suicídio

567 visualizações

Publicada em

suicídio resumo revisão da literatura

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
567
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

suicídio

  1. 1. SSUUIICCÍÍDDIIOO NNAA AADDOOLLEESSCCÊÊNNCCIIAA FFAATTOORREESS DDEE RRIISSCCOO Eraldo Fonseca
  2. 2. RREESSUUMMOO  O presente estudo tem como objetivo encontrar estudos relacionados à situações que possam desencadear a ideação suicida em adolescentes brasileiros e seus fatores de risco.  Precisamos estar atentos à fase da adolescência, que é permeada por grandes transformações do individuo, tanto no plano físico como psicológico. Tais transformações podem causar grande impacto ao sujeito, dessa forma a adolescência não deve passar despercebida ou negligenciada pela sociedade, sendo que comportamentos atípicos podem preceder sinais de atos suicidas.  Este estudo abordou a percepção de fatores de risco e de proteção para tristeza e suicídio entre adolescentes bem como no contexto social  Inicialmente são explicitados os conceitos de risco, fatores de proteção e percepção de riscos empregados neste artigo.  Palavras-chave: tristeza; adolescências; riscos; suicídio.
  3. 3. PPoonnttooss ddaa rreevviissããoo ddee lliitteerraattuurraa  A adolescência e uma fase do desenvolvimento humano em que ocorrem muitas mudanças.  É uma fase conflituosa da vida devido às transformações físicas e emocionais.  Entre as dez causas de morte segundo OMS  Dentre o risco de suicídio entre os jovens podemos observar os seguintes fatores: ansiedade generalizada, transtorno bipolar e episódio depressivo maior e ainda transtornos de personalidade a presença desses transtornos tem associação significativa com o risco de suicídio  Fatores associados ao contexto de inserção social  Perdas e relações familiares conturbadas  Fatores relacionados a sexualidade  Doenças incapacitantes e crônicas
  4. 4. JJuussttiiffiiccaattiivvaa  Dado o significativo grau de mortalidade através do ato suicida na adolescência associado a fatores de risco que predispõe tal situação, é imprescindível a importância dos estudos dirigidos a essa problemática.  Tais estudos visam um maior conhecimento sobre os fatores de risco e vulnerabilidade do adolescente nessa fase da vida, sendo que esse conhecimento poderá ser usado como estratégia de atenuar a predisposição do individuo a consumar o suicídio.  Além disso, o trabalho de identificação de fatores de riscos é tido como fundamental na prevenção.
  5. 5. OObbjjeettiivvooss  O objetivo do estudo tem como propósito identificar as variáveis e fatores de risco que estão associados à ideação suicida na adolescência.
  6. 6. MMééttooddoo  Este trabalho teve como coleta de dados a revisão bibliográfica da literatura integrativa existente sobre suicídio de adolescentes brasileiros, bem como seus fatores de riscos associados.  Foi feita uma busca de pesquisa bibliográfica através do google acadêmico, BVS e Scielo, com os descritores: tristeza, suicídio, adolescência e riscos.  Também foi feita uma busca dentro das referências bibliográficas dos principais artigos pesquisados, que teve como objetivo encontrar artigos que não foram localizados pela busca anterior.
  7. 7. PPrroocceeddiimmeennttooss Dados: Foram selecionados doze artigos do google acadêmico, BVS e Scielo.  O critério de seleção dos artigos primeiramente feito através do titulo.  Segundo critério através da leitura do resumo.  Dentro dos artigos selecionados foi feita a seleção dos contextos mais relevantes ao nosso trabalho.
  8. 8. RReessuullttaaddooss  Variáveis sócio econômicas mostraram que, apenas renda de 1000 a 2500 dólares anuais está associada a ideação suicida.  Variável escolaridade indica que o pensamento suicida diminui com o aumento de anos cursados.  Outros fatores como separações conjugais, ter filhos ou responsabilidade por filho menor que 16 anos, não evidenciou associação significativa.  Variáveis relacionadas à saúde mental e comportamental foi associadas a idéia suicida.  Outro aspecto significativo diz respeito a ideação como fator de risco a consumação do ato
  9. 9. CCoonnssiiddeerraaççõõeess ffiinnaaiiss  Achados deste estudo indicam que sintomas psiquiátricos relacionados ao humor depressivo, corroboraram entre si em que enfatizam que transtornos afetivos são a categoria de transtornos mais freqüentemente relacionados a idéia suicida.  Estudos de risco atribuídos ao contexto social apontam que a desesperança, a tristeza, bem como, conflitos familiares,perdas,falta de apoio estão intimamente ligados à ideação suicida.  De acordo com tais resultados, estudos em tal contexto são de extrema importância na soma de conhecimentos que possam atenuar esse quadro que muitas vezes acaba em tragédia.
  10. 10. INDICES BRASIL E MUNDIAL
  11. 11. Suicídios 110000 mmiill hhaabbiittaanntteess aaoo aannoo
  12. 12. G ANEXO: Goollddeenn GGaattee BBrriiddggee 22001133  Houve 10 suicídios confirmados da Ponte Golden Gate, em agosto. Foi o maior número de suicídios em qualquer mês da história da ponte.  Segunda-feira, terça-feira, suicídio.  Quinta-feira, sexta-feira, suicídio.  Domingo, segunda-feira, suicídio.  Mais e mais, um suicídio a cada três dias.  O 10 º era uma menina de 17 anos de idade  Até junho de 2012, aproximadamente 1.558 pessoas haviam saltado da ponte para a morte.  LINK PARA O VÍDEO  http://www.youtube.com/watch? v=KZQctG3gjx4
  13. 13. RReeffeerrêênncciiaass  Araújo, Luciene da Costa, Vieira, Kay Francis Leal, & Coutinho, Maria da Penha de Lima. (2010). Ideação suicida na adolescência: um enfoque psicossociológico no contexto do ensino médio. Psico-USF, 15(1), 47-57. disponível no link: http://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S141382712010000100006&lng=en&tlng=pt. 10.1590/S1413-82712010000100006. Acesso em: June 08, 2014  Baggio, Palazzo e Aerts, 2008: Planejamento suicida entre adolescentes escolares: prevalência e fatores associados - disponível no link: < http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102 -311X2009000100015> acesso em: 18/05/2014.  Benincasa, Miria, & Rezende, Manuel Morgado. (2006). Tristeza e suicídio entre adolescentes: fatores de risco e proteção. Boletim de Psicologia, 56(124), 93-110. Recuperado em 02 de junho de 2014, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S000659432006000100007&lng=pt&tlng=pt.
  14. 14. RReeffeerrêênncciiaass  Braga, Luiza Lima (2011), Exposição à violência e comportamento suicida em adolescentes de diferentes contextos. DISSERTAÇÃO UFRGS http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/49283/000836293.pdf? sequence=1  Carlson e Cantwell (1982). Estudo de ideação suicida em adolescentes de 15 a 19 anos. Acesso em 07/06/2014: http://www.scielo.br/pdf/epsic/v11n3/12.pdf  Carvalho, Barros, Lima e Santos, 2011: Condutas de risco à saúde e indicadores de estresse psicossocial em adolescentes estudantes do Ensino Médio - disponível no link: <http://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S0102-311X2011001100003> acesso em: 18/05/2014.  Galban, Rodrigues, Cruz, Arencibia e Álvarez (2002). TRISTEZA E SUICÍDIO ENTRE ADOLESCENTES: FATORES DE RISCO E PROTEÇÃO. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php? pid=S000659432006000100007&script=sci_arttext
  15. 15. RReeffeerrêênncciiaass  http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/49283/000836293.pdf? sequence=1> acesso em: 25/05/2014.  Meneghel, Stela Nazareth; Victora, Cesar Gomes; Faria, Neice Müller Xavier; Carvalho, Lenine Alves de e Falk, João Werner (2004). Rogers JR. Theoretical grounding: ‘the missing link’ in suicide research. J Counsel Dev 2001;79:16-29.Características epidemiológicas do suicídio no Rio Grande do Sul. Acesso em 07/06/2014: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v38n6/08  Ores, et al., 2011 - Risco de suicídio e comportamentos de risco à saúde em jovens de 18 a 24 anos: um estudo descritivo – disponível no link: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102- 311X2012000200009> acesso em: 18/05/2014.
  16. 16. RReeffeerrêênncciiaass  (Silveira, Silvares e Marton, 2003; Augusto, Freitase Torres, 2002). TRISTEZA E SUICÍDIO ENTRE ADOLESCENTES: FATORES DE RISCO E PROTEÇÃO. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php? pid=S000659432006000100007&script=sci_arttext  Veras e Katz, 2011: Tentativas de suicídio por intoxicação exógena em adolescentes do sexo feminino atendidas em um hospital de referência de Recife-PE, Brasil - disponível no link: <http://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S003471672011000500005> acesso em: 18/05/2014.  (WHO, 2003; Suominen et al., 2004). Prevenção do comportamento suicida. Acesso em 07/06/2014: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/54698

×