; festivais de música; maquetes; transcrição e/ou arranjos de obras musicais; participação de alunos em concertos, recitais ou gravações; participação de alunos em peças teatrais; sarau escolar, vernissage, dentre outros. 1) Tipo do produto: Peças teatrais e leituras dramatizadas Indicador atividade: 3
  7. 7. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB 19 a) Adaptação do texto “As teorias da luz e o éter luminífero no início do século XIX”, de autoria de Thaís de Mello Forato. O texto aborda aspectos relacionados a evolução dos conceitos acerca da natureza da luz e do éter luminífero, por meio de vários diálogos entre os personagens (alunos, narradores e cientistas) https://www.dropbox.com/s/t8euiauwd3rpj4w/anexo%205.doc b) Encenação uma adaptação do Auto da Lusitânia de Gil Vicente em um dos teatros da cidade. DVD2 Quantidade total 2 2) Tipo do produto: Atividade artística Indicador atividade: 10 a) Produção de autorretrato através da técnica “decalque”, mediado pelo artista plástico Flaw Mendes DVD 2 Quantidade total 1 n) Tipo do produto: Livros em cordel Indicador atividade: 10 a) CLICORDEL- Livros em cordel feitos pelos alunos do projeto em sala de aula. DVD3 Quantidade total 1 5.4) PRODUÇÕES DESPORTIVAS E LÚDICAS As atividades de caráter lúdico e esportivo, como: criação de times de modalidades esportivas (basquete, vôlei, futebol, etc), competições esportivas, criação de materiais para recreação; criação de rodas de capoeira; desenvolvimento de novas modalidades esportivas na escola; gincanas escolares; jogos para recreação e socialização; jogos inter-classes; desenvolvimento de jogos especiais para inclusão (goalball, futebol de 7, futebol de 5, voleibol sentado, natação, bocha, outros); jogos populares; jogos dos povos indígenas (arco e flecha, cabo de força, corrida de tora, natação em águas abertas, hipip; akô, insistró, kagót, peikran, corrida de fundo, outros); atividades lúdicas para recreios e intervalos escolares; desenvolvimento de brincadeiras; brinquedos e brinquedotecas; maratonas escolares; olimpíadas esportivas; dentre outros. 1) Tipo do produto: Gincanas escolares Indicador atividade: 12 a) A Gincana da Física promoveu aos alunos da escola básica, especificamente do Ensino Médio uma série de atividades lúdicas aliadas aos conhecimentos científicos adquiridos no cotidiano da vida e da escola, por meio de nove provas disputadas por equipes previamente escolhidas e com o apoio dos bolsistas e supervisores das escolas A programação da gincana foi dividida em três momentos: Execução das provas; Divulgação dos resultados e entrega de brindes à equipe campeã.
  8. 8. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB 20 https://www.dropbox.com/s/sq2wffq0evzrqgm/anexo%206.doc https://www.dropbox.com/s/m0cqzqml8yzw2js/anexo%207.doc Quantidade total 1 2) Tipo do produto: Ludicidade Indicador atividade: 9 a) Dominó Químico de Ácidos e outro de Bases, onde foram escolhidos 28 ânions para o dominó de ácidos e 28 cátions para o dominó de bases. Para a confecção utilizou-se folha de isopor grossa, cola para papel, cola para isopor, tesoura e estilete, folha xerocada com os cátions e ânions juntamente com seus nomes. Utilizando o estilete, retângulos com as dimensões 2,7 cm x 5,4 cm da folha de isopor, foram cortadas. Folhas de papel ofício foram usadas para forrar às peças de isopor, depois de forrado as peças recortaram-se as folhas xerocadas com os cátions e ânions e as mesmas foram coladas nas peças. b) Baralho de ligações químicas, onde foram selecionados alguns elementos químicos e alguns íons para formar compostos com ligações covalentes, iônicas e metálicas. Para a confecção desenhou-se as peças do baralho no Macromédia Fireworks 8 e imprimiu-as numa folha de cartolina e por fim recortou-as. c) Baralho denominado de “Quiuno” baseada no jogo Uno. O jogo faz uso de 32 do bloco s e p, do Lítio ao Xenônio, elementos da tabela periódica e da quantidade de elétrons na sua camada de valência. Utilizando o Macromedia Fireworks 8, desenhou as 46 peças e em seguida imprimiu-as em uma folha de cartolina. d) Xadrez Humano: Realização da construção das peças (vestimenta dos alunos), construção do tabuleiro no pátio da escola, construção do xadrez feito com material reciclável. https://www.dropbox.com/s/b7lirnkhddiv8ed/Xadrex_Humanos.pdf Quantidade total 4 5.5) PRODUÇÕES TÉCNICAS, MANUTENÇÃO DE INFRAESTRUTURA E OUTRAS Neste campo destacam-se: atualização de acervo da biblioteca escolar; criação de fóruns de licenciatura e formação docente; criação de laboratórios portáteis para o ensino de ciências; desenvolvimento de projetos sociais; manutenção de ateliê para atividades artísticas na escola; plano de melhoramento para laboratórios de ciências; revitalização de laboratórios de informática; modificação de projetos pedagógicos da licenciatura; criação de novas modalidades de licenciatura; criação de licenciaturas indígenas e do campo; criação de licenciaturas interculturais; outros produtos. 1) Tipo do produto: Organização de evento Indicador atividade: 12 a) II Encontro de Iniciação à Docência da UEPB – 27 a 31 de agosto /2012. Evento de divulgação e avaliação dos trabalhos do PIBID-UEPB, bem como apresentação de demais trabalhos envolvendo licenciaturas. Página do evento com programação http://www.eniduepb.com.br/ CD de resumos: ISSN2316-2155 Quantidade total 1
  9. 9. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB 6. DESCRIÇÃO DE IMPACTOS DAS AÇÕES/ATIVIDADES DO PROJETO NA: FORMAÇÃO DE PROFESSORES; LICENCIATURAS ENVOLVIDAS; EDUCAÇÃO BÁSICA; PÓS-GRADUAÇÃO e ESCOLAS PARTICIPANTES Os impactos das ações do projeto aparecem de forma interligada em diferentes esferas tanto acadêmico quanto sociais. Um deles reflete-se na diminuição do abandono nos cursos da Instituição e no crescente número de aprovação de ex-bolsistas em concursos públicos para o exercício do magistério. Com o auxílio da bolsa os estudantes podem participar mais ativamente das atividades do curso sem a necessidade de conciliar os estudos com atividades remuneradas fora do âmbito acadêmico. A vivência da realidade das escolas públicas pelos licenciandos favorece a reflexão acerca da realidade de alunos e professores em sala de aula. Neste sentido, a escolha pela docência se dá de forma mais acertada formando profissionais sensíveis às demandas por uma educação mais igualitária e de qualidade. Houve também um aumento no interesse dos professores da universidade em atuarem como colaboradores no desenvolvimento dos subprojetos, o que levou a uma renovação em termos de conceituação do que é a formação de professores e como a teoria vincula-se à prática. A mobilização destes professores colaboradores no programa foi fundamental para o sucesso do curso de formação continuada “A Paraíba faz Educação” oferecido pelo Governo Estadual da Paraíba em conjunto com a Universidade no final de 2011, o que possibilitou uma maior conexão entre a realidade e as necessidades da Escola de Educação Básica e as licenciaturas. Fruto dos resultados bem sucedidos deste programa o Estado renovou a parceria com a UEPB agora no formato de uma especialização lato sensu “Fundamentos da Educação e Práticas Pedagógicas Interdisciplinares” a iniciar-se em 2013 com mais de 3.000 professores da rede pública matriculados. Quanto aos impactos nas escolas, a atuação dos subprojetos envolveu muito mais do que a prática de sala de aula. Neste sentido foram ministrados minicursos, oficinas e palestras direcionadas para a formação crítico-reflexiva do aluno. A inclusão de temas transversais e polêmicos nas atividades possibilitou a aproximação dos bolsistas e dos alunos com a realidade de diferentes bairros e condições sociais, levando à reflexão sobre o papel da escola e as perspectivas para os alunos da Educação Básica pública. As mostras pedagógicas das escolas contaram com a presença dos bolsistas e dos projetos e oficinas desenvolvidos nas escolas, aproximando ainda mais a escola de educação básica da universidade. Uma das ações que representam os impactos do PIBID na escola e sociedade foi o evento “Feira de Ciências e Ciências nas Feiras”, realizado em novembro de 2012, no âmbito do subprojeto de Física e com a participação de professores e alunos colaboradores da UEPB e da UFCG, nas cidades de Pocinhos e Serra Branco atingindo um público de aproximadamente 1.500 pessoas (entre alunos da educação básica, bolsistas e população em geral). As intervenções geraram diferentes produtos, disponibilizados publicamente para divulgação, reprodução e avaliação. Na elaboração e execução das atividades e produtos, os bolsistas foram levados a se aprofundarem nos conteúdos específicos e pedagógicos de seus subprojetos, melhorando seu rendimento nas disciplinas e se envolvendo nas várias oportunidades que a Universidade oferece. Mostra disso é a participação dos bolsistas nos seminários e cursos oferecidos pelos programas de pós-graduação da UEPB. Em complementação, a pós-graduação também tem envolvido os licenciandos e os alunos e professores da educação básica em suas atividades, promovendo cursos e oficinas específicos para este público, bem como incentivando a formação de professores, com a abertura do programa de pós-graduação nessa área. A experiência adquirida pelos bolsistas (licenciandos e supervisores) no desenvolvimento e escrita dos projetos em desenvolvimento nas escolas tem servido como base na formulação de projetos de pesquisa em ensino/educação. Com isso, muitos deles têm se candidatado em programas de pós desta e de outras instituições, com sucesso. Isto possibilitou que professores afastados da Universidade pelo exercício da docência na 21
  10. 10. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB educação básica pudessem retornar para a continuidade da formação em diferentes níveis. Verifica-se assim, as ações compostas pelo tripé ensino, pesquisa e extensão vem sendo fortalecido com o projeto “Ciências da Natureza, Matemática e Linguagem” com impactos significativos na formação de professores (inicial e continuada) no Estado da Paraíba. 7. CONTRIBUIÇÕES PARA AS LICENCIATURAS DA IES Descrever as contribuições do projeto para o aprimoramento dos cursos de licenciatura não participantes do programa (Até 500 palavras) As atividades desenvolvidas pelos subprojetos envolvendo as licenciaturas da UEPB promoveram modificações nas estratégias nos componentes curriculares pedagógicos tais como o de Prática de Ensino e Estágio Supervisionado. A parceria do PIBID com as escolas públicas ampliou as possibilidades de realização de atividades obrigatórias nestas instituições por estas verificarem os bons resultados pela interação entre os licenciandos e os alunos da educação básica. Verificou-se, ainda, o aumento de licenciandos interessados em participar dos subprojetos. Com a ampliação do PIBID/UEPB foi possível, de certa forma, atender a um maior número de alunos em formação. Atualmente, verifica-se que as licenciaturas ganharam espaço pela relação direta com a formação docente análogo ao bacharelado para a iniciação científica. Isto está expresso nas estatísticas institucionais que apresentam o quadro com 350 alunos de iniciação científica e de 258 de iniciação à docência – com considerável aumento pela procura desta última. O envolvimento de alunos não-bolsistas em atividades semelhantes às dos subprojetos foi constatado durante o encontro anual do PIBID (II ENID), com os trabalhos apresentados por alunos das disciplinas de estágio, incluindo as licenciaturas que não participam do projeto oportunizando a interação e fortalecimento da docência. Em linhas gerais, tal fato fortaleceu a licenciatura, despertando o interesse de outros cursos de formação de professores, deste e de outros Campi, em participar do programa de iniciação à docência que integra, atualmente, mais 15 subprojetos em áreas estratégicas da educação básica (linguagens, artes e experimentação). Em decorrência da ampliação dos subprojetos atuando em escolas do Estado a UEPB – em parceria com o Parque Tecnológico e a Secretaria de Educação Estadual/PB – está desenvolvendo um programa que pretende integrar ainda mais a parceria entre a universidade e a escola com a distribuição de bolsas para alunos de educação básica visando estimular a participação em projetos de fomento à melhoria da qualidade dos processos educacionais. 8. BENS PATRIMONIÁVEIS ADQUIRIDOS Caso o edital tenha previsto recurso de capital, liste todos os equipamentos patrimoniáveis adquiridos no projeto, com descrição de marca, modelo, série, acessórios, outros. Tipo: Modelo: Marca: 22 Quantidade Modelo
  11. 11. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB 9. DIFICULDADES ENCONTRADAS E JUSTIFICATIVAS DE ATIVIDADES PREVISTAS E NÃO REALIZADAS As dificuldades na execução do projeto estão concentradas: i) na liberação de recursos, principalmente material de consumo; ii) na diferença entre o período de execução do projeto e o calendário da educação básica e iii) nas escolas. i) Vários entraves burocráticos, devido à forma de convênio adotada para repasse, dificultaram a utilização da verba. O material de consumo necessário para realização das atividades só foi recebido em final de mês de julho/2012, após licitação com vários itens fracassados. Sendo assim, o desenvolvimento de grande parte do projeto, que envolveu a realização de experimentos, construção de kits, impressão, etc. foi financiado pela universidade. O projeto teve início em maio/2010, mas só teve a primeira parcela liberada em janeiro/2011, ocorrendo praticamente às custas da instituição e bolsistas, o que inviabilizou várias das atividades previstas. A partir de junho/2011 foi assinado contrato com agência de turismo (dentro da quota possível para a universidade), o que permitiu solicitar a compra de passagens para alunos, supervisores e coordenadores com maior facilidade, incentivando a participação em eventos, bem como possibilitando a vinda dos palestrantes para os dois eventos realizados. Este contrato se encerrou em maio/2012, sendo firmado novo contrato com outra empresa que em função de uma reforma administrativa com a posse do novo reitorado está sendo revista para assegurar a aquisição de passagens a um preço competitivo com o mercado. A continuidade do contrato assinado em junho/2011 com uma empresa de reprografia (fotocópias e encadernações), facilitou a realização de atividades com textos, aplicação de questionários, etc. Em setembro de 2012 a coordenação institucional em parceria com os diferentes setores administrativos da UEPB realização uma ampla aquisição de materiais previstos para a utilização no desenvolvimento dos subprojetos, bem como foi contemplada com duas novas salas para as reuniões e demais encontros realizados pelos participantes do Programa em decorrência da inauguração da Central de Integração Acadêmica no Campus I. A verba destinada ao projeto contribui significativamente para o subsídio e o bom andamento das atividades junto às escolas participantes. ii) Quanto ao segundo item, as atividades do projeto (com implementação em agosto) estão 6 meses defasadas em relação ao calendário da educação básica e 1 mês em relação ao calendário da Universidade. Com isso, torna-se complicado iniciar e finalizar uma ação durante o período letivo e ainda participar de todo o ano letivo da escola. Neste sentido, tem-se buscado a realização dos projetos de acordo com a disponibilidade das escolas em receber os bolsistas. De outra forma, algumas atividades ficaram limitadas, pois não puderam ser finalizadas dentro do período letivo da escola, considerando interrupções como o excessivo número de feriados em 2012, períodos eleitorais, ENEM e preparação para vestibulares. A previsão de que o projeto será fluxo contínuo permitirá reorganizar o calendário das atividades junto às escolas. iii) Quanto às dificuldades presentes nas escolas, elas dizem respeito ao não-entendimento quanto a parceria entre a universidade e a escola. Este leva a que à direção não considere relevante um projeto que não ofereça recursos financeiros diretos à escola, mas somente aos licenciandos e supervisores. Apesar de assinarem termo de concordância e da existência de convênio entre a UEPB e a Secretaria de Estado de Educação, alguns diretores dificultam as atividades, impedindo a entrada de bolsistas, restringindo o espaço e horário de atuação, etc. Por outro lado, em decorrência da inclusão de novos subprojetos houve a ampliação do número de escolas participantes dando 23
  12. 12. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB mobilidade às ações em colaboração. Pode-se considerar que estas são dificuldades pontuais que têm levado as coordenações (institucional, de gestão e de áreas) a pensarem novas formas de atuação e comprometimento com órgãos responsáveis (Diretorias de Ensino). No entanto, tais ações só poderão ocorrer com a certeza do fluxo contínuo do projeto, uma vez que a defasagem já mencionada não permite a mudança de planos com uma previsão de finalização para maio/2013. 24 10. CONSIDERAÇÕES FINAIS E PERSPECTIVAS Para melhor entendimento da relevância da iniciação à docência para a licenciatura na UEPB, faz-se necessário discorrer sobre o papel da licenciatura na formação do professor. A iniciação à docência, no cenário educacional atual, vem contribuir para oportunizar àqueles que em suas áreas de formação, não somente sejam vocacionados para lecionar, mas que através do estágio de docência possam experimentar e validar as diferentes disciplinas pedagógicas que recebem na licenciatura como a didática e a prática de ensino. Neste sentido, pode-se esperar por melhores atuações em suas áreas de conhecimento. Além desse aspecto prático, a licenciatura acompanhada da iniciação à docência pode propiciar ao licenciando uma visão crítico-reflexiva sobre a necessidade de avançar nos estudos, tal como nas formações lato e stricto sensu ampliando as possibilidade de melhor atuação no campo. Com foco neste papel é a que formação de professor, com o incentivo do PIBID, passa a tomada como um campo de convergência para o desenvolvimento de políticas e práticas orientadas para a demanda do cotidiano da escola e da sala de aula. O projeto Ciências da Natureza, Matemática e Linguagem tem atingido seus objetivos no que diz respeito a fazer com que os licenciandos conheçam a realidade da escola e procurem por novas formas de Ensinar, agregando nas metodologias empregadas, a teoria que conheceram na sala de aula da universidade. O número de bolsistas contemplados no projeto permitiu inserir muitos licenciandos, o que fez com que eles se dedicassem apenas à universidade. Esta dedicação causou impactos em seu rendimento escolar e também na sua qualidade de vida, uma vez que muitos puderam trocar seus empregos pela oportunidade de já atuarem na sua futura formação. Dentro dos objetivos a que se propõe o PIBID de um modo geral, este é um fator de potencialidade, pois a licenciatura passar a ter uma importância maior enquanto profissão. Em muitos relatos dos bolsistas sobre a experiência vivida em todas as fases do projeto, observa-se a surpresa de conseguir atuar como modificador da realidade escolar. Com a possibilidade de planejar e elaborar projetos diferenciados para ensinar os conteúdos, os licenciandos vêem com mais certeza a possibilidade de mudar a sala de aula em que forem atuar, com perspectivas de mudar o Ensino de um modo geral. Os supervisores encontram nos licenciandos seus anseios perdidos e recobram o estímulo para mudar sua prática. Outros, que já atuam de forma diferenciada, encontram no projeto uma forma de expandir suas ideias, mostrando aos licenciandos outras opções que não fazem parte da teoria. Tornou-se amplamente reconhecida a importância do PIBID para o estimulo às licenciaturas. Perspectivas i) A UEPB, entendendo a importância deste programa, destinou dois novos espaços para serem utilizados pelos participantes tanto da universidade quanto das escolas. Estes espaços oportunizam um novo tipo de contato da escola com a instituição. Há que se considerar que, atualmente, a UEPB representa no Estado da Paraíba uma das instituições com maior potencial de formação de professores orientados para uma atuação com potencial crítico-reflexivo para a realidade socioeducacional de alunos e professores. A UEPB teve aprovado na CAPES (PORTARIA/MEC/1364/2011) o 1º mestrado voltado para a formação de professores recebendo em
  13. 13. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB torno de 700 candidatos nas duas seleções que realizou. Analisa-se que a UEPB não mede esforços para oportunizar uma formação inicial e continuada para os professores licenciandos com vistas à uma educação pública de qualidade. ii) Quanto às ações dos subprojetos, os planejamentos têm sido feitos para a realização de projetos interdisciplinares, com inserção de metodologias inovadoras seguindo as Diretrizes Nacionais Curriculares levando a que as escolas revejam seus projetos pedagógicos para atender um maior número de demandas de seus alunos e professores em atuação. Busca-se sempre a formação do cidadão crítico, tanto os futuros professores quanto o aluno da Educação Básica. Para isso, a intenção é a inserção de atividades problematizadoras, temas polêmicos e ações sociais, que promovam a interação da escola e da Universidade com a comunidade. A recente inserção de novas licenciaturas e campi – incluindo regiões que apresentam carências específicas, com a prorrogação daquelas já existentes, permitirá novas atividades interdisciplinares e maior interação na tríade universidade-escola-licenciando. iii) Para avaliar de forma quantitativa o impacto do Programa, está sendo delineado um perfil online para acompanhar as ações dos atuais e ex-bolsistas objetivando compreender os motivos que o levam a seguir ou não pela carreira docente e que possam estar relacionados à sua formação. Este perfil irá gerar indicadores para verificar a atuação do PIBID aliado às licenciaturas para fomentar a formação de professores. Além disso, serão realizados em 2013 seminários internos para a revisão periódica das ações na escolas participantes e o acompanhamento das metas propostas pelos índices educacionais brasileiros. Conclui-se assim que o projeto Ciências da Natureza, Matemática e Linguagem, com as licenciaturas participantes atualmente vem obtendo resultados como: i) Ampliação da competência em leitura, interpretação e produção de textos científicos pelos estudantes bolsistas e alunos da escola básica; ii) Envolvimento de outros professores da educação básica nas atividades do PIBID além dos professores supervisores; iii) Estímulo à pesquisa educacional e à inovação pedagógica na escola e na universidade; iv) Divulgação das atividades do projeto em periódicos e eventos sobre ensino e formação de professores (processos e produtos); v) Ampliação das atividades docentes dos estudantes na escola, para além das atuais; vi) Intensificação das atividades de laboratórios de ciência e informática nas escolas; vii) Realização de atividades interdisciplinares nas escolas; viii) Realização de eventos culturais nas escolas, fazendo a interação com a comunidade que a compreende; ix) Inserção da pesquisa educacional como atividade curricular das licenciaturas. Tais resultados vêm fomentando a iniciação à docência e, consequentemente, melhorando a Educação Pública do Estado da Paraíba, dentro dos limites a que este projeto se restringe, especialmente quando analisamos os esforços empreendidos nesta direção. O PIBID/UEPB caminha na mesma direção ao buscar parcerias constantes com as instituições governamentais para fomentar as políticas e práticas educacionais. A ampliação e continuidade do programa tornou-se uma ação necessária para que a melhoria da Educação Pública possa se expandir para todo o Estado, cumprindo o papel da Universidade junto à sociedade. 25
  14. 14. ________________________________________Relatório de Atividades do Programa PIBID/UEPB Campina Grande, 30 de janeiro de 2013. 26 Paula Almeida de Castro Eli Brandão Responsável pelo projeto (coordenador institucional) Pró-Reitor de Graduação

×