O DIA DOS NAMORADOS... Eva Gomes Rocha da Silva Gizelda Moura Rodrigues
<ul><li>O amor está no ar! Ou, ao menos, é o que dão a entender as propagandas que invadem as ruas e os meios de comunicaç...
Histórico <ul><li>Na maioria dos países, o Dia dos Namorados é comemorado no Dia de São Valentim, em 14 de fevereiro. No B...
Histórico <ul><li>Apesar de a data ter assumido atualmente um espírito bastante consumista, nem sempre foi assim. Sua orig...
Histórico <ul><li>Uma das histórias conta que, na Roma antiga, o imperador Claudius II queria formar um numeroso exército ...
Histórico <ul><li>Outra das versões defende que o amor romântico foi associado ao Dia de São Valentim por uma crença medie...
Histórico <ul><li>  Com a evolução da indústria, também os cartões passaram a ser produzidos em massa. Estima-se que atual...
<ul><li>  “ E se eu não tenho namorado(a)?”, alguém pergunta. A publicidade prontamente responde: “Ainda dá tempo para con...
Musica... <ul><li>Só quero ficar Kelly  Key   </li></ul>
Texto: <ul><li>Namoro, compromisso de quem? De quê? </li></ul>
Para conversar: <ul><li>Conviver com o jeito diferente da outra pessoa não é tarefa fácil. Todos queremos ser amados. Mas,...
<ul><li>  O amor, ou a falta dele, é o tema mais presente na música, nos filmes, na conversa das pessoas. Mesmo que os tem...
Amar e ser amado: a comunicação do amor  - Pierre Weill –  <ul><li>Esse livro trata de questões de amor e relacionamento, ...
<ul><li>Quando o assunto é romance, todos têm histórias para contar, sejam elas engraçadas ou sofridas, pois reportam a um...
Filme: Juno <ul><li>Conheça Juno MacGuff (Ellen Page): uma adolescente confiante e honesta que toma as rédeas de sua vida ...
Filme: Juno
Referência <ul><li>http://www.mundojovem.com.br/datas-comemorativas/namorados </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O dia dos namorados atividade

11.141 visualizações

Publicada em

Sugestão de aula com o tema dia dos namorados para adolescentes do ensino fundamental e médio

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.141
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
61
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
80
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O dia dos namorados atividade

  1. 1. O DIA DOS NAMORADOS... Eva Gomes Rocha da Silva Gizelda Moura Rodrigues
  2. 2. <ul><li>O amor está no ar! Ou, ao menos, é o que dão a entender as propagandas que invadem as ruas e os meios de comunicação cada vez que o mês de maio chega ao fim. Olhando para os lados, só o que vemos são corações, presentes, cupidos e casais felizes. Quem sabe, achamos o nosso jeito de embarcar nesta onda, não necessariamente do jeito como o comércio quer. Afinal, a história de nossa vida certamente será contada pelos laços de amor que contruímos. </li></ul><ul><li>Que no dia 12 de junho, Dia dos Namorados, o amor continue sendo lindo e definitivo para todos nós. </li></ul>
  3. 3. Histórico <ul><li>Na maioria dos países, o Dia dos Namorados é comemorado no Dia de São Valentim, em 14 de fevereiro. No Brasil, a data é 12 de junho, pois é a vépera do dia de Santo Antônio que, por tradição, é tido como o santo casamenteiro. A criação é creditada ao comércio paulista, que desejava reproduzir o mesmo efeito do Dia de São Valentim para incentivar a troca de presentes entre os apaixonados. Depois, a prática foi assumida por todo o comércio brasileiro e tornou-se parte da nossa cultura. </li></ul>
  4. 4. Histórico <ul><li>Apesar de a data ter assumido atualmente um espírito bastante consumista, nem sempre foi assim. Sua origem remonta ao início da Era Cristã, no século 3, com a história de São Valentim, embora haja controvérsias quanto a isso, por existirem registros de três santos mártires com esse mesmo nome.    </li></ul>
  5. 5. Histórico <ul><li>Uma das histórias conta que, na Roma antiga, o imperador Claudius II queria formar um numeroso exército e para isso proibiu a realização de casamentos. Ele acreditava que se os jovens não casassem, teriam mais motivação para ir à guerra. Um padre católico chamado Valentim desobedecia tais ordens e continuava a celebrar a união das pessoas. Por ajudar os cristãos, foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens jogavam flores e bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor. São Valentim foi decapitado em 14 de Fevereiro de 270 d.C. </li></ul>
  6. 6. Histórico <ul><li>Outra das versões defende que o amor romântico foi associado ao Dia de São Valentim por uma crença medieval da Inglaterra e da França, na qual os pássaros começam a se unir em 14 de fevereiro. Nessa data, os apaixonados escreviam cartas de amor e enviavam lembranças às pessoas amadas.    </li></ul>
  7. 7. Histórico <ul><li>  Com a evolução da indústria, também os cartões passaram a ser produzidos em massa. Estima-se que atualmente um bilhão de mensagens românticas são enviadas anualmente. Outros presentes simbólicos começaram a ser trocados, como flores ou caixas de bombons. A data, hoje, é uma das mais lucrativas para o comércio.       </li></ul>
  8. 8. <ul><li>  “ E se eu não tenho namorado(a)?”, alguém pergunta. A publicidade prontamente responde: “Ainda dá tempo para conseguir um(a)”. </li></ul>
  9. 9. Musica... <ul><li>Só quero ficar Kelly Key </li></ul>
  10. 10. Texto: <ul><li>Namoro, compromisso de quem? De quê? </li></ul>
  11. 11. Para conversar: <ul><li>Conviver com o jeito diferente da outra pessoa não é tarefa fácil. Todos queremos ser amados. Mas, será que é possível um relacionamento satisfatório sem exercitar o respeito ao outro? Por quê? Convide o grupo a conversar sobre o que significa “ser de ninguém” e “ser de todo mundo” e o que podemos aprender com os ficantes e com os namorados. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>  O amor, ou a falta dele, é o tema mais presente na música, nos filmes, na conversa das pessoas. Mesmo que os tempos já não sejam tão românticos, continua-se a desejar o amor verdadeiro. Mas, no dia-a-dia, as coisas parecem tomar outro rumo: são desencontros, frustrações, relacionamentos vazios e até complicados. Será que o amor a gente inventa, como cantava Cazuza, ou recria... no sentido de investimento? Os tempos são pós-modernos, mas e o amor, continua na moda? Seria o jeito de amar que vem assumindo formas diferentes?      Como entender o amor nos dias atuais? </li></ul>
  13. 13. Amar e ser amado: a comunicação do amor - Pierre Weill – <ul><li>Esse livro trata de questões de amor e relacionamento, com dados da Psicologia Social sobre fenômenos de comunicação no amor, e com apoio nas observações acumuladas pelos homens durante milênios. O livro aborda questões diversas: várias formas de relação de amor, os encontros e desencontros, formas de comunicação e encontro existencial. Editora: www.editoravozes.com.br </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Quando o assunto é romance, todos têm histórias para contar, sejam elas engraçadas ou sofridas, pois reportam a um mundo de emoções que a gente não esquece. Os filmes sugeridos podem motivar debates sobre como as pessoas se envolvem umas com as outras, apesar de suas diferenças; como enfrentam barreiras e o que aprendem com suas histórias de amor. </li></ul>
  15. 15. Filme: Juno <ul><li>Conheça Juno MacGuff (Ellen Page): uma adolescente confiante e honesta que toma as rédeas de sua vida de uma forma calma e despreocupada ao embarcar em uma emocionante aventura de nove meses a caminho da vida adulta. Esperta e muito peculiar, Juno entra nos corredores da Dancing Elk High em seu próprio ritmo, mas por trás de seu exterior durão, existe uma garota que simplesmente tenta entender as coisas. </li></ul><ul><li>Enquanto a maioria das garotas do colégio está atualizando as páginas do MySpace ou fazendo compras no shopping, Juno é uma adolescente de Minessota que vive sua própria vida, até que uma típica tarde entediante torna-se uma aventura quando Juno decide transar com o charmoso e discreto Bleeker (Michael Cera). Quando descobre que ficou grávida, Juno e sua melhor amiga Leah (Olivia Thirlby) bolam um plano para encontrar os pais perfeitos para o futuro bebê. É então que elas encontram Mark e Vanessa Loring (Jason Bateman e Jennifer Garner), um abastado casal que pretende adotar seu primeiro filho. </li></ul><ul><li>Felizmente, Juno tem o apoio do pai e da madrasta (J.K. Simmons e Allison Janney). Depois do choque inicial de que sua filha já tem uma vida sexual com o nada viril Bleeker, a família se une para ajudar Juno. Seu pai, Mac, acompanha Juno para avaliar os possíveis pais adotivos e se certificar de que eles não são um casal de lunáticos, enquanto Bren, a madrasta, oferece apoio emocional a Juno, que enfrenta os preconceitos de uma gravidez prematura. Mas conforme Juno se aproxima do fim da gravidez, a vida supostamente idílica de Mark e Vanessa começa a dar sinais de que não é o que parecia. </li></ul><ul><li>Com o passar das estações, as mudanças físicas de Juno refletem seu crescimento pessoal, e com uma capacidade destemida de compreensão muito diferente das angústias de uma adolescente comum, Juno acaba enfrentando seus problemas de frente, mostrando uma juventude inesperada, exuberante e inteligente. </li></ul><ul><li>Fonte: Paris Filmes </li></ul>
  16. 16. Filme: Juno
  17. 17. Referência <ul><li>http://www.mundojovem.com.br/datas-comemorativas/namorados </li></ul>

×