Trabalho de conclusão do curso
Curso de Contabilidade
Aluna: Gessica Virgínia Ngomane
Importância do Xitike e Razões para sua Aderência
pelos Trabalhadores da Universidade Pedagógica:
Estudo do caso
Pesquisa ...
Contexto
da
pesquisa
• Requisito para terminação do curso
na IMEP
• Demonstração da capacidade de
investigar ao nível mais...
Conteúdo:
1. Introdução
2. Objectivos
3. Questão de pesquisa
4. Hipótese de partida
5. Metodologia
6. Justificativa
7. Res...
Introdução
• A passagem da vida errante
(bosques e savanas) do Homem para
a vida sedentária (aglomerados) teve
como alavan...
As diferenças de
capacidade de
produzir bens,
As diferenças de
climas, solos e
recursos,
As diferenças
nos rendimentos
dos...
Descobriu
produtos que
tinham valor
universal e
podiam ser
trocados por
qualquer outro
produto.
Sal Conchas Metais
Introdu...
Introdução:
Surgimento da moeda
• As trocas directas
foram
substituídas por
trocas indirectas
com a entrada da
moeda como
...
Introdução:
Vantagens da moeda metal
• Fácil transportar
• Fácil medir
• Fácil conservar
• Durabilidade
• Divisibilidade
•...
Funções
Mão-de-obra
F
U
N
C
O
E
S
da
M
O
E
D
A
poupança
empréstimo
Dois sistemas de poupança e empréstimo/credito:
Sistema formal= Banca Sistema informal= Xitike
Activid...
Objectivos da pesquisa
• Geral
Contribuir para o aprofundamento da
compreensão da génese, assim como da
estruturação e do ...
Objectivos da pesquisa
• Especificos
1. Caracterizar os indivíduos que praticam o Xitike por forma a
encontrar as razões i...
Questões de
pesquisa
• Que características populacionais demonstram os praticantes
do Xitike?
• Como é que se encontra org...
A simplicidade e a ausência de juros, assim como o
rápido acesso ao empréstimo através do Xitike são
as razoes principais ...
Metodologia-1
• Pesquisa quantitativa:
• respostas qualitativas transformadas em dados
numéricos
• Consulta bibliográfica
...
Metodologia-2
Técnica de amostragem e
amostra
• População pré-definida e
homogénea - UP
• Escolha aleatória -
• 15 indivíd...
Justificativa da escolha do tema
• O sistema informal de poupanças e credito foi pouco
estudado, mas os estudos realizados...
Principais Resultados e Discussão
ESTADO CIVIL CAS
40%
ESTADO CIVIL VIU
7%
ESTADO CIVIL SOLT
46%
ESTADO CIVIL SEP
7%
•Numero maximo preferido
não ultrapassa 8 membros
40%
47%
0%
13%
NUMERO MEMBROS 1 a 3
NUMERO MEMBROS 4 a 6
NUMERO MEMBROS ...
• A maioria pratica Xitike há
sensivelmente muitos anos.
Contudo a tendencia indica que
eles fazem-no há menos de 8 anos
y...
•O Xitike tem tido mais de dois membros, o que garante maior valor
de poupanca versus emprestimo; mesmo assim, acima dos 1...
0%
7%
86%
7%
Diario Semanal Mensal Trimestral
Xitikes mensais são mais preferidos
Xitikes mensais para colegas do
local de...
0.0
10.0
20.0
30.0
40.0
50.0
60.0
70.0
80.0
90.0
100.0
CompromissoVerbal Sem Compromisso
93.3
6.7
[%]
0.0
10.0
20.0
30.0
4...
JUROS ALTOS
28%
TRANP SIST
9%
TAXA MORA
15%
MODO COBRANCA
11%
PERIODO
15%
VALOR EMPREST
22%
Banco
Comercial
13%
MicroCredi...
Finalidade e Impacto do Xitike
0.0
13.3
26.7
40.0
13.3
6.7
0.0
5.0
10.0
15.0
20.0
25.0
30.0
35.0
40.0
45.0
<50 50-250 250-...
1. O Xitike é o sistema rotativo de crédito e poupança mais
praticado no seio das populações a que pertencem os
indivíduos...
Principais Conclusões - 2
7. A periodicidade ou rotatividade do Xitike é determinada
pelos seus membros com base nas capac...
Principais Recomendações
1. Sobre a metodologia
• Para se aferir sobre as questões levantadas pelo trabalho, a
pesquisa ca...
Bibliografia
• Albino, I. (Editor). O XITIQUE: ajuda mutua essencial nos mercad, Mercado do
Povo, @Verdade, in: http://www...
Slides trabalho jessica 01
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slides trabalho jessica 01

499 visualizações

Publicada em

Descreve de modo comparativo as razoes para adesao ao sistema informal de credito e poupanca designado Xitike no Sul de Mocambique em relacao ao sistema bancario formal

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
499
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slides trabalho jessica 01

  1. 1. Trabalho de conclusão do curso Curso de Contabilidade Aluna: Gessica Virgínia Ngomane
  2. 2. Importância do Xitike e Razões para sua Aderência pelos Trabalhadores da Universidade Pedagógica: Estudo do caso Pesquisa do final do curso Curso de Contabilidade -IMEP Aluna: Gessica Ngomana
  3. 3. Contexto da pesquisa • Requisito para terminação do curso na IMEP • Demonstração da capacidade de investigar ao nível mais básico em matérias de contabilidade e outras afins
  4. 4. Conteúdo: 1. Introdução 2. Objectivos 3. Questão de pesquisa 4. Hipótese de partida 5. Metodologia 6. Justificativa 7. Resultados e discussão 8. Conclusões 9. Recomendações e 10. Bibliografia
  5. 5. Introdução • A passagem da vida errante (bosques e savanas) do Homem para a vida sedentária (aglomerados) teve como alavanca o desenvolvimento das forças produtivas, nomeadamente os meios de trabalho, porque, assim, ele tornou- se capaz de produzir alimentos e não depender mais da natureza; • Os meios de produção impulsionaram tambem as reservas (poupanças) em géneros alimentícios, guardados para épocas de carência, quer por razões naturais (falta de chuva, calamidades, solos não próprios, etc.), quer pelas guerras que se moviam entre diferentes grupos humanos.
  6. 6. As diferenças de capacidade de produzir bens, As diferenças de climas, solos e recursos, As diferenças nos rendimentos dos grupos humanos, impulsionaram as trocas entre os grupos humanos Introdução No inicio reinava um caos. Tudo podia trocar-se com tudo, bastava um grupo possuir um bem/produto que o outro não possuia e vice-versa.
  7. 7. Descobriu produtos que tinham valor universal e podiam ser trocados por qualquer outro produto. Sal Conchas Metais Introdução Nascimento do dinheiro, moeda. = produtos de valor universal
  8. 8. Introdução: Surgimento da moeda • As trocas directas foram substituídas por trocas indirectas com a entrada da moeda como mercadoria de valor universal para troca de qualquer mercadoria (produto e bens) Substituido por:
  9. 9. Introdução: Vantagens da moeda metal • Fácil transportar • Fácil medir • Fácil conservar • Durabilidade • Divisibilidade • Maior aceitação • Fácil manipular
  10. 10. Funções Mão-de-obra F U N C O E S da M O E D A
  11. 11. poupança empréstimo Dois sistemas de poupança e empréstimo/credito: Sistema formal= Banca Sistema informal= Xitike Actividades com moeda
  12. 12. Objectivos da pesquisa • Geral Contribuir para o aprofundamento da compreensão da génese, assim como da estruturação e do funcionamento do Xitike como um sistema informal de poupança e crédito praticado pelas comunidades, comparando-o aos sistemas formais bancários.
  13. 13. Objectivos da pesquisa • Especificos 1. Caracterizar os indivíduos que praticam o Xitike por forma a encontrar as razões individuais para a sua prática e para o comportamento que tomam perante as instituições bancárias formais. 2. Entender as razões da sua prática disseminada entre as populações 3. Levantamento de opinião sobre as vantagens da prática do Xitike. 4. Comparar as vantagens e desvantagens dos dois sistemas de poupança e crédito (formal e informal) 5. Avaliar os impactos do Xitike sobre a vida dos seus praticantes 6. Entender o modo de funcionamento do Xitike e os mecanismos de sua regulação.
  14. 14. Questões de pesquisa • Que características populacionais demonstram os praticantes do Xitike? • Como é que se encontra organizado e como funciona o Xitike? • Como é que se regula o Xitike? • Quais são as principais motivações para a aderência ao Xitike? • A que finalidades se destina o Xitike? • Que impacto tem a Xitike para a socioeconomia das populações? • Que opiniões tem-se sobre o Sistema Formal de Créditos e Poupanças comparativamente ao Xitike? • Quais são as vantagens do Xitike em comparação com os bancos?
  15. 15. A simplicidade e a ausência de juros, assim como o rápido acesso ao empréstimo através do Xitike são as razoes principais de aderência, ao mesmo tempo que rejeitam os bancos exactamente por estes mesmos motivos.
  16. 16. Metodologia-1 • Pesquisa quantitativa: • respostas qualitativas transformadas em dados numéricos • Consulta bibliográfica Tipo de pesquisa • Inquérito • Fechado • Estruturado; Técnicas de colecta de dados • Inquérito anonimo • Aderência livre e voluntaria • Sigilo no tratamento dos dados Ética
  17. 17. Metodologia-2 Técnica de amostragem e amostra • População pré-definida e homogénea - UP • Escolha aleatória - • 15 indivíduos com idades entre 18 e 55 anos • 5 Homens (…%); 10 mulheres (…%) Homens 33% Mulhere s 67% populacao
  18. 18. Justificativa da escolha do tema • O sistema informal de poupanças e credito foi pouco estudado, mas os estudos realizados apontam que ele esta propagado no seio das comunidades; • Poucas pessoas da comunidade aderem aos bancos • O Estado, a banca e os legisladores tem se pronunciado contra os sistemas informais de poupança, pretendendo formaliza-los e/ou regula-los, facto que não tem sido fácil e tambem não tem tido aderência das comunidades. • Assim, urge aprofundar os estudos a seu respeito e fornecer subsídios aos decisores na área económica, bancaria e fiscal.
  19. 19. Principais Resultados e Discussão ESTADO CIVIL CAS 40% ESTADO CIVIL VIU 7% ESTADO CIVIL SOLT 46% ESTADO CIVIL SEP 7%
  20. 20. •Numero maximo preferido não ultrapassa 8 membros 40% 47% 0% 13% NUMERO MEMBROS 1 a 3 NUMERO MEMBROS 4 a 6 NUMERO MEMBROS > 6 NUMERO MEMBROS nr 0% 67% 13% 13% 7% constituicao familia VS constituicao familia PMF constituicao familia CASAL constituicao familia FA constituicao familia Outro •e rapida recepcao doNumero que garante maior rotatividade credito •A familia congrega geralmente pai, mae e filhos
  21. 21. • A maioria pratica Xitike há sensivelmente muitos anos. Contudo a tendencia indica que eles fazem-no há menos de 8 anos y = -9.3333x + 50 R² = 0.7 0.0 5.0 10.0 15.0 20.0 25.0 30.0 35.0 40.0 45.0 0 a 2 3 a 5 6 a 8 > 8 [%] Tempo de Pratica do Xitike [anos] 27% 47% 13% 13% 1 XITIKE 2 XITIKE 3 XITIK NR • Muitos deles associam-se a um segundo Xitike • As limitacoes financeiras devem determinar o numero de Xitikes praticados por cada individuo
  22. 22. •O Xitike tem tido mais de dois membros, o que garante maior valor de poupanca versus emprestimo; mesmo assim, acima dos 11 membros já não garante boa rotatividade ou rapidez de recepcao do credito. 45% 14% 0% 32% 0% 9% Fam. propr. Fam. conjuge Fam. amigo Colegas serv. Bairro/Condom. Igreja 0.0 5.0 10.0 15.0 20.0 25.0 30.0 35.0 40.0 45.0 50.0 2 a 6 7 a 11 > 11 [%] Numero de membros •Xitikes tem sido praticados maioritariamente entre membros da comunidade e/ou do local de trabalho, o que garante confianca e capacidade de pagamento.
  23. 23. 0% 7% 86% 7% Diario Semanal Mensal Trimestral Xitikes mensais são mais preferidos Xitikes mensais para colegas do local de trabalho coincidem com a periodicidade do salario A periodicidade garante tambem o pagamento do XITIKE antes das outras despesas domesticas Outras periodicidades tambem podem ocorrer, ex. Xitike semanal e diario.
  24. 24. 0.0 10.0 20.0 30.0 40.0 50.0 60.0 70.0 80.0 90.0 100.0 CompromissoVerbal Sem Compromisso 93.3 6.7 [%] 0.0 10.0 20.0 30.0 40.0 50.0 60.0 70.0 80.0 90.0 100.0 Adv. AD AT Acons. Susp. Confic. 40.0 0.0 20.0 33.3 6.7 0.0 [%] Penalidade aplicada Compromisso de participar e efectividade tem sido verbal, embora muitas vezes mesmo o compromisso verbal não seja explicito. A advertência e o aconselhamento são as medidas mais adoptadas para garantir a efectividade do Xitike. Em nenhum caso ocorre confiscação de bens
  25. 25. JUROS ALTOS 28% TRANP SIST 9% TAXA MORA 15% MODO COBRANCA 11% PERIODO 15% VALOR EMPREST 22% Banco Comercial 13% MicroCredidito 27% Nunca pediu 60% Aversão aos bancos, porque? Valor do emprestimo/credito baixo Em contrapartida, juros altos Em resultados poucos vao ao banco
  26. 26. Finalidade e Impacto do Xitike 0.0 13.3 26.7 40.0 13.3 6.7 0.0 5.0 10.0 15.0 20.0 25.0 30.0 35.0 40.0 45.0 <50 50-250 250-1000 1000-2500 2500-5000 >5000 [%] Valor do Xitike por membro 26.7 33.3 0.0 40.0 9.1 45.5 4.5 22.7 0.0 0.0 18.2 0.0 5.0 10.0 15.0 20.0 25.0 30.0 35.0 40.0 45.0 50.0 Poupar CompraBens Cerimonias Construção Casar/Lobolo CTI Carro Estudos Viagem Negócios Celular/PC FINALIDADE IMPACTO [%] Receber valor substancial para realizar objectivos individuais Não deve sufocar outros programas da vida Grande parte usa o Xitike para construir, compra de terreno O grupo de estudo emprega o Xitike para custear estudos, mesmo sob a forma de meios de estudo
  27. 27. 1. O Xitike é o sistema rotativo de crédito e poupança mais praticado no seio das populações a que pertencem os indivíduos inquiridos; 2. A participação no Xitike pressupõe certa afinidade dos membros do grupo, porém é independente do estatuto social e do nível de escolaridade. Também é independente do estado civil dos indivíduos; 3. Esta pesquisa demonstrou que as mulheres é que tendem mais a aderir ao Xitike comparativamente aos homens. 4. Indivíduos solteiros e divorciados participam mais do Xitike comparativamente aos separados e viúvos; 5. Existem vários tipos de Xitikes definidos pela natureza dos seus membros. 6. Em princípio cada membro de um determinado Xitike é livre de estar filiado a mais Xitikes de naturezas diferentes;
  28. 28. Principais Conclusões - 2 7. A periodicidade ou rotatividade do Xitike é determinada pelos seus membros com base nas capacidades financeiras do grupo; 8. A periodicidade do Xitike deve ser regular e deve corresponder não só à capacidade do indivíduos em termos de desembolso, como também deve servir de estratégia de crédito e poupança; 9. A adesão ao Xitike é livre de formalismos e não se subordina a nenhuma legislação ou regulamentação jurídica; 10.Muitas famílias conseguem realizar determinados objectivos sociais graças ao Xitike, funcionando o Xitike como instituição informal de crédito e financiamento; 11.Existe uma correspondência entre os objectivos e os impactos do Xitike.
  29. 29. Principais Recomendações 1. Sobre a metodologia • Para se aferir sobre as questões levantadas pelo trabalho, a pesquisa carece de mais tempo, maior população e diversificação da amostra. 2. Sobre o uso dos resultados • Os dados apresentados podem sofrer uma análise inferencial com base em testes estatísticos apropriados. • Mesmo as análises descritivas podem sofrer um tratamento estatístico que possibilita uma análise combinada das respostas e variáveis da amostra. 3. Sobre a supervisão • A supervisão devia acompanhar o trabalho no momento de preparação da metodologia e durante a amostragem com a finalidade de prestar maior apoio ao aluno.
  30. 30. Bibliografia • Albino, I. (Editor). O XITIQUE: ajuda mutua essencial nos mercad, Mercado do Povo, @Verdade, in: http://www.mercadodopovo.info/#!o-xitique/cixx, acesso em 18 de Julho de 2014 • Gonçalves, S. et al. História e Evolução da Moeda. 2009 • Graham, Douglas H. et al. Resultados da Pesquisa Peri-Urbana Básica: Maputo, Moçambique, Relatório Final para Missão USAID, Maputo, Moçambique, 2009 • Nhatsave, N. A. Mecanismos Informais de Protecção Social em Moçambique: O Caso do Xitique, Tese de Licenciatura em Economia pela Faculdade de Economia, Universidade Eduardo Mondlane, Maputo, 2011 • Sitoe, T. A. Diversificação Produtiva e de Atividades de Geração de Renda: Uma Análise da Produção Hortícola no Cinturão Verde da Cidade de Maputo- Região Sul de Moçambique, Dissertação do Mestrado em Desenvolvimento rural pela Faculdade de Ciências Económicas da Universidade federal do Rio Grande do Sul, 2010 • Trindade, C. C. Convívio e solidariedade: Práticas de xitique em Moçambique. In: Cunha, Teresa et al (org.) Elas no norte e no sul. Artº Feminino. Coimbra: AJP, 2011

×