 Podemos chamar de sensoriamento remoto o conjunto de técnicas que permite obter
informações sobre a superfície terrestre...
Sensoriamento Remoto
Fotogrametria ou aerofotogrametria é a técnica de elaborar cartas, com base em fotografias aéreas e
com a utilização de ap...
Aerofotogrametria
Altimetria
Altimetria
Altimetria
Altimetria
Altimetria
Altimetria
Altimetria
Altimetria
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
~
Sistema de Informações Geográficas (SIG)
É amplamente utilizado em navegação aérea e marítima,
levantamentos geodésicos e topográficos, monitoramento de veículos e...
Para que os GPS funcionem corretamente, faz-se necessário o uso de
três componentes, chamados de: espacial, de controle e ...
O espacial é composto de vinte e sete satélites que se encontram em órbita.
Vinte e quatro deles estão ativos e três são o...
O segundo componente, de controle, nada mais é do que estações de controle
dos satélites. Ao todo são cinco estações espal...
O último componente, mas não menos importante, é o receptor GPS, e este é o
único dos três que nós, usuários, devemos adqu...
Como o GPS sabe onde estou?
(Triangulação)
Os GPS usam o sistema de triangulação para determinar a localização de um
recep...
Depois de muito tempo em órbita, é normal que os satélites comecem a
apresentar defeitos e fiquem ultrapassados, tecnologi...
As “sucatas” que orbitam a Terra também vêm se mostrando verdadeiros
inimigos dos satélites funcionais. A colisão entre o ...
O GLONASS (Global Navigation Satellite System) é um sistema de
posicionamento geográfico, similar ao GPS, conta com uma co...
Galileo: Sistema Europeu de Posicionamento. Concebido desde o início como
um projecto civil, em oposição ao GPS americano ...
 O sistema será inter-operável com os outros dois sistemas já existentes,
permitindo uma maior cobertura de satélites (GN...
02. FGV - O sensoriamento remoto é a tecnologia que permite a captação da energia eletromagnética refletida
ou emitida por...
03. Fuvest - Analise a imagem a seguir e responda às questões 9 e 10.
(Parte do litoral paranaense contendo a Ilha do Mel....
A história em quadrinhos faz referência:
a) à transição da agência espacial americana NASA para empresa comercial voltada ...
06. (FUVEST)
Considere os exemplos das figuras e analise as frases abaixo, relativas às imagens de satélite e
às fotografi...
23. (UFC-CE) Analise as afirmativas a seguir, que se referem a aspectos de natureza
cartográfica.
I – As fotografias aérea...
3.UFRGS/04- Considere o desenho esquemático abaixo, que apresenta dois morros situados ao sul do Tropico de
Capricórnio co...
(UFSCAR) A figura é uma proposta de representação cartográfica, defendida pelo administrador de empresas Stephen
Kanitz.
(...
(Unioeste) Pensando que a visão que se tem do planeta desde o espaço cósmico é a de um globo
perfeito, avalie os seus conh...
(Ufjf) Leia, atentamente, o texto abaixo:
“Os mapas da Terra-Média incluídos em O Senhor dos Anéis mostravam uma flecha ap...
Geotecnologias
Geotecnologias
Geotecnologias
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Geotecnologias

421 visualizações

Publicada em

Aula sobre Geotecnologias.

Agradecimento especial ao professor Michel que me concedeu esta apresentação. Toda a montagem do material foi feita (e muito bem feita, por sinal) por ele!

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
421
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geotecnologias

  1. 1.  Podemos chamar de sensoriamento remoto o conjunto de técnicas que permite obter informações sobre a superfície terrestre por meio de sensores instalados em satélites artificiais. Sensoriamento Remoto  O avanço da tecnologia, acelerado com o fim da Guerra Fria, disponibilizou tecnologia militar para uso civil (embora para poucos) e proporcionou o progresso da observação aérea, possibilitando que satélites identifiquem até mesmo objetos com menos de 1m2.  Atualmente, já é possível adquirir imagens de áreas predeterminadas junto às empresas aeroespaciais.
  2. 2. Sensoriamento Remoto
  3. 3. Fotogrametria ou aerofotogrametria é a técnica de elaborar cartas, com base em fotografias aéreas e com a utilização de aparelhos e métodos estereoscópicos, que permitem a representação de objetos em um plano e sua visão em três dimensões. Aerofotogrametria
  4. 4. Aerofotogrametria
  5. 5. Altimetria
  6. 6. Altimetria
  7. 7. Altimetria
  8. 8. Altimetria
  9. 9. Altimetria
  10. 10. Altimetria
  11. 11. Altimetria
  12. 12. Altimetria
  13. 13. Sensoriamento Remoto
  14. 14. Sensoriamento Remoto
  15. 15. Sensoriamento Remoto
  16. 16. Sensoriamento Remoto
  17. 17. Sensoriamento Remoto
  18. 18. Sensoriamento Remoto
  19. 19. Sensoriamento Remoto
  20. 20. Sensoriamento Remoto ~
  21. 21. Sistema de Informações Geográficas (SIG)
  22. 22. É amplamente utilizado em navegação aérea e marítima, levantamentos geodésicos e topográficos, monitoramento de veículos e mapeamentos. Além disso,o GPS conta com bússola, indicador de altitude, velocidade e marcador de ponto.
  23. 23. Para que os GPS funcionem corretamente, faz-se necessário o uso de três componentes, chamados de: espacial, de controle e o utilizador.
  24. 24. O espacial é composto de vinte e sete satélites que se encontram em órbita. Vinte e quatro deles estão ativos e três são os “reservas”, que entram em operação caso ocorra algum falha com um dos satélites principais. A disposição destes satélites em órbita garante que sempre haja pelo menos quatro deles disponíveis em qualquer lugar do planeta.
  25. 25. O segundo componente, de controle, nada mais é do que estações de controle dos satélites. Ao todo são cinco estações espalhadas pelo globo terrestre. A função principal delas é atualizar a posição atual dos satélites e sincronizar o relógio atômico presente em cada um dos satélites.
  26. 26. O último componente, mas não menos importante, é o receptor GPS, e este é o único dos três que nós, usuários, devemos adquirir a fim de utilizar este recurso.
  27. 27. Como o GPS sabe onde estou? (Triangulação) Os GPS usam o sistema de triangulação para determinar a localização de um receptor em terra. Claro que você pode estar a 10 quilômetros em qualquer direção da cidade. Então, é possível traçar um círculo para determinar a possível área em que você se encontra.
  28. 28. Depois de muito tempo em órbita, é normal que os satélites comecem a apresentar defeitos e fiquem ultrapassados, tecnologicamente falando. Este problema está começando a afetar o funcionamento dos satélites responsáveis pelo sinal GPS.
  29. 29. As “sucatas” que orbitam a Terra também vêm se mostrando verdadeiros inimigos dos satélites funcionais. A colisão entre o lixo espacial que está na órbita terrestre e satélites está sendo cada vez mais freqüente.
  30. 30. O GLONASS (Global Navigation Satellite System) é um sistema de posicionamento geográfico, similar ao GPS, conta com uma constelação de 24 satélites divididos em três órbitas, pertence à Federação Russa.
  31. 31. Galileo: Sistema Europeu de Posicionamento. Concebido desde o início como um projecto civil, em oposição ao GPS americano e ao GLONASS russo, tendo, várias vantagens:  Maior precisão;  Maior segurança (possibilidade de transmitir e confirmar pedidos de ajuda em caso emergência);  Menos sujeito a problemas (o sistema tem a capacidade de testar a sua integridade automaticamente).
  32. 32.  O sistema será inter-operável com os outros dois sistemas já existentes, permitindo uma maior cobertura de satélites (GNSS).  O sistema completo incluirá 30 satélites, e previa a sua entrada em funcionamento em 2010, embora haja um atraso de dois anos face às perspectivas iniciais.
  33. 33. 02. FGV - O sensoriamento remoto é a tecnologia que permite a captação da energia eletromagnética refletida ou emitida por cada objeto na superfície terrestre e sua transformação em imagens passíveis de interpretação. Acerca da utilização dessa tecnologia na agricultura, analise as proposições a seguir. I. A partir da década de 1970, as atividades agrícolas passaram a contar com o monitoramento por satélite, o que permite aos agricultores, entre outras ações, o planejamento do plantio, o controle das pragas e a previsão da colheita de forma mais precisa. II. Atualmente, a maioria dos agricultores brasileiros utiliza produtos de sensoriamento remoto para melhorar as atividades no campo. Assim, boa parte das previsões do mercado agrícola está baseada nos recursos oferecidos por essa tecnologia. III. As imagens de sensoriamento remoto permitem mapear diferentes terrenos e suas condições dentro de uma grande propriedade, bem como planejar ações corretivas, em curto prazo e com menores custos. Assinale a alternativa CORRETA: a) Apenas as proposições I e II são verdadeiras. b) Apenas as proposições I e III são verdadeiras. c) Apenas as proposições II e III são verdadeiras. d) Todas as proposições são verdadeiras.
  34. 34. 03. Fuvest - Analise a imagem a seguir e responda às questões 9 e 10. (Parte do litoral paranaense contendo a Ilha do Mel. Fonte www.ilhadomelonline.com.br) Sobre a obtenção e interpretação de imagens como a apresentada, é correto afirmar: a) Dentre os diversos objetivos da utilização do sensoriamento remoto destaca-se a obtenção e análise de informações sobre materiais, objetos ou fenômenos na superfície da Terra, a partir de dispositivos situados a distância. b) O sensoriamento remoto é uma sofisticação tecnológica entendida como avanço técnico que realiza mapeamento e convenções cartográficas de imagens adquiridas por sensores próximos de seus alvos. c) Na utilização do sensoriamento remoto, os dispositivos de coleta de dados têm função de digitalizar a informação proveniente dos materiais, objetos ou fenômenos terrestres, para posterior processamento e interpretação possível de ser realizado por qualquer pessoa. d) As atividades de sensoriamento remoto excluem o processamento digitalizado de imagens, pois a técnica por si mesma fornece instrumentos que facilitam a identificação e extração de informações para posterior interpretação. e) A transformação de imagens em dados que possam representar informações úteis está inteiramente realizada, uma vez que o sensoriamento remoto descarta a necessidade do especialista humano para identificar cada uma das classes de objetos passiveis de reconhecimento.
  35. 35. A história em quadrinhos faz referência: a) à transição da agência espacial americana NASA para empresa comercial voltada ao público civil. b) à popularização e democratização do uso da internet e de programas de sensoriamento remoto no Brasil. c) à expansão do uso de imagens de satélite para investigação de fenômenos em várias escalas. d) à globalização, que possibilitou maior integração do espaço mundial pela rápida evolução das telecomunicações. e) aos vultosos investimentos brasileiros em programas de sensoriamento remoto voltados para o controle do território nacional. 5. FGV - Considere a história em quadrinhos apresentada abaixo.
  36. 36. 06. (FUVEST) Considere os exemplos das figuras e analise as frases abaixo, relativas às imagens de satélite e às fotografias aéreas. I. Um dos usos das imagens de satélites refere-se à confecção de mapas temáticos de escala pequena, enquanto as fotografias aéreas servem de base à confecção de cartas topográficas de escala grande. II. Embora os produtos de sensoriamento remoto estejam, hoje, disseminados pelo mundo, nem todos eles são disponibilizados para uso civil. III. Pelo fato de poderem ser obtidas com intervalos regulares de tempo, dentre outras características, as imagens de satélite constituem-se em ferramentas de monitoramento e instrumental geopolítico valioso. Está correto o que se afirma em a) I, apenas. b) II, apenas. c) II e III, apenas. d) I e III, apenas. e) I, II e III.
  37. 37. 23. (UFC-CE) Analise as afirmativas a seguir, que se referem a aspectos de natureza cartográfica. I – As fotografias aéreas e as imagens de satélite constituem recursos técnicos de sensoriamento remoto, utilizados no mapeamento do espaço geográfico. II – As isoietas são linhas que unem pontos altimetricamente iguais e servem para representar as variações existentes no relevo submarino. III – As representações cartográficas de rochas, relevo e solos resultam, respectivamente, em mapas geológicos, geomorfológicos e pedológicos. De acordo com as afirmativas acima, assinale a opção correta. a) Apenas II é verdadeira. b) Apenas III é verdadeira. c) Apenas I e II são verdadeiras. d) Apenas I e III são verdadeiras. e) I, II e III são verdadeiras.
  38. 38. 3.UFRGS/04- Considere o desenho esquemático abaixo, que apresenta dois morros situados ao sul do Tropico de Capricórnio com seus respectivos relevos, representados em curvas de nível. Considera-se que as vertentes dos morros que recebem maior quantidade de energia solar são mais quentes e secas. Em consequência, essas vertentes tem solos frequentemente mais rasos e horizontes menos desenvolvidos do que as vertentes menos expostas a luz do sol. Sabendo-se que o sol nasce no Oriente, pode-se afirmar que as vertentes dos morros que apresentam os solos mais profundos são as de números (A) 1 e 3. (B) 1 e 4. (C) 2 e 3. (D) 2 e 4. (E) 3 e 4.
  39. 39. (UFSCAR) A figura é uma proposta de representação cartográfica, defendida pelo administrador de empresas Stephen Kanitz. (Um mapa verdadeiramente brasileiro. Disponível em: www.kanitz.com.br/Brasilmapa.htm. Acessado em 28.07.2008.) Pode-se afirmar que ela se fundamenta numa projeção cartográfica: a) viável, pois embora invertida, não incorre em deformações na representação da superfície da Terra. b) impossível, pois omite as nações mais ricas do globo, que detêm o poder político, econômico e militar. c) correta, pois se utiliza da projeção cilíndrica de Peters para dar ênfase ao hemisfério meridional. d) possível, mostrando que a escolha dos referenciais cartográficos tem componentes político- ideológicos. e) incorreta, pois não respeita as normas básicas da projeção de Mercator, a mais correta das projeções.
  40. 40. (Unioeste) Pensando que a visão que se tem do planeta desde o espaço cósmico é a de um globo perfeito, avalie os seus conhecimentos cartográficos e assinale a alternativa INCORRETA: a) Mapas são representações geométricas planas, simplificadas e convencionais, do todo ou de uma parte da superfície terrestre, numa relação de similaridade convencional denominada escala. b) Para obter as coordenadas geográficas de um ponto qualquer de um determinado mapa, é necessário achar o valor do paralelo e do meridiano que passam por este ponto, ou seja, sua latitude e sua longitude. c) Como as projeções cartográficas permitem representar a superfície esférica da Terra ,é possível dizer que, dependendo do tipo de projeção adotada, o mapa resultante apresentará diferentes distorções. d) A proximidade de duas ou mais curvas de nível indica que o terreno é íngreme. e) No movimento aparente que o Sol executa de oeste para leste, ele passa sobre cada meridiano da Terra uma vez por dia.
  41. 41. (Ufjf) Leia, atentamente, o texto abaixo: “Os mapas da Terra-Média incluídos em O Senhor dos Anéis mostravam uma flecha apontando o norte e uma barra de escala. Isso significa que a distância e a direção eram consideradas exatas algo impossível no mapeamento de um mundo redondo em um pedaço plano de papel.” FONSTAD, Karen Wynn. O Atlas da Terra-Média. Um guia autêntico e atualizado para a geografia de O Senhor dos Anéis, O Hobbit e O Silmarillion, de J. R. Tolkien. São Paulo: Martins Fontes, 2004. Sempre existirão distorções nos mapas, porque: a) os sistemas de coordenadas foram criados para a localização de um ponto na superfície terrestre e não no globo. b) a escala dos mapas impede que os detalhes sejam representados, impossibilitando a reprodução da realidade. c) as projeções cartográficas foram elaboradas quando todas as áreas da superfície terrestre eram consideradas planas. d) os mapas sempre são elaborados a partir do ponto de vista de quem está na superfície terrestre e não no espaço. e) é impossível fazer um mapa em duas dimensões que seja uma representação exata de uma estrutura de três dimensões.

×