Projecto de um museu interactivo

506 visualizações

Publicada em

Ilustra Virtual - Um projecto sobre Ilustração na Escola José Macedo Fragateiro

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
506
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projecto de um museu interactivo

  1. 1. PROJECTO DE CRIAÇÃO DE UM MUSEU INTERACTIVONA ESCOLA JOSÉ MACEDO FRAGATEIRO – OVARNo âmbito da Tese de Doutoramento em Estudos de Arte na Universidade deAveiro.Professor João Caetano 1
  2. 2. 1. Objectivos da investigação (resumo) A presente investigação pretende ser um estudo alargado sobre a ilustração emPortugal, desde meados do século XIX a 1974. Trazendo o enfoque principal para aliteratura infanto-juvenil, procuremos avaliar igualmente a importância desta forma deexpressão artística no contexto geral das artes visuais no nosso país. A investigação orientar-se-á, pois, segundo estes objectivos essenciais: 1. Identificar o impacto dos meios técnicos e tecnológicos da indústria gráfica na prática generalizada da ilustração em Portugal; 2. Comparar a dimensão narrativa e expressiva resultante da relação entre texto e imagem em obras de referência da literatura infanto-juvenil, entre finais do século XIX e o ano de 1974; 3. Comparar a dimensão narrativa e expressiva resultante da relação entre texto e imagem em obras de referência da literatura erudita (o romance, o conto, a poesia), ao longo do período atrás referido; 4. Relacionar as diferentes opções estéticas da ilustração com as várias correntes artísticas contemporâneas enquadrando-as nos planos social, cultural e pedagógico; 5. Analisar o percurso artístico de um conjunto de vinte “Pintores/Ilustradores” (ver ponto 1 da Parte Prática do projecto), quanto aos aspectos formais, técnicos e estéticos que caracterizaram a sua obra; 6. Fomentar a criação de um “Museu Virtual interactivo” na escola onde exerço funções de docência, destinado à prossecução de projectos escolares no âmbito curricular e/ou extra-curricular (explorando a plataforma “Second Life”) e envolvendo as disciplinas artísticas disponíveis na escola. Partindo do trabalho pioneiro de Rafael Bordalo Pinheiro, Jorge Colaço, Alberto deSouza, Celso Hermínio e outros, publicados em revistas e jornais como “A IlustraçãoPortuguesa”, a “Paródia” ou o “ABC”, alargaremos o estudo a outras publicaçõesdestinadas a um público mais jovem e estudantil, como foram “O Século Cómico”, o“ABCzinho”, “Pim,Pam,Pum” ou “O Senhor Doutor”. O proposto nos pontos 2, 3 e 5 incidirá não apenas em jornais, livros e revistasclaramente dirigidos à infância mas será extensivo a outro tipo de obras literáriasdireccionadas para gente mais crescida. Privilegiando a interdisciplinaridade e o 2
  3. 3. cruzamento de saberes - o que desde logo está implícito na evocação sistemática dacumplicidade entre o texto e a imagem -, analisaremos a ilustração na obra de Eça deQueirós, Júlio Dinis, Aquilino Ribeiro, Ferreira de Castro e Fernando Namora,relacionando, no que à ilustração diz respeito, o trabalho dos ilustradores envolvidoscom alguns movimentos artísticos importantes, do simbolismo ao neo-realismo, doexpressionismo ao surrealismo. Do ponto de vista tanto da análise teórica como da componente prática do trabalho, oprojecto desenvolver-se-á sempre em articulação com os programas curriculares dasartes visuais, ao nível dos tópicos de aprendizagem elementares: ponto, linha, plano,cor, forma, composição, textura, materiais, etc. Deste modo, tentaremos estabelecer“pontes de ligação” históricas e estéticas que relacionem os conteúdos programáticosdas disciplinas envolvidas com as práticas e os processos artísticos próprios de cadailustrador. Reforçando a componente didáctica do projecto, referiremos ainda a participação dealguns ilustradores em manuais escolares, nas disciplinas de Língua Portuguesa,História e Desenho. Parte Prática O projecto contempla ainda as seguintes tarefas: 1. 20 ilustrações originais: Trata-se da realização de vinte retratos, cuja finalidade, para além de ser uma homenagem prestada a cada artista, procurará evidenciar os aspectos técnicos e formais que melhor caracterizaram o estilo de cada um deles (ex.: em Rafael Bordalo Pinheiro, a vertente naturalista e satírica; em Leal da Câmara, a expressão caricatural do grotesco; em Milly Possoz, o lirismo gráfico e a delicadeza do traço, em Maria Keil, as estruturas que se apoiam no módulo/padrão, etc.) Sabendo que alguns destes ilustradores foram igualmente importantes referências no campo da pintura, este “cadastro estilístico” individualizado visará ainda estabelecer pontos de encontro (ou de confronto) entre diferentes tendências estéticas, umas de cariz mais conservador outras mais vanguardista, relacionando-as posteriormente com as correntes artísticas que marcaram as artes plásticas do seu tempo. Pretende-se assim não só elencar historicamente um conjunto de importantes 3
  4. 4. personalidades no campo da ilustração, mas também mostrar que é possível conceber um método pedagógico, simultaneamente rigoroso e lúdico, de ensino/aprendizagem da ilustração em contexto escolar, partindo do conhecimento de artistas e obras tão díspares no tempo e no género. A escolha destes ilustradores teve ainda em linha de conta o vasto leque de materiais e técnicas por eles utilizados: aguarela, lápis de cor, pastel, nanquim, colagem, etc. Pretende-se assim que o resultado final seja mais um reforço visual das opções estéticas de cada ilustrador ao nível técnico e processual.2. O Museu Virtual: A partir da base de dados resultante da digitalização de uma parte significativa das publicações consultadas (documentos vários entre capas de livros, páginas de jornal, postais e demais ilustrações avulsas) e com o auxílio de uma equipa multidisciplinar formada em contexto escolar, será criado o “Ilustra Virtual”, um museu interactivo inspirado no modelo americano dos “Children’s Museums”, construído no ambiente Second Life e cujo menu de apresentação (ainda em esboço) passamos a apresentar:  I - Paleta Básica – informações sobre a escola, o seu Projecto Educativo e outros dados relevantes;  II. - Galeria dos Históricos – Dados biográficos de 25 ilustradores seleccionados, cujo percurso visual e historiográfico será feito ao longo do museu imaginário;  III - Atelier – Actividades temáticas de pesquisa e de oficina destinadas aos alunos;  IV – Muro da Fama – inserção das imagens (quadros, esculturas, vídeos, etc) no museu virtual;  V - Extras – informações complementares, explanação dos processos criativos (ao jeito de “making of” das actividades), curiosidades, etc;  VI - Links – ligações a sites de interesse na área da ilustração;  VII – Contactos - Abertura ao intercâmbio com outras escolas, museus, associações, etc. 4
  5. 5. Numa primeira fase, pretende-se que o museu interactivo funcione na escola, mas que no curto prazo seja aberto ao intercâmbio com outras escolas, não sendo de excluir ainda a colaboração com museus e associações locais e/ou nacionais. Com exemplos comprovados em vários países – o caso do Môm’art, em França1, é um caso paradigmático -, este tipo de iniciativas representa já uma importante ferramenta pedagógica no estreitamento de laços entre a escola e a comunidade educativa. Por fim, cremos que este projecto fomentará a aprendizagem dos conteúdosespecíficos das artes visuais, num ambiente e contexto novos que tem como premissafundamental o conhecimento da arte portuguesa em geral, e da ilustração em particular,através da descoberta e divulgação dalguns dos seus protagonistas mais importantes.1 Ver exemplo em “Anexos” e o site www.momart.fr. 5
  6. 6. 2. Anexos2.1. Estrutura do site 6
  7. 7. 2.2. O Museu interactivo Môm’art , em Troyes, França. In Dada, La première revue d’art, nº139, p.44-45. 7
  8. 8. 2.3. Painel de ilustradores Rafael Bordalo Alfredo Moraes Santos Silva Leal da Câmara Milly Possoz Pinheiro (Alonso)Stuart Carvalhais Cottinelli Telmo Ofélia Marques Raquel Roque Sarah Affonso GameiroFernando Bento Carlos Carneiro Roberto Nobre Gabriel Ferrão Laura Costa Júlio Resende Carlos Alberto Bernardo Marques João da Câmara Júlio Pomar Santos LemeAntónio Quadros Tóssan Maria Helena Abreu Maria Keil Luís Filipe Abreu 8
  9. 9. 3. Calendarização 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Set Out2010 Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai2011 Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai2012 Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai2013 Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar2014 Abr 9
  10. 10. Mai Jun Jul AgoTópicos de estudo:1. Indústria e arte: a imprensa gráfica nos finais do século XIX / Novos processostécnicos de impressão: da xilogravura aos sistemas fotográficos de gravação;2. O papel da indústria gráfica na construção do conceito de modernidade na ilustração/Inventário de revistas e periódicos, na transição do século XIX para a centúria seguinte;3. As principais publicações infanto-juvenis na transição do século XIX para a centúriaseguinte: jornais, revistas, e livros infanto-juvenis ilustrados;4. Os primeiros artistas gráficos e a sua relação com a sociedade e as instituiçõesartísticas entre 1881 e 1911: contextualização política, social e cultural / Os jornaissatíricos e de sociedade / Técnicos e artistas;5. Caricatura e humorismo: o triunfo do desenho na imprensa e a génese doModernismo em Portugal / A ilustração nos anos 20;6. As décadas de 1930 e 1940: avanços e retrocessos na ilustração para a infância ejuventude;7. A Ilustração durante o Estado Novo / Entre a arte e a propaganda: a ilustração nosmanuais escolares;8. Ilustradores/pintores: divergências e cumplicidades / O percurso artístico de vinteartistas seleccionados;9. A literatura infanto-juvenil: análise formal e técnica de obras seleccionadas / Asdimensões narrativa e expressiva na relação entre o texto e a imagem em publicaçõespara a infância e juventude;10. Ilustração e Literatura: opções estéticas e narrativas na ilustração de obras literáriasde maior fôlego / A ilustração na poesia e no teatro / A “ilustração no feminino”: deMaria Alice Colaço a Maria Keil;11. Realização de 20 ilustrações e criação do interface destinado ao Projecto do Museuinteractivo “Ilustra Virtual” na Escola José Macedo Fragateiro, em Ovar;12. Redacção da tese, análise e apresentação final do trabalho. 10

×