Diz100

397 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
397
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diz100

  1. 1. DIZ: Todo Mundo Gosta A l a n a M o n t e i r o * V i s u a l d o W a g n e r R a i a o l d o P a u l o R o b b e r t b e a u t y H a r m o n y * f o t o: J u l i o C e r i n o Niterói 26/10 a 09/11/13 Edição Online para Hum Milhão de Leitores www.dizjornal.com Jornal Plural Ano 05 Nº 100 2ª Quinzena de Janeiro de 2014 Contradições Desafiam a Loucura. Antropóloga Débora Diniz Pág. 03 Zona Sul, Oceânica e Centro de Niterói Diz O jornal Diretor Responsável: Edgard Fonseca 16 Mil Exemplares Impressos
  2. 2. Edição na internet para Hum milhão de leitores 2 Cultura Niterói 26/10 a 09/11/13 Paulo Roberto Cecchetti prcecchetti@ig.com.br www.dizjornal.com DIZ pra mim... (que eu conto) - Terça Bossa Jazz acontece todas as terças, às 20 horas, no Família Paludo (Av. Quintino Bocaiúva, 247 - São Francisco. Renato Franco, saxofonista e flautista, com Wilson Nunes, tecladista, são os músicos que abrem o projeto. - O Instituto Italiano di Cultura está iniciando novas turmas para o 1º semestre de 2014. Local: Av. Presidente Roosevelt, 1063 - São Francisco. Mais informações: niteroi.iicrio@esteri.it - O Teatro Popular Oscar Niemeyer apresenta o projeto “Barulhinho Bom”, sempre às 18 horas, trazendo samba, jazz e bossa nova. O happy hour acontece toda quinta-feira, com entrada franca. Os shows irão até o carnaval, que este ano será em março. – No Teatro Abel,75 minutos de diversão e humor. A atriz Fernanda Souza promete tornar a plateia sua “melhor amiga”! O texto é da própria Fernanda, em parceria com o produtor Léo Fuchs, e  a direção é de Michel Bercovitch. Um espetáculo para todas as idades, no qual humor e emoção se misturam e encantam a todos que assistem a “Meu Passado Não Me Condena”. De 01 a 23 de fevereiro de 2014. - REGISTRO: Já terminamos janeiro de 2014 e até agora o Cine Icaraí - totalmente abandonado! Não apresenta nenhum sinal de obras para  conclusão das promessas firmadas pela Universidade Federal Fluminense/ UFF com  parceria da Prefeitura Municipal de Niterói/ PMN. O que vemos no local, diariamente, são “mora- dores de rua” dormindo sob a marquise que, dia após  dia, vai inclinando cada vez mais... Uma lástima para quem  se interessa em ver  esse espaço cultural novamente ativado. A foto “Niterói Sitiada” é um registro deste colunista. Anna Carolina Peret annaperet@gmail.com A doro ter uma interminável lista de sugestões cinematográficas. Afinal, muito melhor do que puxar assunto no elevador falando sobre o surreal calor carioca, é responder ao trivial e corriqueiro “Bom dia, tudo bem?” Com o inesperado “ah, tudo ótimo! Eu assisti à estreia de “O Lobo de Wall Street” e o Leo DiCaprio está perfeito. A senhora já viu?”. Pronto! É um ponto final na reclamação sem fim! Até porque, enquanto reclamamos em vão sobre o calor, a temperatura só sobe: inervamo-nos, nos exaltamos e suamos ainda mais. Nada melhor do que acalmar os ânimos, ir ao cinema, tirar proveito das duas horas no ar condicionado e dar um up no humor, não é mesmo? Então, vamos às dicas! Pra começar, vamos falar de Michael Caine. Para quem não está ligando o nome à pessoa, eu ajudo! Esse ator e produtor britânico de 80 anos, recentemente atuou na franquia Batman como o mordomo Alfred. Além disso, ganhou duas vezes o Oscar de melhor ator coadjuvante (“Hannah e suas Irmãs” e “Regras da Vida”). Participou ainda de recentes produções de peso como “A Origem” e “O Americano Tranqüilo”. Agora, o incansável Caine chega às telonas com um lindo drama: “O Último Amor de Mr. Morgan” (“Mr. Morgan’s Last Love”, no original). Desta vez, ele dá vida a um professor aposentado, cuja esposa faleceu recentemente. Ele vive em Paris e leva uma rotina bem solitária quando o destino o faz cruzar a vida de uma professora de dança. Altas Temperaturas Uma história perfeita que arranca risos e lágrimas da plateia. Para quem gosta de rostinho bonito, abdômen sarado e acompanhou a saga Crepúsculo, saberá de quem eu falo agora: Kellan Lutz! O ator norteamericano que interpretou Emmett Cullen, durante os filmes da série, ganhou o papel título da adaptação da história de Hércules para o cinema. “Hércules” (“The Legend of Hercules”, no original) é apenas um dos dois filmes sobre o semideus que será lançado em 2014. O segundo chegará apenas no meio do ano, durante as férias no hemisfério norte, e tem Dwayne Johnson, mais conhecido como The Rock (“Velozes e Furiosos” e “O Escorpião Rei”) no papel principal. Kellan é um rapaz de potencial e quem acompanha seu trabalho sabe que ele tem muito mais a mostrar do que a sua barriguinha trincada. Tanto é verdade que aos 29 anos já participou de produções como “Imortais” e estará nos cinemas novamente este ano em “Os Mercenários 3”. Mais um trabalho de um dos meus diretores prediletos chega ao cinema. Aliás, um trabalho fantástico! Spike Jonze tem esse poder in- findável de me surpreender a cada filme. Meu contato com ele começou em 1999. Ainda estava no segundo grau quando cai de amores por ele. Assisti a “Quero ser John Malkovich” e me lembro de sair do cinema vibrando enquanto todas as pessoas ao redor saíram xingando. Enfim, a linguagem de Jonze, bastante fora de trivial, sempre foi extremamente convidativa pra mim. Seus trabalhos são sucessivos deleites. Além de dirigir filmes, ele também é responsável por vídeo clipes, já tendo trabalhado com R.E.M, Björk, The Chemical Brothers, etc. Sem contar seus trabalhos para a telona, como “Onde Vivem os Monstros” e “Adaptação”. Dessa vez, Jonze recrutou dois atores que eu adoro para um filme futurístico que consegue misturar romance, drama, co- média e sci-fi. Não, não me pergunte como o diretor conseguiu imprimir o tom agridoce perfeito a película. Porém, ele conseguiu! A produção conta a história de um escritor de cartas solitário interpretado pelo fantástico Joaquin Phoenix (“O Mestre” e “A Vila”), que se apaixona por uma espécie de “sistema operacional inteligente” que ele compra para o seu computador. Phoenix conversa o tempo inteiro com esse “sistema” cuja voz é de ninguém menos que a belíssima Scarlett Johansson (“Encontros e Desencontros” e “Match Point”). É simplesmente impossível não se apaixonar pelo filme! Na metade, eu já estava pensando em onde eu poderia comprar um aplicativo como aquele... De preferência com a voz embriagante do cantor Michael Bublé. Fatalmente, minha relação com a tecnologia seria ainda mais aprofundada, nesse caso! Porém, enquanto isso não acontece, vale sonhar assistindo a “Ela” (“Her”, no original), que chega aos cinemas nas próximas semanas. Muitas pessoas disseram para mim que, neste tórrido verão, foram mais vezes ao cinema do que nos anos anteriores, para se refrescarem. Fantástico! Aposto que ganharam em cultura e entretenimento. Tudo na vida tem um lado bom, não é mesmo? Até o calorão da Cidade Maravilhosa pode se tornar um incentivo a apreciação da sétima arte. No meu caso, faça chuva ou faça sol, estarei degustando um bom filme. A gente se vê no cinema... Até lá!
  3. 3. 3 Documento Niterói 26/10 a 09/11/13 Edição na internet para Hum milhão de leitores www.dizjornal.com dizjornal@gmail.com Contradições Desafiam a Loucura Afinal? Que loucos somos nós? Que país é este que se apresenta e se esconde em si mesmo, deixando desamparados, até os mais favorecidos, enquanto os menos afortunados enfrentam de forma desigual o desespero de ter nascido pobre e miserável? Em recente audiência pública promovida na Câmara dos Deputados pelo grupo de trabalho sobre saúde mental da Comissão de Seguridade Social e Família da Casa, especialistas defenderam a substituição de hospitais psiquiátricos por outras formas de tratamento para pessoas que sofrem transtornos mentais. Já existe no Brasil, por boa parte de profissionais de saúde mental, o consenso de que pacientes psiquiátricos devem permanecer o menor tempo possível internados em instituições do gênero, mantidos abrigados apenas nos casos de crises agudas e incontornáveis. O subprocurador-geral da República, Oswaldo Barbosa, postula a necessidade imediata de mudanças no Código Penal e na Lei de Execuções Penais para a extinção dos HCTPs (Hospitais de Custódia e Tratamento Psiquiátrico), conhecidos, popularmente, como manicômios judiciários. Os manicômios judiciários são asilos frios, onde pessoas são depositadas sem qualquer intenção de tratá-las ou ao menos, “guardálas” com respeito e dignidade. “O que temos são verdadeiros depósitos de doido. Manter a pessoa com transtorno mental mais próxima da vida comum, da inclusão na sociedade, é o que melhor faz a ela. É o mais eficaz”, disse o subprocurador-geral da República Oswaldo Barbosa. Na atualidade, na legislação brasileira, pessoas com transtorno mental em conflito com a lei são “inimputáveis” e não estão sujeitas, portanto, a atribuição de nenhuma pena por conta de possíveis crimes cometidos. Entretanto, de acordo com o Código Penal, estes pacientes estão sujeitos a medidas de segurança que atualmente os obrigam a internação ou condicionam tratamento ambulatorial. No entanto, por conta do artigo 58 da Lei de Execuções Penais, as internações só podem ser realizadas em Hospitais Psiquiátricos de Custódias, ou seja, os manicômios judiciais, que são o que de pior existe como instituição para recuperação, e funcionam como “usinas de lixo humano”. São realmente degradantes. A situação prisional no Brasil, para presos comuns, é de péssima qualidade em todos os aspectos. Vide os recentes fatos apresentados na Penitenciária de Pedrinhas, no Maranhão. Para presos com transtornos mentais, a situação se complica atingindo níveis humanamente insuportáveis. São verdadeiros infernos terrenos. No ano de 2011, o Ministério da Justiça encomendou um Censo dos Manicômios Judiciários Brasileiros. Constatou-se que, o país conta com 23 HCTPs e outras três alas de tratamento psiquiátrico localizadas em complexos penitenciários. Nesses manicômios estavam internados 3.989 indivíduos, dos quais 2.839 estavam em medidas de segurança, 117 em medida de segurança por conversão de pena e outros 1.033 em situação de internação temporária. Esse Censo de 2011 foi coordenado pela antropóloga e professora da UnB (Universidade de Brasília), Débora Diniz. Ela disse em entrevista que “o maior objetivo desse estudo foi contar essa população. Ser contado é uma forma de existir e eles permaneciam invisíveis para as políticas públicas antes da contagem. Com o estudo foi possível apresentar evidências de que o sistema não é capaz de garantir sequer as determinações legais sobre os direitos e proteções a essa população”. Dados levantados pelo estudo demonstram que ao menos 25% dos indivíduos em medidas de segurança nos HCTPs em 2011 não deveriam estar internados, seja por já terem a medida de segurança com a periculosidade cessada, por terem a sentença de desinternação, a medida de segurança extinta ou a internação sem processo judicial, ou mesmo por terem recebido alta ou desinternação progressiva da justiça. Enquanto o governo da União faz caridade e benefícios a países africanos, governados por ditadores, na inadiável esfera de recuperação humana do nosso sistema social, com imensos abismos e desigualdades absurdas, apresenta-se no nosso país um dos piores sistemas prisionais do mundo. O Brasil é muito injusto com sua popula- Débora Diniz medida de segurança não haviam cometido nenhuma infração penal anterior antes de suas internações e poderiam ser considerados réus primários. Além disso, 41% dessa população estava em atraso com a realização anual do exame de cessação de periculosidade. Entre a população temporária, 16 pessoas estavam internadas entre 11 e 30 anos.   Os números demonstram ainda que a população dos HCTPs é, em maioria, composta por sujeitos que já enfrentam maior situação de vulnerabilidade dentro da sociedade. Grande parte dos internos é formada por pardos e pretos (44%), possuem baixo nível de escolaridade, com 23% de analfabetos e 43% com nível fundamental incompleto. Para sintetizar os erros gritantes e cotidianos, uma lei sancionada em 2001, a Lei 10.216, conhecida como Lei da Reforma Psiquiátrica, estabeleceu entre outras coisas que, o tratamento de pessoas com transtorno mental não poderia ser realizado em instituições asilares. Apesar de prever internações para casos extremos, a lei fruto do movimento antimanicomial no Brasil, determina que os indivíduos devem ser internados na própria rede do SUS. A lei veda internações em instituições asilares, como os manicômios judiciários. Enfim, este é o Brasil do nosso presente, e que se quisermos futuro, só nós mesmos poderemos mudá-lo. Quem se acomoda permanece escravo. Questiona quem quer mudanças, se levanta e muda a direção. Salve o Brasil de tantas loucuras, vivendo sob o “Padrão FIFA”, contradizendo os números reais de um povo invisível, subalterno e subterrâneo. ção, deve-lhe desde a educação, saúde e segurança, às mais desesperadoras circunstâncias no trato dos indivíduos com transtornos mentais, que são elevados a décima potência de sofrimento e degredo se tiverem, no meio da sua loucura, uma pendência criminal. A pesquisa da antropóloga Débora Diniz revela ainda graves violações dos direitos humanos. Cerca de 70% dos indivíduos em Salve o Brasil!
  4. 4. www.dizjornal.com D! Nutrição Informes Edição na internet para Hum milhão de leitores oi comemorado nesta semana, o dia de conscientização da população sobre a hanseníase. A ação foi uma parceria a Gerência de Dermatologia Sanitária (GDS) com a secretaria Municipal de Saúde e o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (MORHAN). Até o mês de fevereiro serão realizadas várias atividades que tem o objetivo de informar a população sobre os sinais e sintomas da doença, a importância do diagnóstico precoce, da adesão ao tratamento e da cura. Para isso, serão utilizados materiais D Ônibus do TRE-RJ Atendem Eleitores em Niterói ois ônibus da Justiça Eleitoral, estacionados na Rua Coronel Gomes Machado, perto do Fórum Novo, no Centro de Niterói, atendem, provisoriamente, os eleitores do município, das 11h às 19h, prestando todos os serviços das dez zonas eleitorais, interditadas pela Defesa Civil após o incêndio no prédio da Prefeitura, no dia 1º de janeiro. A outra opção para os eleitores de Niterói é a Central de Atendimento no Centro do Rio, na sede do TRE-RJ, na Av. Presidente Wilson, 198, térreo. Única unidade do Tribunal que atende a eleitores de todo o Estado, a CAE do Centro oferecerá uma série de serviços disponíveis numa zona eleitoral, como alistamentos, transferências, revisão e segunda via, F educativos impressos que serão distribuídos à população. A hanseníase é um grave problema de saúde pública devido ao alto potencial incapacitante. Trata-se de uma doença infectocontagiosa crônica, que atinge, principalmente, as células cutâneas e células dos nervos periféricos, porém, tem tratamento e cura. As deformidades físicas podem ser evitadas com o diagnóstico e tratamento precoce. Alguns dos sintomas da hanseníase são manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas na pele, diminuição da sensibilidade ao calor, à dor e ao tato e caroços e inchaços pelo corpo. com expedição imediata dos títulos. Com a reabertura da Central, a unidade da Saúde volta a atender somente os eleitores das 1ª, 2ª, 204ª e 193ª zonas eleitorais. E para quem ainda não fez o cadastramento biométrico tem até o dia 7 de maio para regularizar a sua situação, ou então, ficará impedido de votar nas eleições deste ano. Além do documento de identidade, comprovante de residência atual, título de eleitor e CPF (se possuir), os homens, maiores de 18 anos, deverão levar também o comprovante de quitação militar. Durante o atendimento, o eleitor é fotografado e suas impressões digitais coletadas. Para esse novo período será cobrada multa no valor de R$ 3,51. Intestino Gordo ou Magro? A quele velho papo de você é o que você come não é historinha. De acordo com a sua alimentação você determina muitos comportamentos e atividades corporais, fisiológicas e químicas. A ingestão de alimentos saudáveis estimula não só o metabolismo como favorece uma microbiota intestinal benéfica; se você só come refinados, gordura saturada, carboidratos simples, está acabando com a sua saúde, deixando seu intestino como o chão do sertão, ressecado, com suas vilosidades comprometidas, interferindo diretamente na absorção de nutrientes. O que acontece? Corpo enfraquecido, inflamado, imunidade baixa e? Dificuldade para emagrecer! Sim! Foi feita uma pesquisa com a microbiota intestinal de um camundongo gordo e de um camundongo magro, saudável, foi colhida uma amostra e colocada em dois camundongos livres de qualquer microbiota. O que foi aplicado com a microbiota do camundongo gordo, ficou gordo e o que recebeu a microbiota do camundongo eutrófico (normal, magro) permaneceu magro História da Melancolia oi inaugurada dia 28 na Galeria Graphos, em Copacabana, a exposição “História da Melancolia”, do artista plástico carioca Lippe Muniz. A mostra reúne 50 obras produzidas desde 2010, apresentando diferentes enfoques de temáticas que abordam emoções humanas. A partir de imagens coletadas em feiras de antiguidades, em velhos álbuns de fotografia ou em revistas antigas, o artista trata temas recorrentes no imaginário humano com uma ótica ultra contemporânea. Na obra de Muniz, cenas de conflitos e do cotidiano sob a ótica da opressão social e da construção de utopias criam atmosfera onde passado e presente, memória e atualidade convergem de forma decisiva. As obras são marcadas por textos escritos Niterói 26/10 a 09/11/13 clara.petrucci@dizjornal.com | Instagram: Clara Petrucci Hanseníase: Começou a Campanha de Conscientização e Prevenção F 4 à mão e por detalhes pictóricos que flertam com o surrealismo, na medida em que a incorporação de objetos do dia a dia e sua consequente ressignificação por meio da colagem reforçam a poética metafórica. A Galeria Graphos fica na Rua Siqueira Campos, 143. Copacabana. Mais informações: (21) 2256 3268 ou 2255 8283. e saudável. Foram avaliadas as bactérias presentes em ambos e viram uma grande quantidade de bifidobactérias; e as mesmas vêm sendo pesquisadas para auxílio no tratamento da obesidade. Então, se conclui que: intestino saudável, tem muito mais chances de ser, além de saudável, ser magro!  Faça a opção por carboidratos complexos, ricos em fibras, carnes magras, verduras e legumes sempre; não apenas quando estiver de “dieta”, pois a mesma não é capaz de modificar sua microbiota intestinal do dia pra noite. Optar por uma vida saudável fará o seu corpo responder melhor a qualquer tipo de estímulo. Nutrir-se de saúde todos os dias, sem esquecer-se da água! Expediente Edgard Fonseca Comunicação Ltda. Rua Otavio Carneiro 143/704 Niterói/RJ. Diretor Responsável: Edgard Fonseca Editor: Edgard Fonseca Registro Profíssional MT 29931/RJ Distribuição e circulação: Ernesto Guadelupe Diagramação: Erisvelton Santana Impressão: Tribuna RJ Tiragem 16.000 exemplares Redação do Diz End: Rua Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro - Niterói, RJ Tel: 3628-0552 | 36285252 | 9613-8634 Correspondência para Administração Rua Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro Niterói, - CEP 24.020-270 dizjornal@gmail.com www.dizjornal.com Os artigos assinados são de integral e absoluta responsabilidade dos autores.
  5. 5. 5 Internet Niterói 26/10 a 09/11/13 Edição na internet para Hum milhão de leitores Juliana Demier - juliana.demier@gmail.com www.dizjornal.com Taxis pelo Smartphone A pesar da quantidade imensa de taxis nas cidades do Rio e Niterói, ultimamente dá pra perceber que está cada vez mais difícil conseguir um, principalmente já estando na rua. E como hoje em dia esse transporte está cada vez mais ideal, já que o usuário pode sair para beber com amigos, sem problemas com a Lei Seca e não precisa se cansar para achar uma vaga, (cada vez mais difícil), nem se preocupar com o valor do estacionamento, (cada vez mais alto), a dica separada é exatamente para deixar esse serviço mais prático, rápido e seguro. O Easy Taxi, disponível em mais de 20 países e por aqui desde 2012, é um aplicativo para smartphone que traz o que há de mais moderno na conexão entre passageiro e taxista, e promete uma corrida rápida, prática e segura com apenas alguns cliques. A segurança está no cadastramento de todos os taxistas com a exibição da foto e nome do motorista e os detalhes AlÔ  MANDA AÍ... TAXI ORAÇÃO A SANTO EXPEDITO Festa 19 de abril. Comemora-se todo dia 19 Se vc. está com algum Problema Difícil e aparentemente sem Solução, precisa de Ajuda Urgente, peça a Santo Expedito. Ele é o Santo dos Negócios que precisam de pronta solução e cuja invocação nunca é tardia. ORAÇÃO: Meu Santo Expedito da Causas Justas e Urgentes, socorrei-me nesta hora de aflição e desespero. Intercedei junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo! Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo das Causas Urgentes, protegei-me, ajudai-me, Dai-me Força, Coragem e Serenidade. Atendei o meu pedido: (fazer o pedido) Ajudai-me a superar estas Horas Difíceis, protegei-me de todos que possam me prejudicar; Protegei minha família, atendei o meu pedido com urgência. Devolvei-me a Paz a Tranqüilidade Serei grato pelo resto da minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Obrigado. Rezar 1 Padre Nosso,1 Ave Maria e Fazer o sinal da cruz. “para que os pedidos sejam atendidos é necessário que sejam justos”. Santo Expedito Agradeço a Santo Expedito a Graça Alcançada. do carro (modelo e placa) que fará a corrida, e enquanto ele não chega, dá para acompanhar seu trajeto por esse app. A praticidade é que o pagamento pode ser feito direto pelo app, sem a necessidade de mexer na carteira, o que dá mais segurança ainda. E a rapidez vai depender bastante do trânsito, já que o do Rio foi eleito pior que o de São Paulo, e o de Niterói só piora, mas, pelo menos, não haverá necessidade de andar várias ruas até conseguir um que pare para atendê-lo. Ainda existe uma modalidade para atender hotéis, restaurantes, bares e estabelecimentos diversos, garantido a tranquilidade do freguês. Ele está disponível em praticamente todas as capitais do Brasil, como o Rio e várias outras cidades, inclusive Niterói e disponível para todas as plataformas no site www.easytaxi.com.br. Agora é só baixar, chamar e chegar em casa...
  6. 6. Edição na internet para Hum milhão de leitores www.dizjornal.com Edgard Fonseca Niterói 26/10 a 09/11/13 edgard.fonseca22@gmail.com A Edição Número 100 S empre tive na minha vida uma imensa simpatia pelo número cem. Talvez, por resquícios da infância onde todas as referências eram contar até cem, corrida de cem metros, contar até cem para não brigar com o amigo... e por aí vai. Na vida adulta sempre pedi cem dias para dar jeito numa empresa com problemas, cem dias para desatar de vez uma relação, cem dias para achar um novo amor, e no mais, sempre achei bonitas as notas de cem, fossem de real, dólar ou euro. Menos pelo valor das moedas, mas, pelo símbolo do alcance. Eram de 100. Enfim, foi um símbolo de meta e preenchimento. Afirmações e certezas, até para brincar, quando me perguntavam: sem? E eu respondia: não, com! Mas, com cem dentro! Quando começamos a editar o nosso Jornal DIZ, estávamos num momento de litígio e resgate daquilo que era nosso por direito (especialmente as minhas criações: fossem retrancas ou projeto gráfico, ou maneira de editar um jornal de verdade), e as pessoas, a quem agradeço, diziam: “este jornal não passa do terceiro número... “Fui, movido a desafios, navegando com muita dificuldade, como é muito difícil fazer jornal independente, livre de amarras e mandos de governos ou governantes. Sempre tive gosto pela opinião, pela interferência, pelo resgate da verdade, e para ser franco, não levo desaforos para casa e nem enjeito uma boa briga de ideias. Estimula-me, diverte e me impulsiona. Esta edição do “DIZ o Jornal” é a de número 100. Depois do Troca –Troca... A 6 partir da 2ª quinzena de fevereiro, os fatos políticos vão ficar mais claros. Passado o troca-troca de partido, de lado e de senhores, será aberta a temporada das traições. As conveniências pessoais vão falar muito mais alto que qualquer sigla partidária e até da finada ideologia. A Câmara vai julgar as contas de Jorge Roberto Silveira e este fato será decisivo para política local. Aí, vamos ver como é que fica. Depois disso os desdobramentos para as eleições de deputados, os apoiadores e a escaramuça para o lugar de governador. Ainda vai haver muita Jorge Roberto Silveira surpresa... Um marco de luta, muito suor e aflições. Mas, uma imensa satisfação de dever cumprido, de uma metametáfora para um novo recomeçar, maior, mais experiente e vendo os nossos invejosos de plantão amuados nos cantos, como nas ilustrações de pinturas sacras, onde os sub-demônios envergonhados se esgueiravam pelos cantos diante da presença de um anjo maior. É a espada de Miguel Arcanjo, a resistência e teimosia de Expedito, é o cavalgar de Jorge! No calor da luta o manto de conforto de Maria, senhora de todas as graças. Combater o bom combate. Erguer o nariz para o norte e ter o sol como guia e fonte de energia. Salve o dia que DIZ! Apartemo-nos dos que por covardia se calam! E abram alas que as palavras verdadeiras vão passar! Romeu Tuma Junior no Programa Roda Viva N o próximo dia 3 de fevereiro, segunda-feira, das 22h às 23h30, o delegado Romeu Tuma Junior será entrevistado no programa Roda Viva, na TV Cultura. Ele foi chefe da Secretaria Nacional de Justiça durante o segundo mandato de Lula. Em parceria com o jornalista Claudio Tognolli, Tuma escreveu: “Assassinato de Reputações – Um Crime de Estado”.  É um livro onde denuncia inúmeras operações escusas de um X 9, com o Romeu Tuma Junior codinome de “Barba”, que, segundo ele, trata-se de ninguém menos que Luiz Ignácio Lula da Silva. A obra já vendeu mais de 50 mil exemplares. Quem tem TV a cabo não deve perder. As revelações prometidas acabam de vez com o mito do operário que virou presidente. Segundo Tuma, Lula nunca passou de um alcaguete dos militares, que se beneficiava entregando “companheiros” e fazia o jogo dos poderosos para subir na vida.
  7. 7. 7 Niterói 26/10 a 09/11/13 Edição na internet para Hum milhão de leitores www.dizjornal.com Um Submundo Chamado Niterói e o Povo de Rua Maranhão É N ão que me espante com miséria neste país. Tem em todo lugar, inclusive aqui. Existem lugares em Niterói, que são “invisíveis”, mas a miséria se equipara aos mais terríveis cantões da África devastada. Entretanto, todos os dias chegam mais notícias daquele feudo apodrecido chamado Maranhão. Considerado o Estado mais pobre da Federação, com lindos lençóis de água transparente, esconde a sujeira de quase 50 anos de exploração e danação infernal. Mas, o que mais me enoja, é ver os sanguessugas, comandados pelo “clã dos Sarney”, beneficiando-se desta pobreza, transforman- do o tempo num artefato de transporte, pois a escravidão dos tempos passados persiste. Precisaríamos de uma cruzada de direitos humanos, de juristas e policiais, e um exército para destronar e prender toda a corja, que bebe champanhe e come lagosta, enquanto os escravos miscigenados tropeçam em seus próprios cadáveres. E ainda, cantam loas para o erudito, escritor e poeta José Ribamar Sarney. É até imortal... Ele tem fardão e me faz sentí-lo assemelhado a Saddam Hussein. Só está faltando o pelotão para destituí-lo. A Novela dos Estudantes Excluídos A pós o descredenciamento da UniverCidade e da Universidade Gama Filho, o Ministério da Educação publicou despacho com definições sobre o acervo acadêmico e a situação dos estudantes matriculados. O MEC discute a transferência assistida da UniverCidade e da Gama Filho e reitera que é responsabilidade das duas instituições manter as atividades de secretaria acadêmica para entrega de documentos e indicar local para funcionamento dessas atividades. Os empresá- rios não cumpriram as determinações a rigor. Esta atitude reguladora já deveria ter sido tomada anteriormente, visto que eram flagrantes os problemas nestas universidades. Acompanharam com muita morosidade e permissividade o desmontar das estruturas, das instituições, intervindo apenas quando o caos já tinha se instalado. Não é função do governo acudir empresas com problemas financeiros, (bem verdade que são feitos inúmeros favores aos amigos partidários) , mas, tratando-se de regulação e administração educacional, já deveria ter interferido em tempo hábil. Deveriam ter a mesma agilidade e diligência como foram atendidos os “companheiros cubanos” na questão da implantação do programa “ Mais Médicos”; As atitudes do Planalto são sempre desiguais. Os milhares de universitários das duas instituições descredenciadas estão “comendo o pão que o diabo amassou”. Entretanto, quando se trata de proteger “los hermanos” do “Mais Médicos”, ou perdoar dívidas de países africanos, comandados por ditadores, a ajuda providencial anda muito rápida! sabido que não é apenas uma questão regionalizada e que as dificuldades com moradores de rua crescem em todo país. As causas são as mais diversas, que vão da pobreza absoluta, aos problemas de saúde mental e, principalmente, uso abusivo de drogas, como o crack. Em Niterói, a realidade não é diferente, e apesar de algumas ações e abordagens por agentes da secretaria de Assistência Social, o problema é sistematicamente reincidente e aumenta diariamente. Estes moradores de rua se movimentam toda vez que existe uma ação dos agentes públicos, trocando de bairro e muitas vezes de municípios. A proximidade do Rio de Janeiro e São Gonçalo faz de Niterói um conveniente entroncamento; e como existe “benevolência” ou receio dos moradores da cidade que os alimentam e dão dinheiro, eles se perpetuam. A Saúde instalou um Consultório de Rua, que está no Jardim São João, mas será itinerante. O Consultório na Rua não promove o recolhimento de pacientes para abrigos, mas poderá oferecer alternativas, dependendo do desejo de cada pessoa, em parceria com a secretaria municipal de Assistência Social. Desejo, honestamente, que o secretário P.R. Cecchetti Chico D’Ângelo, com o seu vigor e tenacidade, consiga minorar as agruras no nosso povo, tão carente de tudo. Recebemos inúmeros e-mails e telefonemas de pessoas que se sentem penalizadas, ameaçadas e até revoltadas. Entretanto, a nossa capacidade de ação limita-se ao que fazemos sempre. Mostramos os fatos, apontamos alternativas e mantemos a informação viva. Não temos poder de polícia ou qualquer outro instrumento de poder que possamos efetivamente resolver esta questão. Lamentavelmente. Clínica Dr. Helder Machado Urologia Tratamento de Cálculo Renal a Raio Laser Atendemos UNIMED e Particular Atendimento 24H pelo tels: 8840-0001 e 9956-1620 Rua Dr. Celestino, 26 Centro - Niterói. Tels: 2620-2084 / 2613-1747
  8. 8. Edição na internet para Hum milhão de leitores www.dizjornal.com 8 Renda Fina Niterói 26/10 a 09/11/13 Encontro Festivo na Confraria do Lomelino Francisco Lomelino, Aluisio Lages e Gilberto Silva Nute Belmont, Gilberto Silva e Claudinier Barbosa Paulo Lemos, Paulo Jucá e Claudinier Barbosa Ronaldo Nogueira, Ricardo Teixeira e Joelson Gonçalves Aniversariantes da Edição Chico D’Angelo Renata Dreux Alvaro Fernandes Solange Lisboa Jeline Rocha
  9. 9. 9 Niterói 26/10 a 09/11/13 E! Games T! News contato@erisveltonsantana.com erisveltonsantana.com Terapeuta Holística thatiana.ncunha@gmail.com Conhecendo a Si Mesmo O tempo todo precisapercepção, um novo caminho mos fazer escolhas. poderá ser trilhado. Caminho Desde as mais simmuito mais próspero, porples até aquelas que podem que a felicidade e a escolha nos consumir longos perída alma estão sendo respeiodos das nossas vidas. E, tados. Alma, morada do Eu para nossa sorte, o resultado Superior , do Eu Divino: “se tanto de uma como de outra, eu entender como essa inpode ser alterado. Não é fluência externa atua sobre preciso ficar amarrado, como mim, começo a ter a defesa Waleska Cardoso necessária para ser EU e ter pesadas correntes presas ao corpo causando dor, sofrimento e angústia. essa autonomia que vai gerar um caminho de Lógico que existem diferentes situações e que maior realização. Porque a realização vem de podem, ou não, ter outras pessoas envolvidas dentro, o prazer é passageiro, a realização é ou o caso em si ser potencialmente difícil. Po- contínua. Quando estou realizada, sei que rém, é a sua felicidade que está em jogo. E se posso me sacrificar em uma determinada situtratando de felicidade, nenhum tempo pode ação, porém sei que vai valer à pena porque ser desperdiçado, seja pelo motivo que for. minha alma fala comigo. Agora, quando o ouEntão, nesse discurso o questiono: qual foi tro te dita as regras, está de posse de você, a a última grande decisão que tomou que fez sua realização é para ele e não para você ”. seu coração pulsar mais forte? E não estou Então , se o desejo de mudança já existe, vá falando de nada grandioso, pode ser algo em frente, sem culpa ou medo. Porém, sem mais simples. E vou mais além, que desejo foi esquecer que tudo que passou serve como preciso agarrar com unhas e dentes, mesmo aprendizado e com certeza contribuiu em alcontrariando a tudo e a todos? Confesso que gum momento para seu crescimento. Recoé preciso coragem para seguir determinados nhecer e refletir sobre isso é importante. Para caminhos, mas se é sua alma que o chama, Waleska, o homem tem que se trabalhar mais pode ter certeza que é o que precisa ser feito. (no sentido de autoconhecimento), aprender a A terapeuta Waleska Cardoso explica que, se questionar diante das situações para tentar muita das vezes, decisões são tomadas não entender o que determinado acontecimento por razões pessoais, mas por influência de veio para ensiná-lo: “o ser humano tem duas outras pessoas, o chamado roubo de poder motivações. Ele busca o prazer e foge da dor. pessoal, ou permissão involuntária: “uma Se começar a entender que a dor e o prazer pessoa com auto-estima, com base na força estão no mesmo patamar e que ambos estão e na vontade divina que tem, começa a abrir com o objetivo de fazer o homem conhecer campos de realização muito grande. Primei- a si mesmo, então, esse não vai fugir de mais ro, é preciso entender que existe essa força e nada e começará a olhar para aquela situação que muitas vezes é seqüestrada pelos outros. e se perguntar ‘o que tenho para aprender E o grande passo da terapia é gerar autono- aqui’, ” finalizou. mia no ser. Não é o que eu quero para você, Namastê! mas o que você precisa conhecer a respeito Contato: Waleska Cardoso (www.cedhi.com. de si mesmo que gere os seus desejos e que br / 991505336) muitas vezes podem ser desejos camuflados por crenças e carências de infância reprimidas, mas que ainda está fazendo para agradar alguém. Um ser realizado é um ser que conhece a própria essência e que não se deixa corromper, o que sinceramente, é um trabalho difícil”. E, em poder dessa O www.dizjornal.com Por Água Abaixo ou Quase Isso fracasso e o sucesso caminham lado a lado, não só na vida como também no mundo dos videogames. Afinal, essa é uma indústria milionária que vive de lucros infindáveis, e sem eles, muitas empresas que viveram tempos áureos decaíram; literalmente, indo à falência ou sendo absorvidas por suas concorrentes mais bem sucedidas. A verdade é que o mercado mudou e algumas companhias não conseguiram se adaptar a tais mudanças e acabaram decaindo, lançando um jogo ruim atrás do outro. É o caso da “Midway” responsável por games de sucesso como Mortal Kombat e NBA Jam. A empresa “sangrou” dinheiro até ter suas propriedades intelectuais vendidas para a “Eletronics Arts” e “Warner Bros Studios”. Outro caso de declínio total ou quase isso foi a “SquareSoft” criadora de RPGs de grande sucesso para a plataforma “Playstation”, sempre seguindo uma fórmula bem sucedida para games desse gênero: enredo bom, trilha incrível e gráficos excelentes, então porque não migrar para outra mídia e lançar um filme assim; tem como errar? Tem sim e deu errado! “Final Fantasy: The Spirits Within” foi o nome do filme que levou a companhia para o “buraco”. Não que o filme fosse ruim... Era até legal, mas por ser feito todo em computação gráfica custou milhões e não trouxe o retorno esperado, ge- rando um prejuízo monstruoso e forçando a companhia a fundir- se com sua rival para se manter viva, nascendo assim a “Square Enix”. Uma companhia que marcou a infância e adolescência de muitos foi sem dúvida a “SNK”, empresa top dos anos 90, responsável, principalmente, pelos jogos da franquia “The King of Fighters”, entre outros de duas dimensões. O que acabou marcando negativamente a empresa que nunca conseguiu se modernizar e atender aos novos desafios e demandas que o mercado exigia. Aliado à queda, a baixa vendagem de games do “gênero de luta” levaram a falência da companhia e sua absorção pela “Playmore”, empresa que ainda vive do passado, através de relançamentos, em todas as plataformas possíveis e imagináveis, para se manter viva. Sucesso e fracasso são resultados imprevistos. Pesquisas podem ser feitas, mercados podem ser estudados a fundo, mas, nada irá garantir um ou o outro, pois assim como na vida, o mercado dos games é algo vivo, mutante e indecifrável. Inté!!!!
  10. 10. www.dizjornal.com Fernando de Farias Mello F ico quase o tempo todo chateando os leitores com a história de que deveríamos ter leis mais duras e com aplicação garantida para que a educação do povo permitisse um desenvolvimento tranquilo e ordeiro. Sei que estou sendo demais e quase repetitivo. Até o brilhante editor deste Jornal, meu amigo Edgard Fonseca, deve estar chateado, quiçá aborrecido, com tanta reclamação de minha parte. Também não irei tentar agradar universalmente elogiando, por exemplo, as músicas da tal Anitta, mesmo concordando que ela é uma bela pessoa. Também não vou ficar brincando e sorrir pelo o fato noticiado que o governo Dilma financiou o governo de Fidel Castro com mais de 682 milhões de dólares, dinheiro do nosso BNDES, para Cuba construir um porto, deixando os nossos portos abandonados como os lixos inoperantes que são. Gostaria de escrever sobre o Carnaval e os belíssimos desfiles das escolas de samba no Rio, ou mesmo, dos dias lindos que fazem de Itacoatiara uma verdadeira pintura hiperrealista. Mas, o que escrever quando no fim de semana esta mesma praia fica com SEUS PROBLEMAS NÃO PRECISAM VIRAR UMA NOVELA. EXIJA. RECLAME. DENUNCIE. CONTE COM O ALÔ ALERJ. 10 Niterói 26/10 a 09/11/13 Fernando Mello - fmelloadv@gmail.com Chegar Vivo em Casa tanta gente, que se torna praticamente insuportável ficar na areia. Poderiam controlar o número de pessoas. Itacoatiara está sendo destruída diante dos nossos olhos. Carros de todos os lugares param em qualquer lugar. Os moradores devem estar loucos, enfim. Não posso dizer que gosto de calor. Advogado nenhum gosta de usar paletó e gravata e atravessar a Avenida Amaral Peixoto, às 13h, com o asfalto mole debaixo dos pés. Jamais irei sorrir diante da demolição da Perimetral. Nem Nero faria isso lá na Roma antiga. Por falar em via expressa, fiquei muito triste com os mortos e feridos diante da ignorante irresponsabilidade do motorista do caminhão que derrubou a passarela na Linha Oh Musa do Meu Fado.... Oh Musa do Meu «Fardo....» Oh Minha Mãe Gentil... Amarela. Neste caso especial da passarela, seria muito interessante que o departamento jurídico da Lamsa distribuísse uma ação com pedido liminar para bloquear os bens da empresa dona do caminhão, dos seus sócios e do motorista. Bloqueou? Certo! Agora vamos ver quem vai pagar e quanto. Melhor do que esperar que coloquem laranjas no lugar dos sócios originais e os responsáveis evaporem. O que for arrecadado servirá para indenizar as famílias que sofreram as perdas, além de possivelmente pagar pela reconstrução da passarela. Quem sabe? De vez em quando, dou o meu rolezinho de bicicleta por aí. Também gosto de bicicleta. Mas, não será por essa razão que terei que apoiar a existência da mal planejada ciclovia “construída” na Avenida Amaral Peixoto. Fiquei pensando: para o ciclista chegar até lá, terá que driblar centenas de automóveis na Marques do Paraná e cercanias. Além disso, como a ciclovia é bastante larga, veículos do serviço público, notadamente das polícias, já dão aquela paradinha com o pisca alerta aceso. É a falta de educação e certeza de impunidade, uma dupla sertaneja que vai destruindo direitos e deveres. Portanto, mui prezado leitor, não posso ficar o tempo todo sorrindo e escrevendo sobre samba, futebol e carnaval, não é? Tem coisas mais importantes do que uma Copa do Mundo, manifestação devastadora dos Black Blocs, juros bancários, justiça lenta ou prisão do Justin Bieber. Existem as nossas vidas e as dos nossos filhos, totalmente associadas ao equilíbrio da ecologia neste Planeta, que começa a dar os primeiros sinais de cansaço. De “resto”, tente não ser assaltado, não se acidentar num buraco da rua e chegar vivo em casa. Sua família e seus filhos precisam de você. Fernando Mello, Advogado www.fariasmelloberanger.com.br e-mail: fmelloadv@gmail.com
  11. 11. 11 Niterói 26/10 a 09/11/13 Pela Cidade Edição na internet paraHum milhão de leitores www.dizjornal.com Festa de Yemanjá em Niterói “Ressonâncias” na Galeria de Arte La Salle A D ia 2 de fevereiro, dia de festa no mar... Assim como diz esta música, no próximo domingo (02), acontece a tradicional festa das Oferendas de Yemanjá de Niterói. Realizado pelo Ilê Asé Oya Onira – que tem como líder a Mãe Tânia de Iansã- o evento já é realizado há 10 anos e tornou-se lei municipal. A festa recebe muitos seguidores e adeptos de religiões de matrizes africanas diferentes da cidade e de seu entorno. Mãe Tânia pede ao povo do axé que traga uma flor para saudar a Rainha das Águas do mundo, Mãe de todos os filhos, cuja expressão de saudação em yorubá é – ‘O d ó - I y a!’ Além das oferendas para Yemanjá, haverá apresentação de capoeiristas da Liga Quilombos Surge a Capoeira. A festa será realizada a partir das 18h, na Praia de Charitas, em frente à Casa do Carangueijo, em Niterói. A entrada é franca. exposição “Ressonâncias” estará na Galeria de Arte La Salle a partir do dia 3 de fevereiro. Dos artistas Ricardo Basílio e Lívia Abreu, os trabalhos apresentam técnicas tradicionais de aquarela, desenho, pintura e colagem, em diferentes suportes. A originalidade e sensibilidade dos artistas ressoam, em expressões lúdicas e líricas, reflexões sobre a natureza e o comportamento humano. A exposição é gratuita e pode ser visitada até o dia 20 de março. A Galeria de Arte La Salle fica na Rua Gastão Gonçalves, 79, Santa Rosa, Niterói – RJ. Mais informações pelo telefone 0800 709 6773. A Praça Getúlio Vargas com Novo Invólucro Transtornos de Ansiedade, Pânico e Fobias N o dia 15 de fevereiro, no Instituto Cultural Ortobio, que fica na Rua Miguel de Frias,40, sala 504, em Icaraí, Niterói, realizará o encontro coordenado pela psicóloga, especializada em Medicina Comportamental Cognitiva e o professor de Yoga Integrado,Arlindo Fiorentin, “Como Lidar com Transtornos de Ansiedade, Pânico e Fobias”. Terá enfoque nos tratamentos por vias não medicamentosas e esclarecimentos sobre as principais causas biopsicológicas. O encontro terá a duração de três horas, de 15 às 18h, e abordará os mecanismos dos transtornos e exercícios práticos, respiração e meditação; ainda: equilíbrio nutricional e hipnose. A s grades de ferro da Praça Getúlio Vargas, na Praia de Icaraí, estão sendo trocadas por outras de alumínio. A EMUSA- Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento declarou que a nova estrutura será mais resistente à maresia. O prazo para conclusão do novo gradil é de 30 a 40 dias, por volta do meado do mês de fevereiro. As novas grades terão 290 metros de extensão por 2,32 de altura, a um custo de R$ 431.867,11. Corrigindo Existe uma contribuição individual de 20 reais. Maiores informações: 2717.9117 e 98106.1991. N a capa da nossa edição número 98, por erro de programa houve uma repetição do nome da modelo e dos produtores da edição anterior. O nome correto desta modelo e Thays Silva.
  12. 12. Em Foco Edição na internet para Hum milhão de leitores www.dizjornal.com Maternidade Municipal Vai Fechar as Portas 12 Niterói 26/10 a 09/11/13 dizjornal@gmail.com Aumento nas Passagens de Ônibus Insegurança Noturna no Comércio A O Hospital do Servidor Público do Estado do Rio, em Charitas, onde funcionava a Maternidade Municipal Alzira Reis, chegou a seu fim. Atolado em dívidas trabalhistas vai a leilão para pagar a dívida. Já dava sinais de falência, desde que operava precariamente com apenas um ginecologista, além de exame de ultrassonografia. O hospital, administrado pela Associação dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (Asperj) deve algo em torno de 15milhões e o prédio foi avaliado em R$ 22,9 milhões. A situação da ASPERJ também é decadente, contando com poucos funcionários e uma baixa arrecadação. Ela vinha sendo dirigida nos últimos anos pelo ex vereador e delegado de Polícia René Barreto. A partir de 8 de fevereiro, o carioca vai pagar mais caro pela passagem de ônibus que passará de $2,75 para $3,00. O decreto já foi assinado pelo prefeito Eduardo Paes e publicado no Diário Oficial do Município. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foram os responsáveis pelos cálculos com base em índices de inflação, que configurou um aumento de 9,09%. E é preciso salientar que foi levado em conta o desconto de 50% do IPVA dos ônibus e a desoneração do PIS/COFINS de 3,65%. O reajuste para R$ 2,95 chegou a ser anunciado pela prefeitura para entrar em vigor em junho do ano passado, mas foi cancelado devido às manifestações que ocorreram nas ruas. A prefeitura do Rio instituiu o passe livre para estudantes beneficiados pelos programas de cotas, Programa Universidade para Todos e universitários com renda familiar per capita até um salário mínimo. rrombamentos e furtos durante a noite estão se tornando práticas corriqueiras nas lojas do comércio de rua. A predileta está sendo a Rua Moreira César, que apesar das seguidas denúncias, a segurança pública não dá conta e os ladrões reaparecem. Alguns lojistas, preocupados com os prejuízos falam em contratar vigilância particular, visto que nem a Polícia Militar tem conseguido frear estas práticas delituosas. A segurança na cidade de Niterói tornou-se frágil e a população está sob alerta constante, insatisfeitos pelos altos impostos que pagam e nem o governo do Estado e nem a municipalidade têm dado respostas à altura das necessidades de todos. As entidades do Comércio (Sindilojas, CDL e a ACERJ) protestam, mas não têm as respostas que deveriam; nem quanto ao Estado e nem a Prefeitura, principalmente, por ter um lojista, Fabiano Gonçalves, como secretário municipal de Desenvolvimento. O comercio é a principal atividade econômica da cidade e precisa de respostas imediatas.

×