Responsabilidade Social 1

348 visualizações

Publicada em

Resp. Social

Publicada em: Carreiras
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Responsabilidade Social 1

  1. 1. Renato dos Santos Guillen Nº 11.109.626-9 Felipe Baptista Biselli Nº 11.110.047-5 Caio César Sales Gomes Nº 11.110.250-5 Marcos Paulo Pereira Nº 11.110.302-4 Eduart Matheus M. da Macena Nº 11.110.472-5 Thiago de Carvalho Antonino Nº 11.110.612-6 Lucas Luglio Adalberto Nº 11.110.633-2 TURMA 025 Prof. Carla Andrea Soares
  2. 2. Uma organização social se fundamenta na ideia de que uma empresa (ou organização em geral) é parte da sociedade na qual está inserida e como influencia nos padrões morais e sociais.
  3. 3. Para a Responsabilidade Social Empresarial, a empresa é tratada como um cidadão que tem seus direitos e deveres a fim de garantir o bem comum, através da postura ética de assumir suas responsabilidades. A RSE pode ser compreendida como o esforço de uma empresa para cumprir seu papel de elemento transformador da realidade.
  4. 4. A origem da RSE se dá no período pós-guerra, em meio a rivalidade do capitalismo e do comunismo. Existia a preocupação em não entrar em conflito com o sistema capitalista vigente, mas tentar conter a intervenção do Estado na economia.
  5. 5. Os capitalistas tentaram tornar o sistema mais aceitável, a fim de influenciar a sociedade da época a manter-se nele. A solução para isso foi a criação do conceito de RSE, com a intenção de mostrar que o capitalismo proporcionava melhores condições de vida do que o comunismo.
  6. 6. Popularização da Responsabilidade Social Empresarial: EUA – Anos 1960 EUROPA – Final da década de 1960 BRASIL – Início de 1980
  7. 7. Responsabilidade social interna e externa ₋Interna: Reconhecimento da participação dos trabalhadores, mantém todos os funcionários envolvidos e motivados, dá oportunidade de desenvolvimento profissional ₋Externa: A empresa se mostra “transparente” para a sociedade sempre divulgando suas ações e balanços. Cuida das pessoas e do meio ambiente planejando obras sociais para o bem da comunidade
  8. 8. Notou-se que quando os funcionários estavam satisfeitos e motivados, a produtividade deles aumentava, o que gerava maior lucro à Companhia. Consequentemente o Marketing Positivo também cativa o consumidor
  9. 9. Responsabilidades Filantrópicas: Contribuir com a sociedade e melhorar a qualidade de vida Responsabilidades Éticas: Fazer o que é certo e justo, evitando danos ao próximo Responsabilidades Legais: Seguir a legislação, cumprir as leis Responsabilidades Econômicas: Ser lucrativo
  10. 10. “A RSE se refere às obrigações dos homens de negócios de adotar orientações, tomar decisões e seguir linhas de ação que sejam compatíveis com os fins e valores de nossa sociedade.” Bowen entende que as ações realizadas por uma empresa com a sociedade são desejáveis a ela mesma.
  11. 11. São os parceiros da empresa: Pessoa, grupo ou organização que tem influência direta ou indireta numa empresa, podendo afetar ou ser afetado pelas ações da empresa. Este termo é abrangente e procura explicitar os graus de comprometimento e de dependência recíproca da empresa com os seus colaboradores.
  12. 12. Em seu surgimento, a RSE estava ligada aos princípios básicos da filantropia que nada mais são do que ter como beneficiária principal a comunidade. Porém com o passar dos anos e a intensificação da globalização, a RSE passou a focar-se na cadeia de negócios da empresa. FILANTROPIA RESPONSABILIDADE SOCIAL Ação individual e voluntária Ação coletiva Fomento da caridade Fomento da cidadania Base assistencialista Base estratégica Restrita a empresários filantrópicos e abnegados Extensiva a todos Prescinde de gerenciamento Demanda gerenciamento Decisão individual Decisão consensual Fonte: Melo Neto E. Froes.et Oliveira,Nogueira E Silva 2004-Revista Brasileira de Gestão de Negócios. Ano 6,nº15
  13. 13. As empresas utilizam-se de parcerias com ONGs. Vantagens: Diminuição nos impactos ambientais; Redução dos custos de produção; Valoriza a imagem da empresa. Algumas empresas também destinam verbas a projetos que não tem relação direta com seus produtos, mas colaboram.
  14. 14. Moral : Conjunto de princípios que orientam o comportamento humano; regras mínimas para a preservação do convívio em sociedade. Ética : Refere-se as intenções que orientam as ações do homem.
  15. 15. Surge devido a forte influência das empresas na sociedade; Tem o objetivo de resgatar a racionalidade plena propondo um modelo social multidimensional; As empresas passam a ser ordenadoras e provedoras do bem-comum. A princípio é uma teoria fortemente válida, mas na prática pode não ser tão influente. Teoria da Delimitação dos Sistemas Sociais
  16. 16. É um mecanismo utilizado pelas empresas para tornarem públicas as suas intenções e compromissos, visando à transparência de suas ações no exercício da responsabilidade social. É um documento que compila informações sobre as atividades desenvolvidas por uma empresa, em promoção humana e social, dirigidas a seus empregados e à comunidade onde está inserida. Através dele a empresa mostra o que faz pelos seus empregados, dependentes e pela população que recebe sua influência direta dando transparência às atividades que buscam melhorara qualidade de vida para todos.
  17. 17. O Pacto Global é uma iniciativa desenvolvida pela ONU para incentivar empresas a adotar políticas de responsabilidade social corporativa. Esse pacto promove um diálogo entre empresas, organizações das Nações Unidas, sindicatos, organizações não-governamentais e demais parceiros, para o desenvolvimento de um mercado global mais inclusivo e igualitário. Esta iniciativa possui dez princípios que vem para incentivar o alinhamento das políticas e práticas empresariais com os valores e fins internacionalmente acordados. Assim, seus princípios reproduzem tais objetivos condizentes a direitos humanos, direitos do trabalho, proteção ambiental e combate à corrupção. Hoje, são mais de 5.200 organizações signatárias articuladas por 150 redes ao redor do mundo.
  18. 18. Direitos Humanos 1- As empresas devem apoiar e respeitar a proteção dos direitos humanos, reconhecidos internacionalmente. 2- Assegurar-se a sua não participação na violação destes direitos. Trabalho 3- As empresas devem apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento do efetivo direito à negociação coletiva. 4- A eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório. 5- A abolição efetiva do trabalho infantil. 6- Eliminar a discriminação no emprego. Meio Ambiente 7- As empresas devem apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais. 8- Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental. 9- Incentivar o desenvolvimento e difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis. Contra a corrupção 10- As empresas devem combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina
  19. 19. A norma tem o objetivo de fornecer orientações para todos os tipos de organizações, independentemente do porte ou localização, sobre conceitos, termos, definições e todas as questões referentes à responsabilidade social e desenvolvimento sustentável e sua implementação nas organizações. Os sete princípios da ISO 26000 são: responsabilidade por ações; transparência; comportamento ético; respeito pelos interesses dos stakholders; respeito pelas regras da lei; respeito pelas normas internacionais de comportamento; respeito pelos direitos humanos.
  20. 20.  Foi desenvolvida em outubro de 1997 pelo Órgão de Credenciamento do Conselho de Prioridades Econômicas (CEPAA), ligado a ONU, reunindo ONGs, empresas e sindicatos. A iniciativa se baseia na conhecida estrutura ISO 9001/ISO 14001.
  21. 21. Norma certificadora que visa garantir os direitos humanos e do trabalhador, tomando como base as normas da Organização Internacional do Trabalho (OIT), na Declaração Universal dos Direitos Humanos e na Declaração Universal dos Direitos da Criança da ONU. Metodologia de certificação : Auditorias. Principais aspectos : Trabalho infantil, trabalho forçado, segurança e saúde no trabalho, liberdade de associação e direitos coletivos, discriminação e carga horária de trabalho. Nota : Atualmente o Brasil encontra-se na quarta colocação, com 18 empresas certificadas, tendo a sua frente a China que possui 39 certificados, a Itália 24, a Índia 24.
  22. 22. Prêmio Responsabilidade Social e Sustentabilidade no Varejo -Realizado a cada 2 anos. - Visa reconhecer e incentivar projetos desenvolvidos por empresas e entidades varejistas de todo o Brasil. Prêmio Chico Mendes – Responsabilidade Socioambiental -Considerado o maior evento socioambiental brasileiro. - Revela exemplos de solução e conflitos entre desenvolvimento,justiça social e equilíbrio ambiental. Prêmio CBIC de Responsabilidade Social -Promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção. - Fortalecer e estimular o desenvolvimento de ações sociais no setor da Indústria da Construção e do Mercado Imobiliário. -Promover intercâmbio de informações com as organizações dedicadas ao tema da Responsabilidade Social, construindo uma fonte permanente de informações e notícias das ações sociais do setor.
  23. 23. Os fundadores da Volvo , Gustaf Larson e Assar Gabrielsson , já em 1927, estabeleciam a base da responsabilidade social da empresa para com a sociedade. Além da segurança , a qualidade e o respeito ao meio ambiente tornaram-se os valores essenciais da marca no mundo. Um variado conjunto de ações voltado à valorização da vida em todos os seus aspectos dá as bases da prática Volvo de responsabilidade social corporativa . Ações que envolvem tanto seus próprios empregados , clientes e fornecedores, quanto atividades externas ao âmbito da empresa sempre norteadas por seus valores . “ Das pequenas às grandes ações, do gesto diário de respeito às pessoas e ao meio ambiente até os programas de grande abrangência social , a Volvo acredita que está dando sua parcela de contribuição para um mundo melhor ”
  24. 24. *Fundado 1999, promove a saúde e a qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer, contribuindo para aumentar o índice de cura da doença. Todo o sistema McDonald’s se mobiliza para o apoio ao Instituto. O McDia Feliz é a maior campanha do país em prol de jovens com câncer.
  25. 25. O Projeto Tamar é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho sócio- ambiental. O Tamar conta com patrocínio nacional da Petrobras, apoios e patrocínios regionais de governos estaduais e prefeituras, empresas e instituições nacionais e internacionais, além de organizações não-governamentais. Mas é fundamental, sobretudo, o papel das comunidades onde mantém suas bases e da sociedade civil em geral, que participa e ajuda o Projeto, individual ou coletivamente.
  26. 26. ALVES, Elvisney Aparecido. Dimensões da responsabilidade social da empresa: uma abordagem desenvolvida a partir da visão de Bowen. Revista de Administração, São Paulo, v.38, n.1, p.37-45, jan./fev./mar.03. FARIA, Alexandre; SAUERBRONN, Fernanda Filgueiras. A responsabilidade social é uma questão de estratégia? Uma abordagem crítica. RAP — Rio de Janeiro, 42(1):07-33, JAN./FEV. 2008. SCHROEDER, J. T.; SCHROEDER, I. Responsabilidade Social Corporativa: Limites e Possibilidades. RAE-eletrônica, v. 3, n. 1, 2004. http://www.filantropia.org/OqueeTerceiroSetor.htm http://www.infoescola.com/administracao_/stakeholders/

×